História Chase vs Jackson - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Tags Frazel, Jasiper, Percabeth, Solangelo
Visualizações 763
Palavras 3.725
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A Cla já está em clima da sua data favorita do ano graças a essa fic: o natal <3 amo natal, mas vou segurar na empolgação afinal ainda tem o Halloween, outra data maravilhosa.
Olhas seus gatos, novamente quero dar um super abraço em todos vocês que acompanham a fic, vocês são demais.

Capítulo 22 - Segunda e Terça.


Fanfic / Fanfiction Chase vs Jackson - Capítulo 22 - Segunda e Terça.

Narradora

 

O fogo crepitando no centro do acampamento aquecia ao máximo possível os diversos adolescentes que tiveram coragem de largar seus chalés na primeira noite após o jantar e foram curtir o calor do fogo com o acompanhamento de um som puxado pelos alunos das artes. Naquele momento marcado por um sentimento de aconchego, Nico fazia um dueto com Will, que antes estava cantando com Hazel.

O pobre Frank ficou muito agradecido quando Will chamou seu cunhado para tocar tirando ele de seu papel de candelabro, já que ele estava com Annabeth, Percy, Jason, Píper, Calipso e Leo, antes disso ele estava indeciso se queria se matar ou matar Reyna que antes estava ali para dividirem a vela e depois o abandonou sumindo no acampamento.

Por falar em Annabeth e Percy, eles estavam sendo assunto de conversa em diversas rodas de amigos que não tinha mais o que fazer da vida. Entre essas rodas estava uma formada por Luke, Jake, Grover, Júniper e Rachel.

-Olha, Percy é meu amigo e tudo tals, mas até fiquei surpreso com ele ter brotado com Annabeth num relacionamento público, foi muita coragem. -Comentou Grover que teve total de Luke e Jake que conheciam as tretas que as duas famílias tinham bem mais que os outros.

-Já eu fiquei surpresa porque pensava que havia possibilidade de vocês dois voltarem, Rachel. -Júniper quem soltou o comentário meio brisado.

-Não sonha, Jup, não rola mais. -Rachel comentou revirando os olhos para a amiga. -Olha só para eles, todos os casais ali parecem que nasceram para ficar juntos.

Aquilo era verdade nua e crua, ninguém de fora sabia que eles passavam por problemas com suas famílias então vendo todos eles daquele ângulo, tudo parecia se encaixa, perfeito demais. Era bonito de ver como Percy apertava Annabeth contra si cada vez que o vento soprava mais forte, o riso leve que a menina soltava com isso e como sempre retribuía esse gesto com um simples selinho, havia sentimento pairando entre os dois, um sentimento maior do que um forte atração, tinha carinho, respeito e algo a mais.

-Eu amo essa música. -Annabeth comentou baixo, para ninguém em específico, ao ouvir a música “The Call” cantado por Nico, a voz do garoto era de fato impressionante deixando a música ainda mais sentimental.

Percy a abraçou mais apertado ao ouvir isso tentando lhe transmitir a melhor sensação possível, para que ela não desejasse estar em mais nenhum lugar, senão ali com ele, pois era desse jeito que ele se sentia.  Ele alcançou o sucesso, porém mal sabia que aquilo não foi realmente necessário, Annabeth já se sentia muito bem ali, porque estava com ele, com os amigos, no seu clima favorito e sua música favorita estava tocando, não tinha nada mais que ela pudesse desejar.

-Gente, acho que já vou para o chalé, meu sono já me alcançou. -Annabeth falou algumas músicas após aquela.

-Daqui a pouco eu vou também, vou só esperar o Will cantar a música que eu e Hazel pedimos. -Píper falou, a loira olhou impulsivamente para o lugar onde Calipso estava sentada para saber se essa também ficaria, mas não tinha ninguém lá, o que significava que ela e Leo deram perdido em geral.

