História Changes - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Claudio Marchisio, Erik Durm, Marco Reus, Pierre-Emerick Aubameyang, Roman Bürki
Personagens Claudio Marchisio, Marco Reus
Tags Futebol!, Romance
Visualizações 95
Palavras 1.640
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E para quem queria treta...

Capítulo 25 - Reunião na casa do Marc


Fanfic / Fanfiction Changes - Capítulo 25 - Reunião na casa do Marc

Isabella POV

Depois do jogo, passamos na casa de Yvonne, a irmã do Marco para deixar o Nico. Ele estava dormindo no banco de trás e Marco o carregou para dentro da casa. Fiquei contando para o cunhado do Marco de como o garoto tinha se divertido naquela tarde e ele agradeceu bastante. Já a irmã de Marco, sempre me olhava com uma cara desconfiada, mas eu nunca fui de me importar com o que os outros pensam a meu respeito. Fomos para casa e após descansarmos um pouco, começamos a nos arrumar.

Chegamos na festa e a casa já estava bastante cheia, entregamos um buque de flores para a Melissa e fomos nos unir aos jogadores que eram mais próximos a nós e estavam na festa como o Andre e a Anna e o Mario e a Ann. O Auba nunca participava deste tipo de reunião, ele e a Alysha eram bastante reservados e muito família. O Erik e o Roman pararam para conversar com a gente um pouco, mas achei que o Marco estava sendo seco com eles, como ele tem feito ultimamente e eles se afastaram deixando novamente os casais a sós.

Eu estava rindo de uma estória sem pé nem cabeça contada pelo Mario quando eu a vi. Scarlett estava lá, com seu sorriso falso e seu jeito metido. Ao vê-la imediatamente fechei meu sorriso e todos na roda olharam para ver o que tinha acontecido. Ann tentou me acalmar:

- Isa, seja superior e não se deixe abater. É a cara dessa pistoleira aparecer numa reunião para gente do time.

Eu tentei ignorar, mas ela ficava me encarando e rindo. Sem que os outros percebessem perguntei para o Marco:

- O que ela está fazendo aqui?

- Ela é amiga da Melissa, ruiva. Não vai começar...

- Começar?

Emburrei logo em seguida, mas continuamos conversando com os amigos. Algum tempo depois, Marco foi ao banheiro e eu encontrei com a Lisa que ficou me contando algumas gracinhas do Leo e como toda mãe coruja me mostrando algumas fotos. Como o Marco estava demorando, eu o procurei com os olhos pelo salão e o que foi que eu achei? Marco conversando com a ex-namorada animadamente e ela como sempre colocando a mão nele e falando perto do ouvido. Meu sangue ferveu, eu pedi licença para Lisa e fui até o bar e pedi um gin tonica bem forte. Assim que recebi, eu virei o copo e pedi outro. O cara do bar riu, mas eu não estava nem aí.

Algum tempo depois, Roman se aproximou de mim, com aquele jeito meigo dele:

- Você está bem?

- Por que não estaria?

- Talvez pela quantidade de álcool que você está ingerindo?

- Me desculpe, mas não é problema seu.

- Você tem razão. Se incomoda se eu te acompanhar?

Eu peguei um copo e entreguei para ele e começamos a beber e por consequência a rir.

Marco POV

O começo das conversas com a Scarli são sempre legais, mas após alguns minutos eu lembro porque a troquei pela minha ruiva. Essa loira é muito vazia e não fala nada interessante. Depois de um tempo, fingi que prestava a atenção no que ela dizia e comecei a procurar a Isa pelo salão. Travei os dentes quando a vi toda desinibida conversando com o cara que está cada dia mais me irritando: Roman Bürki! Me afastei da Scarlett e fui até onde estava minha ruiva.

- Ruiva, preciso falar com você.

- Por quê? Cansou da ex?

O jeito que a Isa falou não me agradou nenhum pouco. Eu a peguei no cotovelo e quis tirar ela dali, mas ela estava bastante teimosa e pelo visto um pouco alegre:

- Isa, vamos falar em particular...

- Eu não tenho que sair daqui, o Roman é meu amigo...como a Scarlett é sua né?

Eu bufei, se ela queria me irritar, ela estava conseguindo.

- Você sabe que a Scarlett nem amiga minha mais é.

- Deu para perceber ao ver vocês conversando. Se esta é uma festa do time e ela está aqui...está acompanhando quem?

- Ela é amiga da Melissa. Eu não tenho nada com isso. Vem vamos...

Ela se soltou e deu as costas para mim e olhou para o Bürki e eles voltaram a falar do assunto que estavam falando quando eu cheguei. A minha vontade era dar um escândalo, mas aquele não era o local apropriado. Então eu respirei fundo e saí para clarear minhas ideias. Scarli se aproximou de mim novamente, mas eu estava tão irritado que a deixei falando sozinha.

