História Challenge - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Kris Wu, Lay, Sehun, Suho
Tags Exo, Lay, Sehun, Sexing
Exibições 139
Palavras 1.205
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEI
Finalmente minhas provas acabaram (embora eu ainda ache que vou ficar de recuperação ;-;) e vim trazer esse capítulo que já está mais do que atrasado.
Ele não está betado e eu meio que escrevi pelo celular, então desculpem qualquer erro besta (sintam-se livres para me avisar caso vejam algum), mas amanhã eu entro e dou a revisada básica só pra não correr riscos que comprometam o capítulo.
Beijinhos e boa leitura

Capítulo 3 - Trois


—Então você tá namorando o seu híbrido?

—Sim.

—Com beijo, abraço, colo… Tudo?

—Sim.

—Tudo mesmo?

—Quantas vezes você ainda vai fazer a mesmo pergunta, Chanyeol?

—Desculpa, é que é… sei lá, estranho. Você tá namorando um gato, cara.

 

Yixing ia recomeçar seu discurso sobre Sehun não ser apenas um gato, tampouco apenas humano, e como era isso que o fazia especial e único, mas já estava de saco cheio das perguntas de Chanyeol, que por algum motivo não conseguia aceitar aquilo.

Por favor, há coisas muito mais estranhas.

Haviam se passado três meses e meio desde a última vez que a noite de jogos acontecera na casa de Yixing e desde aquele dia em que Sehun havia chegado na casa do chinês várias coisas haviam acontecido, começando pelo evidente sumiço do mesmo.

Yixing não foi à casa de Kris ou Junmyeon nas quinzenas seguintes e só apareceu na casa de Chanyeol por menos que uma hora, alegando que tinha que comprar algumas coisas para Sehun jantar — a alimentação dele era delicada, pois nem toda comida totalmente humana o fazia bem, da mesma forma que nem toda ração era apropriada — e depois não deu notícias.

Em quatro dias, os amigos ficaram sabendo da virose que o deixou acamado e sob os cuidados do híbrido. Entretanto, Chanyeol ainda tinha um pouco de implicância com o mesmo e enfiou na cabeça dos outros dois colegas que havia algo de errado com aquele “bicho” e que talvez Lay estivesse piorando por sua causa.

Era o que achava até fazer uma visita surpresa na casa do amigo — alegando que a noite de jogos iria acontecer de uma forma ou de outra — e sendo surpreendido por um Sehun muito feliz no colo de Yixing. E por surpresa, realmente foi uma surpresa, porque os três tinham as chaves do apartamento do amigo em casos de emergência (Lay aprendeu a se virar em Seul, mas nunca deixou de ser um.pouco lerdo e desatento), e ninguém esperava tal cena.

Não que fosse algo difícil de se ver, muitas pessoas mantinham relações com seus híbridos, mas nunca haviam de fato visto, ao vivo e em cores.

Passado o choque e tentando evitar maiores constrangimentos, levou-os para a cozinha enquanto Sehun se dirigiu para a sala para arrumar o espaço e ligar o console, e foi aí que Chanyeol começou seu interrogatório. Yixing estava perdendo a paciência.

Kris permanecia calado, impassível, e Junmyeon parecia descrente, apenas ouvindo Chanyeol tagarelar e Yixing responder com o máximo de paciência possível, guardando os copos que usaram para tomar suco há pouco.

Não é como se o culpasse — da primeira vez que viram Yixing ele poderia facilmente ser confundido com um assassino preguiçoso —, mas também não era obrigado a aturar a mesma coisa durante a tarde inteira.

É certo que também tinham consciência de que o convívio dos dois era no mínimo delicado, além de o próprio chinês não ter dado sinais de vida, mas poxa, qual a dificuldade de acreditar que ele mantinha um relacionamento saudável com Sehun, sem ninguém tentando matar ninguém?

A questão é que os dois haviam sido pegos num momento um pouco íntimo demais, com ele e o híbrido se beijando na cama do chinês. Se bem que “beijar” é nada mais que um eufemismo, porque na verdade estavam num amasso muito quente, com direito a mão boba e tudo.

