História Children Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Personagens Originais
Tags Baekhyun, Chanbaek, Chanbaek!kid, Chanyeol, Exo!kid, Fluffy, Missxiao
Visualizações 124
Palavras 2.307
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é uma OS bem cliché, eu tinha começado ela faz bastante tempo e nunca consegui termina-la, então como eu estou ultimamente em uma vibe bem infantil e essa fic e metade kid, eu consegui terminar e eu fiquei satisfeita com o resultado.

Então Boa leitura!

Capítulo 1 - Tulipas amarelas


♡Children Love♡



Colher flores com sua avó, sempre foi umas das coisas mais legais que o pequeno Chanyeol gostava de fazer. Ele sempre podia regá-las, ajudar na colheita, e ajudar a efeita-las, ja que sua vó tinha uma floricultura simples no centro de Seattle, Chanyeol achava que lá era algo mágico, os cheiros diferentes das flores era uma maravilha para ele.


-Chanyeol porque está pegando algumas tulipas e está deixando elas de lado? -A vó do pequeno falou estranhado, do por que o neto está a deixa flores muito boas de lado.


Chanyeol olhou para a sua vó e depois para flores, ele não queria contar que era para dar para seu amigo , mas também não podia mentir, vovó não gostava de mentiras.


-E para mim dar para o Baek -Chanyeol falou baixinho voltando o olhar para as tulipas que estava em uma cesta pequena separadas das demais.


A vovó de Chanyeol chegou perto do neto e se abaixou ficando na altura do pequeno de 8 anos.


-Mais por que quer dar flores para ele? - Perguntou a mais velha.


-É que ele está doente Vovó Hani, e ele gosta de tulipas amarelas, ai eu pensei que você não iria se importar se eu pegasse algumas tulipas pra ele. - Chanyeol falou mexendo as mãozinhas atrás das costas. 


A mais velha olhou o neto e sorriu para ele, deixando um carinho nos cabelo do baixinho. 


-Venha, vamos escolher as mais belas tulipas amarelas para entregar para o pequeno Baek , sim?- A vovó Hani falou e Chanyeol seguiu ela dando pequeno pulinhos e sorrindo.


Os dois recolheram muitas flores e entre elas baste tulipas, a vovó Hani e Chanyeol selecionaram as melhores para dar para Baekhyun, Chanyeol ficou tão feliz que a cada cinco minutos abraçava sua vó e falava obrigado.


Depois de Chanyeol usar parte toda da manhã para ajudar sua vó a recolher as flores e ajuda-la a enfeitar e tudo, ele se dirigiu para seu quarto, ja que desde os 3 anos, depois que perdeu seus pais ele vive com a avó. 


Ele tomou um banho e vestiu o uniforme com a ajuda da mais velha, a mesma levou o neto até a porta ja que a Sra.Byun se responsabilizava de levar e buscar o pequeno Park até a escolinha junto com o filho.


-Você está melhor Baek? -Chanyeol perguntou para o amigo quando saltaram do carro e adentraram o portão da escola.


-Tô um pouquinho, minha garganta ainda esta doendo, e eu acho que estou um pouco fraco ainda.


Chanyeol pegou as mãos de Baekhyun e entrelaçou com a sua e voltaram a andar pelos corredores até chegar na sala onde ambos estudavam.


A parte da tarde passou tão devagar para os pequenos, já que Baekhyun não tinha animo para brincar e, Chanyeol não iria deixar o amigo sozinho. No intervalo os dois ficaram em baixo de uma árvore, fizeram seus lanches ali e aproveitaram para conversar sobre o novo filme do Homen-Aranha.


O finalzinho da tarde ja chegava e com ele a hora de ir embora, a mãe de Baekhyun ja esperava os pequenos no portão, se direcionaram para o carro e a mais velha deu partida no carro, dez minutos depois é ja estavam em casa, como Baekhyun e Chanyeol eram vizinhos, a Sra.Byun deixava as crianças na casa da avó de Chanyeol, porque a mesma fazia biscoitos ou alguma guloseimas para os pequenos quando chegavam da escola. 


