História Chefe - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Chefe, Romance, Sexo
Visualizações 337
Palavras 788
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura 🌸

Capítulo 27 - Grávida


Sr. Green narrando 

Liguei pra Megan quando cheguei em casa, mandei mensagem o domingo todo e nem um visualizado eu consegui. Bem, ela nem entrou no WhatsApp durante o domingo então se estiver me ignorando está fazendo muito bem. 

Megan narrando 

Dói muito. Doi se apaixonar, doi não ser suficiente, dói ficar longe, tudo dói. Eu queria poder dizer que esqueci ele mas não consigo, parece que tudo só fez aumentar a necessidade de te-lo. 

Fiquei o domingo sozinha: não fui ao parque, não peguei meu celular, não entrei no computador. Apenas coloquei meu pijama e assisti qualquer merda que passava na televisão. Eu nunca fui tão humilhada na minha vida e realmente quem eu sou para acreditar que um dia isso poderia ser verdade.

Segunda chego no escritório com a pior cara possível e encontro Lúcia sentada com um sorriso de orelha a orelha. 

-Sr. Green já deve estar chegando - falo entrando na minha sala 

-Tudo bem - ela sorri - vou esperar aqui 

Reviro os olhos e fecho a porta deixando ela no corredor sozinha. Eu acordei hoje me sentindo enjoada e se colocarem comida na minha frente é capaz de eu matar a pessoa. 

Sei que o Sr. Green chegou porque ouvi a voz da Lúcia gritando no corredor. 

Sr. Green narrando

Assim que chego pra me desculpar com Megan vejo Lúcia sentada no corredor com um envelope na mão. 

-O que está fazendo aqui? - falo ríspido 

-Vim te contar uma novidade - ela faz uma vozinha de bebe 

-Fala o que quer e vai embora - reviro os olhos 

Ela me entrega o envelope e rapidamente eu abro. 

-O que é isso? - falo surpreso - positivo? 

-Estamos esperando um bebê amor - ela fala animada 

-Tá maluca garota? - seguro no seu braço - que palhaçada é essa? 

-Estou grávida - ela continua 

Nesse momento Megan passa pela gente e nem olha nos meus olhos, fica parada em frente ao elevador esperando ele. 

-Entra aqui - puxo Lúcia pelo braço para dentro da minha sala para Megan não ouvir a conversa 

-Seja mais delicado comigo - ela fala tentando ser fofa

-Lúcia que merda é essa? - falo grosso 

-Não sabe ler? - ela fala impaciente 

-Isso aqui é falso - reviro os olhos - se fizemos sem camisinha uma vez foi muito 

-Só precisa de uma vez pra engravidar - ela sorri - vamos ser felizes 

-VAMOS? - dou uma risada forçada - eu posso até te dar dinheiro mas nunca vamos ficar juntos

-Como assim? - ela fala fingida 

-Não vamos ficar juntos - grito - desiste

-Seu pai odiaria saber que vai me abandonar grávida - ela me provoca 

Filha da puta tá me chantageando 

-vai embora que quando minha cabeça esfriar conversamos - ordeno 

-Tá bom amor bom trabalho - ela tenta me dar um selinho mas desvio a cabeça 

Agora que eu ia me resolver com Megan essa merda me aparece e ferra com tudo. Lúcia foi embora e pela porta posso ver Megan entrando em sua sala com um café na mão. 

Eu quero falar com ela mas preciso decidir primeiro o que vou fazer com Lúcia e ver a reação do meu pai com tudo isso.

O dia passa e sei que mais hora ou menos hora vou ter que ver Megan. 

Megan narrando 

Eu ouvi muito bem que Lúcia está grávida e isso embrulhou meu estômago ainda mais. Desci para pegar meu café mas não teve jeito: assim que subi vomitei como se não houvesse amanhã. Eu estou magoada com tudo que aconteceu e agora que ela está grávida sei que nunca mais vou fazer parte da vida dele.

Lavo minha boca e percebo que já está na hora do almoço. Prefiro ficar na minha sala do que correr risco de ver ele. Sento na minha mesa e como duas barrinhas de cereal que tinha na minha bolsa. 

Sr. Green narrando 

Minha mãe me liga hiper animada dizendo que vai ser avó e que Lúcia e eu vamos jantar hoje lá na casa dela para comemorar. Eu realmente não acredito que Lúcia já falou pra minha mãe sobre isso, não me deu espaço para tentar falar. Desgraçada!

Green: por que falou pros meus pais? 

Lúcia: não me controlei, estou muito feliz 

Green: você é doente 

Green: vai ao jantar e depois conversamos 

Lúcia: passa aqui pra me pegar? 

Green: você sabe pedir um táxi. Quero você às oito lá com um sorriso no rosto 

Parece que Lúcia só funciona assim: na base do esporro. 

Eu queria muito entrar na sala de Megan abraçar ela e ficar lá pra sempre mas só acontece merda na minha vida e agora vou ser pai então né...


Notas Finais


O que acharam desse capítulo? Amanhã tem mais haha 🌸❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...