História Chace To Fate (Camren) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Norminah
Exibições 312
Palavras 1.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Tudo vai dar certo


                   New York 


            Point of view Camila




Sinto as lagrimas correndo livremente pelo meu rosto, o celular escorregou de minhas mãos diretamente para o chão.


“perda de memoria permanente”


Eu me encontrava em um misto de aeentimentos, por um lado minha mulher estava viva fora de qualquer perigo mas por outro ela nunca se lembraria de mim nem de nada do que vivemos juntas e isso me deixava triste.


Sou despertada dos meus com pequenas mãos me balançando 


— mamãe por que você tá chorando?


— não é  nada não meu amor por que você não vai no seu quarto colorir um pouco em?


— tá mais promete que não vai mais chorar?


— prometo meu anjo pode ficar tranquila.


Ela assente e me abraça apertado deixando um beijo molhado em meu rosto, fez o mesmo com a Dinah para logo em seguida ir  alegremente para o seu quarto.


— ela já foi Chancho desenbucha logo o que te falaram no telefone 



— a Lauren acordou - digo já sentindo meus olhos arderem 


— CAMILA NÃO BRINCA COMIGO,ME RESPEITA


— é  sério Cheche ela acordou 


— AI MEU DEUS EU NÃO ACREDITO QUE A BRANQUELA FINALMENTE ACORDOU - diz gritando e começa a pular no sofá soltando uns gritinhos agudos e tudo que eu consegui foi sorrir sem mostrar os dentes - CAMILA POR QUE VOCÊ NÃO ESTA FELIZ POR QUE VOcê não está gritando - diz finalmente abaixando o tom e se sentando novamente 


— eu estou feliz Cheche - digo sorrindo - mais eu também estou triste 


— mais era pra você estar feliz Chancho a branquela acordou não era isso que você queria?


— era só que ela...ela perdeu a memória - digo e vejo os olhos da Dinah marejarem, apesar de ser minha amiga ela é  super apegada a Lauren.


— isso é  temporário né chan ela vai se lembrar da gente não vai?


Disse Dinah em um tom choroso e eu apenas neguei lentamente, ela me puxou para um abraço e logo estávamos nos duas chorando estericamente.


— Chancho - fiz apenas um som nasal indicando que ela prosseguisse - será que ela ainda vai saber fazer lasanha?


— Dinah ela ficou em coma por trés anos, perdeu a memoria e você só quer saber se ela ainda sabe fazer lasanha?


— ue  a lasanha dela era a melhor de todas - diz como se fosse óbvio


— era mesmo.


— quando você vai ir ver ela



— eu não sei eu acho que vou agora pela tarde, eu não terminei a ligação porque assim que ela me falou sobre ela eu já senti o impacto então eu não sei se eu poderia  ir agora


— ok vai levar a Meg?


— não porque eu não sei qual vai ser a reação dela e eu não quero que a Meg saia magoada caso seja rejeitada 



— e essa é uma possibilidade?


— claro que é  Dinah mesmo se ela tivesse acordado e com a memória em perfeito estado já seria uma posibildade porque a última coisa que ela iria se lembrar era de estar grávida  não de uma filha de três anos, imagina agora que ela não lembra de nada.




— é você tem razão, quer que eu fique com a Meg enquanto você vai lá?


— seria ótimo, eu estou com medo Chee



— vai dar tudo certo, com o tempo tudo se ajeita.- diz me abraçando apertado


Espero que você esteja certa





*"*"*"*"*"*"*"*"*"*"*"*"*"*"*"*"*"


As horas se passaram rápido e eu já estava ansiosa, só de pensar em ver os lindos olhos verdes da minha esposa meu coração já errava a batida eu esperei tanto tempo pra isso.

O caminho até o hospital foi tranquilo então eu rapidamente cheguei lá.

Assim que entrei segui diretamente para a sala do doutor Simon dando três batidas na porta 



— entre 


Logo assim que entrei avistei Simon sentado atras da mesa com um sorriso receptivo e ele me explicou a situação de Lauren e que ela receberia alta amanhã mesmo 


— e quando eu vou poder ver ela? - perguntei já sentindo meu coração acelerar


— agora mesmo se você quiser 


— eu quero sim - aí meu deus eu acho que vou passar mal.


O doutor me guiou até o quatro dela e me pediu pra esperar um pouco entrando logo em seguida 


— Bom pode entra ela está acordada, boa sorte.


Disse metendo o pé dali e eu comecei a soar aí meu deus, o meu coração vai acelerar o meu coração vai bater forte eu vou ter um ataque do coração, calma Camila respira e entra.


Respirei fundo controlando a batida do meu coração e abri a porta entrando lentamente

A minha mulher estava deitada na cama fitando o teto como se tivesse algo muito interessante ali 


— o...oi - que merda gaguejei na comunicação 


Ela desviou o seu olhar do teto e me encarou por algum tempo antes de responder 


— oi - diz e sorri pra mim e as lágrimas já começam a rolar pelo meu rosto só de ouvir sua voz - aí meu deus por que você  tá  chorando eu fiz algo errado 


— fez me esqueceu - murmurei baixa somente para mim mais acho que ela escutou 




— d..desculpa 



— ei não precisa se desculpar não foi culpa sua



— ok mais o que você é minha? - perguntou baixinho 




— eu sou sua esposa - felei convicta afinal eu não poderia seguir com as inseguranças, eu tenho uma filha pra criar e uma mulher que não se lembra de absolutamente nada na vida dela.



Ao ouvir o que eu falei ela me olhou e sorriu, um sorriso bem fofinho como eu senti falta desse sorriso.



— legal 


Depois de alguns minutos em silêncio eu fiquei olhando diretamente pra ela com uma vontade imensa de a pegar em meus braços e a encher de beijos.



— Laur



— oi



— será que eu posso te abraçar?




— oh - pareceu pensar durante um tempo - claro.




Me aproximei rapidamente da cama sentindo os batimentos do meu coração acelerar ao fitar o rosto da minha esposa que me olhava sem jeito, levei minha mão até seu rosto acariciando sua face branquinha 



— continua linda - suas bochechas rapidamente ganharam uma coloração avermelhada e isso me fez lembrar dos nossos primeiros encontros e só de lembrar disso ja sinto meus olhos marejaren - você nem imagina como eu senti sua falta - a abrecei em um abraço meio desengonçado por ela está sentada na cama e por incrivel que pareça ela retribuiu o abraço, beijei sua testa e abracei mais forte.




— seu abraço é confortável e quentinho - sorri com o seu comentário e lembrei que ela sempre falava isso mas também lembrei que precisávamos conversar.



— Laur precisamos conversar






— ok - se soltou de mim e se sentou corretamente na cama chegando um pouco mais para o lado e dando dois tapinha ao lado desocupado da cama e eu logo tratrei de me sentar ali - sobre o que vamos conversar?




— sobre sua vida, eu vou te contar umas coisas e você me responde o que você achou e depois você podevme perguntar o que você quiser ok?



— ok



— bom eu vou ao assunto mais importante, nós temos uma filha o nome dela é Meghan e ela tem três aninhos e por incrível que pareça ela é super apegada a você - eu estva rezando para ela ter uma reação possitiva sobre a nós termos uma filha.



Eu só esperava que tudo ficasse bem e que nós   podesemos  ser felizes de novo.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...