História Chemical Prisoner - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Day to Remember, Falling In Reverse, Pierce The Veil, Sleeping With Sirens
Personagens Gabe Berham, Kellin Quinn, Ronnie Radke, Tony Perry, Vic Fuentes
Tags A Day To Remeber, Falling In Reverse, Kellin Quiin, Ronnie Radke, Sleep With Sirens, Vic Fuentes
Visualizações 12
Palavras 7.213
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Capítulo novo para vocês, espero que vocês gostem sz

Capítulo 9 - Back Again


Fanfic / Fanfiction Chemical Prisoner - Capítulo 9 - Back Again

 

_Ta bom, a viagem foi maravilhosa, ele sempre te levava café na cama, morango com champangne, muito sexo e você acha que não foi romântica? _ Disse Madison enquanto dirigia.
 _ Madison, eu não sei! É Ronnie Radke esqueceu? Ele faz tudo, tudo por um belo par de peitos, além do mais ele ficou meio estranho depois 
 _ Porra. as vezes você fala como de um jeito que me dá ódio._
 _ Que jeito?._ Perguntei.
 _ Você fala como se não passasse de uma vadia que ele pega nas boates, fala como se não fosse a melhor amiga de infância, a parceira dele durante muito tempo.
 _ Mas sei la, as vezes acho que ele não pensa assim, homens pensam diferente, você sabe.
 _ Stephanie, ele vivia falando para todos que você era a mulher da vida dele.
 _ Ah deixa de ser idiota, ele falava isso brincando._ Eu ri.
 _ Mas ele gostava de você, gosta na verdade! Porra ele te levou para viajar.
_ Mad, se concentra por favor estamos quase chegando e você está me estressando._ A gente estava a caminho de um lugar aonde iam gravar o clipe '"Alone" do Sleep With sirens._ E mesmo com isso tudo, nós não estamos namorando.
 _ Claro, você não dá muita breixa pra ele. Mas pera ai, como assim estranho?_ Respondeu Madison.
 _ Ele ficou estranho depois que chegamos aqui, a viagem foi super romântica, ele vivia me beijando, a gente andava de mãos dadas e tudo mais, deixa pra lá! Eu vou ter que resolver muita coisa hoje, eu te trouxe comigo só pra olhar, então não me estressa.

Madison tentava colocar na minha cabeça que Ronnie estava apaixonado por mim, mas eu sabia e conhecia o jeito dele atacar, ele fazia tudo pra conseguir o que quisesse, mesmo depois dessa viagem eu acho que eu e Ronnie temos não passa de uma amizade muito forte, mas com benefícios, ele não era nem um "pau amigo" nem nada, ele era meu melhor amigo que eu reencontrei e agora a gente transa, apenas isso.
 
_ Vamos gravar hoje e a noite vai ter uma festa na casa de Kellin, todo mundo vai estar lá, eu quero estar bem bonito.
 _ Vai ter uma festa? Você não me disse isso, vai levar o Ronnie?._ Mad perguntou.
_ Kellin o convidou, mas eu não sei se ele vai, ele me disse que ia estar ocupado resolvendo algo do novo albúm, sei la.
 _ Você acha que eu consigo pegar o Mike?._ Perguntou Mad.
 _ Nossa, Mike é bem gato, as vezes eu fico na dúvida entre ele e Tomy._ Respondi._ Tomy é um fofo, ele é gato pra caralho mas ele não tem aquele ar de " te como com o olhar" que o Mike tem.
 _ Isso é verdade, mas sabe que eu gosto desse jeito do Tomy? Ele pode não ter cara de "comedor" mas ele tem cara de " finjo que sou inocente mas eu sei nós de bondaje"._ Disse ela enquanto a gente esperava o portões se abrirem.
 _ Meu Deus" SIM! Ele tem essa cara mesmo._ Eu disse rindo._ Bem, Mik ou Tomy, o que der mole primeiro eu boto na sua.

Nós entramos no local onde a equipe já estava preparada, a parte de estúdio do clipe já tinha sido gravada ontem, então hoje seria gravada a parte externa, numa floresta. Kellin e a banda chegou juntos com a gente, só percebi quando saí do carro.

 _ Steph!._ Gritou Kellin tentando tirar o cabelo do rosto, sem sucesso por causa do vento.
_ Heey, voçês estavam atrás da gente esse tempo todo?._ Perguntei indo em direção a eles.
 _ Sim, mas eu não sabia que eram vocês, é o carro da Madison?._ Ele perguntou.
 _ Sim, hoje ela veio comigo.
 _ E ai garotos._ Disse ela rodando a chave.
 _ Vocês vão hoje a noite né?._ Ele perguntou.
 _ Claro, eu até me depilei para isso!
 _ Madison!._ Disse eu gargalhando.
 _ As pernas ué, eu quero colocar um biquini._ Disse ela enquanto todos riam.
 _ Ta bom, agora chega de falar besteiras e vamos trabalhar._ Disse eu tirando a minha prancheta da bolsa._ Meninos, pro figurino por favor.

Eu andei até a equipe, passei algumas instruções, o diretor já estava quase pronto, os meninos foram maquiados bem rapidamente e já estavam prontos para gravar. Kellin estava com um casaco que eu adorava ve-lo com ele, seu cabelo estava um pouco mais comprido do que eu me lembrava, ele estava maravilhoso. Era estranho o tesão visual que eu sentia no Kellin, porque normalmente ele não é o tipo de homem que me atrai completamente, mas quando eu o via no palco, ou cantando, um botão vermelho ascendia e toda minha mente só conseguia imaginar fazendo coisas com ele, então, eu o achava muito gostoso.
" Eu amo ver você dando ordens, me dá um tesão..."
Disse ele no whatsapp no intervalo das gravações, eu ri, e olhei para ele, que disfarçou mas eu não senti vontade de responder, de uma forma bem estranha, mas bem estranha mesmo, eu achava que estava traindo o Ronnie de algum jeito, depois dessa viagem alguma coisa mudou, mesmo eu não admitindo isso para Madison porque no fundo acreditava que Ronnie não sentia nada por mim.
 
