História Charisk:Um amor que nasceu no subsolo - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Doggo, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne, Vulkin, W. D. Gaster
Tags Chara, Charisk, Frisk, Undertale
Exibições 81
Palavras 862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Segunda Temporada: Genocída


Fanfic / Fanfiction Charisk:Um amor que nasceu no subsolo - Capítulo 14 - Segunda Temporada: Genocída

 Acordo em uma caverna bastante escura com uma luz no fim, passo a mão no pescoço e sinto uma cicatriz bem grande, começo a andar em direção a saída mas sou parada por uma espécie de portal intocável que aparece na minha frente, dentro dele aparece o ser que me atacou.

 -Não se preocupe, você não está morta, não por equanto, eu te trouxe para o início da sua jornada..... Você vai refazê-la matando todos os monstros que você ver pela frente, senão......

-Senão o que??

-Eu irei fazer a sua namoradinha Frisk sofrer- O ser desconhecido diz mostrando Frisk amarrada numa cadeira

-Não ouse tocar nela, seu ser desprezível!!!

-Se você fizer o que mandei ela não será tocada.... Quando você acabar, eu a libertarei e irei mandar ela e você de volta para o castelo com todo mundo vivo

-Eu estarei te esperando no último corredor do castelo..... Ah, eu ja estava esquecendo, você não deve contar sobre mim e sobre o que eu mandei você fazer a ninguém, e para eu ter certeza disso.....

 Eu sou atingida por uma descarga elétrica que sai do portal durante alguns segundos.

 -Você ficará muda até terminar de matar todo mundo.... Agora vá- O ser sombrio diz fechando o portal.

 Merda, tudo estava dando certo até essa criatura maldita surgir.... Eu não tenho escolha, eu não posso deixar Frisk sofrer por minha causa, vou ter que matar todos.

 Começo a andar até chegar em um corredor onde está Flowey.

 -Howdy, eu sou Flowey, Flowey a fl......

 Acerto Flowey com um feixe de energia o matando instantâneamente. Desculpe irmão, eu não tinha outra escolha.

 Caminho pelas Ruínas matando todos os monstros que encontro, chego na casa de Toriel, entro na casa e vejo ela sentada na sua poltrona lendo um livro, me aproximo dela, disparo uma esfera de energia em sua direção a matando no mesmo estante.

 Me desculpe mãe. Lágrimas começam a sair do meu olho, no momento eu pensei em desistir, mas me lembrei que tudo iria voltar ao normal no final isso me encheu de determinação.

 Desci as escadas da casa, abri a porta que levava ao resto do subsolo, e fiquei andando por Snowdin matando todo mundo, eu me sentia tão fria por dentro quanto o clima gélido de Snowdin, no caminho eu me encontrei com Sans e preparei um ataque para matá-lo mas de alguma forma ele me deixou imóvel.

 -Você não irá me matar humana... Não aqui..... É melhor você parar de matar tudo e todos senão você vai ter uma Hora Ruim- Sans fala desaparecendo na minha frente.

 Caminho matando os monstros ate chegar em Snowdin Town, lá eu comecei um incêndio na cidade enquanto atacava alguns monstros com bolas de fogo, depois de matar todos em Snowdin eu caminho em direção a Waterfall, Papyrus aparece no final da ponte que ligava as duas regiões, eu me aproximo dele.

 -HUMANA, EU O GRANDE PAPYRUS IREI TE DER.....

 Ataco Papyrus com uma bola de fogo gigante, destruindo o seu corpo deixando apenas a cabeça ilesa.

 -OH EU NÃO ESPERAVA QUE ISSO ACONTE.....

 Antes que Papyrus terminasse de falar eu lanço uma bola de fogo na sua cabeça, que vira pó segundos depois, comecei a andar por Waterfall destruindo todos os sinais de vida que havia no local, quando eu cheguei na área chuvosa de Waterfall Monster Kid começou a me seguir, eu pensei em matá-lo mas resolvi deixar para outra hora, eu estava caminhando pelo caminho chuvoso sem guarda-chuva, pois eu estava tão desumana, tão fria, tão longe de mim que eu não sentia mais nada, continuei andando até chegar na última ponte de Waterfall, agora era hora de matar Monster Kid, eu criei uma espada de energia e ataquei o pequeno monstro, porém eu acertei Undyne que entrou na frente de Monster Kid

 -S-saia, s-saia agora....

-Undyne....- Monster Kid diz indo embora

-E-eu ,e-eu não v-vou deixar v-você me m-matar tão r-rápido assim..... Eu.... Eu sinto algo queimando nas profundezas da minha alma, algo que impede de morrer- Undyne diz se transformando em Undyne the Undying

 -Humana!! Pelo bem do mundo inteiro, eu Undyne irei acabar com você!!!!

 Undyne joga várias lanças em minha direção, eu desvio delas e ataco a imortal com esferas de energia, Undyne cria um escudo feito de lanças e se defende das esferas, eu crio outra espada mágica e parto pra cima de Undyne que cria uma lança e começa a lutar fisicamente comigo, ela tenta furar o meu peito com a lança, eu esquivo e dou um soco em seu rosto a deixando atordoada, quando eu vou dar o ataque final ela me ataca, me jogando para longe.

 -Essa batalha já está longa demais, hora de pagar pelos seus pecados, humana

 Undyne cria milhares de lanças e as joga contra mim, quando eles chegam perto de mim eu uso a minha magia para controlá-las e jogo todas em Undyne, elas acertam todo o seu corpo, com exceção da cabeça, a deixando pregada na parede.

 -Q-que m-maldita c-criatura é v-você??

 Eu sou o verdadeiro monstro do subsolo digo no meu pensamento enquanto cravo a espada na cabeça de Undyne matando a guerreira.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...