História Cereja quente - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Gaino, Karaokê, Muita Safadeza, Naruhina, Nejiten, Sasusaku
Exibições 83
Palavras 2.177
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha mais um capitulo pra voces meu amores.
OBRIGADOOOOOO aos favoritos e os comentários que recebi gente amo voces serio (ai eu vou chorar, menos suzy menos)
Boa leitura.

Capítulo 5 - Baile parte-2


Tava na hora de contar minha historia.

 

-Bem, acho melhor chamarem o Samu por que não sei se meu coração aguenta mais alguma coisa hoje- falei fazendo todos rirem, olhei pro Sasuke e ele me olhava indecifrável tinha as mãos cruzados em cima da mesa e o queixo apoiado nelas, olhei pra minha mãe e ela chorava nos braços de Kakashi, olhei minhas amigas e elas tentavam segurar as lágrimas falhando miseravelmente, respirei fundo.

-Aos 7 anos de idade me perguntaram o que eu queria ser quando crescer, minhas amigas sonhavam em ser modelos, atrizes, cantoras ou ate mesmo a Barbie, bem eu sonhava em ser uma pantera e chutar a bunda dos caras maus- todos riram- aos setes anos me perguntaram o que eu queria ganhar de presente tenho certeza que muitas meninas pediram bonecas Barbie ou casinhas de boneca brinquedos de meninas, bem eu pedi um taco de beisebol mas não era pra aprender a jogar não, era pra acertar os caras maus, nunca fui uma menina cheia de fru-frus ou mimada, desculpa mãe- falei olhando minha mãe- mas eu odiava o balé, serio, eu não gosto de vestido ou salto alto, se pudesse teria vindo de jeans ou tênis, mas ai era provável que eu saísse num carro funerário -voltando ao foco da noite respirei fundo duas vezes de cabeça baixa não sei se consigo fazer isso.

Olhei pra todos eles e parei em Sasuke, lindo e perfeito capaz de seduzir ate um mosquito só com aquele olhar, ele me olhava intensamente e indecifrável, então falei aquilo que me sufocava.

-Aos setes anos de idade tive meu primeiro abuso sexual...

Fechei os olhos tentando não lembrar o que eu passei- acreditem não é nem um pouco fácil falar sobre isso, durante anos eu não conseguia falar com ninguém nem mesmo com um psicólogo, a primeira pessoa que eu realmente consegui falar tudo o que passei foi a loira valentona ali- apontei com a cabeça para Temari que sorriu me incentivando- então...- respirei fundo- quando se tem sete anos, você não tem perspectiva do que significa malíciosidade ou nada do tipo, uma criança não sabe diferenciar um toque de carinho com algo mais... pervertido digamos assim, tudo começa com uma passada de mão, "inocente"- fiz aspas com a mão- no braço, depois nas pernas, um beijinho no rosto, um cheirinho no pescoço- meu nariz se torce de nojo ao lembrar- presentes e mais presentes, "olha eu comprei um vestido lindo pra você experimenta aqui pra mim ver, ou então, comprei um biquíni da cor que você gosta, experimenta na minha frente pra mim ver se ficou boa" depois, vem as brincadeiras "novas", "vamos brincar de casinha? você é minha esposa e eu sou seu marido, ou a clássica vamos brincar de medico e paciente ou então vamos brincar de cinema eu sou o diretor e você a atriz, e depois ...- minha mãe soluça de tanto chorar e eu a entendo, saber que o homem que ela amava fez o que fez com própria filha não é fácil- normalmente em 85% dos casos são algum parente ou amigo da família, geralmente alguém de muita confiança que comete os abusos, no meu caso o meu ex-padrasto, e não, eu não contei a ninguém e também ninguém percebia o que acontecia, nem mesmo os empregados da casa, ele era bem esperto e discreto, vocês devem se perguntar porque não dizia a alguém de confiança, eu vos digo: culpa, vergonha, eu achava que eu era a culpada disso, passei a odiar saias ou vestidos porque eu achava que isso de alguma forma atraia isso pra mim, cortei meus longos cabelo tão curto que poderiam me confundir com um garoto se não tivesse o cabelo rosa, não usava brincos e muito menos maquiagem, devo dizer que minha mãe não gostou disso sua menininha, não queria ser mais menina, foi uma fase bem conturbada entre nos duas- olhei minha mãe ela estava sendo amparada por kakashi, eu sabia da culpa que ela sentia por nunca ter associado as coisas, para ela meu comportamento era apenas um birra de criança ou algum distúrbio na minha cabeça, por isso que ela age do jeito que age comigo hoje em dia- não se culpe mãe, não tinha como você saber, ou adivinhar uma coisa dessas, quem imaginaria que uma pessoa que te cria como filha faria uma coisa dessas, não da pra saber, meus abusos só foram descobertos quatro anos depois quando sofri uma hemorragia no útero, e fui levada as pressas pela governanta da casa- essa parte era a que me deixava mais tensa e que mais me doía- ao chegar la descobriram que a hemorragia na verdade era um aborto espontâneo- lágrimas comeram a escorrer lembrando quando a doutora Tsunade me contou- a... doutora que me atendeu pediu pra conversar a sós comigo e delicadamente me pergunto como isso tinha acontecido já que eu só tinha 11 anos de idade- coloquei as mãos nos olhos soluçando senti braços me abraçar e quando olhei vi Temari e Sasori meu primeiro namorado o qual passou pelo mesmo que eu sofri, me abraçar forte.

