História Cheia de Mistério - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~helocaroline

Exibições 108
Palavras 4.594
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeeeeee**
Cadê o povo que adora O Neymar!??

Então...eu e a Carollll, desejamos uma ótima leitura e esperamos que adorem, na verdade vão adorar 😏

Scrr, caraca o Neymar tá muito foda nessa One Shot 😋

Aqui vai um aviso super interessante:

*Não temos compromisso com a realidade

Capítulo 1 - Capítulo Único


Neymar Jr 

(Saldor, Bahia) 

(CT, Arena Fonte Nova) 

{4:47 PM} 


Eu estava desapontado comigo mesmo, não era só eu que estava desapontado comigo era o Brasil inteiro, nós precisamos ganhar, não é só porque é o único título que não tem, mas também para mostrar que a Seleção Brasileira voltou. 


Meu coração estava apertado sabia que tinha que mostrar que o Jogador mimado de antes não existia mais. 


Estávamos no CT, era hora do intervalo, alguns estavam tomando banho e outros estavam comendo, já eu estava fazendo algumas embaixadinhas no campo. 

O sol quente fazia-me suar, até que vejo uma sombra atrás de mim e me viro abrindo um leve sorriso. 


-Eai - Gabriel Jesus fala se sentando no chão eu apenas aceno com a cabeça. 

-Tudo bem?? - ele pergunta me olhando com o olho caído por causa do sol. 


-Você sabe - sorrio de lado me sentando ao lado dele com a bola na mão. 


-Acho...bem...que foi errado o que fizemos no jogo...Você sabe ter saído do jogo sem falar com ninguém - Ele fala. 


Claro que foi errado talvez tenha sido algo hipócrita, mas eles estão botando tudo na nossas costas e vai ser difícil ganhar algo "assim". 


-Claro que foi, apesar de todas as críticas que recebemos das pessoas, mas é muita pressão e isso incomoda, entende? -falo o olhando e ele fica sério. 


-Quem sabe não damos um salto mortal (que nem o Thiago Maia fala) - Nós rimos e ele continua - No próximo jogo - balanço a cabeça duvidando. 


-Que sabe não ganhamos, quem sabe não mostramos para o Brasil que nós podemos levantar ~ele sorri. 


Gabriel Jesus é novo em tudo isso, lembro que eu era assim, eu não sabia como seria esse “mundo” que eu estava entrando e ele também não sabe, até porque esse mundo é diferente para todos 


-Bem... Não estou duvidando de nada...mas só Deus sabe o que vai acontecer - sorrio me levantando e o ajudando a levantar 


-Vamos dar uma volta à noite.- ele diz enquanto tenta me alcançar, já que eu estava andando rápido para sair do sol - Você precisa esfriar essa cabeça. 


Ele sorri e eu balanço a cabeça que não. 


-Acho que não - falo chutando a bola para o gol, infelizmente só bate na trave. 


Não queria que nada impedisse minha cabeça de poder botar tudo que preciso fazer no lugar e sabia que se é "Festa" eu bebo demais e fode tudo. 


-Vamos,cara - ele insiste – Todo mundo vai 


Como ele disse acho que deveria esfriar a cabeça um pouco e acho que também devo pensar em dar o "Tal salto mortal" 



[Algumas Horas Depois]{...} 


{22:30 PM} 


"Estávamos entrando" essa era nossa pose quando entramos, todas as pessoas nos olhavam, só que diferente de sempre, a maioria dos olhares que eu recebi foram de desprezo. Acho que na cabeça deles nós estávamos aqui porque somos irresponsáveis e mesmo não ganhando queremos comemorar, mas não é assim, como toda pessoa normal, nós também afogamos as mágoas em bebidas. É como eu sempre digo "o que o povo quer é bola na rede" 


Uma moça loira veio até nós e nos encarou de cima a baixo sorrindo em seguida. 


-Queiram me acompanhar - Ela fala me olhando com um sorriso de lado. 


Seguimos ela até a parte Vip, no meio do caminho Rafinha me cutuca mostrando a bela moça rebolando sacudo a cabeça, mas não negando porque a mulher era gostosa. 