-Oi vovó. - Chanyeol gritou da porta, correu até a cozinha junto com Baekhyun, vendo a mais velha tirando uma assadeira do forno, e nela repleta de biscoito de chocolate.


-Oi meus amores - Falou a mais velha.


-Oi vovó Hani - Baekhyun falou abraçando a mais velha.


-Espero que vocês estejam com muita fome, porque fiz biscoito de chocolate - Vovó Hani deu uma pausa, como se tivesse pensando - E chocolate quente.


Os dois mais novos pularam e foram direto para a bancada da cozinha, sentaram e esperaram os biscoitos esfriaram. Enquanto a mais velha fazia o chocolate quente para ele beberem os dois começaram a conversar. 


-Baek, sua garganta ainda dói ? - O pequeno Park perguntou.


-Não muito Channy -Baek falou  balançando as perninhas que mal encostavam no chão.


-Que bom que esta melhor então, proque eu tenho uma surpresa Enooorme pra você - Chanyeol falou e abriu o braços para mostrar o tamanho da tal surpresa. 


-Sério? - Baek falou e arregalou os olhos - Me mostra? - Fez biquinho.


-Chocolate ficou pronto - Vovó Hani falou e, colocou duas canecas na frente dos pequenos. - Espero que gostem...Ah Baek sua mãe falou que você poderia dormir aqui, parece que ela sairá com seu pai, então Chanyeol, arrume uma roupa para o Baek.


A mais velha fez um carinho nós dois e, deixou eles na cozinha devorando os biscoitos.



-Yeollie, essa roupa não serve em mim- Baek falou segurando as calças para não cair, a blusa do mais velho chegava até metade de suas pequenas coxas roliças.


-Quer uma cordinha para amarrar? - Chanyeol falou soltado pequenos risos.


-Não ri de mim Yeollie - O Byun fez biquinho como se estivesse chateado.


-Então fica só de cueca e blusa, parece um vestido minha blusa em você -Chan falou simplista.


-Mais se eu ficar com frio nas pernas? - Baek falou pensativo. 


-Só colocar um coberto por cima.


Baekhyun tirou a calça de moleton e jogou na cama do amigo. 


-Vamos descer la na sala que eu vou te mostrar a surpresa - Chanyeol falou pegando Baekhyun pelas mãos, puxando o mesmo para sala.


Enquanto os dois desciam a escada, a mais velha via a cena fofa dos dois de mãos dadas e, estranhando Baekhyun sem nenhum vestimento nas partes de baixo.


-Senta ai Baek, vou lá buscar.


Chanyeol saiu correndo, e Baekhyun foi sentar perto da vovó Hani.


-Porque está sem calça Baek?- Perguntou a mais velha.


-As calças do Chan não me servem. - Fez um biquinho e a vovó Hani lhe abraçou. 


Da sala dava para escutar os passos apressados de Chanyeol e, em pouco segundo ele já estava em na sala, com um buquê de tulipas amarelas.


-Pra você Baek - Chanyeol falou e o pequeno Baek arregalou os olhos.


-Pra mim Yeollie? - Baekhyun falou colocando aos mãos na boca com se estivesse desacreditado e, em seguida o pequeno esticou os braçinhos para pegar as flores, Baekhyun cheirou o aroma que desprendia das tulipas e sorriu.


-Obrigado Chan - Baekhyun falou e abraçou o amigo.


Chanyeol desfez do abraço e correu até sua avó sussurrando algo no ouvindo dela e deixando um Baekhyun curioso. Chanyeol voltou perto de Baekhyun e tirou uma caixinha verde onde ele guardava suas balas e tirou de lá dois anéis, aqueles que vinham junto com umas balas.


-Baek você aceita namorar comigo? - Chanyeol perguntou e sua avó sorriu, Baekhyun olhou para Chanyeol e para a vovó Hani como se pedisse permissão para a mais velha, a mais velha sorriu e o pequeno Byun sorriu.


-Eu aceito Chan. - Chanyeol colocou o anel no dedo de Baekhyun que por pouco não caiu, ja que os dedos dele era pequeno e magrinho. 


-Depois não esqueça de pedir permissão para os pais do Baek tá- Vovó Hani falou e se dirigiu para cozinha.


