História Chihiro: O retorno ao mundo dos Espíritos - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Viagem de Chihiro (Sen to Chihiro no Kamikakushi)
Personagens Personagens Originais
Tags A Viagem De Chihiro 2, A Viajem De Chihiro, Chihiro
Exibições 43
Palavras 881
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Capítulo Cinco.


Fanfic / Fanfiction Chihiro: O retorno ao mundo dos Espíritos - Capítulo 5 - Capítulo Cinco.

- Ela foi encontrada desacordada pelas outras crianças, não demonstra nenhum tipo de contusão nem nada, o quadro clínico está normal.

- E os pais dela? já deveriam estar aqui não?!

- O pai estava trabalhando na cidade vizinha quando foi informado, a mãe esta lá embaixo tomando um café.

- E tiveram notícias da outra menina?

- Pelo que o policial disse não...dizem que foi um sequestro relâmpago ou algo do tipo...até agora só encontraram um tênis da menina…

- Pobrezinha...espero que esteja bem onde estiver…

 

A porta do pequeno leito é fechada após as enfermeiras sairem,deixando Chihiro em completa solidão, mal sabiam elas que Chihiro estava bem, estava acordada e ouvira tudo.

Uma lágrima desceu de seus olhos antes de abri-los.

“-Kironi…” - Pensou ela.

Chihiro não conseguia tirar aquela imagem de sua mente, tanto com os olhos aberto ou com eles fechados ela via sua melhor amiga sendo levada pela ave de Yubaba, via o espanto nos olhos de sua amiga o mesmo que ela tinha sentido quando seus pais se transformado em porcos. Sua barriga começou a se contorcer só de lembrar daquele momento.

Mas mesmo com toda aquela dor e medo do que aconteceria após, um sentimento crescia gradualmente dentro de Chihiro, sentimento tal que a dominou por completo minutos depois, o que também a fez abrir os olhos e continuar com eles abertos focando o teto do leito.

 

“ - Tudo é real!” - Sim...ela estava convicta disso, e esse sentimento a dominou.

 

Ela se levantou, firmando os pés no chão e se apoiando sobre a cama. Ela sabia que ninguém acreditaria nela, achariam que estava alucinando após uma experiência traumática, seus pais iria fazê-la frequentar novamente um psicólogo e no final ninguém iria conseguir resgatar Kironi. Sim ela tinha que agir sozinha…

Olhando ao redor Chihiro foi em direção ao armário que ficava perto da porta e encontrou suas roupas e sua pequena bolsa que havia usado naquele mesmo dia, trocou de roupa rapidamente, pegou sua bolsa e guardou as do hospital dentro do armário. Ela sabia que não iria conseguir escapar facilmente daquele hospital, já seria difícil sair daquele quarto!

Ela voltou para sua cama tentando identificar um modo de salvar sua amiga, sabia que o tempo corria, sua amiga poderia estar sendo transformada em algo naquele mesmo momento.Algo reluziu sobre o criado mudo próximo a ela e ao voltar seus olhos para o objeto viu seu prendedor de cabelo presenteado por Zeniba.

 

“ - Use-o vai protegê-la...foi feito com o fio que seus amigos teceram…” A voz de Zeniba ecoou em sua mente e logo Chihiro pegou o objeto e prendeu em seu cabelo.

 

Ela não sabia o motivo de ter feito aquilo mas se sentiu melhor agindo daquele modo. Depois de bolar um pequeno plano respirou fundo partindo para a execução. Ela pegou os travesseiros extras que tinham no armário e com o cobertor fez seus contornos deitados sobre a cama. abriu uma frecha da porta para ver como iria escapar e para sua sorte seu quarto ficava em frente às escadas de emergência sendo o único empecilho uma pequena recepção onde havia uma enfermeira mexendo em seu computador.

Chihiro engoliu a seco, tomou coragem e abaixada abriu devagar a porta, deslizou por entre ela se esgueirou por debaixo da recepção torcendo para ninguém aparecer e chegando perto das escadas, desceu sem fazer qualquer barulho.

Confesso que não fora nada fácil para Chihiro driblar toda as pessoas que passaram a sua volta no acolhimento mas o pior foi passar pelo refeitório e ver sua mãe sentada, tomando seu café com olhos expressivos de preocupação.

Sua garganta dera um nó ao ver seu pai chegando e a abraçando com o olhar preocupado e logo começaram a conversar. Ela sabia que eles surtariam com o seu desaparecimento, mas sabia que era necessário.

 

Chihiro respirou fundo e munindo se de coragem continuou seu caminho.

Para a sua sorte o Hospital para onde foi levada era apenas a alguns quarteirões da pequena rodovia que levava ao seu destino. Ao chegar na estrada de terra desnivelada já havia passado do crepúsculo e as luzes da pequena cidade já começavam a ser acendidas. Chihiro caminhou pela estrada arborizada, observando os pequenos templos que haviam no caminho. Ela jamais nunca havia voltado aquele lugar, mesmo nas noites mais difíceis de sua vida quando queria abandonar tudo e retornar àquele mundo mágico. Todas as vezes que pensava nisso as ordens de Haku ecoavam em sua mente.

 

“Sigam em frente e não olhe para trás…”

 

E ela tinha seguido aquelas ordens...até aquele momento.

O prédio vermelho ainda estava lá, desgastado com o tempo assim como aquela estátua assombrosa na frente. Chihiro engoliu em seco, a luz do ambiente estava começando a esvair. Ela procurou em sua bolsinha por algo que pudesse ajudar e encontrou uma pequena lanterna infantil de ursinho, ao acender e apontar para o longo corredor a sua frente ficou apreensiva pois a escuridão predominava no local.

Ela aguardou por algo, algo que a fizesse retornar a lucidez ou até mesmo que a chamasse para onde desejava ir mas nada aconteceu, nem o carro dos seus pais apareceram muito menos Sem Rosto.

Ela estava sozinha...e seria assim que tomaria a decisão.

Então com passos determinados, caminhou pelo corredor...


Notas Finais


Espero que tenham gostado e Feliz dia das Crianças!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...