História Céu sem estrelas 0.9 - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Warrior Cats (Gatos Guerreiros)
Tags Gatos Guerreiros
Visualizações 5
Palavras 609
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 34 - Nove vidas


O sol ia nascendo quando íamos acordando. 

 — Estou com fome... — Murmurou Cauda Molhada. 

— Deve ter algo por aqui — falei pulando do buraco. Farejei o ar e senti o cheiro de camundongos,  acenei para os outros que saíssem da toca. Agachado localizei a presa, em um pulo mordi e a abati, voltei aonde os outros estavam e eles já haviam pego suas presas. Comemos e voltamos a caminhar. 

— Ainda falta muito? — falou mal humorada Pata Doce. 

— Sim...  

— Quando foi que você veio para a Pedra da Lua para saber o caminho? — intrigou-se Cauda Molhada. 

— Quando eu era aprendiz... Eu vim com Estrela de Carvalho, quando ele se tornou líder. 

— Quem é Estrela de Carvalho — perguntou a aprendiz preta e branca. 

— Era irmão de Estrela de Aço, ele liderou antes de Pelo de Aço se tornar representante, aí como o líder morreu, Coração de Nuvem se tornou o líder, e Pelo de Aço foi escolhido como representante.  

— Do jeito que ele fala parece que ele é velho — cochichou Cauda Molhada para as duas gatas, risadas baixas surgiram. 

 — Não sou tão velho assim. 

— A não? E quantas luas você tem? 

— Quarenta e oito luas 

— Realmente não é velho... 

 

Após muito tempo andando, quando a lua já estava alta, finalmente tínhamos chegando a Pedra da Lua. Entramos na pequena caverna e nó dirigimos até o final dela, a caverna era totalmente escura, mas no final a lua refletia em uma pedra, iluminando a caverna. 

  — E agora? — Perguntou Pata Nevada, olhando a pedra. 

  — Dormimos — disse me deitando ao lado da pedra. 

  Eles se aconchegaram no chão gelado, e todos nós logo adormecemos. 

  Era um lugar alto, havia bastante estrelas, se olhasse para baixo, via-se toda a floresta, e você não caia. Podia brincar, caçar, naquele céu, bonito e estrelado. 

  — Pelo de Folha? — Chamou uma voz 

  — Olá? 

— Sou Estrela Brilhante. Você veio até a mim para receber as nove vidas? — a voz falava calma e fria como o vento. 

— Sim 

— Você foi um filhote bom, um aprendiz esperto e um guerreiro valente. Sei que você protegerá o clã acima de qualquer coisa. Pelo seus olhos, eu vejo o seu coração. Você está pronto para receber as nove vidas? 

— Sim 

— Muito bem 

— Pelo de Folha... — miou uma voz fraca que eu nunca pude ouvir, mas sabia quem era, Filhote de Fumaça — Com essa vida eu lhe dou a compaixão, para que você cuide de todos os filhotes e anciões do clã 

— Eu lhe dou a energia — disse a pequena, Filhote de Girassol — para não se cansar nas funções de líder. 

— Eu lhe dou a sabedoria — miou Retalho — para guiar o clã em tempos difíceis. 

— Eu — disse Pata de Farpa — lhe dou a coragem, para saber enfrentar o perigo. 

— Eu lhe passo a compreensão — ronronou Estrela Reluzente — para poder entender os problemas de cada gato. 

— Pelo de Folha — surpreendeu-me Dente de Leão — eu lhe passo o extinto protetor, para você proteger todos que precisam. 

— Eu lhe dou o amor — disse Cauda Felina — usa com todos e com aquela que for especial... 

— Eu lhe dou a justiça — miou Pelo de Espinho — use-a para julgar as ações de todos. 

— Eu lhe dou a nobreza e a fé — miou orgulhoso Estrela de Aço — Esse para levar o seu clã pelo caminho certo. Sua vida antiga já não existe mais, o Clã das Estrelas lhe passa a guarda do Clã da Neve, honre os seus antepassados e suas tradições. Agora eu lhe saúdo pelo seu novo nome, Estrela de Folha. 

 

O sol se levantou, anunciando que era ora de acordar e voltar para casa, me espreguicei, olhando para os três que iam acordando. Nós levantamos e começamos a rumar para casa.  


Notas Finais


48 luas = 4 anos
Filhote de Fumaça e Filhote de Girassol seriam os dois filhos de Estrela de Folha e Cauda Felina que morreram.
Estrela Reluzente líder do Clã da Tempestade
Dente de Leão mãe de Estrela de Folha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...