Ela mostra onde estava reservado para nós um sofá grande de couro e uma mesa com várias bebidas. 


-Se precisarem de alguma coisa é só me chamar - ela pisca para mim, mas meus olhos descem logo para seu decote. 


Quando ela se afasta sentamos no sofá, onde logo pego um copo de Vodka. 


-Mas em Neymar! - Zeca exclama.- Parece até cadela no cio, por onde passa os cachorros ficam loucos - ele ri fazendo com que todos rissem também 


-Fazer o que se sou esse poço de mal caminho que todos querem. - largo o copo me gabando. 


-Todos mesmo né? - Gabriel Barbosa fala me fazendo olhar para frente. 


Quando olhei soltei um riso, bem, como ele disse todos querem, estava um cara me olhando e dançando junto com outros. Não sou obrigado. 


-Mas acho que quem gosta de coisa assim é o Anderson - falo. 


-Bah! Mas não me esquecem! - Felipe fala de cara fechada. 


-Caraca, lembrei de uma coisa aqui! Não foi na aquele noite do amistoso do Japão que o Anderson saiu com um traveco achando que era mulher e na hora da transa broxou - Luan fala rindo e todos riem. 


-Nem vem o culpado de tudo isso é o Jesus. - ele fala bravo. 


-Agora o culpado do seus pecados é Jesus Cristo - Rodrigo Caio fala debochando da cara dele. 


-Eu estou falando do Gabriel Jesus! - ele fala olhando para o Gabriel. 


-Minha!? - ele fala largando o copo e apontando para si mesmo 


-Sua sim! Me falou que era mó gata e já tinha até pegado. 


-Paro a discussão - Rafinha fala rindo. 


-Mano, todo mundo sabe que aconteceu isso com o Gabriel e ele quis fazer alguém cair na mesma merda - falo tomando mais um gole da bebida. 


Enquanto eles continuam a discutir eu começo a observar em volta, várias pessoas como sempre curtindo uma noite sem problemas pra pensar ou para concertar enquanto pessoas como eu tem que estar fingindo esse sorriso sem vontade no rosto. 


Olho para a porta e as pernas da morena sobem por ela a mulher mais linda deste mundo se eu ainda gosto dela?, bem claro que sim, mas não a mesma coisa de antes. Junto com ela um homem sobe ao seu lado já a puxando pela cintura. Bruna!,Bruna Bruna! O que você fez de mim? 

Também não posso dizer que não a amo só posso dizer que o Amor de antes não existe mais. Eu sempre achei que com ela eu sossegaria que talvez fosse a mulher da minha vida, mas a vida sempre nos surpreende com coisas totalmente inesperadas. 

"E nós sempre temos que fazer o que ela quiser se não há consequências." 


-Vou tomar um ar - Falo me levantando. 


Gabigol tenta falar algo, mas Renato Augusto não deixa. 


Sabia que não deveria ter vindo, sempre acontece alguma coisa quando não devo estar nos lugares. 


Passo por ela e ela me olha como se não me esperasse ali. 

Um braço me puxa e eu olho para trás e estavam lá aquele lindo pares de olhos brilhando o cabelo ondulado e a boca rosada e eu confesso estava louco para beija - lá. 


-Neymar! Você aqui?? - ela fala sorrindo e sorrio sem mostrar os dentes. 


-Aham - falo forçando um dos meus melhores sorrisos. 


-Tudo bem?? - ela pergunta fechando o sorriso. 


-Tudo ótimo – sorrio - Mas...Preciso ir... - falo confuso e me viro saindo. 


Não falei nada e também não deixei ela falar, o que ela queria que eu falasse? Que eu sorriso e parasse pra bater um papinho com ela e com o babaca do seu lado. Se eu estou com ciúmes? (Talvez), mas ela é uma mulher que faz qualquer homem pirar, principalmente eu. 


