História Chained - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~zKyouta

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Jellal Fernandes
Exibições 84
Palavras 1.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi pessoal!!!
Espero que todos estejam bem <3
Enfim, ai está mais um capítulo!
Espero que gostem!
Boa leitura!
Beijos! :*

Capítulo 16 - Apenas um


- E-Eu disse isso? – Falou ela tentando fingir que esqueceu.

- Não se finja de boba.

- ... – A ruiva envergonhou-se.

- Não precisa se preocupar, não irei pedir nada demais a você. – Comentou o azulado, que se sentou na cama lentamente. – Só vou pedir um pouco de ajuda. – Ele sorriu para Erza que o encarava.

- Tudo bem ... – Sussurrou ela.

- Bem, estou um pouco cansado, irei dormir um pouco. – Jellal deitou-se.

- Não está com fome? Saiu do hospital sem comer nada.

- Estou sem fome, mas, a noite como algo. – Falou ele bocejando. – Sente aqui do meu lado. – A ruiva lentamente se sentou, o azulado pôs sua cabeça sobre o colo da mesma.

- Porque está agindo com tanta intimidade? – Perguntou Erza encarando-o.

- Eu ... Eu só quero me aproximar de você e ser como éramos antes ... – Jellal sussurrou. – Me desculpe por estar agindo assim.

- N-Não se preocupe, está tudo bem. – Gaguejou ela, Erza levou sua mão até a cabeleira dele, que levou um pequeno susto com o toque, rapidamente virou seu rosto e a encarou. – E-Eu acho seu cabelo macio ... – A mesma arregalou os olhos ao perceber o que estava fazendo, assim que tentou afastar a mão Jellal segurou a mesma e a pôs sobre seus cabelos novamente. – J-Jellal ...

- Pode tocar o quanto quiser. – Sorriu ele. – Depois, vá tomar um banho, sei que precisa de um.

- E-Está falando que eu cheiro mal!?

- Não foi isso que eu quis dizer. – Jellal riu. – Para se acalmar.

- Ok ...

O azulado fechou os olhos e relaxou, estava tão confortável ficar no colo de Erza, ele sentia a maciez e o perfume dela, por estar tão próximo da mesma. Para a ruiva era estranho ele estar agindo daquela forma, que algumas semanas atrás a abusava e a eletrocutava, a mesma não iria se acostumar tão cedo com aquele jeito bem-humorado de Jellal. Depois de algum tempo, o azulado já estava dormindo profundamente, Erza pôs a cabeça dele sobre o travesseiro e foi ao seu quarto, chegando lá, havia uma carta sobre o criado mudo, ela pegou a mesma e a abriu.

 

~ Erza-chan, aqui é a Milliana! ~


   Deixei algumas roupas para você, enquanto estava no hospital, comprei roupas intimas e alguns vestidinhos, espero que goste, logo aparecerei aí novamente, só deixe o peso do meu trabalho acabar! >o<’


   ASS: Milliana :3

 

Erza olhou para o lado e tinha uma enorme sacola, a ruiva abriu a mesma e lá estava, vários vestidos e outros tipos de roupas, a ruiva jogou tudo sobre a cama e olhou uma por uma, todos eram lindos, vários vestidos floridos e bem coloridos, shorts, camisetas, casacos e etc.

- Você deve ter gastado muito, obrigada Milliana. – Erza pensou.

Lentamente a mesma pegou as roupas e colocou tudo dentro de um pequeno guarda-roupas que havia ali, pegou um vestido com flores de cerejeira estampado e foi ao banheiro tomar um longo banho, deixou que a água ficasse bem quente, ficou ali, por vários minutos, estava pensativa.

-  Será que ele está mentindo? ...  – Pensou ela ainda debaixo do chuveiro.

Depois de mais alguns minutos ela saiu do banho já vestida, lentamente foi em direção ao jardim, já havia escurecido e o céu estava muito estrelado, logo a mesma se sentou em um banco enorme de madeira que estava por ali e encarou o céu.

-  Está tão lindo hoje. – Um sorriso brotou nos lábios da mesma, ela fechou os olhos e sentiu apenas a brisa balançar seus cabelos.

- Está bem bonito, não? – Assim que escutou a voz masculina atrás de si, abriu os olhos e virou-se.

- Jellal ... – Sussurrou ela.

- Decidi vir aqui um pouco, já que o céu está tão bonito. – Ele sorriu.

- Sim, está mesmo ...

- Gostou das roupas que Milliana comprou para você?