-Tudo bem, vou indo. Boa noite meninos. -Ela falou já se levantando, ia continuar falando se não tivesse sido interrompida por Percy que levantou junto.

-Eu te levo até seu chalé. -A menina sorriu diante da atitude dele prevendo o que ela pediria, mas qual é? Era meio óbvio que ele faria isso, só que para quem está começando a se apaixonar pode não ser tão assim. Eu disse apenas começando.

Percy passou um braço por sua cintura puxando ela para perto enquanto caminhavam contra o vento frio, o fim do outono estava sendo o pior dos últimos cinco anos, estava até mesmo tendo previsão para neve. Annabeth esfregava as mãos pelos braços tentando, e falhando, se aquecer mais, pois já distante da grandes fogueira estava muito mais frio, o menino percebendo esse fato aumentou o tamanho dos passos e juntos eles quase correram até o chalé das meninas.

-Está entregue, minha linda. -Ele falou, todo fofo com o nariz vermelho, quando finalmente alcançaram a porta.

-Obrigada por não me deixar congelar sozinha. -Annabeth falou risonha com voz teatral. -Boa noite Percy, eu realmente quero entrar e ligar nossa lareira, então despedida rápida.

-Como a dama se mostra grata ao meu cavalheirismo, não ganho nem beijo. -Ele seguiu a voz teatral dela, obviamente acrescentando um tom dramático que a fez rir e lhe beijar.

Percy tinha certeza de que era impossível se enjoar dos beijos macios da loira, sempre com gostos diferentes mesmo que todos fossem similares, seus lábios macios que se demonstravam ágeis e dava um toque todo “Annabeth” ao beijo, toque que ele não tinha sem ser com ela. Um beijo de boa noite deu ao menino a certeza de que ele não teria conseguido ficar sem beijá-la por muito tempo mesmo se ela não tivesse topado assumirem o relacionamento, era bom demais para viver ser sabendo que podia ter. Ora, a menina não era a única ali que estava começando a se envolver demais a ponto de começar a ter alguns sentimentos.

Annabeth contornava o rosto do menino com seus dedos cobertos pelas luvas enquanto o encarava sorrindo, não era uma encarada assustadora nem nada, era apenas com carinho, um olhar que dizia que ela estava feliz por ele estava ali, ele conseguiu perceber isso.

-Boa noite, Annie. Agora eu lhe deixo ir acender sua lareira e se jogar debaixo das cobertas. -Apesar de dizer isso, ele não tirou seu braço que estava em torno dela e nem parou de brincar com suas ondas loiras.

-Boa noite, Percy.

Ela lhe deu um selinho rápido e o empurrou enquanto entrava dentro do chalé rindo da cara dele, após entender o que ela tinha feito ele entrou no chalé também e a puxou para si tomando-lhe os lábios novamente. Eles se divertiam enquanto se beijavam e fingiam que não queriam se beijar, o único problema foi essa diversão ser meio alta, graças as risadas que Annabeth dava, risadas essas que acabaram por acordar uma Reyna nada feliz.

-Não… Eu não mereço isso. -Os dois quebraram um beijo, assustados ao ouvir a voz da amiga. -Pode cair fora daqui, Jackson, eu quero dormir.

Reyna mandou, está mandado meus senhores. Percy deu um selinho rápido na loira e saiu correndo do chalé com cara assustada no momento em que os outros dois casais estavam chegando, bom amigo como sempre foi ele puxou Jason e Frank pelo capuz de seus casacos para irem embora com ele sem nem deixá-los se despedir de suas namoradas que riam enquanto viam eles se afastarem, Annabeth já estava contando o acontecido.

-Reyna para que tudo isso mulher? -Píper perguntou rindo. -Ficou de mau-humor com a vida é?

-Não enche, Pípes, vou voltar a dormir que ganho muito, muito mais. -E lá se foi uma Reyna emburrada ao som das risadas das meninas.

