História Chapéuzinho Vermelho - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chapeuzinho Vermelho
Personagens Chapeuzinho Vermelho, Lobo Mau
Visualizações 301
Palavras 632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Se eu me sinto mal fazendo isso?


Se eu me sinto bem abusando dela? Pode ter certeza que sim! Fico feliz em ter uma mulher em casa, não só pelo sexo, mas sempre gostei da presença feminina. Principalmente de crianças. Gosto de ter nos braços aquele corpo pequeno se mexendo, gemendo e gritando. 

Dizem que eu sou um pedófilo! Um estuprador! Um demônio! Mas eu não ligo, eu só quero ficar nas portas de escola vendo as meninas saírem com aquelas saias compridas e os sorrisos felizes. Sempre tive preferência por garotas em colégios de freira, por causa da roupa, sinto um tesão.

Merlin não é diferente. É obediente e da valor a vida, gosto de sua pele clara.....ela fica vermelha com facilidade.....isso me deixa louco! Faltam apenas dois dias antes de  ir entregar a Merlin, infelizmente eu não tenho dinheiro nem para mim quem dirá para compra lá. 

Merlin: senhor lobo? - ela quer me matar. 

Wolf: A a ah! Não me chame assim, fico duro com elas são vozinha. - disse virando a cabeça. 

Merlin: desculpa! - ela abaixou a cabeça.

Wolf: vem cá! Sente aqui no colo do lobo mal - sorri a chamando.

Ela se sentou, rebolando e gemendo baixo. Abaixei as calças levando ela para cama, estava meio lento hoje.....Não queria gozar rápido.....quero aproveitar mais tempo com a minha chapéuzinho, não quero que ela vá embora, quero ela pra mim. Só pra mim. 

Merlin: algum problema senhor lobo?

Wolf: está me chamando assim para eu aumentar os movimentos? - ri passando a mão em seu rosto - quer que eu foda seu cuzinho? 

Merlin:........- ela não disse nada. 

Levantei suas pernas colocando em seu ânus, ela apertou os lençóis sujos chorando. Tinha que fazer aquilo antes que outro fizesse! Não gosto de deixar meninas como a Merlin para outros, gosto de ter elas primeiramente para mim ates de vende lá. 

Wolf: ah! Apertada....- forcei ainda mais para dentro - maldito cu virgem........

Merlin: Aaaah! - ela mordeu meu ombro.

Wolf: GRRR! - mordi seu seio.

Começamos uma certa luta de mordidas fortes, ela mordendo meu ombro e meu abdômen e eu mordendo seu seios e sua coxa. Cheguei bem perto de sua vagina e à ataquei com a língua, olhando ela se contorcer e gemer. Subi e é a beijei. Depois de um tempo era a primeira vez que a beijava depois do ocorrido na floresta.

Merlin: Saudades língua é quente...

Wolf: sua buceta também...

A penetrei, gostava de ver o rosto dela....vermelha com os lábios entreabertos. Mordi seu pescoço a fazendo gritar de dor, por vingança eu acho, ela me mordeu também. E assim nós voltamos para briga, andávamos de quatro rosnando um para o outro, lembro de brincar assim com meu irmão antes dele ser morto por um caçador. 

Ela corria com certa dificuldade, por isso eu sempre a pegava e mordia. Mordia sua bunda e a penetrava com a língua.

Merlin: Aaah! - ela gozou em minha boca. 

Wolf: Merlin......- a sentei em meu colo - você quer mesmo que eu te leve para a a sua avó? 

Merlin: eu queria ver a sua minha mãe.....- ela me abraçou. 

Wolf: amanhã eu te levo para ver sua família, mas me prometa que vai voltar para cá?! - dei lhe um selinho.

Merlin:........- ela não respondeu.

Wolf: você me ama Merlin? - perguntei. 

Merlin:........eu não sei.....mas eu gosto de você - ela se levantou.

Eu fiquei observando seu corpo, pequeno e delicado, agora cheio e vermelhos e mordidas. A peguei no colo a levando pro rio, iria dar um bom banho nela. As feridas das mordidas ardiam na água fria, ela se agarrou em mim, aproveitei para "usa lá" mais um pouco.

Não quero a devolver para os pais, não quero levar ela para à avó, não quero ver ela com outro. 


Notas Finais


Lobos também tem sentimento!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...