Saio na rua e sinto a brisa da noite, estava um movimento grande ali na frente por causa da festa então vejo o carro que aluguei para andar só nesses dias entro nele e já dou a partida saindo dali. Andei pela avenida principal chegando a praia, onde havia pouco movimento, o vento estava fresco apesar da cidade ser quente, a lua iluminava cada pessoa que andava na rua. Caminho devagar até a areia onde vejo alguns adolescentes indo embora, chego na beira da praia e respiro fundo. Sabia que precisava vencer sabia, que precisava ganhar a confiança de todos a minha volta e como eu digo o mundo está em minha volta. Eu só queria mostrar que o Neymar de antes não existe mais e agora só existe um Neymar maduro, mas que igual ao anterior, não é perfeito. 


Passo as mãos nos cabelos e me espreguiço me viro e começo a caminhar de cabeça baixa escuto soluços, mas não levanto a cabeça pois alguém esbarra em mim. 


-Awn desculpa - A voz feminina chorosa fala. 


Levanto meu rosto e estava lá como eu posso dizer o que eu estava vendo na minha frente talvez um anjo! Os olhos escuros, mas vermelhos por causa das lágrimas, os cabelos sobre o rosto e a boca rosada. Um sorriso envergonhado sai de sua boca quando seus olhos encontram os meus me reconhecendo. 


-Desculpa, eu deveria ter visto por onde andava - ela sorri. 


Eu ainda estou tentando descobrir o que foi aquele sorriso, eu ainda não sei se foi malicioso ou tímido. 


-Você está bem? - Paro a observando novamente - Você estava chorando? - pergunto tentando enxergar seus olhos. 


Ela suspira passando leve mente as mãos nos cabelos. 


-Eu estou sozinha! - ela começa a chorar, chorar muito. 


Soluços saiam de sua boa eu não sabia o que fazer. Olhar aquela menina chorando ali na minha frente e não fazer nada estava me machucando. Não pensei duas vezes e cheguei perto dela encostando sua cabeça no meu ombro. Passo as mãos por cima da sua jaqueta , que estava nos seu ombros e ela aconchega mais sua cabeça a colocando no vão do meu pescoço, sinto seu aroma doce de amoras entrando nas minhas narinas, afinal quem era ela? 


-Não precisa chorar - falo parando de afagar as suas costas. 


Seus olhos alcançam o meu, ela passas as mãos nos olhos os limpando, mas não tirando sua cabeça de mim. 


-Não quero que faça isso - ela fala abaixando os olhos novamente. 


-Fazer,o que? - Pergunto arqueando a sobrancelha. 


-Ser legal ~fala. 


-Eu realmente não sou bom em aconselhar pessoas, mas ser legal com elas é a minha especialidade - Sorrio galanteador. 


Ela sorri pelo nariz e volta a me olhar. 


-Sabe...~ela para e encara cada canto de meu rosto~...Quando você se sente presa como se tudo em sua volta estivesse te prendendo de fazer o que você quer? Como se tivesse grades grandes à sua frente, ou se mosquinhas estivessem zumbindo o tempo todo em seu ouvido? Você só quer gritar,você só quer mandar todo mundo se foder e cair fora sem pensar nas consequências?. 


Eu ouvia cada palavra, era como se ela soubesse tudo que eu estou passando ,era como se tivéssemos os mesmos problemas. 


-Às vezes queria um tempo, apenas cinco minutos sozinha já seria o suficiente ou uma noite inesquecível com alguém que mude sua vida e que seja o motivo de suas gargalhadas e seus sorrisos só por uma noite, que te olhasse nos olhos e falasse que te entendia e que passava as mesmas coisas que você estava passando, que te beijaria como nunca ninguém te beijou. - ela abaixa os olhos - ...E guardaria aquela noite para toda a sua vida. 


Eu também queria aquilo, eu desejava a mesma coisa que ela e eu via que ela precisava de algo que a mudasse, eu a conhecia há poucos minutos e já sentia que era amigo de anos daquela garota 


Olho para sua boca rosada novamente, onde a mesma morde devagar ainda com os olhos abaixados. Levanto seu queixo com a mão e a encaro. 


Nossos olhos só focavam um ao outro, naquela noite estrelada, onde só havia duas pessoas naquela praia, duas pessoas totalmente desconhecidas e diferentes que se conheceram talvez há uns cinco minutos. 