Mas essas logo arranjaram outro assunto, a cama de Calipso que ainda estava vazia e a fuga dela e de Leo da fogueira. Bom… Elas iriam esperar a menina por um bom tempo se quisessem esperar acordadas, pois os dois acharam um pequeno paraíso na casa grande do acampamento, um paraíso cheio de engrenagens e parafusos.

No dia seguinte às oito da manhã o som que imitava uma corneta acordou a todos os alunos, era hora do café-da-manhã, sem choro. Às pressas todos começaram a se arrumar, ninguém queria levar bronca de Quione, coordenadora do acampamento, que se apresentou a eles no jantar da noite anterior. Apenas algumas atividades do acampamento foram pré-programadas, essas incluíam as refeições, a fogueira todas as noites e os torneios de hóquei e patinação, quem não fosse competir teria que ao menos acompanhar os colegas que competiriam, naquela terça-feira tinha as escolhas do time de hóquei, onde as equipes poderiam ser mistas.

-Annabeth, tu já acertou com o Liam para ele fechar com a gente no hóquei? -Jason perguntou enquanto comiam.

-Nossa esqueci, espera aí que vemos isso agora. -Falando isso a menina gritou pelo irmão que estava do outro lado do refeitório com alguns meninos do time dele, e de Frank, consequentemente. -Já tem time para o torneio de hóquei? -Perguntou assim que ele se aproximou.

-Estamos montando um agora. -Annabeth fez cara decepcionada assim como o resto da mesa.

-Annabeth estou querendo te matar. -Percy fala, sem ser levado muito a sério.

-Está faltando gente para o time de vocês? -O menino estranhou já que eles estavam com a quantidade suficiente na mesa.

-O Frank não quer jogar, nem as meninas. -Eles não perguntaram para as meninas, mas nem precisavam, as conheciam bem.

-Como assim, capitão? Desanima a gente em. -Frank riu leve perante a fala do menino, mas assentiu como quem diz: fazer o que né? -Enfim, lá na mesa está sobrando o outro Liam, serve?

-Ele é bom? -Jason perguntou.

-Não é tão incrível quanto eu, mas dá para o gasto. -Humildade nunca foi a maior habilidade daqueles adolescentes. -Liam vem aqui. -O menino gritou, imitando o que Annabeth fez para chamá-lo. -Os caras aqui estão com gente faltando, sem problemas para você ficar por aqui?

-Claro que não, assim eu posso provar para geral qual Liam é melhor nessa bagaça. -O outro falou já bancando o metido, era uma das coisas que Annabeth gostava nele antes, achava-o divertido sendo daquele jeito, porque era espontâneo. -Se vocês toparam, para mim tudo certo.

-Fechou, senta aí para a gente começar separar as posições, pelo menos as iniciais. -Percy falou já chegando mais perto de Annabeth para que coubesse o menino.

-Vou só pegar meu prato lá, já volto.

Ele foi levando Liam consigo, depois voltou sozinho com um prato de panquecas de amora e várias táticas e estratégias, o pessoal da mesa simpatizou com o menino, só teve gente que não simpatizou com o assunto, vulgo Píper, Calipso e Frank, para compensar Reyna e Annabeth que opinavam animadas, estratégia era um dos hobbies favoritos das duas. O trabalho delas foi bem aceito, os meninos gostavam de jogar, mas montar táticas de jogo era a definição perfeita para tédio, a não ser para Jason que tinha isso como obrigação.

-Ai, Jackson, já está com time formado? -Octavian falou enquanto passava com um grupo, que seria seu time, Percy assentiu afirmando. -Que bom, então nos vemos na final para eu te derrotar.

-Sempre sonhador, pobre de você. -Apesar de tudo, Percy falou isso rindo o que fez o loira sair com um sorriso convencido no rosto. -Existe alguém que se ache mais? -Perguntou para seu grupo enquanto revirava os olhos.

-Posso citar uma lista e ela vai incluir gente dessa mesa. -Calipso falou fazendo todos virarem para ela com olhar inconformado. -Qual é gente? Não somos o exemplo de humildade aqui não.