Isabella POV

Eu não estava raciocinando direito, mas eu não era cega e tinha visto o Marco com aquele projeto de influencer. Até me arrependi quando o Marco saiu e o segui com os olhos, mas para minha surpresa, a loira magrela já foi atrás dele de novo. Parei de olhar para não sofrer e voltei para minha bebida e para meu amigo Roman. Eu já estava bastante fora de mim, quando Erik apareceu dizendo que eu e o Roman não estávamos nada bem e disse que nos levaria para casa. Eu olhei em volta e não vi o Marco e imaginei que ele devia estar com a ex, então aceitei a carona do Erik. porém no carro comentei que não queria ir para a casa do Marco. Erik, levou então a mim e ao Roman para a casa dele, onde continuamos a beber.

Marco POV

Fiquei falando com o técnico sobre minha recuperação e possíveis datas para voltar a treinar com o time, quando finalmente me livrei dele, estava cansado e chateado de ter brigado com minha ruiva, então fui procurá-la para irmos embora. Rodei a festa inteira sem encontrar a Isa, comecei a ficar preocupado e fui perguntar dela para a Sarah e o Julian e eles me falaram que a viram saindo com o Erik e o Roman. Senti minhas pernas tremerem, uma insegurança monstro passou pela minha cabeça. Eu me despedi de todos e fui para o carro, liguei no celular da Isa sem sucesso e isso me deixou nervoso e fiquei dando murros no volante. Fui para casa e chegando lá procurei ela pela casa inteira e pude perceber que ela não estava lá. Entrei em puro desespero. Quando me acalmei, liguei para o Erik que demorou, mas atendeu:

- Fala Marcinho.

- Cadê a Isa?

- Marcinho....

- CARALHO Erik, cadê a Isa?

- Ela está aqui em casa...

Ele não teve tempo de falar mais nada porque eu desliguei o telefone e saí como um maluco para a casa do Erik. Chegando lá, entrei feito um furacão e Erik veio atrás tentando se justificar, mas eu não queria saber de nada. Entrei na sala de estar, onde vinha uma música alta e vi a Isa sentada no sofá, olhando para as mãos e o Roman, fazendo carinhos no rosto dela e tentando puxar ela para perto dele. Nesse momento eu não pensei em mais nada: fui até eles, empurrei o Roman para afastar ele da minha ruiva a qualquer custo e a peguei no colo.

- Marco, o que você está fazendo?

- Te levando para nossa casa, ruiva.

Roman estava tão bêbado que ficou sem ação e a cara que eu fiz para o Erik, fez ele ficar calado. Saí com a Isa nos braços, a coloquei no carro e a levei para casa. Assim que chegamos, a Isa desceu do carro e entrou em casa correndo. Eu fui atrás dela e vi que ela foi para o banheiro, quando cheguei a vi quase abraçada a privada, começando a colocar para fora todo o excesso de álcool que ela tinha consumido. Me ajoelhei ao lado dela e segurei o cabelo dela e fique fazendo carinhos nela. Quando ela levantou e foi até a pia para escovar os dentes, eu dei um beijo delicado na testa dela.

- Eu vou cuidar de você ruiva...

Dei um banho nela e preparei um chá, que a Isa tomou junto com alguns remédios, o que fez com que ela apagasse rapidinho. Eu a coloquei na cama e a abracei e fiquei pensando da noite que a conheci. Ela também tinha exagerado na bebida e em ambas as vezes foi pelo mesmo motivo, a sensação de ser traída, mas eu não a traí, eu nunca faria nada para magoá-la porque ela é a pessoa mais importante da minha vida. Eu a amo.  

Isabella POV

Quando eu despertei na manhã seguinte, achei que minha cabeça ia estourar. Eu quase não podia abrir os olhos e a claridade funcionava como agulhas sendo enfiadas em minha cabeça, nunca tive uma ressaca tão forte. Depois de alguns segundos tentando me adaptar, abri os olhos decidida e encontrei com os olhos de Marco me olhando de perto. Ele me deu um beijo na ponta do nariz e deu um sorriso de lado.

- Vou preparar alguma coisa para a gente comer. Você não vai conseguir tomar remédio para essa ressaca de estômago vazio. E confia em mim, ele está bem vazio.

Senti que ele ia se afastar e o segurei. Com toda força que eu tinha, tentei manter meus olhos abertos:

- Me desculpa, Marco. Eu estou envergonhada. Não podia ter agido daquela maneira na frente de seus amigos...

- Eu te entendo. Mas se você quer saber, passou pela minha cabeça acabar com aquela carinha bonita do Bürki.

Eu arregalei os olhos com esse comentário.

- Ruiva, eu morro de ciúme de você. E só de você. Eu te amo! Não quero ninguém nem perto de você...e posso ser violento se precisar!

Não resisti e sorri e isso fez minha cabeça quase estourar. Eu abracei o meu loiro bem apertado, eu também sentia muito ciúme dele e isso era porque eu também o amava. 


Notas Finais


Esse casal...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...