História Cendrillon - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cendrillon, Drama, Heterossexualidade, Homossexualidade, Morte, Romance
Exibições 13
Palavras 1.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Necrofilia, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


EAÍ MEUS BABYS?
E Aqui Estou Eu
Tendo Ideia De Fanfics
Me chamem De Viih
NÃO GENTE
EU NÃO IDOLATRO A VIIH TUBE
É PORQUE MEU PAI TEVE AUDÁCIA DE COLOCAR ESTE NOME EM MIM
PORRA
EU QUERIA CHAMAR CHLOE
OU MARINETTE
T-T

💋~~~~~👄~~~~~💋

Enfim
Aproveitem A Leitura

- Plágio é Crime
- Os personagens a seguir me pertencem
- Eu amo borboletas
- Espero que gostem

Capítulo 1 - Tecidos


Fanfic / Fanfiction Cendrillon - Capítulo 1 - Tecidos

A movimentação na parte humilde de Apúlia era forte, na real, era sempre forte. A necessidade de viver sempre permanecia ali, então a compra de alimentos, roupas, tecidos, móveis entre outros artigos de casa era sempre recente, e não havia motivos para não estar cheio. No meio daquela multidão apressada, estavam Emma e Claire, que andavam para lá e para cá, na tentativa de achar a loja de tecidos. Todavia a movimentação não ajudava, ou tampando a visão das amigas, ou atrapalhando a passagem das mesmas. 

- Em, assim não vamos chegar na loja de tecidos. Está impossível de se passar aqui! - pronunciou Claire, tentando convencer a amiga ruiva a parar com essa tentativa de comprar os tecidos. Mas provavelmente, a tentativa seria em vão.

- Não posso desistir agora! Se eu voltar para casa de mãos vazias, a Adele vai me dar sermão, pela 15ª vez só em uma semana, e isso é irritante! - afirmou a garota, percorrendo os olhos azuisa por todos os lados, sem deixar escapar nada. Tentando esquecer todas as discussões e sermões de Adele, sua madrasta. 

- Não seria melhor se você largasse dela e fosse morar com alguém? - opinou.

- Talvez. Mas se eu fizer isso, ela vai me procurar com um faca! - Claire apenas deu uma risada interna. Mas, repentinamente, a multidão parou de se mover. As amigas, sem entender nada, chamaram Giovanni, um rapaz que, por coincidência, estava ali. - Gio, o que aconteceu?

- O mensageiro real!

O mensageiro posicionou-se para dar início a leitura, abriu a carta e, com a voz grossa, leu - A Rainha Amber venha a dar a notícia que, daqui uma semana, ocorrerá um baile no castelo, e, lá, será decidido quem será a nova rainha e futura esposa do Príncipe Angelo. O baile se iniciará as 19:30, sexta-feira. - e a mensagem acabou.

O silêncio permaneceu.

As garotas demoraram para processar a notícia e depois de meros 5 segundos, a gritaria feminina preencheu o lugar. Sério mesmo? Iria ter um baile? No castelo? Para ver quem seria a nova rainha? A euforia dominava por ali agora. A maioria das garotas só queria se tornar noiva do príncipe por riqueza, ouro e poder. Outras já, eram apaixonadas pelo príncipe, e fariam de tudo para se casar com ele, e entre essas apaixonadas, estava Emma. A obcecada. Mas Emma era diferente, as outras garotas eram apaixonadas por ele apenas pela beleza, nunca haviam ao menos conhecido Angelo, apenas visto. Todavia Emma já conversara com ele, e, perdidamente teve sentimentos pelo príncipe. E ainda lembrava da frase que nunca saiu de sua cabeça dita por ele, "Mal posso esperar para vê-la novamente, my mademoiselle!". Aquilo mexeu tanto com ela. Aqueles cabelos pretos e olhos-azulados à encantavam, faziam ela perder o controle.

- Você tem noção? - Emma iniciou, virando-se para Claire, que estava com a expressão de tédio - Você tem noção, Claire?

- Sim, Em, eu tenho noção, ao contrário de você! - Claire tentava acordar a ruiva para a realidade, mas o que adiantava, a mesma sonhava iludida, como se ela fosse ter dois filhos com Angelo. - Agora vá pegar os tecidos antes que eu te leve para longe!

- C-Calma, tô indo! - tentou acalmar a amiga, que, por sinal era sincera e agressiva, isso combinava com seus cabelos platinados e seus lindos olhos castanhos. Não demorou muito e a ruiva avistou a loja de tecidos. - Claire, ali! - apontou, logo em uma fração de segundos puxando Claire para a direção do local enquanto corria.