Chego perto de seu rosto nossas respirações já se misturavam e estávamos tão próximos que era possível ouvir seu coração batendo. 

Meus lábios se aproximam dos seus onde se encostam, ela abre passagem imediatamente para minha língua invadir sua boca, eu nunca tinha sentindo aquilo na minha vida, era como se eu precisasse daquilo, era como se os dois lados necessitassem daquilo .Seu hálito era doce. Nosso beijo era lento e ao mesmo tempo quente, nenhum de nós queria parar o beijo, mesmo que já estava faltando o ar. Suas mãos arranhavam minha nuca e a minha segurava seu cabelo e a outra segurava sua cintura com força, além de estar totalmente excitado, eu só queria poder sentir aquele gosto, aquele beijo Cheio de Mistério. Ela para o beijo ainda com aos mãos sobre meu pescoço. 


-E-Eu...D-Desculpa – a garota fala sem jeito. 


-Desculpa, desculpa pelo que? - pergunto. 


-Por estar me abrindo com você, por estar largando minhas mágoas numa pessoa que nem me conhece... - ela para me olhando e passa as mãos no rosto suspirando. Não largo da sua cintura, não queria que ela se fosse . 


-Tudo bem...- coço a cabeça confuso - Eu preciso disso! O que você falou, sabe, mais do que qualquer pessoa nesta vida. - Falo. 


Ela me olha e fica me olhando e depois balança a cabeça negando, não consigo olhar para seu rosto, pois sua cabeça está abaixada e eles ficam na frente. Solto um suspiro demorado, ela vira e sai andando rápido. 

Eu fiquei parado vendo sua reação, passo as mãos no rosto e a olho novamente vendo seu andar, suas pernas e o vestido branco de renda curto junto a jaqueta preta. Eu não posso negar ela era linda e ainda mais uma perdição, não a queria deixa ir, eu sei que eu precisava disso e ela também. 


Corro atrás dela tropeçando na areia alçando o seu braço e o puxo ela se vira e me encara. 


-Você sabe quem você é?! - ela exclama. 


-Não importa se eu sou jogador de futebol ou até um mendigo, mas nós temos o mesmo desejo, queremos só nos divertir, qual é o problema disso ?! - Falo a encarando e ela puxa o seu braço com força. 


-Não sei! - ela para - Só estou querendo fugir do normal. 


-Então, o que acha de nós dois fugirmos do normal e depois fingir que nada disso aconteceu? - falo sorrindo de lado. 


-Você está com uma cara de que precisa mais do que eu- ela sorri pelo nariz. 


-Pois é – falo coçando a cabeça. 


Seus olhos escuros me fitaram por um tempo e depois sorriram, minhas mãos alcançam seu rosto de forma delicada passando por sua pele fria e chegam ao seu pescoço e a outra chega por sua cintura a puxando com força para mim. Um suspiro alto saí da sua boca. Chego perto do seu rosto ouvindo sua respiração alta, nossos lábios se encostam devagar, sua língua entra primeiro na minha e um beijo devagar começa a vontade de beijar ela não parava, Quem era ela?, O que ela era? 

Eu queria descobrir na verdade não queria que ela saísse mais de perto de mim, mas como ela disse "Um noite só", uma noite só já é o suficiente. Mas, pra mim não vai ser. 


Nosso Beijo aprofunda e fica mais rápido dava pra ouvir a velocidade de nossos lábios. Encosto ela no chão ainda beijando ela quando vimos que já estávamos mais sem ar ela para arqueando a sobrancelha. 


-Aqui? - ela pergunta. 


Sorrio malicioso e confirmo com a cabeça deixo um beijo no seu pescoço e desço até seu ombro direito tiro sua jaqueta e seus braço ficam de fora sua pele ficava clara a luz do luar abro seu vestido devagar enquanto deixo Beijos pelo seu pescoço seu corpo contornado perfeito, um toque bronzeado e uma langerie branca, eu não resistiria, estava louco para tirar tudo aquilo dela. 

