História Chapeuzinho Sem o Vermelho - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Chapeuzinho Vermelho, Contos De Fadas
Exibições 31
Palavras 1.439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Eu sou Deus, eu não preciso disso part II


 Seguinte, tenho um aviso importantíssimo para vocês... A Jequiti cortou nosso patrocínio, então teremos que usar os produtos que roubamos da O'Boticario, isso mesmo, tivemos que roubar... Os patrocinadores não patrocinam direito... Chamem o meu advogado cego! Se não for cego, eu nem quero! Enfim... Vocês lembram da piadinha com os perfumes do O'Boticario que fizeram depois do bangue do dia dos namorados? Então, se rolar não reclama, se não gosta e acha ofensivo aparecer casais homos é só cair fora, eu sou Deus e sou arco-íris! (Sou um arco-íris trevoso porque sou gótica consumida pelas trevas trevosas e até meu olhar é preto, o Batman perto de mim só não fica colorido porque aí é exagero) ·.


Okay, quero compartilhar outra delícia de notícia... Conseguimos mais uma criatura famosa no elenco, aeeeeee. Prestem atenção na descrição dos novos personagens, eles são outros personagens de contos de Fadas (versão Deus porque minhas versões são melhor do que a de muita gente, finja ser verdade ou vai me magoar)
 


Vamos parar de enrolar porque eu quero falar da minha diva divosa divonica Chapeuzinho, no caso a Lari.



Três, dois, um... Ação!
 


Lari acordou sentindo uma enorme dor de cabeça, levantou e olhou o criado mudo, as duas garrafas vazias de Vodka e a de Whisky pela metade explicou que sua dor vinha de uma ressaca, ela se sentou na cama e agarrou os joelho, tinha uma expressão amargurada, o tempo nublado e chuvoso combinava com sua expressão, duas batidas foram ouvidas em sua porta, ela fechou os olhos, esperou um pouco para se levantar e abrir a porta.



- Lari, eu fiz café da manhã - Tio Aiden falou meio sem graça atrás da porta já que Lari ainda não havia se levantando.



- Já estou indo - Lari respondeu tentando não deixar a dor de cabeça transparecer.
 


- Okay... - Ele respondeu indo para a cozinha.



Lari se levantou, foi até a janela e apreciou a chuva, sua casa ficava de frente para a floresta e em seu quarto tinha uma janela que ocupava a parede inteira, no caso era essa, essa janela ficava de frente para a floresta, Lari a encarava curiosa com a seguinte indagação: o que minha mãe fazia lá? Ela percebeu que não adiantava ficar pensando demais e foi para o banheiro do quarto, tirou a roupa e tomou banho, após o rápido banho ela foi até o guarda roupa com uma toalha enrolada em sua cintura, abriu o guarda roupa desanimada, colocou roupas íntimas pretas com renda, um vestido preto que ia a pouco a cima do joelho, as mangas dele ia até o cotovelo e ele era acinturado, ela colocou uma meia calça preta, e um sapato preto também, foi até a sua penteadeira, fez uma maquiagem simples apenas para esconder as imperfeições do rosto e passou um batom da cor de seus lábios, escovou o cabelo, pegou sua pequena bolsa com sua carteira e celular e desceu, assim que chegou na cozinha viu o tio sentado à mesa lendo o jornal. Tio Aiden sorriu fraco ao vê-la já pronta para o funeral, ele fechou o jornal e se levantou, entregou uma xícara de café para ela e beijou o topo de sua cabeça.
 


- Obrigada... - Lari agradeceu pegando a xícara e tomando um gole de café.



- Sei que você pode beber, mas recomendo não fazer isso com tanta frequência a partir de agora - Tio Aiden fala claramente preocupado com a mesma, ela não deu atenção ao aviso do tio, tinha mais o que pensar, tinha coisas mais interessantes para se preocupar do que com a bronca do seu tio e seu fígado.