Os baixinhos correram escadas a cima, mas Chanyeol parou no meio do corredor deixando um Baekhyun confuso.


-Esquecemos de oficializar - Chanyeol falou e , Baek olhou para ele mais confuso ainda.


Chanyeol chegou mais perto do pequeno, se abaixou um pouquinho e, encostou os lábios no dele, um selar simples que apenas durou menos de um minutos. 


-Agora é oficial - Falou Chanyeol e sorriu, Baekhyun com as bochechas rubras sorriu de volta. - Estamos namorando oficialmente agora.


Chanyeol falou e puxou Baekhyun para o quarto, ja que era quase dez da noite e eles teriam que dormir. Os dois deitaram na cama de Chanyeol, se apertaram um pouco mas coube os dois. 


-Baek quer fazer uma coisa que eu vi em um filme e, que namorados fazem?- Perguntou Chanyeol.


-O que?


Chanyeol falou para Baekhyun se virar se costa para ele, Chan chegou mais perto do pequeno e encaixou o peitoral nas costas dele, rodeou a cintura com seu pequeno braços e abraçou- lhe.


-Você usou meu Shampoo de morango? - Chanyeol perguntou depois de fungar um pouco e sentir o cheiro gostosinho que despredia do cabelo do seu agora namorado.


-Usei - Baek falou e soltou um risinho. 


-Eu gostei BaeBae, use sempre Shampoo de morango - Chanyeol falou e Baekhyun assentiu.


E assim os dois dormiram de cochinhas, mesmo que a chochinha fosse meio desajeitada e tortinha, mesmo assim eles dormiram confortável. 


8 anos depois                                          


-Ah, para Chan... para- Baekhyun tentava tirar Chanyeol de cima de si.


-Para de reclamar Baek, você ficou a semana inteira sem  deixar eu beija você direito. - Chanyeol falou, tentando se aproximar de Baekhyun. 


-Claro Chanyeol! Você queria ficar me beijando na frente dos meus pais - Baekhyun falou tendo se sentar.


-Poxa, Baek...Você deveria deixar eu pedir você em namoro pra eles sabia - Chanyeol falou se sentando. - Não é como se eles não soubesse.


Chanyeol falou a última frase baixinho.Baekhyun olhou desconfiado para o mais velho. 


-Como assim "como se eles não soubesse"?- Byun perguntou.


-Nada - Chanyeol falou virando a cara.


-Como assim nada? Pode falar Park Chanyeol.


Byun falou e subiu em cima de Chanyeol, ameaçando a bater nele.


-Nada Baek - Chanyeol tentava se desvencilhar das mãos pequenas que tentavam acerta-lo. -AI!


-FALA CHANYEOL! - Baekhyun praticamente gritava.


-Ta, ta... - Chanyeol falou e Baekhyun iria sair de cima de si, mas Park segurou a cintura delineada do baixinho, deixado sentado em cima de sua barriga.- Ah teve um dia que eu estava na sua casa, ai você tinha ido tomar banho, seu pai me encostou na parede e fez eu falar se nós estávamos junto ou nao...- Chanyeol começou a falar e Baekhyun arregalava os olhos a cada palavra. - Ai eu falei que nós estava mais ou menos juntos.


Baekhyun ficou com os olhos arregalados e paralisados. 


-Meu pai sabe então s-sobre a ge-gente? - Baekhyun falou gaguejando.


-Sabe mais ou menos né. -Chanyeol falou e apertou a cintura de Baekhyun - Agora que você ja tirou o que quis de mim, vem 'cá, quero matar minha saudades de você. 


Chanyeol puxou Baekhyun e, fez com que o baixinho ficasse por baixo. O beijo começou lento, as línguas já bem conhecidas , dançavam uma na boca do outro, as mãos de Chanyeol as vezes apertava a cintura de Baekhyun e em seguida acariciava suavemente. 


Baekhyun deixava suas mãos na nuca do mais velho, puxava os cabelos do maior com um pouco de força. Os dois estavam apenas em um mundinho só deles e nem perceberam quando uma certa pessoa chegou em casa e via a cena dos dois.