-Chega Sakura- saso disse no meu ouvido

-Não eu preciso continuar- sussurro

-Seja forte querida- disse Temari entrelaçando sua mão na minha, respiro fundo duas vezes e continuo.

-Ela... me pergunto quem tinha feito isso comigo, já que meu corpo tinha sinais claros de abuso, depois de um tempo e muito abalada emocionalmente eu só... disse o nome tão baixo que pensei que ela não fosse ouvi, mas ela ouviu, então ela agiu, chamou a policia e fez a denuncia, pouco tempo depois a minha tinha chegado, ele não foi acho que já sabia que seria descoberto, minha mãe ficou arrasada e tentava falar comigo mas eu não conseguia falar nada estava em choque por causa do bebe, apesar de tudo era um ser inocente que não tinha culpa de nada- paro um pouco tentando controlar o choro e a respiração descompassada.

  -Bem, depois de tudo isso, ele foi preso e julgado, e graças a deus permanece preso, minha guarda foi passada para o meu pai e fui morar em Suna onde conheci pessoas maravilhosas que foram que me ajudaram a passar pelo trauma que sofri, e ser a mulher forte que sou hoje, eu consegui passar por cima de tudo que me aconteceu e ser feliz graças as pessoas que me amam e estão sempre do meu lado e que me ajudaram a fundar o Fique de Olho e ajudar crianças que passam pela mesma coisa que eu, sem eles eu não seria o que sou hoje, obrigado, eu amo vocês- digo soluçando e todos levantaram se e bateram palmas pra mim.

Não é fácil falar, assim como não é fácil lembrar de tudo, mas eu superei e hoje fico feliz em ajudar pessoas que passaram ou passam por isso.

-Obrigado pela presença e pela contribuição de todos, apreciem a festa e lembrando que daqui a pouco teremos um grande surpresa- digo eles aplaudem mais uma vez desço do palco ainda agarrada a Temari e Sasori, minhas amigas me rodeiam me abraçam apertado.

-Você foi ótima Sakura, fico feliz que você conseguiu contar um pouco da sua experiência- Ino fala me beijando a bochecha.

-É Saky, agora todos estão mais motivados a ajudar- Hina fala.

-Vamos nos arrumar daqui a pouco é a nossa apresentação, vem- Ten me puxa pela mão, para trás do palco, sinto olhos em minhas costas e olho para trás e o encontro em pé com uma bebida na mão, me olhando indecifrável e intenso, não vejo olhar de pena, na verdade não consigo decifrar seu olhar, continuo o encarando ate desaparecer atrás do palco.

 

                                       

                                                Minutos mais tarde

 

 

Subimos todas no palco, nos posicionando nos nossos lugares eu na primeira fileira, do meu lado esquerdo Hinata, do direito Ino que somos as vocais, as instrumentais ficam atrás, a Tenten e a Temari e o restante das meninas das Bellas, faz algum tempo desde que não nos encontramos todas juntas para cantar, a ultima vez foi na formatura logo depois de ganharmos o campeonato regional de canto a Capela, não usamos instrumentos musicais, todo som vem das nossas cordas vocais, essa foi umas das coisas que me fizeram me apaixonar pelo grupo e querer fazer parte.

Olho para elas as vestidas do mesmo jeito que eu, estamos todas vestidas iguais, Calça jeans, blusa branca, colete jeans, tênis all stars e pra finalizar o símbolo das Bellas, um lenço de seda branco bordado com flores amarelas amarrado no pescoço.

-Vamos la meninas, vamos fazer o melhor show das nossas vidas- Ino começa a nos animar.

-É isso vadias vamos arrasar nessa porra -Tema fala do seu jeito, como sempre.

-Vamos arrasar- Hina diz.

-Mãos no centro- Tenten estendeu sua mão no nosso cumprimento de boa sorte, e todas se juntaram no centro colocando as mãos uma em cima da outra.

-Obrigado a todas por estarem aqui hoje, vocês não tem ideia de como significam muito pra mim, amo todas vocês- eu digo com os olhos marejados e a voz falha.

