História Chained ;; Jungkook - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags Bts, Demonios, Jungkook, Sobrenatural, Wings
Exibições 25
Palavras 853
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


!! NOTAS FINAIS IMPORTANTES !!

Capítulo 6 - 05


Não importava o quanto eu corresse, a borboleta de asas vermelhas me seguia, eu não sabia o que ela queria, talvez me atacar, talvez me proteger, mas o medo estava em minha alma, medo de morrer.

Acordo sem fôlego, a roupa hospitalar grudava no suor gelado das minhas costas.

- Srta. Rose? A senhora está bem? - Uma enfermeira entrou no quarto com um carrinho.

- Estou - Sorri - Foi só um pesadelo.

- Deve ser por conta dos remédios - Ela sorriu - Aqui estão suas roupas e um café, quando terminar já pode ir embora.

- Obrigada. - Eu disse e ela deixou o quarto.

Vesti as roupas que Ella havia deixado para mim no hospital e tomeino café.

Foram longos 5 dias no hospital só por um desmaio? Uma falta de ar? Isto acontecia com frequência mas nunca tinha passado tantos dias no hospital.

Ouvi batidas suaves na porta, me virei, e não pude acreditar em quem vi. 

- Yoongi?! - Exclamei com um sorriso.

- Olá minha pequena Rose. - Ele sorriu de volta e caminhou calmamente até mim.

- Yoongi... - Eu o abracei o mais forte que eu podia - Eu senti sua falta...Eu...Eu estava com tanto medo.

- Eu estou aqui agora Rose, não tem mais com o que se preocupar.

  ✾✾✾ 

'Jungkook

Era quase que repugnante um ser tão nojento quanto aquele estar tocando um ser tão puro e belo, eu tinha uma sensação súbita que a qualquer momento Rose iria se despedaçar nos braços dele.

Eu sabia que ele podia me sentir, não importava quanto de minha energia eu usasse para me esconder, ele iria me sentir. Um sorriso malicioso surgiu dos lábios dele enquanto a abraçava, ele olhou para a minha direção, não podia ter certeza se ele me via ou não, mas sussurrou algo compreensível, com sua voz monstruosa e grave.

"É trágico ver um demônio se apaixonar pelos encantos humanos, ainda mais pelos encantos inexplicáveis, o encanto da alma, Abraxas te pegou Jungkook, não vai poder fugir para sempre."

"Cale-se" - O respondi sentindo meu corpo se preencher de fúria - "Nunca irei cair nos encantos traiçoeiros nem de Abraxas e nem de uma simples mundana."

"Guarde estas palavras meu amigo..." - Ele riu alto - "Você mais que ninguém sabes, és tão fraco, mas me conte, como foi sentir os lábios dela, como foi beijar um humano amaldiçoado Jungkook?"

Eu revirei os olhos, mas não pude deixar de lembrar, o amargo e o doce juntos, a morte e a vida andam juntos dentro dela. 

"Eu até gostaria de mandar-te para o Inferno Yoongi, mas nem para lá você merece ir." - Falei sorrindo maliciosamente.

"É ótimo ver que depois de tantos séculos você continua o mesmo Jungkook, mas bem triste saber que será morto mais cedo ou mais tarde..." - Ele respondeu.

✾✾✾   

'Rose

- Yoongi? - O balancei na tentativa de tira-lo de seu estado paralisado.

- Ahn...Ah, me desculpe Rose, viajei muito até aqui, estou bem cansado. - Ele sorriu inocentemente.

- Claro, quer ir para minha casa? Tenho um quarto sobrando.

- Bem...Se não houver problema... 

- Ah, vamos Min Yoongi! Te conheço desde meus 6 anos de idade!

Ele sorriu, o sorriso dele me atraia, era brilhante, branco e perfeito e era tão singelo e doce, não consigo contar as vezes que o chamei de Suga, por conta de seu sorriso e de sua aparência que me lembrava açúcar.

- Pois então vamos! - Ele colocou sua mão e minha coluna me dando um gentil empurro para frente, mas dessa vez foi diferente, eu senti um toque gélido, triste, um peso. Senti uma vontade enorme de chorar ou gritar o mais alto que eu pudesse, mas não o fiz, sabia que se eu fizesse, que se minhas lágrimas se perdessem no chão do Hospital ou se meu grito fosse ouvido pelos diversos quartos de lá, não mudaria nada.

  ✾✾✾ 

No carro de Yoongi a caminho de minha casa pude lembrar como conheci ele.  

Lembro de estar no balanço, eu tinha uns 7 ou 8 anos, estava feliz e me sentindo livre, uma das garotas puxou meu balanço e me empurrou dele, acabei caindo feio no chão e ralando minhas pernas e joelhos.

Eu fui até o banco chorando, aquilo ardia muito e meus pais não estavam comigo naquele momento, é desesperador para uma criança tão pequena, mas então ele veio, uma coisa que sempre me fez admirar Min Yoongi é que ele sempre tem as mesmas feições, quando ele veio me ajudar eu fiquei até assustada, ele tinha o rosto que tem hoje, o de um adulto, mas a estatura de uma criança de 10 ou 11 anos. Ele foi tão gentil, me carregou no colo e me levou até uma sorveteria, colocou curativos rosinhas que cheiravam a morango e ainda me pagou um sorvete, eu criei uma conexão com ele, então fomos nos encontrando no parquinho, ele me protegia e eu protegia ele. 

Ele nunca foi de falar muito, nunca me disse sobre seus pais ou onde ele mora. Min Yoongi é um mistério. 


Notas Finais


Mil desculpas por demorar para postar, acontece que eu realmente estava sem ideias e não quero dar 'qualquer conteúdo aleatório para vocês lerem, me desculpem :((

E cá estamos nós, quem será Min Yoongi realmente? Ou melhor, 'o que será Min Yoongi? Quero teorias XD

Espero que tenham gostado s2

Bjão u3u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...