História Challenge - Imagine Park Jimin - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Linxxx

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Personages Originais, Suga
Visualizações 31
Palavras 1.052
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, oi O.o

Quero que essa estória seja tão amada quanto The Foster Sister!

Muito obrigada os favoritos, amo vocês!

Boa Leitura!

Capítulo 3 - Nude.


Fanfic / Fanfiction Challenge - Imagine Park Jimin - Capítulo 3 - Nude.

   Fiz tudo como o planejado e pedia muito aos céus que ele não visse a mensagem. Com certeza se visse me bloquearia ou ignoraria, mas eu estava falando de um cara que pega todas as garotas que almeja, como ele recusaria uma babe?
  
Esperei alguns minutos com a mensagem aberta, um arrepio correu sobre minha espinha quando vi que ele tinha acabado de visualizar e que ele estava digitando.

Mensagem

Park Jimin está digitando...

Park Jimin: Adoraria te ver sem ela...

   Arregalei os olhos em sinal de espanto, mesmo que eu esperasse isso do moreno, aquilo me deixava incrédula, Taehyung e Jin estavam me olhando fixamente e não entendiam a minha reação.

   — Ele respondeu? – os dois mais velhos perguntaram em uníssono.

   — Sim, e vocês não vão acreditar no que ele falou.

   — Hora de o verdadeiro jogo começar. – Jin falou com um sorriso perverso no rosto.

Park Jimin: Quem é você, minha coelhinha?
Eu: Alguém que gosta muito de você, daddy.
Park Jimin: Não vai se identificar, hm?
Eu: Mas é claro, que não.
Park Jimin: Que coelhinha má, terei que te punir quando nos encontrarmos.

   Quem disse que vamos nos encontrar? – pensei imediatamente.

   Jin e Tae mexiam no celular, não saiam do meu pé e sempre se esgueiravam por trás dos meus ombros pra ler a conversa.

Eu: Vai me punir, daddy?
Park Jimin: Sim.
Eu: Como?

Park Jimin está gravando um áudio...

“Da melhor forma possível, baby!”

   Tudo bem, as coisas estavam começando a ficar muito sérias e tudo me deixava esquisita, incrédula por estar fazendo aquilo, ainda teria um mês inteiro pela frente pra todo o desafio acabar.

   — Não, eu não vou mandar isso, Kim Taehyung! – espalmei as costas do castanho.

   — Ahhh, você vai sim bonita! – ele aproximou-se de mim. — Ou terá que fazer tudo que eu quiser, por um ano. – Tae parecia malicioso e aquilo me assustava.

   — Aigoo, não acredito nisso... – acabei concordando.

Eu: Daddy...
Park Jimin: Diga, princesa...
Eu: Vou... Ter que trocar de calcinha.
Park Jimin: Oh, te deixei molhadinha, hm?
Eu: Sim.

   Finalizamos a conversa e eu quase expulsei aqueles dois da minha casa, apenas com um olhar mortal por terem me feito passar por tudo aquilo, queria muito que todas aquelas mensagens fossem deletadas eternamente e que tudo aquilo não passasse de um pesadelo, mas pra meu desprazer, era tudo real e eu estava participando de mais uma ideia maluca de Kim Taehyung.

   Estava anoitecendo e eu precisava tomar um banho, me sentia suja por tudo que tinha conversado com Jimin.
E se ele descobrisse? E se ele realmente me “punisse”?
  
Estava atormentada com tais pensamentos que não saiam nem por um segundo da minha cabeça que já estava a doer, com toda euforia do dia.

   — Preciso esquecer tudo isso... – murmurei sozinha enquanto entrava no banheiro pra tomar banho.

   Enquanto eu tomava um banho frio, meus pensamentos iam até Park Jimin, fiquei pensando em como ele reagiria que aquilo tudo estava acontecendo, se ele sentiria algo por mim, ou se até mesmo eu sentiria algo por ele.

   Eu iria dormir, mas antes precisaria me certificar de que o moreno não tinha me bloqueado ou algo do tipo.

Park Jimin está digitando...

   Tentei bloquear a tela, pra não visualizar assim que ele enviasse a mensagem, mas foi tempo perdido.

Park Jimin: Imaginei essa cena...
Eu: Qual?
Park Jimin: Você trocando de calcinha... Aliás, seria pedir muito se eu pedisse uma foto de você sem a mesma?

   O mundo devia estar de brincadeira comigo, porque não é possível. Kim Taehyung me paga!

Eu: Acho muito cedo pra isso, daddy.
Park Jimin: Uma pena... Posso te fazer perguntas?
Eu: Sim.
Park Jimin: Você me conhece de que lugar?
Eu: Estudamos juntos.
Park Jimin: Ah, sério? Costumamos conversar muito?
Eu: Bem sério. Será que conversamos, daddy?

   Park Jimin e eu nunca trocamos nenhuma palavra, apenas olhares sem nenhuma intenção, pois eu o via como o playboy que só queria saber de foder as meninas que lhe davam mole e acho que apenas me via como a mocinha indefesa, ao meu ver.

Park Jimin: Qual a sua idade, coelhinha?
Eu: Tenho 17 anos, a mesma idade que você, daddy!
Park Jimin: Já que não vai me dizer seu nome, me dê um apelido pra que somente eu possa te chamar...
Eu: Ainda não pensei em um apelido pra apenas você me chamar, então por enquanto chame-me de baby...
Park Jimin: “pra apenas você me chamar”, há outros por acaso?
Eu: Ciúmes, daddy?
Park Jimin: Costumo ser possessivo com o que é meu.
Eu:
Não se preocupe, só tem você e sou só sua.

   Mordia o lábio de tão apreensiva que eu estava por estar enviando aquelas coisas pra um cara que eu nunca nem conversei ou troquei intimidades.

Park Jimin: Bom saber.
Eu: Preciso ir, daddy! Nos vemos amanhã?
Park Jimin: Não sei... Como se eu nem sei quem você é?
Eu: Mas eu sei que você é, bobinho!
Park Jimin: Então tá, nos vemos.
Eu: Boa noite, daddy! Bons sonhos!
Park Jimin: Idem, princesa! Depois daquela foto, terei ótimos sonhos, não se preocupe.

   Park Jimin era bem sedutor, eu até estava me divertindo, confesso, porém Kim Taehyung e Kim Seokjin me pagarão por me fazerem passar por uma situação dessas.
   Nem sei o que vou fazer quando chegar à escola amanhã, nem sei como vou reagir ao ver o moreno na escola.


Será que eu me entregaria automaticamente?

   Chanmi não fica atrás, adora me fazer passar vergonha em momentos inusitados e inapropriados, ela ainda tem uma pontinha da culpa, claro, também devo me culpar, eu aceitei o desafio porque eu mesma quis, se tivesse dito “Não”, nada disso estaria acontecendo. Tenho é medo de recusar a chegar até o final desse desafio e ter que fazer tudo o que Tae quiser, ele sempre foi muito pervertido, não quero ser sua escrava sexual, mesmo pensando que ele não seria capaz de fazer uma coisa dessas com sua melhor amiga, seria?
   Estava atormentada com tais pensamentos e perdi o sono, virei-me três vezes na cama e decidi tomar um pouco de leite na cozinha.
   Acabei esbarrando o dedinho na quina do criado mudo e desisti.

Hoje realmente não foi o meu dia.

 

   Joguei-me na cama morrendo de dor no dedo mindinho do pé esquerdo e fiquei encarando o teto, até adormecer. 


Notas Finais


Essa conversa...

Perfis: @abigs @Linxxx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...