História Change Of Plans - Capítulo 62


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Brigas, Romance, Sexo
Exibições 243
Palavras 1.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 62 - Perdendo o controle


Puxei a vagabunda loira pelos cabelos afastando muito do Justin. Pessoas já nos encarava curiosos. 

- TA LOUCA PIVETA? - Ela gritou com raiva. 

- LOUCA TA VOCÊ SUA VADIA NOJENTA DE AGARRAR O MEU NAMORADO.  - Justin ia me tocar e eu me esquivei. Ele é outro que deixou a vadia o beijar. 

- O Justin? Seu namorado?- Ela gargalhou. - Por favor - E então ela ia a agarrar o safado do Justin mais eu não deixei. Embolei minha mão em seu cabelo, lhe dei uma rasteira e subi em cima dela. Soltei minha mão do seu cabelo e comecei a socar seu rosto. Ela apenas me dava tapas no braço, pois a vadia nem sabe brigar. Seu rosto já estava com alguns cortes e sangrando. Me levantei e a puxei pelo cabelo. 

- FICA DE JOELHOS VAGABUNDA DO CARALHO. - E ela ficou. Cheguei bem perto da sua cara e embolei ainda mais minha mão em seu cabelo. Ela conseguiu me acertar um tapa na cara e eu puxei ainda mais seu cabelo a fazendo gritar. - ESCUTA AQUI CADELA, SÓ VOU TE AVISAR UMA VEZ, NUNCA MAIS OUSE TOCAR NO MEU HOMEM ESTA ENTENDENDO? - Ela não disse nada. - EEEM ? - Ela assentiu. - EU ACHO BOM, E SE ME DESOBEDECER EU ESTOURO OS SEU MIOLOS. - Lhe dei uma joelhada na cara a fazendo desmaiar. A joguei no chão desacordada. Dei de ombros e fui até o bar, precisa beber. 

- Caralho amor, você foi demais. - Justin disse me envolvendo por trás. Soltei suas mãos brutalmente de mim. - O que foi? - Me perguntou e eu o olhei incrédula.

- Como pode perguntar o que foi? Ai quer saber Justin, me deixa sozinha. Vai lá cuidar da sua namoradinha, até porque você tem duas uma que é uma trouxa que acredita em você e outra que você se diverte na minha ausência.  - Peguei minha dose de bebida e a bebi, fiz careta ao descer rasgando. - Mais duas por favor. - 

- Eu sempre estive com você e quando não estava eu me encontrava em casa ou no galpão, deixa de ser louca. - Ele revirou os olhos e eu bufei

- Não, você não estava. A sua namoradinha esta desacordada em algum quarto por ai. Vai lá cuidar dela, dar banho nela e depois vocês fazem amor, se casam, tem dez filhos e se fodam junto. - Falei brava e bebi minhas duas bebidas. 

- Dez filhos? Acha que a Erika conseguiria ter dez filhos? Porra iria ser demais, pensou vários Justinzinhos e Erikazinhas? - O fuzilei. Ele estava rindo da minha cara e eu lhe dei um tapa estralado no rosto fazendo o mesmo virar. Bieber mudou a cara no mesmo momento. Me olhou com um olhar mortal o que me deu medo. - Nunca devia ter feito isso vadia. - Ela disse entre dentes com ódio. Estava em choque, mais não iria deixar saber disso. 

- DO QUE ME CHAMOU? OLHA AQUI...- Ele me pegou forte pelos braços me machucando. 

- De vadia, porque é isso que você é. Eu vou te ensinar a respeitar Justin Bieber. - Ele começou a me puxar para as escadas. Subia tropeçando por estar me debatendo. Justin abriu uma porta de um quarto e me jogou lá dentro. Cai no chão, mais logo me levantei. 

- O que vai fazer Bieber? Me bater? ENTÃO BATE- Dei trés tapinhas na minha cara. - VAI LÁ, MOSTRA O VERDADEIRO JUSTIN. 

- O verdadeiro Justin? Aquele otário que é perdidamente apaixonado por uma VADIA QUE SÓ DESCONFIA DELE, VOCÊ DIZ ME AMAR, MAIS EU JÁ ESTOU DUVIDANDO DISSO SABE PORQUE? POR QUE QUEM AMA CONFIA CARALHO.