-Tá bom, loirinha, só porque é você que está falando eu aceito. -Percy falei de um jeito meio meigo. -Só que ninguém mais ouse.

Todos levantaram as mãos em rendição antes de saírem para caminhar até o ginásio de hóquei que ficava a uma distância considerável do pavilhão do refeitório, Liam se sentia um pouco boiando porque, apesar de a maioria ali terem sido seus colegas na PS, era como se eles tivessem mudado ao formarem aquele grupo ali com aqueles que eram da GS, de fato todos ali mudaram após as férias de verão.

A disputa foi pouco interessante, ver um bando de moleques se batendo de capacetes e uniformes não é o melhor passatempo do mundo, bom mesmo é ver músculos. A diversão só poderia ser as quedas, naquela manhã quatro times foram eliminados e a decepção no rosto dos jogadores se mesclava com o cansaço, nada podiam fazer a não ser escolher para quem torcer no dia seguinte e, é claro, pensar nas meninas que ainda iriam patinar. Os “Cupcakes Azuis”, time de Percy na qual ele escolheu o nome, conseguiu continuar na disputa, com grande ajuda de Nico que realizou o desejo de esfregar na cara de todos do colégio que ele prestava mais coisa do que para as artes, o menino ganhou mais pontos de amor de todos, como se já não tivesse muito.

-Nico, você arrasou com aqueles otários. -Annabeth falou enquanto pulava para abraçar o amigo.

-”Nico, você arrasou com aqueles otários”. -Percy falou imitando Annabeth de um jeito emburrado. -Só o Nico jogou, que bom.

-Você também jogou muito bem, coisa emburrada, todos vocês jogaram muito bem. -Annabeth falou apertando as bochechas do menino como se ele fosse uma criança e depois lhe deu um selinho.

-Sai, vai beijar o Nico. -Percy falou apesar de sua ação contradizer a fala, pois ele puxou a menina mais para si.

-Ei nem vem, desculpas aí, Annie, você é linda, mas não é bem meu tipo. -Nico falou descontraído.

-E você por acaso tem tipo? Desde quando isso? -Píper perguntou sarcástica.

-Eu sei o tipo dele. -Quando Jason falou isso recebeu um olhar mortífero do primo que lhe dizia para ter muito cuidado com o que quer que fosse falar. -Mas não vou falar, ainda sou jovem para morrer.

-Como assim? Que absurdo. Qual seu tipo, Nico? -Annabeth perguntou com curiosidade aguçada, ela, mesmo com todos os meses de convivência, ainda não tinha ouvido falar de ninguém com quem o menino ficou.

-Sou o tipo discreto, agora tchau para vocês porque eu tenho uma hora antes do almoço e pretendo aproveitá-la com um belo banho. -O moreno falou já dando de costas para os amigos e saindo do ginásio.

-Caras, vocês sabem que só temos um banheiro né? E que todos precisamos de banho para o almoço? -Will que deu o ponto para eles. -O Nico tá querendo ficar uma hora no banho.

-Fudeo. -Percy falou com olhos arregalados. -Acho melhor a gente correr.

Dito isso todos os meninos do grupo, incluindo Frank mesmo que esse não tivesse jogado, saíram correndo desajeitadamente fazendo as meninas rirem enquanto caminhavam para fora do ginásio, sem preocupação nenhuma. Suas bochechas se avermelharam conforme o tempo em que passavam andando devagar em direção ao pavilhão do refeitório, estava valendo mais a pena esperar os outros protegidas do vento cortante e tendo a mesma bela visão que poderiam ter do lado de fora, graças às imensas janelas de vidro.

-Annie tu reparou em como o Liam conseguiu ficar ainda mais lindo? -Reyna perguntou quando se assentaram a uma das mesas, Annabeth lhe lançou um olhar de inconformada. -Não o seu irmão, criatura divina, o outro. Se disser que não reparou vai ser uma mentira bem feia.