- Eu as achei bem confortáveis e muito bonitas.

- Eu que pedi para que ela comprasse, você estava sem roupas. – Ele encarou as estrelas novamente. – Esse vestido ficou muito lindo em você. – Um rubor apareceu nas bochechas da ruiva.

- O-Obrigada ...

- Erza.

- Hm? – Assim que ela se virou, o azulado estava muito próximo da mesma. –  MUITO PERTO!  – Pensou ela afastando-se um pouco.

- H-Hm .... Obrigado por ter ficado comigo aqueles dias o hospital, realmente me ajudou muito. – Comentou ele encarando Erza ainda. – Agradeço de verdade. – O mesmo aproximou-se ainda mais do rosto da ruiva.

- J-Jellal ... V-Você está muito perto ...

- D-Desculpe. – Gaguejou ele. – Foi o momento, desculpe.

- N-Não se preocupe! – Erza forçou um sorriso, os dois ainda ficaram ali por um bom tempo olhando as estrelas, os mesmos ficaram quietos e apenas escutavam o vento e as arvores balançarem.

Está bem fresco, não é? – Ele falou quase num sussurro, a ruiva apenas concordou com a cabeça.

- Mas senti um pouco de frio agora ... – Erza encolheu-se, de repente o azulado a abraçou. – O Q-Que está fazendo?

- Te esquentando.

- E-Eu iria e-entrar! – Gaguejou ela, mas a mesma não podia negar, estava confortável daquele jeito.

- Eu posso ficar um pouco assim? – Perguntou ele com o rosto afundado no ombro da ruiva, a mesma suspirou.

- S-Sim .... Eu acho. – Os braços do azulado a abraçavam com força, ela tinha os braços em volta dele também, dava para se escutar a respiração forte dele. Passaram-se minutos e os dois ainda estavam abraçados, já eram 22:00, a ruiva bocejava a todo instante, estava cansada. – Jellal?

- Hm?

- Vamos entrar, já é tarde. – Falou ela coçando os olhos.

- Tudo bem. – Jellal falou bocejando alto.

Quando Erza iria se levantar, sentiu o vestido preso em alguma coisa naquele banco, puxou algumas vezes, mas não saia, ela respirou e puxou com força, o vestido havia rasgado e a mesma iria cair, rapidamente Jellal segurou o braço da ruiva, mas caiu junto com ela, ficando por cima.

- Aí droga, minha cabeça. – Resmungou ela de olhos fechados, assim que os abriu, Jellal estava por cima da mesma. – A-Ah.

- ... – O azulado ficou quieto, apenas a encarava, ele umidificou os lábios com a língua e aproximou os mesmos do de Erza, que ficou em pânico.

- E-Ei! – Exclamou ela.

-  Eu quero muito a beijar ...  – Pensou ele com o rosto completamente ruborizado. – Apenas um ... – Sussurrou ele.

- N-Não! – Erza tentou empurrá-lo, rapidamente Jellal segurou seus braços acima de sua cabeça, logo a ruiva se lembrou de algumas coisas que haviam acontecido antes. – P-Pare! – A ruiva o chutou, atingindo sua intimidade, o azulado encolheu-se no mesmo momento, o mesmo gemia no chão, com as mãos naquele local. – M-Me desculpa! Não foi minha i-intenção!

- T-Tudo bem ... – Falou ele ainda um pouco dolorido, novamente os dois ficaram em silêncio. Jellal ainda sentia uma enorme vontade de beijar os lábios da ruiva, logo o mesmo encarou-os de novo. – Erza ... Por favor, apenas me dê um beijo ... – Pediu ele, a ruiva envergonhou-se completamente.

- P-PORQUE?!

- ... – Ele ficou em silêncio e se aproximou cada vez mais, Erza respirou fundo e fechou os olhos, deixando o azulado beijá-la.

Assim que encostou os lábios nos dela, seu coração palpitou forte, Erza se encolheu um pouco, lentamente Jellal segurou seu rosto com as mãos e a beijou um pouco mais profundamente, a ruiva não sabia o que fazer, apenas tentou acompanhar seus movimentos. Um pouco de saliva escorreu pelos lábios de Erza, a mesma tentou empurra-lo pela falta de ar, mas o azulado enfiou sua língua, sem saber o que fazer direito, a ruiva mordeu o lábio dele que se separou no mesmo momento. Erza se levantou e correu para dentro da mansão, deixando Jellal sozinho ali.

- E-Erza ...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...