Suas mãos frias passam devagar por baixo da minha camiseta onde ela começa a passar suas unhas a camisa é tirada do meu corpo vejo um sorriso malicioso perfeito saindo da sua boca. 

Confesso nunca transei com ninguém na beira da praia, mas ter essa sensação pela primeira vez é maravilhoso. Nos giramos e ela tira minha bermuda me deixando só com a minha boxer preta, nossas posições mudam e ela senta em cima de mim deixo um beijo no seu ombro esquerdo e tiro a alça de seu sutiã devagar deixando a mostra seus lindos seios redondos, tiro a outra alça e pra minha sorte ele é de se abrir na frente o tiro por completo e a deito no chão fico por cima dela sem botar muito peso desço meus lábios pelo seu corpo descendo até seus seios enquanto chupo um brinco com o outro ouvir seus gemidos fracos baixos eram maravilhoso aquilo me deixava excitado. 

Tiro sua calcinha vendo o paraíso na minha frente ela toca devagar na minha cintura tirando minha boxer. Ele já estava pronto, pronto para entrar dentro da menina misteriosa que apesar de tudo eu não sei nem seu nome. Não conversamos muitos e já estávamos transando, mas seu simples sorriso já falava tudo, é estanho, estranho me sentir assim novamente e bem, fazia tempo que não me sentia assim e a sensação é maravilhosa. Penetro nela devagar ouvindo seu gemido baixo meus movimentos aumentam era como se nossos corpos estivessem se chocando seus gemidos eram baixos e não suas unhas passavam com agressão nas minhas costas dando uma sensação diferente, sua face perfeita era de prazer, eu pude ver nos olhos dela de que aquilo não acontecia na vida dela há muito tempo ou não do jeito que ela queria. 

"Ter alguém que faça diferente na sua vida sempre é necessário" 


Nossos movimentos aumentavam e junto nossas respirações, aquilo foi rápido, mas a sensação maravilhosa íamos chegar ao ápice e conseguimos chegar era como se eu estivesse completo e ela demonstrava a mesma coisa um sorriso de canto não saía de seu rosto os cabelos grudados no rosto suando. Caí ao seu lado já enfiando minha cueca e ela suas roupas íntimas olho para ela e fico a observando. 


-Tudo bem?? - pergunto a encarando. 


-Tirando o fato de que eu acabei de transar com uns dos melhores jogadores deste mundo - ela ri pelo nariz e eu também e continua - Está tudo ótimo. 


Ela para e abaixa os olhos sem nenhum sorriso no rosto. 


-Obrigado, mesmo, por ter feito isso por mim, mesmo não me conhecendo e nem saber dá onde vim, Obrigado por me fazer sentir completa novamente na minha vida, você não sabe o quanto isso foi importante pra mim....- ela fala com a voz ficando rouca. 


Eu não sabia o que dizer eu sentia a mesma coisa que ela só que diferente. Estou me sentindo diferente, muito diferente e só esses minutos já estão mudando tudo. 


-Talvez você deve estar se perguntando ou confusa, esse não parece o mesmo Neymar da TV ou da mídia, eu estava precisando disso, essa noite e você não imagina o quanto eu estava precisando de algo que me ajude a descarregar toda minha energia - Rio sem graça e ela sorri. 


-Eai já sabe o que fazer nesse próximo jogo?? - ela pergunta descontraída. 


-Bem...espero ganhar - solto uma risada - Eu só quero ganhar essa bosta pra mostrar que eu não sou mais fútil. 


-Então, o Tal Neymar mudou mesmo?~ela ri pelo nariz. 


Seu sorriso era extraordinário, eu podia ficar olhando para ele o dia inteiro que não me cansaria. 


-Mudou, e ainda está mudando - sorrio. 


-Sabia que eu 'não' sou uma grande fã sua - ela ri e eu rio junto. 


Ela deita a cabeça no meu ombro e começo a sentir seu aroma novamente. 


