História Cheerleader - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Tags Bad Boy, Casal, Colegial, Jelena, Justin Bieber, Selena Gomez
Exibições 54
Palavras 1.655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Vocês queriam tanto um momento Jelena que Jesus Cristo, tentei fazer o possível, espero que gostem, dessa vez é fora da escolaaaa!
Beijõesss

Capítulo 4 - Por que você fez isso?


Fanfic / Fanfiction Cheerleader - Capítulo 4 - Por que você fez isso?

Narrado por Selena Gomez

Depois de tudo aquilo que Barbara havia me dito, o meu humor tinha ido de mal à pior, eu não sei nem como é que ela consegue andar por aí sem peso nenhum na consciência. Realmente me doeu muito tudo aquilo, mas eu preciso esquecer e tentar colocar na cabeça que é dela que o Justin gosta.

Caitlin havia saído do banheiro, a meu pedido, eu queria ficar um pouco sozinha. Lavei meu rosto e peguei a mochila, já ouvindo o sinal do fim da aula bater, fui andando direto pelo corredor e ignorando todo mundo que falava comigo, eu estava andando de cabeça baixa. Isso havia me deixado tão abalada que eu não tinha sequer lembrado de vestir minha roupa, então, sim, eu estava indo para casa com o uniforme de cheerleader.

Saí apressadamente pelo portão da escola e caminhava com certa pressa, tanto que minha bolsa insistia em escorregar do meu ombro, e isso me irritava muito, eu precisava comprar outra. Eu tenho bastante orgulho de tudo que eu consegui conquistar, eu e vovó temos uma condição de vida normal, sem muitos luxos.  

No meio do caminho o meu celular começou a tocar muito e toda hora. Resolvi parar numa praça perto de casa e me sentei no banco mais próximo. Abri minha mochila e peguei o meu celular, digitei minha senha rapidamente e olhei para os lados, logo entrei nas mensagens.

Você tem 142 notificações

32 ligações perdidas de Tay

50 mensagens de Tay

10 ligações perdidas de Ryan

15 mensagens de Rosie

10 mensagens de Cait

10 mensagens de Chris

14 ligações perdidas de chaz

Jesus Cristo. 

1 mensagem de Justin

Uma mensagem de Justin? 

Cliquei logo na mensagem dele, na esperança de que fosse algo a mais, mas já sabia que não.

"A Caitlin me contou tudo, foi mal."

Ele tem o meu número como? Caitlin deve ter passado..

Mas então.. ELE PEDIU MEU NÚMERO. 

Não, Selena, pare com isso, é só um número bobo. 

No fim das contas, todas aquelas ligações e mensagens eram pra saber onde eu estava, porquê o pessoal queria falar comigo, marcaram de sair hoje a noite, e o Justin vai, as meninas deixaram isso bem claro com um ''P.S.: Arrume-se bastante", tive que rir, juro. Eu ainda não sei se vou, tenho que pedir à vovó, bom, ela irá deixar, mas na verdade eu não sei se estou com vontade de ir depois de tudo que me aconteceu na escola, é muito complicado.

...

Quando cheguei em casa, vovó estava no sofá da sala vendo ao seu programa favorito na televisão, Oprah, ela adora essas coisas, quase morre de rir. Eu começo a rir dela, porquê o programa em si não é muito interessante para uma garota de 17 anos. 

- Oi querida, como foi a aula hoje? - Vovó abaixou o volume e se virou na minha direção, enquanto eu trancava a porta de casa.

- Foi normal, vovó.. Foi tudo bem! - Falei tentando transparecer normal.

- Hum, sei.. 

- Vovó, será que eu posso sair hoje a noite com os garotos e as meninas? - Deixei minha mochila ao lado do sofá e me sentei no braço do mesmo.

- Pode sim, minha querida, mas veja se alguém pode lhe buscar e trazer, não gosto que ande sozinha de noite, está bem? - Vovó me advertiu.

- Pode deixar, vovó, provavelmente algum dos garotos venha!

- Querida, eu deixei o almoço pronto, se você estiver com fome, tem lasanha quente dentro do forno, estou indo dormir um pouco. - Vovó me deu um beijo na bochecha e eu assenti, logo vendo-a subir para o seu quarto.

Fui em direção a cozinha e abri o forno, logo sentindo o aroma da lasanha se espalhar por todo o cômodo.

- Vejamos aqui.. Vou comer bastante, estou com fome. - Falei com a lasanha, embora seja em vão, já que comidas não falam.

Diferente das garotas da minha idade, eu não tenho problemas com tipos de comida e quantidades, não me preocupo muito com peso, e a minha genética me favoreceu, já que eu como bastante e do mesmo modo não engordo. Taylor é do mesmo modo, se deixarmos, ela come até a parede. Já Cait e Rosie são aqueles tipos de garotas fitness, academia toda hora, e mesmo que façam academia, não se privam de comer coisas normais.

Cortei um pedaço da lasanha e coloquei num prato que estava em cima do balcão. Peguei os talheres e enchi um copo com suco, o qual eu identifiquei ser de maracujá, é bom que eu me acalmo, desse modo. Depois que eu terminei de comer, lavei a louça, sequei e guardei nos armários. Subi para o meu quarto e liguei no skype para as meninas, no grupo que nós tínhamos.

- Garotas, vocês já sabem se alguém irá nas nossas casas nos buscar? Vovó não quer que eu vá sozinha. - Comentei com as meninas.

