História Chocolate Fragrancy - Kaisoo- ABO - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai
Tags Abo, Chanbaek, Kaisoo
Visualizações 637
Palavras 737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH 50FAVS EUTO AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHH!!!! obrigada meus nenens <3
eu sou péssima com agradecimentos, mas, sérios, vocês são demais! e obrigada também pelos +400 views <3 como já dizia o grande filósofo Luizy: eu te amo voces

Capítulo 4 - Whats Happening


Fanfic / Fanfiction Chocolate Fragrancy - Kaisoo- ABO - Capítulo 4 - Whats Happening

Kyungsoo estava se sentindo muito estressado - o que estava muito comum ultimamente. Parecia que o garoto tinha ativado um escudo que impedia qualquer pessoa - sem ser Baekhyun e os chatos do JongIn e ChanYeol -, se aproximarem de si. 

Era como se o garoto usasse algum tipo de repelente contra as pessoas.  
Ele estava gostando disso. 

Kyungsoo nunca foi do tipo que queria atenção, mas, uns dias atrás ele recebeu demais, assim que se aproximou de seu armário - que para sua infelicidade era ao lado de três alfas -, recebeu a atenção dos garotos para si. O moreno se sentiu incomodado, mas não ligou. Ele tirou os livros de lá e saiu em direção ao pátio para esperar o horário vago. Kyungsoo estava sentindo um aroma doce saindo de seus poros. Levou o braço até o nariz e cheirou. 

Ele sentiu o cheiro que Baekhyun falou.  
E, não havia sido apenas ele que tinha notado. Todos do pátio o olhavam, principalmente os(as) alfas que havia ali. O olhavam com... Desejo? Kyungsoo chacoalhou a cabeça.  
Seu desespero piorou quando um alfa veio soltar-lhe uma piada. 

- Ei gostoso! - gritou um alfa que, mesmo estudando na mesma classe que Kyungsoo, o moreno não sabia seu nome. - Que cheiro delicioso. - Kyungsoo rolou os olhos. - Nossa, mal posso esperar para seu cio chegar. Quero sentir seu cheiro mais de perto... Mal posso imaginar. Deve ser maravilhoso senti-lo em todo seu ápice. - Kyungsoo a este ponto, já estava muito mais do que puto. 

Ele levantou-se da carteira que estava sentado e caminhou até o garoto. 

- Uh, a princesa gostosinha vem aí pessoal. - Falou o garoto, novamente. Kyungsoo parou a frente dele e o encarou. Seus olhos castanhos emanavam sua fúria, de um jeito que os outros que estavam perto calaram-se. Sentiu seu sangue ferver, e no momento seguinte tinha seu punho fechado no rosto do garoto. 

- Isso, é pra você aprender que comigo ninguém brinca! - esbravejou. O outro riu. 

- Pra um ômega, até que você têm a mão forte. - sorriu de lado. Kyungsoo ia o dar mais um soco, mas o garoto foi mais rápido e o prensou contra a parede. - Tome cuidado com suas ações boneca. - Falou, sem tirar o sorriso da face. À esta altura todos que estavam na sala tinham sua atenção nele. Kyungsoo o chutou os testículos ao que sentiu a mão do garoto em sua bunda. 

- Vê se aprende, que comigo você não mexe seu pervertido de uma figa! - Kyungsoo deu-lhe outro chute. Desta vez na barriga. Fazendo o outro garoto cair no chão. 

O menino que havia recebido os golpes, tinha o maxilar travado. Assim que Kyungsoo ia sair dali o outro segurou seu pulso com firmeza e o encarou de um jeito cheio de posse e ordem. 

Malditos instintos de ômega! Kyungsoo estava odiando aquela - até então -, hipótese de ser um ômega. Mas teve certeza do que era ao que o alfa abriu a boca. Desta vez, falando com uma voz autoritária: 

- Você não vai a lugar nenhum. - falou o alfa. Olhou em volta e gritou. - Saiam do caminho. - os ômega que estavam no caminho recuaram. Todos com medo. 

O menino o puxou - com violência - pelo pulso e levou o moreno até uma das salas vazias, o empurrando contra a primeira parede que viu. 

Kyungsoo o empurrou e o deu mais dois murros seguidos, no terceiro ele segurou um dos braços de Do, que foi revidar com o outro, mas teve seu braço capturado. O menino tinha um sorriso perverso nos lábios. 

Kyungsoo não queria admitir, mas estava com medo do que poderia acontecer ali. Ele simplesmente não sabia o porquê de ter baixado a guarda para aquele garoto. Ele nunca baixou a guarda para nenhum alfa antes. 

Kyungsoo se debatia tentando se soltar, mas logo foi imobilizado, ao que o garoto afastou suas pernas, colocando uma das dele entre as de Kyungsoo. 

- A princesinha está com medo? - Caçoou o alfa. Kyungsoo rugiu, o que o fez rir. 

- Me larga, seu imundo! - mandou. 

- Seria uma pena se eu não quisesse. - O garoto agora tinha seus lábios muito próximos dos de Kyungsoo. 

Mas, por sorte ou azar. A porta foi aberta, por ninguém mais ninguém menos que JongIn. 

- O que está acontecendo aqui?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...