História Chantaje - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - I


Fanfic / Fanfiction Chantaje - Capítulo 2 - I

"A beleza do espírito, causa admiração; a da alma, estima; e a do corpo, amor."- desconhecido. 

O relógio preto de parede marcava exatas oito horas, o barulho do objeto só contribuía ainda mais para que a concentração de Tales sumi-se. O mesmo encontrava-se sentado em sua cadeira de couro na ponta da sutuosa mesa de madeira escura, em sua mão movia o lápis num ritmo repetitivo e frenético.

Nada fazia sentido, todos do colégio pensavam que Greta Cortez havia morrido em um incêndio junto com sua família. Agora quando Tales e os meninos conseguiam tirar um tempo dos negócios da máfia para que se divertissem ela ressurgia como uma stripper famosa. Tales puxou seus cabelos pretos e gemeu em frustração, o que chamou atenção dos três à sua frente que se agarravam.

—Ficou louco ?- Juliet mirou o amigo que a encarou enquanto Louis e Stuart distribuíam beijos por sua cravicula.

—Não, não fiquei. Avisem os exportadores para que não comprem da máfia rival, se preciso ameace-os e, por favor, terminem isso no quarto eu tenho que sair! -Tales levantou-se pegando o blazer preto e dirigiu-se à porta recebendo olhares confusos dos três amantes.

O moreno saiu como um furacão do prédio arrancando olhares confusos de todos os membros de sua família. Sacou a chave do Camaro cor grafite e saiu arrancando. Ele precisava descobrir tudo sobre BonnyBell e, talvez tirá-la de lá. Não demorou para que havista-se a fachada da boate Pandemon, parou o carro brutalmente e desceu com uma cara de poucos amigos.

—No que posso ajudar senhor?- Uma atendente de cabelos pretos e roupa curta perguntou ao ver Tales adentrar o local.

—Eu poderia falar com BonnyBell, foi à pedido dela sabe? -Deu uma piscadela para a garota que sorriu safada.

—Ah sim, me siga por favor. -Ele apenas concordou e seguiu a atendente.

Juntos entraram em um corredor de carpete vermelho e pouca iluminação, algumas garotas passavam pelo mafioso e sorriam maliciosos ou até chamavam de gostoso e gato. No final do corredor, uma porta vermelha com uma estrela dourada escrita BonnyBell encontrava-se fechada.

—É aqui! Pode entrar. -A morena abriu a porta e fechou assim que Tales entrou.

—Por que fingiu morrer? -A voz grossa do moreno fez Greta dar um pulo e derrubar a máscara de coelho.

—Tales..Eu..

—Por que Greta? Por que?! -Tales gritou sacudindo a amiga pelos ombros.

—Eu fui expulsa de casa! Tive que sair da escola! Precisava de dinheiro! De repente o incêndio e isso me ocorreu- Abaixou a cabeça.

—Eu poderia ajuda-la se o problema era dinheiro! -Tales abraçou a amiga quando viu a mesma começar a chorar. -Me diga como posso tira-la daqui?

—Você precisa me comprar. -Ergueu um pouco a cabeça.- Faria isso?

—Claro! Venha comigo! Você vai sair daqui! —Tales pegou o braço da amiga e saiu arrastando a mesma até o gerente do local.

Sentado ao fundo de uma sala de jogos com duas strippers quase nuas em seu colo, um homem barrigudo e velho encara Tales e Bonny com certa confusão.

—No que posso ajudar senhor? -Disse fazendo menção para que as duas mulheres saíssem.

—Eu gostaria de comprar BonnyBell. -Disse mostrando a amiga.

—Acho que não, Bonny é uma das melhores não tem dinheiro que..-Antes que o velho termina-se de falar o moreno jogou três bolos de notas de 100$ dólares na mesa.- Vai levá-la agora ou depois?

—Pode ser agora...

Tales puxou o pulso esquerdo de Greta e a levou com certa pressa até seu carro, a mesma estacou no lugar quando viu o lindo Camaro cor grafite.

—Gostou? -Apenas assentiu.- Então vamos Bonny! -Tales deu um leve tapa na bunda da menina fazendo com que desce um pulinho, ato que arrancou risadas do mais velho.

Agora tudo na mente do mafioso começava a acalmar-se só precisava achar um lugar para ela longe da máfia...




Notas Finais


É aí? Gostaram? Comentem se ss hihi. ALGUÉM TEM PALPITE SOBRE OQ JULIET VAI ACHAR DISSI???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...