História Chocolate Fragrancy - Kaisoo- ABO - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai
Tags Abo, Chanbaek, Kaisoo
Visualizações 1.303
Palavras 753
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


como dizer para sua amiga que ela lê sua fanfic e, provavelmente não sabe que é você?
google pesquisar.


ANNyeonghaseyo~~~ eottohge jinaseyo?

nan dangsin-eul gamsahabnida, gwaenchanh-a

(como vão vocês?, eu estou bem, obrigada)

kkkkkkkkkkkk~tonervorser~kkkkkk 5kkkk de view

5K
5K
5K
5K
5K


5K
5K
5K
5K
5K


5K
5K
5K
5K
5K
5K

5K 5K 5K 5K 5K



E 199 FAVORITOS!!!!!!
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH~~~

GAEIN GAMSA!!!!!

Capítulo 13 - You are so beaultifull


Fanfic / Fanfiction Chocolate Fragrancy - Kaisoo- ABO - Capítulo 13 - You are so beaultifull

Kyungsoo estava sentado na mesa de costume, Baekhyun não havia saído de dentro no dormitório pois estava se sentindo mal e não queria ficar preso dentro de uma sala de aula junto de outros ômegas curiosos. O moreno estava sozinho, enquanto terminava uma pesquisa de biologia sobre vírus e bactérias, ele podia sentir o olhar das pessoas queimar sobre sua pele. Ele tinha saudades da época em que ele era apenas mais uma pessoa qualquer na escola e ninguém se importava. 

Hoje em dia, ele é escaneado por onde quer que passe, seja no laboratório de química, no de informática, no de biologia, na sala de literatura ou até mesmo de matemática... Sempre era observado, nem que fosse por uma única pessoa, mas era observado. 

Kyungsoo levantou-se e se guiou até o balcão da cantina, pediu um copo de café e duas fatias de bolo à Tiazinha que era um amor de pessoa, que o atendeu com aquele sorriso meigo que te faz sentir falta da sua mãe, enquanto, claro, tinha os olhares de algumas - muitas - pessoas sobre si. Principalmente de algumas betas. 

Sentou-se novamente e, no segundo seguinte uma alfa sentou-se à sua frente. Kyungsoo a encarou por longos dois segundos e voltou sua atenção ao seu trabalho, e sua refeição. 

- Olá. - Falou sorridente. Kyungsoo a olhou por cima do notebook. 

- Oi. - respondeu com o seu humor matinal inexistente. A garota fez um semblante divertido. 

- Quem diria que Do Kyungsoo seria um ômega, não? - Ela disse divertida. Kyungsoo rolou os olhos. 

- E quem diria que Sandara Park seria tão desesperada ao ponto de falar com 'o estranho', não? - revidou o moreno, formando um sorriso sorrateiro nos lábios ao ver o semblante que outrora era divertido, transformar-se em sério. 

- Touché! - Falou e apontou para o moreno, sorrindo em seguida. Kyungsoo devia admitir, a garota era bonita e tinha um lindo sorriso. Mas era uma pena que da fruta que ela gosta, ele chupa até o caroço. - Fazendo atividade? - a garota perguntou sentando-se ao lado dele. Muito, muito próxima. 

- Sim. - respondeu seco, sem tirar a atenção da tela do computador. 

- Sabe, esse seu jeito meio grosso vai acabar afastando as pessoa, babe. - falou a garota num tom persuasivo. Kyungsoo parou o que fazia e a olhou. 

- Mesmo? - perguntou com uma inocência que quase não existia em si. A menina concordou. - Ah, que pena. 

- Realmente é uma pena, babe. - sorriu a garota. - Mas, como eu não sou qualquer uma, ficarei aqui huh? Que tal? - sugeriu com um sorriso largo. Kyungsoo balançou a cabeça e um sorriso pequeno. 

Que garota chata, meu deus! 

- Desculpe, mas não quero ser incomodado. - falou, voltando ao eu tom rude de sempre. 

- Oras babe, não seja tão antipático. - sorriu a garota. 

- Você quer, por favor, parar de me chamar assim? - olhou mais uma vez a ruiva ao seu lado. - E, quer se afastar? 

- Desculpe. - falou a garra e deu um espaço de, no máximo um centímetro de distância de Kyungsoo, que voltou a fazer sua atividade. 

- Sabe, você é muito bonito. - Kyungsoo agradeceu. - Eu ficaria feliz em ser sua parceira de cio. - Kyungsoo parou o que fazia e encarou a garota, que tinha um sorriso ladino. Respirou uma, duas, três vezes e falou; 

- Olha Sandara, você é linda, têm um sorriso e uma personalidade incrível... - A garota sorria. - Mas põe uma coisa na tua cabeça, eu nunca me envolveria com você. - falou de uma vez, pouco se importando se afetaria a auto-estima dela. Ele não ligava. - Sério, eu detesto o seu tipo. Você é muito esnobe pro meu gosto, e além de quê, mesmo que você mude eu não mudaria de opinião, sabe porquê? - a garota, que tinha o olhar baixo o encarou. - Porque não existe a mínima chance de eu me interessar por você ou qualquer outro. - e com isso voltou a atenção para os livros e o notebook. 

A garota saiu de sua mesa e andou até a roda de amigas onde estava, que haviam mais dois alfas homens e começaram a conversar entre si. A garota falou que Kyungsoo a rejeitou, o que fez seus amigos e amigas rirem dela. 

A partir dali, um desafio foi lançado. 

Quem iria para a cama com o ômega puta gostoso, Do Kyungsoo do terceiro ano. 

 
 

 


Notas Finais


sandara park eh maravilhosa, bejos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...