_ Cara, por favor, transa com Kellin hoje a noite._ Disse Madison.
 _ Porque ta falando isso?
 _ Eu acho tão bonitinho o jeito como ele sempre arruma uma desculpa pra olhar para você, ele ta te secando, ele nem disfarça, que bonitinho.
 _ Madison, você tem uma mania de romantizar tudo... mas tem ração, eu também percebi isso.
 _ Ah por favor, ele é um fofo, deve ser uma loucura na cama.
 _ Pode ter certeza que sim!
 _ Escolhe um, Kellin ou Ronnie.
 _ Transando?!
 _ Sim!
 _ Hm... deixa eu ver, depende._ Respondi.
 _ Depende do que?!
 _ Com Ronnie tem toda aquela coisa que pega fogo do nada! E é bem selvagem, eu me sinto uma... uma vadia mesmo sabe, é muito intenso. Mas com Kellin tem toda aquela coisa, eu não sei explicar, chega a ser meio "místico" parece uma dança, ai vai aumentando o rítimo, eu me sinto sexy, não sei... Mas acho que Ronnie!
 _ Você sabe que eu tenho esse problema de imaginar todo mundo transando né? 
 _ Eu sei, eu também tenho._ Disse eu e Madison riu.
 _ Então quando você fala isso eu fico imaginando o Ronnie com o cenho franzido, concentrado, olhando nos olhos, o suor escorrendo pelas tatuagens.
 _ É exatamente assim! 
Voltamos a gravar o clip, demorou menos do que o esperado, seguimos de carro até a minha casa, tínhamos que nos arrumar para a festa, Ronnie me ligou.
 _ Ainda ta no estúdio?._ Perguntei.
 _ Sim, temos muito trabalho por aqui, mas amanhã a festa ta de pé.
 _ Ah que legal, não esquece que no sábado vai ter a festa de lançamento do disco._ Disse ele.
 _ Como vou esquecer, ta todo mundo falando disso._ Disse eu rindo.
 _ Eu quero que você vista uma roupa fácil de ser tirada, porque eu quero te comer no banheiro._ Disse ele.
 _ Se quiser o prêmio terá que lutar por ele Sr Radke, vou com um vestido cheio de botões.
 _ Você não presta._ Ele riu.
 _ Eu vou tomar um banho hoje, vou pra uma festa hoje. Depois a gente se fala.

Depois da viagem eu e Ronnie estava mais próximos do que nunca, a gente ficava o tempo todo, mas eu não ficava só com ele, e nem fazia questão de saber se ele fazia isso também, ele ainda era meu melhor amigo e eu não queria estragar tudo com cobranças, mas eu até sentia um pouco de ciúmes de imaginar ele com outra, mas deixava pra lá. Ronnie raramente frequentava as festas que eu ia, como as do Kellin ou do Vic, mas eu sempre estava nas festas dele, e quando ele dava um grande evento como o de sábado, os meninos sempre iam, ele chamava as maiorias das bandas importantes.
 _ Vai com que roupa?._ Perguntou Madison. 
_ Hm, eu não sei, não faço a mínima._ Respondi.
 _ Acho que vou de vestido.
 _ Acho que vou com meu vestido com decote de pentagrama, o que acha?._ Perguntei.
 _ O de veludo, colado?
_ Isoo!
 _ Porra, vai ficar muito sexy, vocês nunca usou._ Respondeu Madi.
 _  Coloca sua saia e aquela blusinha transparente, vamos de preto!
Eu lavei meus cabelos e matizei o bastante para ficarem bem brancos, maquiei Madi e depois me maquiei, passei um batom marrom e fiz ondas no meu cabelo.
 _ Eu estava pensando em cortar, o que acha?.
 _ Cortar? Ta maluca? Ta quase chegando na bunda._ Disse Madison.
 _ Por isso mesmo, ué!
 _ Não corta, você fica linda assim.
 _ Vamos? o taxi chegou.
 _ Ué, pediu taxi?
 _ Nós vamos encher a cara hoje bebê, não quero deixar de beber pra dirigir, e é relativamente perto, então vamos logo!

Entramos no taxi e ficamos conversando, Madison queria pegar Mike e essa era a nossa missão de hoje, não seria muito difícil, mas como nunca houve um diálogo muito produtivo entre os dois então não tínhamos certeza do que ia rolar. 
Eu estava me sentindo tão gostosa naquele vestido, eu sentia que eu podia pegar o cara que eu quisesse, eu desci do taxi e me ajeitei, aquele vestido valorizava meus seios, eu e Madison estávamos de parar a festa. Já tava bem cheio quando a gente chegou, tinha mais gente do que esperávamos, literalmente todos estavam olhando para gente, a música estava alta, tinha jogo de luzes, fumaça, na piscina estava com espuma e tinha muita bebida e muita, mas muita maconha. 
 _ Porra, eu pensei que fosse só uma reuniãozinha._ Disse para Kellin.
_ Mas é uma reuniãozinha._ Disse ele sorrindo.
 _ Puta merda._ Disse Madison.
Kellin estava com dois drinks na mão.
 _ A casa ta fechada, tem alguns seguranças pra tomar conta.
 _ Porra, segurança?._ Exclamei.
 _ Quando quiserem me falem._ Disse ele._ Eu vou falar com uns convidados e já volto.
Tinha gente pra caralho lá, umas 200 pessoas no quintal de Kellin, as meninas estavam dançando, tinha gente se pegando nos puffs, o cheiro de erva, máquina de fumaça e bebida era maravilhoso. Avistei os meninos do PTV no canto e fomos até eles.
 _ Oi rapazes._ Disse eu dando um gole na minha bebida.
 _ Olha só, puta merda! Vocês estão muito gostosas!._ Disse Jayme.
O que eu percebi e gostei de cara foi que todo mundo estava muito solto naquela festa, chegamos tarde e todos já estavam meio altos, o que nunca tivemos a chance de ver realmente, no dia das "festinhas" eles só estavam "alegres" hoje eles estavam realmente quem são. 
 _ É uma puta festa, eu quero beber pra caralho!._ Disse eu dando um beijo em cada um._ Vamos virar uma tequila.