-Sabe que faríamos qualquer coisa por você né more- diz Sayuri nossa antiga líder.

- Vamos la, 1... -Ino começa- 2... - Temari fala- 3... arrasa Bellas - dizemos todas juntas, abaixando nossas mãos e depois levantando.

As luzes do palco se apagam e todos ficam em silencio, as instrumentais começam fazendo som com a boca, e logo depois Ino entra.


 

                 Price Tag- Jessie J

 

Seems like everybody's got a price

I wonder how they sleep at night

When the sale comes first

And the truth comes second

Just stop for a minute and

Smile

 

 

Hina da um passo a frente com a voz de anjo

 

Everybody look to their left (yeah)

Everybody look to their right (ha)

Can you feel that (yeah)

Well pay them with love tonight

 

 

Depois todas juntas dançando em sincronia conforme a coreografia

 

 

It's not about the money, money, money

We don't need your money, money, money

We just wanna make the world dance

Forget about the price tag

 

Ain't about the (ha) ch-ching ch-ching

Ain't about the (yeah) b-bling b-bling

We just wanna make the world dance

Forget about the price tag

 

 

Mudamos de musica, mudando o tom e misturando os ritimos e a Temari entra.

 


                       Give Me Everything (Tonight) (feat. Ne-yo)
 

 

Tonight I want all of you tonight

Give me everything tonight

For all we know we might not get tomorrow

Let's do it tonight

 

Don't care what they say

All the games they play

Nothing is enough

'Til they handle love

Let's do it tonigh

 

Ai, eu entro finalmente sensualizando, toda poderosa... (menos sakura), fazendo um twerkin, e fazendo sasuke ficar de boca aberta e os garotos gritarem e assoviarem alvoroçados.

 

 

Grab somebody sexy, tell 'em hey

Give me everything tonight

Give me everything tonight

Give me everything tonight

Give me everything tonight

 

 

Ai vem Tenten toda poderosa rebolando ate o chão, enquanto a outras dançam ao seu redor, piscando o olho pro Neji que esta de boca aberta.

 

Excuse me (excuse me)

But I might drink a little bit more than I should, tonight

And I might take you home with me if I could, tonight

And, baby, Imma make you feel so good, tonight

Cause we might not get tomorrow

 

A musica muda de ritmo e em sincronismo voltamos ao nossos lugares e eu fico na frente sozinha com um refletor em mim

 

              Flashlight
                                Jessie J

 

When tomorrow comes I'll be on my own

Feeling frightened of the things that I don't know

 

 

Ino para ao meu lado e segura minha mão cantando junto a mim

 

 

When tomorrow comes, tomorrow comes

Tomorrow comes

 

Depois todas as outras vem pra frente ficando lado a lado cantando todas juntas e dançando igual

 

 

I got all I need when I got you and I

I look around me, and see a sweet life

I'm stuck in the dark but you're my flashlight

You're getting me, getting me through the night

I can't stop my heart when you're shining in my eyes

 

Can't lie, it's a sweet life

I'm stuck in the dark but you're my flashlight

You're getting me, getting me through the night

'Cause you're my flashlight

My flashlight

You're my flashlight

De repente todas as luzes se apagaram e as pessoas que estão na plateia se levantam com a luz do celular ligada iluminando o lugar como se fossem vaga-lumes.

 

 

     OHHH OHHH OHHHH OHHHHH OHHHHH

 

 

'Cause you're my flashlight

'Cause you're my flashlight

You're my flashlight

You're my flashlight, light, light

You're my flashlight, light, light

You're my flashlight

 

             OHHHHH OHHHHHHH OHHHH OHHHHHHHH

 

 

Quando acabamos de cantar estamos todas de mãos dadas com lágrimas nos olhos, é simplesmente maravilhosa essa sensação de bem estar e felicidade quando acabamos uma apresentação e somos aplaudidas de pé, é... não tem explicação, foi por essa sensação que eu entrei na Bellas e não me arrependo.

Todas nos abraçamos rindo e chorando juntas compartilhando dessa emoção de estarmos mais uma vez juntas.


Notas Finais


Olha ai, finalmente acabei essa parte, eu sei que voces queriam que fosse o sasuke a subir no palco e acalentasse a sakura mas vamos combinar eles pouco se conhecem e sasuke não tem tanta intimidade assim com ela.
No próximo teremos o PRIMEIRO ENCONTRO DELES.
me diz ai o quais suas perspectiva desse encontro.
Não deixe de da uma olhada nas minhas ones
https://spiritfanfics.com/historia/hands-to-myself-6892372
https://spiritfanfics.com/historia/earned-it-resposta-do-sasuke-6957961


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...