História Charity - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Exo, Luhan, Relacionamento Abusivo, Você
Exibições 114
Palavras 1.247
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLO BITCHES, Primeiramente obrigada pelos 41 favoritos, e segundo postei esse capítulo um pouco mais cedo porque é meu aniversário (parabéns pra mim) e daqui a pouco eu vou sair e vou passar o dia inteiro fora, e eu queria postar hoje. Boa leitura <3

Capítulo 8 - Tears


               Aquele abraço era tão bom que eu nunca mais queria sair dele, ficamos ali abraçados por um tempo até que Luhan separa o abraço e ele volta para o lugar aonde estavam os caixões de nossos pais. Fiquei ali do lado de fora estava frio a noite estava escura mais escura que o normal, o céu repleto de estrelas e uma lua grande e linda. Eu ainda estava chorando a ficha não caia que os meus pais haviam morrido, entrei dentro do velório e fiquei ali aonde estavam meus pais e fiquei ali até amanhecer.

De manhã 

Agora eu estava na frente da cova de meus pais chorando muito, metade de mim foi embora. Eu gritava chorava de uma maneira inexplicável. Depois que meus pais haviam sido enterrados Sehun me abraçou e me levou para fora do cemitério,  ele me levou até a porta do carro dele.

_ ______ vamos para a minha casa, não quero que fique na sua casa sozinha - disse Sehun abrindo a porta do carro.

_Não Sehun não precisa - disse limpando as lágrimas de meu rosto, ele me abraça

_Por favor - cedi já que ele insistiu tanto.

Entrei em seu carro e fomos para a sua casa, quando chegamos lá ele abriu a porta e disse:

_Sinta se a vontade.

Sentei no sofá e fiquei ali esperando ele, depois se sentou do meu lado.

_ ______ - Me chamou

_Que?

_Você  pretende mudar de casa? - falou olhando em meus olhos.

_Não! 

_mas... - o interrompo

_Eu sei que você vai falar que é melhor eu não ficar lá porque ali eu iria ficar-me lembrando muito de meus pais e etc... eu não quero-me mudar da li, e mesmo que eu me mudasse eu não conseguiria esquecer meus pais. - Disse e escorreu uma lágrima e ele a enxugou. Fiquei a manhã e a tarde inteira na casa de Sehun. Quando era umas 17:00 ele me levou para a casa.

{...}

Quando cheguei em casa subi para o quarto de meus pais e sentei na cama e abracei o travesseiro deles e comecei chorar muito, lembrei de todo que havia vivenciado com eles. Fiquei ali chorando por bastante tempo.
            Quando terminei de chorar saí do quarto e tranquei a porta.

ALGUNS DIAS DEPOIS

Já fazia duas semanas que meus pais haviam morrido, a empresa voltaria hoje eu não irei, sei que eu deveria ir pois agora que vou tomar conta da empresa então meu dever é ir, mas eu não me sinto bem. Depois que meus pais morreram eu não me alimento direito, não saio de casa e não falo com ninguém, agora eu só vivo trancada dentro desse quarto, até Luhan percebeu que eu estou mal, ele todos os dias pergunta se eu estou bem fala que eu preciso me alimentar, por falar em Luhan ele não está mais bebendo não está mais violento, será que ele poderia estar mudando?
Na verdade eu acho que Luhan só está sim nesses primeiros dias eu tenho certeza que depois ele voltara a me bater  novamente esse Luhan bonzinho não vai durar muito...

_____ OFF

VITORIA ON

Hoje completa duas semanas desde que os pais da _____ morreram, depois que eles morreram eu nunca mais vi ela, hoje a gente ira voltar a trabalhar novamente então acho que ela vai vir.

Quando cheguei no trabalho tive uma surpresa ela não havia vindo, irei visita-la hoje após o trabalho.

{...}

Quando o trabalho acabou fui visitar a ______, graças a Deus hoje Luhan iria ficar no trabalho um pouco mais. Cheguei lá e apertei a campainha demorou um pouco mas _____ veio atender, quando ela abriu meu deu vontade de chorar pois ela estava muito magra completamente pálida e abatida, também não era para menos seus pais haviam morrido.

Vitória off

______ on 

Eu não queria me levantar daquela cama mas tive pois tocaram na campanha, eu nem iria pois sabia que não era para mim mas a pessoa ficou tocando tanto a campanha que me dei por vencida e fui la atender. Quando abri a porta era Vitória ele me olhou assustada.

_ ______ o que aconteceu? - Vitória me perguntou assustada.

_Nada, por que? 

_ _____ você esta muito magra, não ta comendo mais não - Não respondi pois eu quase não estava comendo mesmo - em?

_é porque esses últimos dias eu não ando comendo muito, mas não se preocupe - dei um leve sorriso falso

Ficamos ali conversando um bom tempo mas ela teve que ir, perguntei para ela o porque de Luhan ainda não ter vindo para casa, ela disse que ele ainda estava trabalhando. 

E la estava eu sozinha novamente, gostava de conversar com a Vitoria porque ela me fazia sentir bem como se eu tivesse alguém em que eu pudesse confiar e que sempre estaria do meu lado, mas quando ela ia embora aquele vazio que eu estava sentindo antes dela chegar me consumiu novamente, eu estava chorando pois meus pais eram o único motivo de que eu ainda estava viva, eu vivia por eles...
Não tinha nenhum motivo mas para viver minha mãe era a unica pessoa com que eu conversava diariamente, ela faz uma falta...
Meu pai era um brincalhão sempre me animava quando eu estava triste, me protegia de tudo e de todos...
O pior é que agora seria apenas Luhan e eu, se ele voltar a beber desta vez eu irei morrer...
Sinceramente não sei se vou conseguir viver por muito tempo, mas eu irei tentar viver sem eles, isso vai ser praticamente impossível mas eu irei tentar...

Eu estava sentada encolhida no chão da sala, era tudo tão triste, lá fora o tempo estava nublado, a casa esta escura e silenciosa, pela casa só se ouvia o barulho de meu choro. Levantei dali com um pouco de dificuldade pois estava fraca de mais fui em direção a escada e subi para o meu quarto novamente, eu me deitei e fiquei a li olhando para o teto era isso o que eu fazia o dia inteiro além de chorar.
Em quanto eu estava deitada ouvi um barulho de alguma coisa caindo lá em baixo me deu arrepios pois não tinha ninguém la em casa a não ser eu, eu até pensei na possibilidade de ser o Luhan mais ainda era 17:45 quando ele fica até mais tarde no trabalho ela chega la pra umas 18:30 então não tinha como ser ele. eu me levantei e tranquei a porta do meu quarto, e essa não era primeira vez que essas coisas estranhas aconteciam eu já via visto vultos e baralhos estranhos...mas isso deve ser tudo coisa da minha cabeça. depois de alguns minutos ali deita adormeci.

Acordei com barulho de panela caindo no chão pelo impulso me levantei fui até a cozinha e ver quem estava la, era Luhan, ele me viu e falou:

_Te acordei? - confirmei com a cabeça - desculpa - disse Luhan pegando a panela e levando até o fogão.

É isso mesmo que eu ouvi? Luhan me pediu desculpa? estes últimos dias ele anda mais calmo e tranquilo  isso meio que me anima um pouco.  Me retirei da cozinha e subi de novo para meu quarto, quando cheguei na porta do meu quarto resolvi olhar para a porta do quarto de meus pais, que ficava no final do corredor. Quando olhei pra lá minha pernas falharam e minha respiração ficou completamente desregulada, dei um grito. Aquilo que vi...

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...