Eu peguei dois copos para mim e para Madison e estendi para Mike que estava com uma garrafa de tequila na mão, ele serviu a todos e de primeira viramos 3 doses.  Ficamos dançando e curtindo juntos, o clima de flerte era maravilhoso, eu já estava ficando meio bêbada quando Kellin nós chamou.

 _ Mas agora que começou a tocar Twerk? Queremos dançar._ Disse Madison.
Kellin, eu, Madison e os meninos do PTV entraram na casa.
 _ Isso aí não é nada, a festa de verdade é aqui dentro._ Disse Kellin.
 _ Como assim?._ Perguntei.
 _ Damos essas festas para divulgar nosso album, pra gente sempre sair nas revistas e tals, mas não dá pra se divertir na frente desse monte de gente fofoqueira._ Disse Kellin rindo._ Aí a gente faz a nossa própria festa aqui.
 _ Porra, e vocês somem da própria festa, ninguém nota?._ Perguntei.
 _Hm, não._ Ele riu._ Daqui a pouco eu volto lá apenas para agradecer a presença deles, falo para aproveitarem e depois eles vão embora, antes das 3, mas a nossa festa continua.
Descemos para o porão de Kellin, tocava a mesma música que estava tocando lá fora, tinha uma mesa de sinuca, um frigobar, e muita, mas muita erva! Tinha um sofá e vários pufes e vídeo game, era tudo que eu precisava!
 _ Puta merda, pra que serve esse pole dance?_ Perguntou Ash.
 _ É pra vocês dançarem quando estiverem bêbadas._ Vic respondeu.
 _ E quem disse que a gente precisa estar bêbada para isso?._ Perguntei rindo.
Logo depois os caras do A Day To Remember chegou e eu dei um forte abraço nele! Agora sim a festa tinha começado.
 _ Steph, aperta um pra gente?._ Perguntou Jeremy.
Eu apertei e ascendi, fizemos um brinde e começamos a beber de verdade, Vic e Kellin jogavam video game, eu estava conversando com Mike, Tony e Madison.
 _  Mad, ta na sua, ele te quer! 
 _ Como você sabe disso?._ Ela perguntou.
 _ Vic me contou, eu vou até deixar vocês sozinhos, vou jogar uma partida.
Eu já estava muito bêbada e a erva de Kellin era boa demais! Todos estavam se divertindo, reparando agora, vi que só tinha eu e Madison de mulher, e achei estranho.
 _ Cadê as meninas?._ Perguntei pro Kellin.
 _ Ah, a gente só trás aqui pra baixo quem realmente é nosso amigo, sabe? Se a gente quisesse meninas enchendo o saco a gente subia._ Disse ele pegando o baseado da minha mão.
 _ Entendi, isso é legal, bom saber que eu não encho seu saco!._ Disse eu rindo.
 _ Na verdade, eu adoro esvaziar ele com você.
 _ Kellin! Puta merda! Não acredito que você falou isso, que nojo!._ Eu gargalhei.
 _ Ué, o que que tem?._ Disse ele rindo e quase se engasgando com a fumaça.
 _ Você é escroto!
Eu tava louca pra dançar naquele pole, mas na verdade estava meio tímida, eu estava torçendo pra tocar uma música boa e eu ia me jogar!
 _ Steph, sei que gosta dessa._ Disse Kellin no celular._ Dança pra gente?_ Ele riu.
 _ No pole dance?._ Perguntei.
 _ Dança, por favooooor._ Disse Madison colocando lenha na fogueira.
 _ Não dá, eu to de vestido! Eu teria que estar com a barriga descoberta, se não, não tem aderência e eu caio._ Disse eu fazendo charme.
 _ A qual é, tira o vestido, tenho certeza que você esta de short._ Disse Jeremy.
Em questão de segundos todos se sentaram no sofá, os caras do ADTR, PTV, E SWS.
 _ Cara, eu to de short, mas é muito pequeno, eu não vou fazer isso._ Disse eu rindo.
 _ Deixa de vergonha, só tem amigo aqui._ Disse Madison e eu tive vontade de mata-lá.
 _ Ai, não sei._ Disse eu coçando a cabeça.
 _ Nós não vamos achar erótico, prometemos, não é gente?_ Disse Vic.
 _ Sim! Dança, por favor._ Todos falaram juntos.
 _ Ai meu Deus, qual música você ta falando Kellin?
 _ Pour some suar of me._ Ele respondeu e todos falaram "uuuh dançe"
 _ Ta bom, eu danço._ Disse eu e todos gritaram.
Kellin colocou a música, eu amo essa música porque ela é sensual sem ser escrachada, na verdade a letra era sensual, dava pra se divertir bastante. 
 _ Meu Deus, não filmem isso! Sei que vou me arrepender depois de fazer, mas foda-se, solta o som!.

Eu tomei uma dose de tequila e Kellin colocou a música, todos olhavam atentos, sorridente, e Madi estava com uma cara de " não me mate por isso". A música começou e eu começei a me empolgar, tirei o vestido devagar, já que teria que ficar praticamente de lingerie, obrigada pelo short, Deus! Todos gritaram e eu ri, fui caminhando até o pole sensualizando, mas sempre rindo, na verdade eu já estava mega bêbada e nem estava ligando!
 _ Meu Deus, puta que pariu!._ Pude ouvir alguem falando no meio dos gritos.