- SEU PASSADO TE CONDENA. 

- MEU PASSADO? QUAL PASSADO? AQUELE DE MAIS UM POUCO DE UM MÊS QUE EU PASSEI MINHA VIDA EM UM QUARTO DE HOSPITAL SOFRENDO AO VER A MINHA GAROTA DESACORDADA, O PASSADO QUE EU TIVE QUE APRENDER A ORAR, PARA PEDIR VOCÊ PRA MIM NOVAMENTE? AQUELA PORRA DE PASSADO QUE EU FIQUEI TRÉS DIAS LOUCO ATRÁS DE VOCÊ? É ESSA PORRA DE PASSADO QUE VOCÊ QUER LEMBRAR? EU CANSEI, CANSEI DE TE PROVAR A CADA DIA QUE TE AMO E SER RECOMPENSADO COM UM TAPA NA CARA. Segue sua vida Sullivan, e eu sigo a minha. - Ele já ia saindo quando corri até ele o abraçando por trás começando a chorar.

- Não, por favor. Me perdoa. - Ele se virou pra mim. O soltei o olhando nos seus olhos tristes, o que me fez chorar mais por saber que eu era a causa da sua magoa. - E-eu me descontrolei. Fiquei cega de ciumes e acabei falando e fazendo merda. Mais eu juro que não vai mais se repetir. Eu te amo e acredito sim que você me ama. Desculpa por falar do passado, como eu disse eu... - Justin me calou com um beijo. O qual foi esquentando cada vez mais. Justin puxou minhas pernas me fazendo estraçalhar em sua cintura e me levou até a cama onde me deitou e depois já começou a se despir. 

- Quero uma coisa nova hoje. - Ele disse e eu assenti sorrindo maliciosa. - Fica de quatro que eu quero te foder em outro lugar. - Arregalei os olhos e ele riu. - Se doer muito eu paro. - Assenti receosa e então fiquei de quatro, ele levantou meu vestido até a cintura e depois tirou minha calcinha. Gemi quando me deu um tapa estralado no bumbum.- Vou enfiar amor. - Me avisou e eu segurei o lençol. Justin começou a penetração e eu tranquei os olhos mordi forte os lábios os fazendo sangrar ao longo do processo, acho que já tenho uma leve noção de como é a dor de um parto. Justin foi movimentando devagar e aos poucos a dor se transformava em prazer e eu comecei a gemer, abaixei meu vestido na parte de cima e comecei a apertar forte meus seios. Ao arquear as costas devido ao prazer que Justin me deu ao começar a esfregar sua mão em meu clítoris, eu acabei me empinando mais o fazendo gemer rouco. Mais algumas estocadas e o senti me preencher lá dentro. Ao sair de mim senti seu liquido escorrendo me deixando ainda mais excitada. Justin me virou de pressa abrindo minhas pernas e começou a me chupar. Empurrei sua cabeça mais para a minha intimidade e então gozei segundo depois em sua boca. Depois o mesmo me beijou me fazendo experimentar meu próprio gozo. 

- Porra, você é muito gostosa. - Justin disse em meu ouvido e eu gemi.

- Então me come quantas vezes você quiser. - Foi sua vez de gemer com minhas palavras e subi em cima dele. A noite vai ser longa. 


Notas Finais


TA PEQUENO EU SEI, MAIS AGORA A UNICA HORA QUE ESTOU TENDO PARA POSTAR É AGR E EU TENHO QUE FAZER RAPIDINHO POIS PRECISO DORMIR, MAIS NÃO QUERO DEIXAR MEUS LEITORES LINDOS E MARAVILHOSOS NA MÃO, MAIS COMO SÓ FALTA MAIS UMA SEMANA DE AULA, A NOITE VOU FICAR LIVRE E ENTÃO PODER POSTAR GRANDES CAPS ESPERO QUE TENHAM GOSTADO DO CAP MESMO ELE SENDO TÃO PEQUENO E TERÁ HOT NO PROXIMO TUTS TUTS TUTS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...