-Pois me chame de mentirosa, juro que nem prestei atenção nele, estava ocupada demais.

-É, Rey, agora nossa sabidinha só se ocupa em fazer meu primo emagrecer de tanto olhar. -Hazel falou tentando tirar uma com a cara da amiga.

-Oh desperdício de vida, gente, vou ser a única solteira aqui? Jura que vão me deixar para titia? -A menina se expressou revoltada.

-Bom… Não queria falar nada não, mas tia você já é. -Calipso falou fazendo as outras rirem da expressão que se formou na cara da morena. -Desculpas, não está mais aqui quem falou. -Ela tratou de se desculpar ao receber uma luva na cara.

Juntas elas gastaram a uma hora livre que tinham torrando a paciência de Annabeth para saberem tudo sobre ela e Percy, a menina foi obrigada a contar como ficaram pela primeira vez no quarto dele, o que arrancou alguns olhares maliciosos de Reyna e Píper, ela logo teve que se explicar melhor, depois contou o episódio da festa do Halloween e evoluiu até o ultimato do menino na sexta-feira.

-Esse é meu melhor amigo, queridas, não me decepciona nunca. -Píper falou comemorando a última parte. -Eu juro que daria na sua cara se a respostas fosse não, juro mesmo.

-Eu também, Percy é bom demais para se desperdiçar. -Hazel falou, obviamente defendendo o primo.

-Eu sei disso, obrigado. -Percy falou surgindo com os outros meninos e deu um beijo na bochecha da prima que lhe deu um sorriso.

-Não tinham um assunto melhor não? -Jason perguntou fazendo cara feia, só para zoar.

-Se elas não tinham eu posso dar uma sugestão: vamos falar de mim. -Leo falou metido. -Porque sou o cara mais gostoso desse mundo.

Ali estava um assunto bom, a ilusão do latino, e ele foi durando conforme o refeitório ia se enchendo de alunos esfomeados. Os funcionários do acampamento não perderam tempo, foram logo servindo o almoço para todos torcendo para que eles fossem comportados e não fizessem nenhuma zona para eles limparem, ele tiveram uma baita de uma sorte, pois todos estavam com frio demais para quererem tomar outro banho por causa de uma guerra de comida.

As meninas não comeram muito já se prevenindo para poderem dar giros com seus patins sem se preocupar com o estômago, isso desagradou um pouco a Leo que achava que Calipso estava comendo cada vez menos nos últimos tempos, mas respeitando qualquer que pudesse ser o problema dela ele não falou nada, tinha fé que ela uma hora ou outra iria lhe contar o que estava acontecendo.

Uma e meia da tarde todos estavam de volta no ginásio, poucas foram as meninas que resolveram arriscar o traseiro em cima do patins, o que adiantou bem o processo. A maioria das competidoras eram do time de animação, que nunca tiveram medo de quedas, na verdade a possibilidade de risco animava alguma delas, ajudava na adrenalina.

-Ei Annie. -A loira ouviu Percy lhe chamando quando estava pronta para entrar no gelo. -Arrase.

Ela lhe deu um selinho de agradecimento rápido e saiu para o centro do ringue, ao som de uma música instrumental que lhe sortearam, era assim que estava funcionando o torneio, as meninas não sabiam que música dançariam até que essa começasse a tocar dando um ar de desafio maior a brincadeira. Percy não se sentou junto aos amigos para apreciar a apresentação, fez isso em pé apoiado na divisão que tinha ali, em nenhum segundo perdia a menina de vistas, ela podia não ser a melhor ali, pois não patinava com frequência, porém, para ele, não mudava o fato de que ela foi a que ficou mais bonita naquele vestido fornecido pelo acampamento.