Me agarrei no pole e começei a dançar, me esfregando, descendo, até que eu me penturei e todos gritaram e se levantaram do sofá , vi Vic tirar uma nota da carteira e então todos fizeram e eu queria rir, Vic chegou perto e então eu liberei minha cintura e ele colocou a nota. Eu estava amando aquela brincadeira, eu estava me sentindo muito sexy sendo o centro das atenções, Madison morria de rir e eu continuava a dançar, jogava os cabelos, fazia minha " acrobacias" que aprendi na aula de pole que eu e Madison fizemos. Kellin veio e colocou uma nota, depois Mike, Jeremy, e então veio Vic novamente e começou a jogar notas em mim quando eu estava de joelhos, eu estava me sentindo uma verdadeira striper.  Eu não sei como criei coragem, porque eu só dançava no pole pra mim, na frente do espelho, eu estava me divertindo demais!  Quando eu acabei todos aplaudiram.
 
_ Uhuuuu, puta merda! O que foi isso?!._ Perguntou Vic aplaudindo.
 _ Ai meu Deus. _Disse eu colocando meu vestido.
 Todos falavam e batiam palmas e eu só conseguia rir.
 _ Peguem suas notas de volta._ Disse eu rindo e apontando. 
_ Cara, vou te falar uma coisa, com todo respeito._ Disse Tony._ Eu nunca vi uma coisa tão foda dessas nem nas melhores casas de strip que eu já fiu. 
_ Vou ter que concordar._ Disse Kellin bebericando sua bebida.
 _ Eu vou falar mesmo, fiquei de pau duro!._ Disse Madison e todos riram.
 _ Gente, eu vou morrer de vergonha disso amanhã._Disse eu me abanando pelo suor.
 _ Não tenha vergonha, que corpo maravilhoso você tem!._ Disse Vic._ Com todo respeito, claro._ Ele fez uma cara engraçada.
 _ Agora é a vez de Madison!._ Disse eu e todos gritaram.
 _ Ah, me tira dessa eim! Eu quase não consigo ficar de pé._ Respondeu ela.
 _ Não se preocupem, eu toco o show apartir de agora._ Disse Vic rebolando no ferro, fazendo graça, todos riram.
 _ Não vão pegar o dinheiro de vocês?._ Perguntei.
 _ Porra, demos pela dança._ Disse Jeremy.
_ Ah vão se fuder, eu não vou aceitar isso._ Respondi rindo.
_ Para de graça, pegue e faça bom proveito!._ Disse Jeremy.
 _ Vocês são doidos, não vão pegar?._ Perguntei.
 _ Não!._ Eles responderam.
 _ Então beleza, vou pedir pizza para gente._ Respondi pegando o celular.
Kellin trouxe tudo aqui pra baixo, menos comida, e nessa altura a comida da festa ja tinha acabado e agente tava numa larica enorme.
_ Pronto, problema resolvido._ Disse eu desligando o celular.
Quando eu olhei para o lado Madison estava beijando Mike, Jeremy veio e me passou um baseado.
 _ Posso te falar uma coisa?._ Perguntou ele._ Acho que Kellin ta na sua.
 _ Ai Jeremy...
 _ Sério, não falaria isso se fosse mentira._ Disse ele me olhando._ É uma merda porque eu to morrendo de saudde de transar com você.
 _ A gente não precisa parar de transar, combinamos que só pararíamos se a gente namorasse com outras pessoas. Você não ta namorando né?
 _ Claro que não!
 _ Ata, se não eu te maria por não ter me contado! 
 _ Passa lá em casa um dia desses, eu faço uma massa e a gente fode a noite inteira._ Disse eu bebericando meu copo.
 _ Amo a sua sinceridade.

As pizzas chegaram, nós comemos sentados na mesa de poker, ficamos conversando por muito tempo, fumando, bebendo e ouvindo música alta. Vi Madison no sofá se pegando com Mike e eu quis torcer alto por ela. quando deu 3:30 da manhã eu resolvi ligar para Ronnie.
 _ Te acordei?._ Perguntei.
 _ Sim, mas não tem problema, aconteceu alguma coisa?._ Perguntou ele sonolento.
 _ Posso passar ai?
 _ Pode! O que aconteceu?
 _ Nada, só quero passar aí._ Respondi.
 _ Vem logo, me liga quando estiver chegando.
 _ Ok!
Já não restava ninguém do lado de fora da casa de Kellin, o pessoal já estava limpando e os meninos estavam quase caindo de bêbados.
 _ Steph, eu vou com Mike, ok?._ Disse Madi.
 _ Ok, sua safada! Juízo eim! Eu vou passar no Ronnie, quero ve-lo.
 _ Ta bom, até amanhã._ Ela me deu um selinho.
Ajudei Vic a recolher o lixo da sala, todos estavam querendo ir embora, Tony estava dormindo no sofá e os meninos estavam tirando selfies com ele.
 _ Hey, dorme aqui comigo._ Disse Kellin no meu ouvido.
 _ Hoje eu não posso, eu tenho uma vídeo conferência amanhã, de um curso que quero fazer, preciso estar em casa._ Menti na cara dura.
 _ Tudo bem então, eu te levo._ Disse ele.
 _ Você está bêbado, não vai sair de carro! E eu já pedi o taxi.
 _ Você sempre faz o que quer né dona Stephanie, então ta bom!._ Disse ele mordendo o lábio.
_ Boa sorte com esses meninos eim, não deixa ninguem ir dirigindo pra casa, fica bem!._ Dei um beijo na bochecha dele e me despedi dos outros.
Meu taxi chegou e então eu parti para a casa de Ronnie, ouvi a viagem toda a história de Marcos, que hoje tinha salvado uma mulher grávida!
 _ Ela quase deu a luz no meu carro, eu corri muito e cheguei a tempo! To louco pra chegar em casa e contar para os meus filhos!
Ele era bem simpático, dei uma gorjeta gorda para ele, entrei na casa de Ronnie, passei pelo gramado frio e então avistei na porta. Estava de shorts de moletom cinza com uma regata larga preta, mexia nos cabelos desgrenhados sem parar, seus olhos estavam tão pequenos quanto os meus estavam vermelhos.
 _ Nossa, como você está linda._ Disse ele.
_ Eu to péssima! Uma derrota pós festa._ Disse eu rindo e o beijei na boca.
 _ Madi estava com você?
 _ Hm, sim! Mas ela me deixou e foi embora com Mike._ Disse eu rindo.
 _ Ta afim de comer alguma coisa?._ Perguntou ele._ Tem cereal, mas eu esqueci a porra do leite._ Ele riu e eu me sentei numa cadeira._ Tem brownie.
 _ Quero brownie! Quase gritei.