-Tudo bem – falo - Já estou acostumado a ouvir isso – ela ri 


Fico observando seus olhos enquanto ela olha para o mar, eu ainda estava me perguntando o porquê de eu ter transado com alguém que tinha acabado de esbarrar comigo. Nunca alguém me fascinou tanto quanto essa menina. 


-Sabe, olhei o jogo... - ela fala rindo. 


Eu arregalo os olhos. 


-Você não falou?... - ela me corta. 


-Já sei o que vai falar e não é porque eu não sou sua fã que não curto Futebol - ela sorri. 


-Então a Cheia de Mistério curte bater uma bolinha - rio malicioso e ela sorri de lado mais maliciosa ainda. 


-Mais do que você imagina - ela pisca pra mim e eu a olho sorrindo - Mas continuando... - ela para e me olha com humor nos olhos. 


-É assim que você me chama? "Cheia de Mistério"? - ela pergunta. 


-Sim, porque você é mesma cheia de mistério, e nem falou seu nome. 


Ela me olha sorrindo e fala. 


-Gostei desse apelido, é sexy - ela fala sorrindo com os olhos brilhando como as estrelas do céu. 


-Pelo menos você gostou de alguma coisa que eu disse - falo a olhando. 


-Gostei de outra coisa que você fez - ela ri maliciosa. 


Nossa, estava gostando dessa garota, o que será ela tem de diferente das outras? Só espero não perde-lá mais de vista. 


Olho para seus olhos que me fitavam meus lábios não se aguentavam e eu encosto devagar nos seus um sorriso forma nos seus lábios antes de me beijar. 


-Você é sempre assim? - ela sussurra. 


-Assim como? - pergunto ainda perto de seus lábios ouvindo sua respiração lenta. 


-Inesperado, fazendo sempre o que as pessoas menos esperam de você, você está mal no futebol e do nada dá um salto, você dá uma de antipático ,mas sempre tem sua simpatia - ela sorri de lado. 


Olho para o outro lado pensando no que ela diz, talvez tenha que confirmar é sempre assim as pessoas fazem eu ficar assim. 

Ela segura meu rosto me virando para a mesma, olhando seus olhos, ela encosta nossos lábios e um beijo começa, sua língua entra primeiro nosso beijo e lento e cheio de vontade mesmo devagar podia sentir que meu coração estava acelerado eu queria ela e queria demais e não podia a perder. 


Sabe, poder me sentir assim é demais, eu esqueci como é estar curioso em relação a uma mulher. 


Ela sobe em cima de mim com suas mãos no meu pescoço minhas mãos escorregam pela suas coxas e sentia que ela se arrepiava sua pele era lisa eu as apertava e ouvia seus suspiro pesados. 


E nossa noite foi assim tão intensa, tão divertida, tão misteriosa e cheia de prazer 

Estar ao lado de alguém que te entenda e que te faz esquecer de tudo, tudo mesmo. 

Esquecer até quem você é e com ela foi a mesma coisa. 

O mais horrível, foi acordar com a luz do sol da Bahia batendo no meu rosto com um sorriso de lado ansioso para olhar aqueles lindos pares de olhos misteriosos, sentir o beijo de alguém que te dá vontade de tocar os céus, dormi ansioso para acordar e perguntar seu nome e telefone, sua localização e tudo, mas como se a única coisa que restou foi um bilhete agradecendo e um Adeus. 

Eu fiquei triste e ao mesmo tempo maluco, aquela noite não saia da cabeça e ainda mais aquela mulher que enlouqueceu minha noite, quero sua localização, necessito disso e eu não vou cansar até pelo menos descobrir seu nome. 


[Algum tempo depois] {.....} 


[Música da cena:Let Me Love You - Dj Snake Ft. Justin Bieber.] 


[BrasilXAlemanha] 


A única coisa que não saía da minha cabeça além dela, era o que o Brasil queria de mim, era o último pênalti, o pênalti de ouro e como sempre estava tudo nas minhas costas, depois da aquela noite maravilhosa tudo se encaixou perfeitamente e por esse momento o Brasil colocava toda a sua confiança em nós, também não sei o que seria de mim sem esses meninos que foram fortes até o fim 

Ganhamos naquele jogo contra a Dinamarca na Bahia. Oh Bahia melhor lugar que se pode encontrar pessoas e eu encontrei a minha, mas a perdi pela manhã. 