Enquanto o Zhang guardava os copos e a garrafa de suco, Sehun apareceu na lacuna que separava a sala da cozinha, avisando que tudo já estava arranjado. Eles só precisavam sentar e jogar.

—Desculpa. É que é um pouco… inesperado. Quero dizer, quando eu vi ele pela primeira vez parecia que ele ia te matar e não dá pra dizer que a relação de vocês é a mais tranquila, ou era, não sei. Ele parecia te odiar, mas agora não parece mais e sei lá, o olhar de assassino dele dá medo. - disparou a falar como sempre fazia quando estava nervoso ou desconcertado, tentando justificar a reação exagerada.

—Chanyeol, cala a porcaria da boca e vem pra sala jogar! - Yifan gritou do sofá, muito bem acomodado.

Yixing olhou mais uma vez para Chanyeol, ainda envergonhado — Está tudo bem. — ele tinha plena consciência de que Sehun podia ser assustador quando queria.

Junmyeon permanecia calado, apenas observando a cena, um pouco rindo internamente da reação do Park e outro pouco tentando assimilar por si mesmo as informações. Yixing estava namorando aquele híbrido.

—Lay, vem cá que eu quero te mostrar um golpe novo! — Kris realmente parecia ser o único a não se sentir estranho com a situação.

Por alguns momentos Chanyeol tentou da forma que pôde evitar o olhar de Sehun, que estava ocupado ganhando de Kris; entretanto houve um momento em que ele simplesmente deixou de ganhar e Yifan gritou "Eu disse que iria ganhar!”, muito feliz, achando que realmente era melhor que o híbrido.

Ledo engano.

Chanyeol, passando as mãos suadas na calça, ousou olhá-lo para ver sua reação, também julgando que realmente estivesse perdendo.

Péssima ideia.

Sehun o olhava como na primeira vez que se viram, antes de ir dormir. Seu olhar dizia “eu sei o que você acha que eu sou e você sabe que está certo”. Ele apertava os botões do controle de modo aleatório, pouco se fodendo para o desenrolar do jogo. As reações do humano eram bem melhores.

Deu um sorrisinho discreto que Chanyeol classificou como maníaco, a cauda rosa e felpuda balançando de um lado para o outro, lentamente.

—GANHEI PORRA! — o grito de Kris os assustou mais ainda e ele puxou Junmyeon desesperado pela manga da camisa, pedindo ao mesmo que chamasse Yifan para que pudessem dar no pé — Ir embora? Mas eu acabei de ganhar, era a vez do Suho.

—Depois a gente volta aqui, o importante é já sabemos que o Xing está perfeitamente bem. Vamos. Tchau Xing.

O Park saiu empurrando os outros dois, alternando seu olhar entre um Lay confuso e um Sehun feliz, com um sorriso de orelha a orelha estampado na cara, e bateu a porta quando passou pela mesma. O Zhang continuava sem entender nada, até que o garoto meio gato pôs-se a rir desesperadamente.

E então ele entendeu.

—Você o assustou!

Sehun ainda tentava se controlar, mas sempre que lembrava da expressão do humano, voltava a rir — Foi engraçado, ele tava quase se borrando. E ele disse que eu dou medo.

—Bom, você dá, um pouco. — disse simplista, massageando as têmporas e se sentando no sofá com Sehun, lhe puxando para mais perto.

—Ele acha que não posso estar num relacionamento com você porque não sou completamente humano. — fez um bico adorável, se aconchegando o quanto podia no namorado.

—O que ele acha não importa, o que importa é que estamos juntos. —puxou Sehun para seu colo, lhe fazendo massagem atrás das orelhas,pois sabia que era um ponto sensível e que Sehun simplesmente adorava receber carinho naquele local — Agora, se não me falha a memória, estávamos no meio de algo importante.

—Acho que você estava me beijando. — e se acomodou melhor no colo de Yixing, voltando aos afazeres não concluídos antes do vídeo game.

E continuaram ali, naquela coisa bonita e única que era se amarem. 


Notas Finais


Então, eu resolvi que vou sim fazer um bônus KrisHo, porque deu vontade e pá, mas não sei quando vou trazer, então por enquanto a fic vai ficar definida como terminada.
Espero que tenham gostado, beijinhos e bye ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...