Ronnie colocou um tabuleiro de brownie em cima da mesa com um pote de sorvete, ficamos conversando e quando fomos ver tínhamos comido tudo! Nós fomos pro quarto porque eu tava ficando sonolenta, a cama de Ronnie era bem alta, quase não consegui subir. Eu me deitei do lado dele e então o beijei, quando percebi eu já estava em cima dele e meu vestido já tinha virado blusa, Ronnie tinha as mãos tão firmes e grandes e envolvia toda a minha cintura, ele as desceu e então me deu um tapa na bunda.
Eu adorava ouvir a respiração de Ronnie cada vez mais rápida, acho que era meu som favorito, amava o jeito que ele franzia o cenho quando estava com tesão, e eu amava tambem ver seu corpo tatuando suando. Eu apenas coloquei seu pau para fora e enfiei em mim, rebolei e sentei com força, Ronnie agarrava meus quadris e me olhava nos olhos, ele batia e agarrava minha bunda e então nós gozamos juntos.
 _ Nossa, o que foi isso?!._ Perguntou ele rindo.
 _ Nossa, eu estou muito cansada!._ Disse eu virando para o lado.
 _ Você vai abusar de mim e dormir Stephanie?._ Perguntou ele rindo.
 _ Aaah, boa noite._ Balançei as mãos para ele parar e então adormeci.
Acordei com meu celular tocando, era mensagem de Ash dizendo que já estava em casa e que precisava me contar sobre a noite. Levantei e fui direto para o banho, eu não sabia o que vesti então coloquei o roupão branco que estava no cabide, desci as escadas e vi Ronnie na cozinha.
 _ Ah, até que enfim!._ Disse Ronnie com um sorriso e saltitante._ Stephanie, essa aqui é a Rosa, a mulher da minha vida.
_ Ah, então você que é a Rosa?._ Perguntei ao cumprimenta-lá.
Rosa era a empregada de Ronnie, uma senhora de uns 50 anos, de pele bronzeada e com sorriso no olhar, cabelo curto e um abraço acolhedor.
 _ Eu ouvi muito de você, Stephanie._ Disse ela.
 _ Espero que só coisas boas.
 _ Muitas coisas boas minha filha.
 _ Sem essa mulher aqui, eu estaria perdida!._ Disse Ronnie a beijando no rosto.
 _ Mas pra que tanta comida?_ Perguntei.
 _ A Willow ta vindo aqui._ Disse ele sorrindo.
 _ Willow... sua filha?!._ Quase engasguei com o suco que eu estava tomando.
 _ Sim, a mãe dela me ligou e perguntou se posso ficar com ele até a noite, trabalho de emergência, sei lá.
 _ A sua filha e sua ex mulher estão vindo e eu estou de roupão!_ Puta merda!
 _ Calma, eu lavei suas roupas, já estão secas, eu vou pegar para você! Não precisa ficar nervosa, ela é uma criança adorável.

Puta que pariu, não era assim que eu queria conhecer a mulher de Ronnie, não queria passar a impressão que estou transando com ele, por mais que eu realmente esteja. Fui na lavanderia e vesti as roupas, voltei pro banheiro, escovei os dentes e passei maquiagem, que por minha sorte eu sempre levo um kit de emergência na bolsa, nele tem o básico para que eu fique linda: corretivo, base, rimel, lápis, iluminador e uma sombra marrom, e três pinceis em miniatura. Eu escovei os dentes, me maquiei e desci, nervosa até os dentes. Me olhei no espelho da escada, e mesmo com um pouco de ressaca e uma maquiagem improvisava eu estava linda, mas tambem eu achava muita bobagem essa "rivalidade" feminina com ex e "atual" se eu for a atual né, mas mesmo assim, eu queria estar bonita.
Quando cheguei na sala Ronnie estava esperando na porta, então deduzi que elas estavam chegando, apertei meus dedos, estava nervosa mesmo! Ronnie se abaixou e abriu os braços, então eu vi a Willow correndo a seu encontro, uma coisinha pequena com um rabo de cavalo e um belo sorriso. Logo depois vi Crissy, estava bem vestida, de salto alto, um vestido azul e oculos escuros, carregava uma mochilinha na mão e o telefone na outra, ela beijou Ronnie no rosto e então falou alguma coisa com ele.
 