A vovó Hani pigarriou e os dois adolescentes se separaram rapidamente, fazendo um Chanyeol cair no chão e um Baekhyun todo vermelho igual um tomate. 


-Vovó, Ahn...faz tempo que esta ai? - Chanyeol falou.


-Não - Falou a mais velha, se dirigindo para mais perto dos adolescente. -Baekhyun sua mãe falou pra você dormir aqui hoje...E falou para não deixar vocês dormirem juntos, agora sei o que ela quis dizer.


Baekhyun apenas assentiu de cabeça baixa.


-Pode continuar de onde vocês pararam, vou pra cozinha.


Avó de Chanyeol falou deixando eles todo vermelho e saiu da sala subindo as escadas.


-Nossa! - Chanyeol falou e gargalhou.


-Para Chanyeol -Baekhyun falou e bateu em Chanyeol. 


-Nossa Baek, seus tapas dói -Falou Chanyeol massageando o braço atinguido.-Agora fica ai BaeBae, tenho que pegar uma supresa pra você. 


Chanyeol saiu correndo e foi até seu quarto, depois de uns minutos voltou correndo novamente, pulando dois em dois os degraus da escada.


-Pra você Baek. - Chanyeol falou mostrou as tulipas para Baekhyun, a favorita dele.


-Obrigado Yeollie. -Baek falou e pegou as flores.


-Lembra que a gente tem um assunto pendente? -Chanyeol falou.


-Temos? -Perguntou Baekhyun confuso.


-Claro! -Chanyeol tirou atrás de si uma caixinha pequena vermelha, toda aveludada. -Queria te fazer um pedido descente. 


-Chan...-Baekhyun falou tapando a boca com mãos. 


-Quer namorar comigo Byun Baekhyun? -Chanyeol perguntou abrindo a caixinha e mostrando duas alianças douradas com a diferença que uma era menor e tinha brilho em volta.


-Eu aceito. - Baekhyun falou com os olhos marejados. 


Chanyeol colocou a alianças nos dedos finos de Baekhyun e vice-versa, deram um beijo longo com gostinho de lágrimas e, se sepraram.


-Pode vim aqui vovó, eu já vi você aí- Falou Chanyeol e, uma mulher de cabelos grisalhos praticamente correu e abraçou os dois jovem.


-Eu não acredito que finalmente é oficial. - A mulher falou sorriu mais ainda.- Eu vou fazer biscoito com chocolate quente pra vocês, pra comemorar. 


À vovó Hani falou sorrindo e saiu, indo direto para cozinha. 


-Isso não parece tipo um djavú? -Baekhyun perguntou.


-Parece? - Indagou Chanyeol.


-É, até parece aqueles tempo quando tínhamos oito anos, e estavamos chegando aqui na sua casa, sua vó fazendo biscoito, você me pedindo em namoro e me dando tulipas, isso tudo parece que esta se repetindo de novo.- Baekhyun falou olhando para o buquê.


-Talvez nosso destino seja ficar junto para sempre - Chanyeol falou abraçando Baekhyun.


-Talvez seja, acho que a gente se ama desde criança né? - falou Baekhyun.


-Pois é, somos alma gêmeas- Chanyeol falou e apertou Baekhyun em seus braços. - Próximo passo e pedir em casamento.


-Vou esperar o pedido- Baekhyun falou deixando um riso escapar de seus lábios. 


E aquela tarde foi preenchidas de flores, biscoito e muito chocolate quente.


                                  12 anos depois



-Park Chanyeol, você aceita Byun Baekhyun como seu legítimo esposo, para amar e respeitar, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, por todo dia de sua vida? 


Chanyeol olhou para Baekhyun e sorriu , sorriu daquele jeito que Baekhyun mais adorava.


-Aceito.


-Byun Baekhyun, você aceita Park Chanyeol como seu legítimo esposo , para amar e respeita, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, por todo dia de sua vida? 

Baekhyun sorriu e olhou para Chanyeol. 


-Eu aceito.


E talvez aquele amor de criança, tivesse virado um amor para todo sempre





Notas Finais


Espero que tenham gostado, e espero que tenha ficado tudo explicadinho, mas qualquer coisa podem falar comigo caso fique algo confuso ok.

-Bye♡><♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...