História Cicatrizes Profundas - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hiiro no Kakera
Tags Animes, Colegial, Drama, Mistério, Shoujo, Tortura
Exibições 1
Palavras 735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Saindo


Fanfic / Fanfiction Cicatrizes Profundas - Capítulo 7 - Saindo

  A campainha toca, eu e minha tia nos olhamos.
- Mas já?... – ela vai atender a porta
 Eu subo para meu quarto pego minha mala, pelo o que entendi irei para uma cidade no interior de outro país. Dou uma ultima olhada no meu quarto e saio, quando chego na sala minha tia falava com Stefan. Eu me aproximo.
- esta pronta Raquel? – dizia minha tia 
- sim, eu acho – coloco a mala no chão
- então vamos indo, quatro horas de viagem nos aguarda – ele pega minha mala e vai em direção ao carro
- Ok já estou indo! – volto a olhar para minha tia –...
- não me olhe assim, – ela me abraça – você vai ficar bem, ele vai cuidar de você 
- esta se referindo a Stefan? – ela faz que sim – pois saiba que não confio nele... – digo cruzando os braços
- e nem eu em você, – Stefan me olhava de forma indiferente – vamos logo! – ele pega uma mochila que estava perto da porta e entra no carro
- ele ouviu?... 
- acho que sim – ela sorri – melhor você ir antes que ele venha te buscar a força – ela me abraça novamente 
- tchau tia... – digo indo em direção ao carro 
- tchau Raquel, boa sorte! 
Entro no carro.
-pronta? – ele dizia colocando o cinto 
- sim. – eu coloco o cinto
 Fico com a cabeça pra fora da janela vendo minha tia acenando para mim até sua silueta desaparecer por completo.
respiro fundo e me acomodo no banco
- está tudo bem? – diz Stefan olhando para a janela 
- acho que sim... 
- hum, ok – ele coloca as mãos nos bolsos da blusa e fica em silêncio.

hum...

...

...

Já se passaram uma hora!! 
 O carro está em um silencio ensurdecedor. Ah... Estou ficando ansiosa... Isso não é bom! Que viagem mais chata. Esse idiota nem pra conversa durante a viagem. Mostro língua para Stefan que mais parecia um cadáver com a cabeça encostada na janela. Está dormindo como uma pedra. Parece uma criança dormindo. O cutuco mais ele não se mexe.
 Perai! Se ele está dormindo, e esta no banco de trás também... Quem esta dirigindo?
Quero ver, Quero ver...
Me inclino para ver o rosto do motorista, mas o cinto é muito curto, puxo o cinto que o mesmo trava. Droga de cinto idiota. O puxo novamente mais...
Eu ainda segurava o cinto e sentia minhas bochechas pegando fogo. 
Minha cabeça está encostada na barriga dele (n/t: como posso explicar essa cena? Ele está dormindo todo largado. Bela explicação!).
 Em todo o canto do carro, eu tinha que cair logo encima dele?! Tenho que sair logo daqui e... Que cheiro forte de perfume. Que cheiro bom! Está vindo dele. Stefan você é um pervertido, mais cheira muito bem!
 Espera, por que pensei isso?
Ta mais se eu...
Levanto-me em direção ao pescoço dele. Por favor, continue dormindo Stefanzinho. 
É realmente bom o perfume dele, Cheiro doce como flores de cerejeiras.
 Sinto alguém me observando. Olho para cima desesperada assim batendo meu nariz no queixo dele.
- Me desculpe – digo com a mão no nariz
- tsc... O que foi isso idiota? – ele me olhava com um pouco de dificuldade, seus olhos ainda estavam meio inchados pelo sono. 
- Hum?! – meu rosto está a um centímetro do dele. Porque acordou logo agora?
- O que estava fazendo Raquel?... – ele dizia esfregando os olhos 
- N-nada demais, não se preocupe. – Sento-me novamente no meu lugar e vejo que ele passa a mão no pescoço. Droga!
- han? Você estava–
- Não! – o interrompo – Não estava fazendo nada! Volte a dormir ok? 
- Você é estranha Raquel, – ele olha pra mim sério – se queria sentir meu doce perfume – ele se gaba – era só pedir. 
o QUEEE?!
- Pervertido! Eu já disse que não fiz nada! – Tão irritante.
- Pervertido eu? – ele sorri – acho que isso está meio ao contrário não?
- Não, não está!
Ele balança a cabeça e volta a olhar para a janela
- Vai demorar muito? – digo cruzando os braços e tentando disfarça as bochechas coradas
- Não, acho que já estamos chegando. 
- Entendi, ei Stefan – digo virando a cabeça para olha-lo
- O que? – ele faz o mesmo 
- Obrigado por aquele dia... – ele apenas sorri e se vira
- Se preparem para sair, chegaremos daqui á cinco minutos na rodoviária. – diz o motorista trocando de marcha.


Notas Finais


*~*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...