Eu olhava para aquele goleiro da Alemanha e passava todos esses últimos anos na minha cabeça, o Brasil decepcionado comigo por ter sido machucado na Copa ,ter perdido de 7 a 1 pra esses filhos da mãe 

O que eu faço agora? Meu coração está mais acelerado que o normal, caía pingos de suor pela minha testa, sentia a camisa molhada e ouvia os gritos dos torcedores cada vez mais altos, eu olhava para a bola e passava a moça da praia da Bahia na minha cabeça 

É agora e eu não posso fugir disso, não posso fazer isso com nosso time e com o Brasil inteiro, nós vamos ganhar esse ouro, todos merecemos. 

Dei aqueles passos de sempre e chuto a bola, paro e olho a bola chegar até goleiro, passando direto por ele e indo para o fundo da rede. FOI GOL 

Meu coração se acalmava e ouvia os berros de todos naquele lugar, eu apenas corri e abracei a todos. 

Ganhamos, Ganhamos, Ganhamos !! 

É ouro!, É ouro!!! 


Esse é o Brasil, essa é a Seleção Brasileira e esse é o Novo Neymar Junior, jogador do Barcelona que fez o Brasil acreditar nesse time novamente. 


Quando chego perto dos torcedores meu coração para e meus olhos a fitam novamente depois de dias a procurando, era ela, ela estava lá, mas não estou falando da Bruna que estava lá me assistindo, era Ela! A mulher que mudou minha vida e que fez meus problemas sumirem, que fez o coração do Neymar bater como nunca havia batido na vida, que fez meus olhos brilharem, ela estava linda com a camiseta da seleção e uma saia branca, eu não perdi muito tempo a olhando porque depois de ter paralisado eu corro e me penduro nas grades chegando até ela e a tendo novamente tão perto que podia a abraçá-la e foi isso que fiz, senti seu aroma novamente e vi seu sorriso de felicidade no rosto, eu tinha que agradecer a ela e eu faria isso porque eu a achei de novo. 


-Você de novo? - ela fala no meu ouvido. 


-Pois é, eu de novo, só que agora você não sai mais da minha vida - falo baixo no seu ouvindo a soltando e olhando nos seus olhos. 


Era uma sensação estranha, eu esperava estar maluco quando a visse de novo, mas é diferente eu estou realmente fascinado, eu estava de um jeito que achei que eu nunca iria ficar na vida, mas graças à Deus, eu pude ter o privilégio de sentir, ela é tão linda quando a luz do sol, tão linda quanto à luz da lua, eu a quero, eu só quero conhecê-la e poder apostar tudo que estou sentindo nela . É difícil, muito difícil, as polêmicas, as críticas, mas todos vão saber que eu mudei, mudei a tal ponto que embarquei em uma viajem sem saída. Uma viagem chamada Amor. 


Ela me fitou e balançou a cabeça que sim. 


-Acho que agora sim - ela fala abaixando sua cabeça e sorrindo de lado. 


Eu pude escutar isso e agora posso saber quem é ela, porque isso foi um sim. Meu coração voltou a acelerar e não era por causa dos problemas, mas porque a mulher que acabou de falar que agora não sairia de minha vida estava ao meu lado com aquele sorriso de canto que só ela sabe dar. 


Foi difícil, difícil domar a saudade de uma noite e de uma mulher que agora está me dizendo que não ia mais sair da minha vida. 

O coração estava calmo, minha cabeça estava em paz e com a Cheia de Mistério aqui com certeza a minha vida mudará. 


-Tenha certeza de que agora Cheia de Mistério, você não sairá mais da minha vista. 

-Neymar Junior. 



FIM. 


Por enquanto...


Notas Finais


O QUE ACHARAM???

Se gostaram... vão gostar maia ainda da Fanfic que eu e a Cahhh estamos fazendo, então fiquem ligados em nós@@


AGRADEÇO MUITO A ELA:
@HELOCAROLINE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...