 

Eles terminaram o café da manha e saíram pela porta da cozinha, não estava um dia ensolarado, estava nublado, quase chovendo, alem de ser época de chuva, parecia que o céu sabia que era uma ocasião triste para o sol aparecer, na verdade, o céu não sabia de nada, porque sou eu que cuido do clima na fanfic, afinal, eu sou Deus... Mas chega de falar de mim por enquanto... Eles entraram no carro e foram até a funerária, Lari não esperava muita gente para o enterro da mãe, na verdade, não esperava ninguém, sabia que enterro não era para quem morreu, mas sim para quem está vivo, no caso o enterro era mais para o Tio Aiden do que para ela, a verdade é que sua mãe havia descoberto que estava com tumor cerebral, à massa do tumor era grande demais para ser removida, ou seja, logo era iria morrer, uma coisa que Tio Aiden não sabia...  Eles chegaram à funerária e foram até o salão que alugaram por lá, para uma pequena “festa” de despedida, Lari se surpreendeu com a quantidade de pessoas presentes naquele local, ele estava quase cheio, vou citar o nome das pessoas, vai que vocês conhecem, Christopher (conhecem), Johann (Diretor da escola da Lari), a puta que quase foi para a cama com o Christopher (No caso aqui ela é a Branca de Neve), o cara que deu em cima da Lari (O príncipe encantado que é irmão da Branca de Neve, chamares ele de Isaac) e também a Coordenadora-que–não-tem-nome-porque-é-figurante, entre essas pessoas tinha alguns, quis dizer muitos homens, a maioria era clientes fieis a mãe da Lari, um desses homens se aproximou, colocou a mão em seu peito e disse:

 

- Minhas condolências... – O Figurante Número 1 disse meio cabisbaixo – Poderíamos conversar a sós, senhorita? – Ele pediu gentilmente, Tio Aiden olhou para Lari receoso e ela assentiu a cabeça como se dissesse: Tudo bem. Tio Aiden suspirou e se afastou dos dois, mesmo após Tio Aiden ter se afastado, Lari e o Figurante Número 1 andaram até o canto do salão para conversarem.

 

- E então? – Lari perguntou para o Figurante Número 1 curiosa.

 

- Eu gostaria de saber se não queria trabalhar para mim como sua mãe – Ele sorriu malicioso. Velho... Mas que velho filho da puta!Tomara que morra essa desgraça, propondo para o meu anjinho se prostituir... Lari estremeceu ao sentir a mão do Figurante Número 1 em seu queixo e estremeceu mais ainda quando ele deslizou o dedo indicador pelo seu pequeno decote – Mas diferente da sua mãe, você ser apenas minha.

 

Lari fechou os olhos, estava um tanto assustada e desconfortável, embora não pensasse assim, esse não era um dia qualquer, analisando bem, ela também estava toda quebrada, machucada e destruída, ela se arrependeu claramente de ter se afastado do Tio Aiden, que era mais uma figura paterna para ela... Christopher que estava ouvindo tudo com sua super audição de lobisomem se aproximou, ele segurou o pulso da mão do Figurante Número 1 que agora apalpava o seio de Lari, ele agarrou o pulso do Figurante Número 1 tão forte, mas tão forte que quase o quebrou, lógico que o figurante soltou um urro de dor, mas não havia sido aquela coisa exagerada, mas sim algo baixo, Christopher olhou para Lari, rolou aquele momento mágico, começou a tocar uma musica romântica de fundo...  Momôzim, vamos fazer assim, Eu cuido de você, você cuida de mim, Não desisto de você e nem você de mim. Vamos até o fim. Okay, parei com a zoeira... Ou naum... (Aquela carinha lá).

 

- Você está bem? – Christopher perguntou ainda segurando o pulso do Figurante Número 1.

 

- Sim... Eu estou... – Assim que Lari o respondeu ele soltou, o Figurante Número 1 correu para fora da funerária – Obrigada – Lari o agradeceu sem graça.

 

- Não foi nada – Christopher sorriu, aquele sorriso era diferente, ele era gentil, ao ver aquele sorriso Lari sorriu também, e o olhar dela que antes parecia ser um precipício, voltou a ter vida, ele voltou a parecer o mar, gentil, majestoso, mas também perigoso e eu me perdi completamente, não sei mais o que eu queria dizer... O que importa é que os dois se olharam e foda-se!

 

Vamos acabar o capitulo por aqui. Mostrem os creditos!

 

Lari como mina muito gata que vi no Tumblr...

 

Não esses! Só os dos novos participantes!

 

Isaac como Cody Christian. (Mino que deu em cima da Lari no capitulo anterior, irmão da Branca de Neve)

 

Branca de Neve como Lucy Hale.

 

Figurante Número 1 como Figurante Número 1

 

Personagem foda pra caralho que ainda não apareceu como Scarlett Johansson.

 

Deus como Deus.

 

Isso é tudo pessoal. Tchau...

 

Ah... Temos uns minutos ainda? Okay...

 

Oi de novo... Sei que estão aqui pela Lari e o Christopher, mas eu não vou falar o que rola entre eles, descubram no próximo capitulo! Já posso ir? Okay... Dessa vez eu vou indo mesmo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...