_ Entrem, entrem._ Disse Ronnie com um sorrisão que eu nunca tinha visto no rosto._ Quero que vocês conheçam alguém.
E lá vamos nós, pensei. Ronnie estava com Willow no colo, Crissi mexia no celular e então Ronnie me apresentou.
 _ Crissi, essa é a Stephanie._ Então me levantei e fui cumprimenta-lá.
 _ Ah, não acredito._ Disse ela._ Então você é a Stephanie?
 _ Oi, prazer te conhecer Crissi._ Sorri e ela apertou minha mão.
 _ Nossa, eu ouvi muito de você, é muito bom assobiar o nome a um rosto._ Disse ela sorrindo, e como ela era simpática!
 _ Nossa, espero que tenha ouvido coisas boas._ Disse eu rindo.
_ Hey Steph, esse é o amor da minha vida, diz oi filha.
 _ Olá, como está?._ Disse ela sorrindo, como se fosse ensaiado, como se tivesse aprendido a falar isso para as pessoas.
 _ Nossa, que educada! Oi Willow, estou bem e você?
_ Estou bem, obrigada!._ Ela desceu do colo do pai e foi correndo para a cozinha.
 _ Nossa, como ela é linda!
 _ Tem comida nessa casa Ronnie? Será que eu posso fazer uma "boquinha" antes de ir? Saí correndo,´não comi nada!._ Disse Crissi.
 _ Claro, rosa está fazendo comida.
Bem, em um momento eu me senti meio estranha, uma intrusa, sabe? Eu estava alí, na casa que Crissi  morou, mesmo que ela seja de Ronnie, eu me sentia meio estranha com ela alí, mas não deveria sentir. Fomos para cozinha e a mesa já estava posta, nos sentamos e então eu pensei: hora das perguntas, e assim foi.
 _ Então, como vocês se reencontraram?_ Perguntou Crissi.
_ Eu já te contei Crissi._ Disse ele rindo.
 _ Eu trabalho pra Epitaph, estava ajudando na produção do clipe, e la estava ele._ Respondi.
 _ E vocês estão juntos?._ Disse ela sorrindo e eu literalmente me engasguei com o suco de laranja.
 _ Eu sabia que você ia perguntar isso Crissi._ Ronnie riu, ele parecia ter uma relação boa com ela.
 _ Ué, só estou curiosa. Eu sei que ele sempre foi apaixonado por você mesmo._ Ela sorriu.
 _ A gente só tá passando um tempo junto, não é Ronnie?
 _ Como foi a viagem pras Maldivas? Eu estive lá a alguns meses, trabalhando, pena que não pude aproveitar. Willow, não brinca com a panqueca!
 _Nossa, foi maravilhosa, você tem que ir lá com calma, é muito relaxante._ Respondi.
 _ Essa garota aqui me ajudou a ganhar muito dinheiro em Las Vegas, então a levei lá para recompensa-lá._ Disse ele mordendo uma maçã e rindo.
 _ Quando você vai parar de apostar, eim Ronnie?._ Perguntou ela.
 _ Ah, para! Você sabe que é uma vez ou outra.
_ Ai gente, infelizmente eu tenho que ir, já estão me ligando._ Disse ela se levantando._ Ronnie, eu volto as 6, ok?
 _ Ah, qual é! Deixa ela dormir aqui hoje, eu estou com saudades.
 _ Ta bom, mas qualquer coisa você me liga, ok?._ Disse ela.
 _ Ta bom!
 _ Stephanie, desculpa sair assim correndo, venho aqui com mais calma pra gente conversar._ Disse ela me dando um abraço.
 _ Claro, com certeza! Vai ser um prazer.
 _ Muito bom te conhecer, até mais!

