História Chuva De Novembro - TaeGi - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Boyxboy, Bts, Drama, Escolar, Jihopekook, Kpop, Lemon, Namjin, Poesia, Romance, Taegi, Tragedia, Virtual, Yaoi
Visualizações 39
Palavras 970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii :3
Me desculpem a demora a postar :c
Juro de dedinho que tentarei atualizar essa fanfic com mais frequência hihi (/ *O*)/
Perdoem os errinhos despercebidos pois eu revisei mas pode acontentecer de acabar passando algum... Eu sou lerda ;-;

Boa leitura...

Capítulo 2 - Sorry Mama


Fanfic / Fanfiction Chuva De Novembro - TaeGi - Capítulo 2 - Sorry Mama

Episódio 2: Sorry Mama

• Chat @TaeTae •


Kim Taehyung:

Min Yoongi...?



Faziam exatos 10 minutos em que Kim Taehyung havia mandado tal mensagem para o garoto, mais o mesmo não a respondeu por não saber oque falar. Ainda mais com um estranho qualquer... Vai que seja um velho tarado, um alienígena do futuro ou até mesmo um detetive contratado por sua própria Omma para que envestigue sua vida ?


Jamais Min Yoongi se abriria e contaria de seus "problemas" para alguém que não confiasse o suficiente.


Kukamon:

Oque quer afinal garoto ?


TaeTae:

Apenas conversar e te conhecer melhor, fica calmo seu marrentinho ^^


Kukamon:

Marrentinho...

Que merda é essa ?


TaeTae:

Digamos que eu tomei a liberdade de lhe dar um apelido. Enfim...

Vamos nôs conhecer melhor ?


Kukamon:

Desculpe mais não dá

Eu não costumo conversar com estranhos e muito menos de minha vida pessoal... Sinto muito ^^


TaeTae:

Aigoo, não precisa falar de seus problemas. Só apenas coisas aleatórias eu não vou lhe fazer nenhum mal :c


Kukamon:

Eu - Não - Quero

Agora se me da licença tenho mais oque fazer. Okay ?


TaeTae:

Aish fala comigo nem que seja por alguns minutinhos...

Porfavorzinho nunca pedi nada >.<


Kukamon:

Realmente não dá caralho

 Então não insista  para o seu próprio bem :))


TaeTae:

Oque vai fazer comigo ?

Aceito qualquer coisa se for com você hihi *Moom Face*


Kukamon:

Sai daqui seu tarrado ;-;

Vou lhe bloquear agora mesmo


TaeTae:

Mas...

Você não seria capaz disso :3


Kukamon:

Tem certeza ?


TaeTae:

Tenho sim, marrentinho ;)


Quando Min Yoongi formulava alguma ideia maluca em sua cabeça ninguém tirava da mesma que não deveria faze-la. E este era o caso daquele tal de "TaeTae"... Yoongi já certo de que faria aquilo movimentou seus dedos algumas vezes pelo ecrã não tardando para chegar ao se destino. A famosa "Configurações" onde o manuseou de forma lenta até obter o resultado esperado por si mesmo.


NotaTem certeza que deseja mesmo bloquear este usuário...?


(x) Sim                           (  ) Não


"Usuário bloqueado com sucesso"


O garoto sorriu satisfeito e largou o celular sobre o criado mudo se jogando novamente sobre a própria cama. Aquele sorriso que se instalava em seu rosto foi desfeito assim que ouviu sua "Omma" gritar no andar de baixo. "Oque essa louca quer agora...?". 


Pensou Yoongi já levantando da cama e indo na direção onde os gritos ecoavam. Acabou consequentemente por parar na sala de estar onde sua Omma assistia a um dorama qualquer.


— Oque quer dessa vez Omma?! — Com a maior cara de bunda olhou para a mulher estirada sobre o sofá branco.


— Me prepare um café para já garoto... E eu já lhe avisei bem que não tem o direito de me chamar de Omma seu imprestável — A mulher ditou sem ao menos olhar para meu rosto ou murmurar um simples "por favor".


— E-Eu — Pensou em falar algo antes de ser interrompido pela mesma.


— Oque ainda faz aqui ? — Olhou-me com sua costumeira cara de nojo.


Era evidente em seu olhar o tamanho desprezo que sentia pelo filho. Yoongi acreditava que só lhe faltava os olhos pegarem fogo e o veneno escorrer pelo canto da boca da mais velha. Saiu do cômodo onde a mesma estava e rumou a cozinha para fazer o tal café.


Pôs a água para esquentar na chaleira elétrica. Enquanto a mesma aquecia despejou a quantidade necessária de café e açúcar na xícara. Alguns minutinhos depois pegou um pano qualquer e de pé descalço mesmo segurou a chaleira térmica pronto para despejar a água fervendo no recipiente.


Em meio ao que fazia por simples segundos distraiu-se deixando com que a garrafa térmica virasse sobre o chão e uma grande parte em seu corpo fazendo com que o local afetado ficasse avermelhado pelas queimaduras.


— A-Ai — Yoongi sentiu sua pernas fraquejarem e tentou segurar no balcão obtendo falha e indo de encontro ao chão molhado pela água fervente.


— O-Omma me aju-da — Seu corpo agora se tornava quente tendo a leve sensação de estar no inferno. Só teve sua teoria confirmada assim que sua mãe entrou na cozinha observando a cena e estado em que o menino estava.


— Mas que porra é essa garoto —


Veio de encontro ao mesmo se abaixando bem a sua frente. Lágrimas se formavam nos olhos do pequeno Min ao que viu sua Omma rir feito uma louca da situação em que estava. Como pode ser tão má ao ponto de ver o próprio filho ferido pedindo por sua ajuda e mesmo assim deixar que seu ego seja maior que seu amor pelo mesmo...?


A verdade é quem a mesma não estava nem ai para o garoto e queria mais que o mesmo sofresse por lhe tirar seu bem mais precioso. Este cujo Min Yoongi não fazia a mínima ideia do que era e por que era o culpado, mas talvez com o tempo a verdade viesse a tona porém teria de aguentar a aquelas humilhações por um longo tempo.


— Olha só oque fez com a MINHA cozinha seu idiota — Agarrou ao menor pelos cabelos — Sinceramente eu não sei se deveria lhe jogar na rua ou mandar que acabem com sua vida de uma vez — Sorriu novamente proferindo aquelas palavras. Aquelas que por noites seguidas tiravam o sono do Min.


— Eu te odeio com todas as minhas forças sabia Yoongi ? — Riu maldosa cuspindo na cara do garoto.


Se antes já se sentia um lixo, agora Min Yoongi se sentia pior ainda...


— Eu vou sair — Suspirou fechando seus olhos — Quando eu voltar eu quero essa cozinha. Não... A casa inteirinha um brinco. Entendeu Yoonnie ?! —


— ENTENDEU ?! — Gritou fazendo o menor se encolher todo pelo medo.


— S-Sim S-Senhora — Respondeu baixinho e se acalmou -Ou pelo menos tentou- ao que ouviu o som do salto da mulher se distanciar e a porta ser fechada com uma certa brutalidade.


— Me desculpe mamãe —


Yoongi mais do que tudo precisava de simples palavras acolhedoras e de um abraço apertado. 


Precisava de alguém que o salvasse de todo este pesadelo...


Notas Finais


Até a próxima :3
Amo vocês 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...