Naquela loja de tecidos trabalhava a Srta Boulevanderie, uma mulher que aparenta ter 47 anos, de cabelos quase crespos e olhos com a cor indecifrável. Era uma mulher arrogante e falsa, isso explicava a filha que ela tinha, Beth Boulevanderie, a querida pessoa mais odiada por Giovanni, Emma e Claire. Ao entrarem na loja, a Srta Boulevanderie olhou com desgosto para os três amigos, sim, Gio estava com elas.

- Argh, o que quer aqui sua Gimmont? - a velha realmente estava com a intenção de irritar Emma chamando-a pelo sobrenome da madrasta, e funcionou!

- Não me chame de Gimmont, não sou uma bruxa. Agora, quero comprar os tecidos, ou está tão difícil de entender que isto é uma loja de tecidos, Úrsula? - após essa fala, Emma, Claire e Gio foram para os fundos da loja, onde haviam os mais lindos tecidos.

- Você arrasou, Emma! Pisou na cara daquela velha! - Gio exclamou orgulhoso da amiga.

- Ah, que nada, ela merecia mesmo! Agora vamos escolher os tecidos! - olhou para os rolos de tecidos, apesar de ser comandados por uma velha, era cada um mais lindo que o outro, e como Emma conhecia os gostos de suas meia-irmãs e sua madrasta.

Decidiu pegar um tecido verde-brilhante para Julie, a meia-irmã irritante, mas aquele tecido combinava com sua personalidade e sua aparência, em que tinha cabelos pretos idem ao carvão e olhos esverdeados aterrorizantes e encantadores. Optou por pegar um laranja-fluorescente para Jenna, a meia-irmã generosa, o laranja era uma de suas cores principais, pois destacava sua coragem de enfrentar Adele, a gentileza e o otimismo de Jenna, e sempre lembrava sua aparência, que eram perfeitos cabelos rosa e olhos incrivelmente azuis, lembravam balinhas ardentes. Escolheu um vinho morto para Adele, pois demonstrava sua arrogância e sua personalidade sem-vida, e por incrível que pareça, lembrava seus cabelos cinzas e brancos, com seu olhar morto preto.

- Combina perfeitamente com a Julie, Jenna e Adele, concorda? - Gio perguntou retoricamente.

- Agora, eu tenho que escolher um tecido para mim, mas Adele deu o suficiente apenas para ela e para Jenna e Julie. - imediatamente olhou para Gio, que tinha mais amizade com a filha da Boulevanderie.

- Está bem, mas você vai ficar me devendo, eu quero que você faça o Andrew se apaixonar por mim. - sim, Gio era homo, e era apaixonado por Andrew, o filho do dono do armazém da esquina, que também era homo.

- Confirmado. - deu uma risadinha pequena, mais ouvinte.

Olhou por mais alguns tecidos por ali, e não gostou de nenhum, alguns eram frios demais, outros vivos demais, queria um que estivesse no equilíbrio, um simples, mas chamativo.

Mas não demorou muito, bateu os olhos num tecido que lhe chamou a atenção, e que, numa fração de segundos, iria levá-lo em imediato. Era um tecido branco, tão branco pouco brilhoso, com a estampa de bolinhas Verde-Chaurtrese. Este não levava muito sobre sua personalidade, mas sim pela aparência, que Emma era uma jovem de cabelos Laranja-Safety e olhos Azul-Turquesa que encantavam a qualquer um que encarasse os mesmos.

- É... - começou Gio.

- Tão... - continuou Claire.

- Perfeito! - terminou Emma.

Claire confessava mentalmente que ficou com inveja, e sabia que, Angelo não resistiria ao vê-la assim.

- Eu preciso correr! Gio, obrigada pelo pagamento! E prometo que vou lhe ajudar com Andrew! - Emma, ao terminar, correu até a Boulevanderie e entregou o pagamento, dizendo que o resto estava com Gio e que lhe iria entregar depois.

"Vamos lá! Uma semana, quatro vestidos, você consegue Em! Pelo príncipe."

"Pelo Angelo."

"Pelo seu amor."


Notas Finais


E aí, querem continuação?
Enfim, estou pensando, talvez tenha três capítulos ou cinco, não sei, mas é um desses dois.
Passem na minha outra fanfic minhas abóboras :3
https://spiritfanfics.com/historia/oh-marinette-6707530

Apúlia = Cidade Onde Se Passa a História


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...