Ela seguiu até a porta e se foi, e eu pensei o quanto aquilo tinha sido fácil, ela era muito simpática e legal, eu gostei realmente dela. Ronnie era um babão com Willow, ria de tudo que ela fazia, do jeito que ela tomava o suco ou de como partia a panqueca era muito lindo o ver assim. Ficamos tomando café e depois fomos para sala, Willow era uma criança muito calma, se divertia com qualquer coisa, fiquei conversando com Ronnie um bom tempo e babando em ve-lô tão bobo com a filha.
 _ Ronnie, eu preciso ir pra casa._ Disse eu.
 _ Ah, sério? Mas porque?._ Perguntou ele com cara triste.
 _ Bem, os planos não eram dormir aqui, eu acho que nem deixei comida pro Anakin o suficiente, e eu vou deixar você aproveitar sua filha, né.
 _ Tem certeza? Porque não fica pro almoço? Sera legal.
 _ Eu volto a noite, pode ser?
 _ Tudo bem, a noite te espero então.
Ele me levou até a porta, me beijou a boca e me bateu na bunda, eu entrei no taxi e fui para casa. Eu cheguei e fui direto para o banho, eu odiava dormir e tomar banho na casa das pessoas, eu nunca me sentia completamente limpa, sentei no sofa e liguei o computador, logo Madison me chamou no Skype.
 _ Posso ir prai vaca?._ Perguntou ela.
 _ E precisa pedir? Vem logo, preciso te contar umas coisas.
 _ E eu preciso te contar como foi com Mike.
 _ Porra! É mesmo, vem logo!
5 minutos depois Madi estava na minha porta, começou aperturbar o Anakin como sempre, eles ficaram brincando no chão durante um tempo até ela me contar.
 _ Então, acho que Vic gosta de você._ Disse ela?
 _ O que?!
 _ Isso mesmo, acho que ele gosta de você.
 _ Porque caralhos você esta me falando isso?! Pensei que fosse contar sobre o pau do Mike ou algo assim.
 _ Eu vou contar, mas só to falando o que eu acho._ Disse ela rindo.
 _ Ta, mas primeiro me conta como foi.
 _ Foi muito bom! Porra, foi bom pra caralho! 
 _ Ele é grande?._ Perguntei rindo.
 _ Sim, bastante.  Foi meio rápido, uns 20 minutos sei la, a gente tava mega bêbado, mas foi muito bom! Foi muito doido porque foi meio do nada! A gente tava na sala da casa deles, e do nada a gente tava no quarto transando, foi muito bom!
 _  Tá, e agora me fala porque você acha isso do Vic.
 _ Quando ele fala de você ele sempre fala sorrindo. Achei fofo
 _ Mas o que ele falou de mim?
 _ " Steph é tão divertida, ela ilumina, é uma pessoa que contagia as outras."
_ Vic é fofo com todos cara, ele é um doce de pessoa.
 _ Ele deve ter um pau enorme!
 _ Madison! Como assim?._ Disse eu gargalhando.
 _ Ah, é verdade! Ele é baixinho, não conheçe a lei do L?
 _ Que porra é essa?!
 _ Faz um L com o polegar e o indicador.
_ Hm, pronto._ Disse eu fazendo o tal "L"
 _ Então, o indicador é o cara, e o polegar é o pau, ou seja, homem alto pau pequeno. Agora vira o dedo, o polegar é o cara e o indicador é o pau.
 _ Homem baixinho pau grande? Entendi, faz sentido._ Disse eu gargalhando.
 _ Bem, a questão agora é que: fiquei de ir com você na casa deles hoje a noite.
 _ Ah Madison, porque?.
 _ Ficar lá de bobeira, fumar um, sei la.
 _ Mad, eu não vou não, você pode ir, mas eu não quero. Marquei com Ronnie de ir la hoje, a filha dele está lá.
 _ Você conheceu a filha dele?
Eu e Madison ficamos conversando sobre isso por horas, ela estava convicta que no fim de tudo eu ia acabar casada com Ronnie,
_ E você e Jeremy, ainda transam?._ Perguntou ela.
_ Claro, eu só vou deixar de transar com ele se eu namorar._ Eu ri e beberiquei minha cerveja.
 _ Eu só acho que você deve abrir os olhos para as oportunidades da vida.
 _ Você não ta falando de Ronnie de novo, não é?
 _ Sei la, só estou falando.
 _ Cala a porra da boca, você fala muita merda Madison._ Disse eu rindo e tacando a almofada nela.
Eu passei a tarde com Madison, eu estava muito cansada da festa da noite passada, então foi bom descansar um pouco. Quando anoiteceu eu fui até a casa de Ronnie como tinha prometido, vesti uma calça Jeans e uma blusa podrinha do Poison e entrei no carro, quando eu cheguei na casa dele, o vi dando comida na boca de Willow, eu fiquei observando aquilo durante alguns minutos.
 _ Sabe Ronnie, alguém um dia me disse, não lembro quem, que se você quiser saber se um homem tem carater, veja se ele é bom pai. Eu nunca te imaginei assim com uma criança, é muito fofo.
_ Essa pequena aqui é tudo que eu tenho na vida, quando tudo parece desmoronar, eu a olho nos olhos e as paredes se levantam sozinhas, é mágico._ Disse ele rindo.
Willow via televisão enquanto ele dava colheradas em sua boca, ela tinha uma boneca na mão, ela sorria para mim mas não falava muito. Era incrível, ela era a cara do Ronnie, os mesmos olhos, boca, as expressões, era o Ronnie todinha. Ela estava com o cabelo penteado e com roupa de dormir, Ronnie estava com uma toalha no ombro então notei que foi ele quem a arrumou.
 _ Você me espera? Vou colocar ela pra dormir._ Disse ele se levantando.
 _ Mas tão cedo? Pensei que a gente fosse fazer algo junto, sei la._ Disse eu rindo.
 _ Aqui nessa casa as crianças dormem as sete da noite, diga boa noite para Stephanie filha._ Disse ele.
 _ Boa noite Stephanie._ Ela sorriu e me beijou no rosto.
 _ Boa noite, linda!
_ Volto em 30 minutos._ Disse ele piscando para mim.
Eu coloquei motal kombat para passar o tempo, fui na cozinha e peguei uma cerveja, coloquei os pés no sofá e continuei a jogar, Ronnie desceu bem rápido.
 _ Nossa, que nerd gostosa._ Disse ele sorrindo de lado, aquele sorriso que eu adorava.
_ Ela dormiu._ Perguntei.
 _ Feito pedra, eu a canso o dia todo._ Disse ele estendendo a mão para mim._ Vamos, quero tomar um banho no ofuró.
Caminhei com ele até o lado de fora, Ronnie tinha um ofuró enorme do lado da sua piscina também enorme, ele pegou uma caixinha que ficava perto do bar, junto com mais duas cervejas.
 _ Eu não trouxe biquine.
_ Entra de lingerie mesmo, ou pelada, se quiser._ Disse ele tirando a blusa.
_ Nossa, que água deliciosa._ Disse eu entrando de lingerie. Ronnie asceu o baseado e me entregou uma cerveja.
_ O que você achou de Crissi?._ Perguntou ele.
 _ Ah, ela parece ser legal, quero ter tempo pra conversar com ela.
_ Olha, eu vou ser bem sincero com você, eu odeio ver você com outras pessoas._ Disse ele rindo.
