História Chingu - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Colegial, Drama
Exibições 85
Palavras 1.234
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 15 - Rain


Fanfic / Fanfiction Chingu - Capítulo 15 - Rain

Assim que eu estava prestes a ir embora, começou a chover, relâmpagos e trovoadas fortes.

-Vocês vão mesmo agora? –Sun Hee diz puxando a cortina para ver como estava à chuva.

-Sim, afinal é ali pertinho. Obrigada pelo lanche, estava muito bom. –disse.

-Estava mesmo, obrigado! –Joon diz.

Abri a porta e calcei meus sapatos e Joon fez o mesmo.

-Voltem aqui mais vezes! –a velhinha diz.

-Claro, iremos. –disse por ser educada, mas não gosto de ficar na casa dos outros, não me sinto a vontade.

Saímos correndo na chuva que nem loucos. Entramos em casa pouco molhados.

-Vou tomar banho unnie!

-Ok.

Sentei-me no sofá e liguei a televisão, noticiário, noticiário, noticiário. Que estranho, parece que todos estão falando as mesmas coisas com a mesma gravação, afinal, a repórter é loira. Parei em algum canal e a repórter dizia com uma capa de chuva transparente:

“Atenção! Uma tempestade forte se aproxima, caso ache que isso é uma tempestade, não é nem o começo! Ela virá mais intensa, neblina forte, ventos fortes, trovoadas fortes e até mesmo em alguns locais poderá acabar a luz. Coloque seus bichinhos para dentro, certifiquem-se que a porta está trancada, pois ‘espertinhos’ aproveitam a oportunidade, já que estarão vulneráveis. NÃO SAIA DE CASA!”

Ela disse e isso se repetia varias e varias vezes. Vou colocar Yumi para dentro! Por mais que uma parte do quintal seja coberta, acho arriscado.

-Vem Yumi! Vem! –assim que a gritei ela acordou e veio correndo.  

Ela passou pela porta, deitou no tapete da sala e fechou os seus olhos.

-ÓH UNNIE! MEU PIJAMA BRILHA NO ESCURO! –diz gritando.

-Ai que susto Joon! Quase me mata do coração.

-Desculpe... –diz cabisbaixo.

-Não foi nada. –sorri.

-Acho que irei dormir um pouco.

-Ok.

Ele deita-se no sofá.

-Não, não, não, não. No seu quarto.

-Ok. –ele se levanta e vai para o quarto.

Alguns minutos depois, ouço meu celular vibrar. Estico-me do sofá até a mesinha de centro e o pego.

Assim que ia ler ele desligou! Droga... Coloquei-o novamente na mesinha e fiquei deitada pensando em vários nadas. Do nada acabou a luz. Era só o que faltava, por mais que a repórter tenha falado, achei que pelo menos aqui não cairia à luz, droga, droga, droga. Fui andando lentamente até a cozinha encostando-me nos moveis e na parede, até chegar a uma gavetinha. Tinha velas, e passei a mão pelo fogão e achei alguns fósforos.

Acendi duas velas, irei colocar primeiro no quarto de Joon para ele não acordar no escuro.

Subi as escadas, entrei em seu quarto e seu pijama realmente brilhava, ele dormia calmamente. Coloquei uma vela em cada criado mudo.  

Desci as escadas e fui procurar as velas para colocar aqui, mas esqueci onde deixei. Passei a mão pela mesa de centro e não achei. Argh, procurei entre os sofás e não encontrei nada. Há alguém na casa!!! Posso sentir seus passos... Meu Deus, o que eu faço? Penso em me esconder, mas Joon está lá em cima, se ele for pegar meu irmão terá que passar por cima de mim! Alguém me prende por trás e tapa minha boca, definitivamente estou perdida. Dou-lhe um chute e a pessoa cai no chão.

-AI! –diz ainda caída. Essa voz me é familiar.

-Jimin?

Abaixo até onde a pessoa está caída e passo a mão por seu rosto, é o Jimin! Esse nariz achatado e esses lábios carnudos. Ele estava molhado.

-Você me machucou, idiota. –ele resmunga.

-E você me assustou! –resmungo.

-Eu só ia te dar um sustinho! –diz fazendo drama.

-Se não fosse tão imbecil talvez não estivesse machucado!