Annabeth conseguiu passar para a fase do dia seguinte, assim como Píper e Hazel, as outras duas meninas do grupo, Reyna e Calipso, já esperavam isso, até porque só entraram na competição uma para honrar a coragem do time e outra para atender o pedido do namorado. Após o torneio todos tinham horário livre até o jantar e, aproveitando a oportunidade, Percy puxou Annabeth para longe das amigas antes que elas se enroscassem, ainda não tinha tido a oportunidade de ficar sozinhos desde que ela disse sim ao seu ultimato.

Os dois caminhavam de mãos dadas debaixo do sol que estava ali apenas para clarear, já que não estava aquecendo nada, Percy estava levando a menina para o lugar que ele se encantou na primeira vista, o píer da ilha. Apesar de todas as demonstrações de afeto que deram no dia anterior e naquele dia mais cedo, ainda tinham pessoas que os encarava com olhos curiosos e surpresos enquanto passavam, os dois não percebiam isso, estavam ocupados demais curtindo a liberdade de estarem juntos para prestarem atenção nos outros.

-Você estava linda naquele ringue. -Percy falou puxando a menina para encostar em seu peito enquanto ele estava encostado em um dos pilares do píer, ele lhe beijou o topo da cabeça fazendo ela sorrir um pouco mais.

-Obrigada, você também estava muito bem jogando.

-Ah estava? Certeza que não está me confundindo com o Nico? -Annabeth deu uma risada gostosa.

-Ele pode arrasar no jogo, meu bem, mas você era o mais bonito lá. -Ela se virou apenas para lhe dar um beijo rápido. -E, infelizmente, aparentemente todas acharam isso, exceto Reyna.

-Então a Reyna não me acha bonito? Vamos ter que conversar mais tarde. -Ele brincou fazendo a menina revirar os olhos. -Relaxa, loira, agora você já deixou claro que Percy Jackson não está mais disponível e espero que eu tenha deixado bem claro para os caras que você também não está mais.

-Você deixou isso claro na primeira semana de aula, não sei se você se lembra, mas quase me deixou sem par no homecoming.

-Verdade né? Que bom que fiz isso, imagina você indo no baile com um qualquer ai? Desperdício de sua beleza. -A menina riu, a muito já tinha se livrado da birra daquele dia. -Olha só isso, formamos um belo casal.

Só então a menina percebeu que ele estava com seu celular, nele tinha uma foto que tiraram deles no dia do baile e de fato eles combinavam, mesmo naquela época já pareciam um casal. Aproveitou a oportunidade para lhe roubar o celular e abrir a câmera para tirarem uma nova foto, dessa vez como um casal de… Quase namorados. Na brincadeira ela acabou enchendo o celular dele com fotos, algumas bem zoadas, e aproveitou para deixar a relação ainda mais pública postando foto dos dois no snap do menino, só não postou no seu porque deixou o celular no chalé após o almoço.

O casal passou o resto da tarde se aproveitando, o gosto da liberdade era bom, assim como o gosto dos beijos que trocavam livremente, ou o mais livremente que o acampamento permitia. Annabeth se perguntava como não caiu nos encantos daquele moreno antes a cada vez que o puxava para um beijo mais profundo sentindo o gosto de halls preto misturando com o de morango junto com os choques que seus toques lhe davam. Definitivamente ela poderia sobreviver a um teste de resistência antes, mas quando abriu uma brecha para o menino entrar sua vida mais afundo no dia anterior o controle foi jogado aos sete ventos junto com qualquer senso de responsabilidade decorrente de históricos familiares. Píper, que fora encarregada de chamá-los para o jantar, quase não teve coragem de interromper uma troca de olhares dois, a menina acariciava o rosto e Percy enquanto esse brincava com suas madeixas loiras, estavam tão fofos que a morena sentiu que poderia chorar por ter que interrompê-los, mas o sol estava se despedindo e o jantar lhes chamavam.


Notas Finais


O que acharam? Dei o meu melhor em meio a minha enxaqueca, o verão judia da Cla, mas ela está feliiiiiiz porque o natal está chegando e as férias também.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...