- Pelo que eu entendi o Ryan e o Justin vão buscar todo mundo, já que eu e o Chris vamos vir a pé, moramos perto da pizzaria. - Caitlin falou.

- Ok, senhoritas, entendido. - Taylor brincou.

- Agora vamos para a parte interessante! - Rosie começou a dançar.

- ROUPAS! - Gritamos todas juntas.

- Bem, eu vou com um vestido branco colado e um tênis com detalhes dourados. - Taylor disse.

- Jura que vai de vestido? Nem pensamos nisso. - Disse Rosie.

- É a sua cara! - Falei.

- Bem, eu vou de shorts, um cropped preto e uma bota até os joelhos também preta. - Disse Cait.

- Ui, gata selvagem da noite! - Brincou Taylor.

- Eu vou usar alguma saia jeans com uma blusinha e saltos. - Disse Rosie. - Mas e você, Sel? Senhores, abram as apostas! - Ela começou a fazer graça.

- Vocês irão ver daqui a pouco, beijinhos, tenho que me arrumar! - Resolvi deixá-las curiosas.

Desliguei o Skype e fui direto para o banheiro, me despi rapidamente e adentrei o box. A água estava morna, não lavei o cabelo, estava limpo, fiquei uns 10 minutos no banho, então desliguei o registro. Puxei uma toalha branca que estava no vidro e sequei meu corpo e enrolei a toalha no mesmo.

Peguei do meu guarda-roupa uma calça boyfriend rasgada e um body vermelho, colado ao corpo e totalmente aberto nas costas, peguei também uma botinha cano curto de saltos, na cor mostarda (essa roupa é a da foto do capítulo). Vesti a minha lingerie e logo coloquei o body com certa dificuldade, era muito justo. Vesti a calça por cima e abotoei-a. Por fim calcei minhas meias e o coturno mostarda. Me olhei no espelho e estava realmente satisfeita com o resultado. Resolvi fazer somente um delineado simples nos olhos e passar um rímel. Deixei o meu cabelo natural e coloquei brincos prateados de argola. 

... 

De: Ryan

Para: Sel

O Justin vai te buscar, meu carro está cheio. Só irão vocês dois, aproveite.

Como assim eu vou só com o Justin? Meu Deus. Ouvi o barulho alto da buzina e olhei pela janela. A inconfundível Range Rover preta fosca. Peguei meu celular e minha carteira e desci as escadas com certa pressa.

- Vovó, estou indo, Justin está aqui, não volto muito tarde!

- Você deveria beijar esse menino logo. - Vovó revirou os olhos e eu soltei uma risada baixa. 

Saí de casa e tranquei a porta, Justin estava encostado no carro, do lado de fora, fumando, me aproximei dele tremendo, eu estava muito nervosa. O cheiro da nicotina com menta me deixava tonta, ainda mais junto de seu perfume.

- Hum.. É.. Achei que Barbara viesse com você.

- Nós terminamos. - Ele foi direto e eu me aproximei num resquício de cuidado, misto de medo. O beijei na bochecha e ele só segurou minha cintura nesse momento, depois a soltou, eu estava toda arrepiada. Ele largou o cigarro dos lábios e o jogou no chão, logo pisando no mesmo. Trajava uma calça larga, em cor branca, uma camisa preta e uma jaqueta de couro. - Está muito bonita.

- Muito obrigada.. - Murmurei, enquanto adentrava o carro, o qual ele abriu a porta. Jamais esperei esse ato dele. Depois de fechar a porta, deu a volta e entrou no carro também. Começou a dirigir e vez ou outra desviava o olhar para mim.

- Queria pedir desculpa pelo que Barbara fez, é inveja. Ignore.

- Eu estou bem, não quero falar disso, eu a perdoo.

- Por quê você é tão boa? - Ele parecia indignado.

- As pessoas merecem chances. - Falei simples, enquanto ajeitava o tecido do body na minha silhueta. 

- Pare de mexer nessa roupa. - Ele foi grosso.

- O que há de errado? - Perguntei sem entender. Ele freou bruscamente o carro e o estacionou num lugar qualquer.

- Há de errado que você fica muito gostosa nele. - Ele sussurrou e antes que eu tivesse tempo de falar qualquer coisa, ele juntou os lábios dele nos meus. Segurou minha cintura com certa brutalidade e me puxou para o seu colo, ele apertava o meu corpo contra o dele. Eu estava estasiada, não sabia o que fazer, eu tinha 17 anos e era o meu primeiro beijo. Ele puxou o meu lábio inferior e partiu o beijo, enquanto me olhava ofegante.

- Por que fez isso? - Eu tentei sair de seu colo, mas ele segurou minha cintura.

- Porquê estava com muita vontade.

- Era o..

- Seu primeiro beijo? Eu percebi. - Ele falou. Céus, então eu beijei mal.. - Se estiver pensando isso, não, não foi ruim, você só estava visivelmente tímida. 

- Ah.. Nós não temos que.. - Ele juntou nossos lábios novamente antes que eu pudesse falar, e eu não conseguia acreditar, o amor da minha vida estava me beijando.

 

 

 


Notas Finais


Vocês acham mesmo que é tudo fácil assim? Coitada da Sel, gente.. Muuuuitas coisas irão acontecer!

NÓS PASSAMOS DAS 100 VIEWS, MUITO OBRIGADA E MUUUITO OBRIGADA PELOS FAVS TAMBÉM!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...