-Eu enviei mensagem no seu celular, achou que fosse quem sua louca?

-Eu não vi, meu celular tinha acabado a bateria. Você acha que eu estava esperando quem Jimin?! –digo com raiva.

-Um ladrão?

-Exatamente, babaca. –diz ainda no chão.

-Eu sei que você me ama! –ele puxa-me para cima dele e eu caio em cima do mesmo.

-Para! –coloco a mão em cima da sua boca, pois ele tenta beijar minha testa.

-Quem nega os beijos de Park Jimin? –diz convencido.

-Eu! –tento sair de cima mais ele puxa-me novamente.

-Enquanto eu não te beijar não deixo você sair.

-Não mesmo! –tento me soltar mas ele é mais forte.

-Vai, deixe-me fazer!

-Só irei deixar porque é mais forte, mas se prepare para ver, o que é seu ta guardado!

Ele beija minha bochecha lentamente e fica assim por alguns segundos, depois beija minha testa. Ele não mudou nada, Jimin sempre fazia isso em mim quando crianças. Logo depois de Suga desaparecer, eu o conheci, e então somos melhores amigos inseparáveis. Algumas pessoas na escola acham que eu e Jimin temos alguma ‘amizade colorida’, mas não. Eu hein, isso é sujo, ele é meu irmão e daria minha vida para ele, se o mesmo precisasse.

Acendo as velas e ele se senta no sofá encharcado e eu me sento ao lado dele.

-Mas o que faz aqui? –pergunto.

-Uma longa historia que prefiro não comentar. Briguei com meus pais e preciso de um lugar para ficar, não sei se está de acordo eu ficar aqui, mas se não der tudo bem. É que você foi a primeira pessoa em que eu pensei... –diz tímido.

-Claro que poderá ficar aqui Jimin! Esqueceu que você é meu irmão bolinho?

-Bolinho?! Esse apelido é antigo. Não use-o mais comigo. Obrigada... –ele me abraça.

-De nada bolinho.

-Argh.

Eu me levanto para ir até a cozinha.

-Aonde vai? –me viro para o mesmo e ele se levanta.

-Para cozinha fazer um chá. Por quê?

-Estou todo encharcado, será que posso tomar um banho?

Só assim que eu percebo que sua camisa esta coladinha em seu corpo e dá para ver nitidamente seu abdômen definido.

-Pode. Mas você trouxe roupa?

-Claro! –ele retira sua mochila das costas.

-Então ta. Mas tome banho no meu quarto, que você já sabe qual que é. Não no quarto de hospedes. Meu irmão esta lá.

-Irmão?! –diz surpreso.

-Sim, “é uma longa historia”. –digo tentando imitá-lo.

-Engraçadinha. –ele olha profundamente em meus olhos e sorri. Aquele sorriso que eu tanto amo desde pequena.

-Vá logo! Irá ficar resfriado! Não irei cuidar de nenhum bebe chorão. –ele sorri mais uma vez pra mim e sobe.

 

 

Acho que Joon só irá acordar amanhã de manhã. A chuva não passou e a luz não voltou... Estava deitada em minha cama quase dormindo, quando ouço alguém abrir a porta. Achei que fosse Joon, mas avisto Jimin.

-O que? –digo sonolenta calmamente.

-Como você tem coragem de deixar seu Oppa dormir com a Yumi sozinho? –faz bico.

-Falou certo... –bocejo –Com a Yumi, então não está sozinho.

-Esta muito escuro lá em baixo, posso dormir com você? –diz já se deitando ao meu lado.

-Já está deitado mesmo.

-Como nos velhos tempos! –diz empolgado.

-É, mas estou tentando dormir. Então fique quieto antes que eu te bata que nem nos velhos tempos.

-É, você sempre era mal, sempre judiava do Jiminzinho aqui. –diz dramático.

-Shiu!

Faz tempo que não fazíamos isso, quando a mãe dele deixava ele dormir aqui em casa, ele sempre corria para meu quarto de madrugada e dormia comigo. Pois sua mãe não deixava e dizia que era “pouca vergonha, que meninos não dormem juntos com meninas” e blá blá blá. Fico meio perdida em meus pensamentos e adormeço. 


Notas Finais


Adorei escrever este capitulo, XOXO ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...