 _  O que? Já está chapado Senhor Radke?
 _ To falando sério, o que você acha de ser só eu e você?
Puta merda, meu coração gelou.
 _ Só eu e você, como assim?._ Na verdade, eu tinha entendido, perguntei pra ganhar tempo de formular uma pergunta melhor.
 _ Não se faz de boba.
 _ Olha Ronnie, é complicado...
 _ O que é complicado? Porque você nunca fala._ Perguntou ele.
 _ Calma, não vamos deixar o clima pesado, ok? Eu já estou ficando meio chapada e não quero que as coisas fiquem intensas.
 _  Ok, mas pode me contar?._Disse ele bebendo a cerveja.
 _ Eu tive um relacionamento, de mais ou menos um ano, antes de me mudar pra cá.
_ Vvocê namorou um ano com uma pessoa?
 _ Sim, ele era um babaca, um babaca mesmo._ Fiz uma breve pausa._ Ele era perfeito no início e depois tudo começou a afundar, ele se tornou completamente abusivo, simplesmente se instalou na minha casa e não queria sair, ele pegava o meu dinheiro e no final até me agrediu. E por algum motivo meio idiota eu não conseguia sair desse relacionamento, as coisas eram complicadas, quando eu estava cheia de certeza de mandar ele sair da minha casa, eu desistia. Era um looping infinito de momentos bons e ruins. Aí eu recebi a proposta da Epitaph e simplesmente vim pra cá.
 _Pera aí, ele te agredia?._ Ronnie perguntou completamente puto.
 _ Calma, quando ele me agrediu pela primeira vez eu vim embora, acho que sabe que eu não sou do tipo de mulher que fica apanhando.
 _ É, eu sei disso!._ Disse ele levantando uma sobrancelha.
_ Se eu continuasse lá, e terminasse com ele, ele iria me infernizar. Então quando eu recebi a proposta eu pensei: é agora ou nunca! Em uma noite eu disse que estava indo embora e que tudo tinha acabado, ele tentou me agredir aquela noite, e depois de "tentar" se ajoelhou e chorou, eu sai com da casa na mesma noite e fiquei num hotel com o Anakin até o dia do meu voô. Ele conseguiu achar o hotel que eu estava, foi lá e fez um escândalo, e então eu paguei uns caras para baterem nele. Eles acabaram com ele, sabe? Desde então ele nunca mais me procurou.
 _ Steph, eu não sou assim..._ Disse ele se aproximando de mim.
 _ Eu sei Ronnie! Eu sei que você não é assim, eu sei mesmo!._ Disse eu pegando na mão dele._ Só que eu ainda não to pronta, sabe? Ter um relacionamento abusivo deixa muitas marcas, eu não quero entrar em algo que eu não tenha completamente certeza. 
 _ Eu entendo, eu entendo._ Disse ele e eu percebi que ele tinha ficado triste.
 _ Eu gosto muito de você, e se a gente for tomar uma decisão dessa, eu quero muito que dê certo. Então tem que ser na hora certa, me entende?_ Ele sorriu e me beijou.
 _ Claro que eu te entendo, agora não falemos mais disso, ok?._ Disse ele pegando a cerveja da minha mão e colocando no lado do ofuró._  Agora eu quero que venha aqui.
_ E se a willow acordar?._ Perguntei.
 _ Ela não acorda, se acordar ela me grita e dá pra ouvir daqui._ Disse ele me puxando pra cima dele, e então eu sentei no seu colo.
Eu estava fumando sentada no colo de Ronnie, pude senti-lo duro, ele me beijou e depois eu passei o baseado para ele, eu fiquei tão excitada com aquilo que apenas tirei o pau dele da cueca, ele já estava pronto, então eu o peguei com a minha mão e ele gemeu baixinho. Eu sentei no pau de Ronnie enquanto ele tragava, eu rebolei devagar e a água se movimentava entre nossos corpos, ele colocou o baseado na minha boca e eu fumei. Sexo com Ronnie era maravilhoso, sexo chapada então, era melhor ainda! Eu amava muitas coisas em Ronnie, mas se tinha uma coisa que eu amava de verdade era a expressão facial dele quando ele estava transando, ele me olhava nos olhos, bem no fundo da minha alma, franzia o senho e apertava com força meus quadris .
 _ Porra que merda, eu vou gozar._ Disse ele tirando pau de mim e o apertando.
 _ Não faz isso, o beijei na boca, vamos gozar juntos.
A gente gemeu alto demais, estava tão bom, eu me movimentei mais rápido e gozamos juntos, olhando um no olho do outro, nossa, eu poderia fazer isso a noite toda!
 _ Uau, isso foi demais!._ Disse ele.
Continuamos no ofuró por um tempo, mas depois sentimos frio, então vestimos um roupão e entramos. Ronnie e eu fomos para a cozinha e ele colocou uma torta de frango congelada no forno.
 _ Essa torta da Rosa é maravilhosa, você tem que provar._ Disse ele.
 _ Nossa eu to morta de fome._ Respondi.
 _ Fome de sexo?._ Perguntou ele rindo.
 _ Sempre, mas agora eu preciso comer._ Me sentei no banco da bancada._ Mas e ai, o natal esta chegando, faltam 3 semanas, como vai ser?
 _ Eu ja encomendei o buffet._ Disse ele.
 _ Buffet?._ Perguntei.
 _ Sim, vem gente pra caralho Steph, os meninos da banda com suas namoradas, alguns amigos, vai ser bem legal._ Disse ele sorrindo.
 _ Willow passa com você?
_ Não, ela só vem para a troca de presentes, Crissi passa natal na casa dos pais, é um ritual sagrado.
_ Já comprou o meu presente?._ Perguntei rindo.
 _ Já!
 _ O que? Eu estava brincando, não precisa me dar nada.
_ Eu já comprei, agora vou ter que te dar.
 _ Eu ainda não sei o que te dar.
 _ Ah, mas eu sei de uma coisa que você pode me dar, e eu vou adorar!
 _ Ronnie, é engraçado o fato de maconha ainda te deixar tarado, to me sentindo no colegial.
Ronnie pegou no sono na cama, enquanto eu assistia Tv, eu sentia um forte aperto no coração porque eu não tinha sido completamente verdadeira com ele. Tinha uma coisa no meu passado que eu precisava contar, uma coisa no qual  não me orgulho nada.
 _ Hey Ronnie._ Surrurei._ Ronnie.
 _ O que foi?_ Perguntou ele com a cara amassada.
 _ Acorda, preciso te contar uma coisa. Eu não fui totalmente sincera com você.
 _ Do que você está falando?._ Ele esfregou o olho e se sentou.
 _  Eu menti pra você, eu já fui em Las Vegas._ Disse quase fazendo força pra sumir.
 _ Ta, e o que que tem?._ Perguntou ele
 _ Eu não quero que tenha mentiras entre a gente, eu preciso te contar... ah, lá vai!._ Fechei os olhos._ Eu já tinha ido em Las vegas, muitas vezes, na verdade eu trabalhava lá... eu era stripper num clube...
 


Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado, e queria muito saber a opinião de vocês sobre o que querem ver por aqui! Beijoos sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...