História Cidade nas sombras - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 3
Palavras 1.433
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Sonho de Orbona


Fanfic / Fanfiction Cidade nas sombras - Capítulo 5 - Sonho de Orbona

 Escuridão... Eu mergulho na escuridão, vejo minha vida passar diante de meus olhos, ou pelo menos algumas partes, me lembro de quando minha mãe abriu seu restaurante, ela queria ajudar todos os Orbonianos que chegavam na cidade cuidando da alimentação de todos eles, ela é uma boa pessoa,  seu nome era Kate a propósito, eu me lembro de quando minha irmã e eu ajudamos ela a decorar o estabelecimento, colocamos luzes pisca pisca em todas as janelas, colocamos placas neons, o nome do restaurante era '' Restaurante Luzes Na Noite'' era um lugar muito iluminado, os habitantes adoravam ir lá para apreciar as deliciosas comidas e guloseimas que ela preparava, ela não utilizava nenhuma magia, nenhum feitiço para cozinhar, ela só usava tudo que aprendeu em todos esses anos tanto em Orbona quanto na Terra, a imagem mudou, mostra minha mãe e eu decorando nossa casa, como nos estávamos acostumados a morar em baixo da terra, ficamos morando em uma caverna em baixo da montanha do farol, era perto dos limites da cidade, mas tinha a melhor vista para o mar, a caverna possuía cristais que a luz de fora refletia em todos e iluminava a caverna. Nossa casa ficou incrível, colocamos luzes pisca pisca tanto no lado de dentro quanto no lado de fora, idéia minha, a casa era feita de madeira porém muito bonita. A imagem sumiu, senti minha cabeça bater no fundo, como era metade eterno não podia morrer de velhice porque nunca envelheço, mas podia morrer de várias outras formas, poderes idiotas... Porque vieram pela metade?!! Estava ficando sem ar, tentei me transformar em algo aquático, me lembrei dos peixes neons da dimensão oceano em que estive, me concentrei e senti meu corpo mudar, como sou metade demônio não importa o quanto mais fofo e bonito fosse a criatura eu me transformaria em algo parecido só que mais monstruoso, me transformei em um peixe neon mas ele saiu incrivelmente assustador como uma mistura de picanha com enguia elétrica, nadei o mais rápido possível para a superfície, avistei a cidade, olhei para o farol, as sombras e meu pai( possuído por uma sombra) não estavam mais lá. Nadei até a parte rasa e mudei para a forma humana, estava perto de casa,  então decidi logo entrar, na manhã seguinte eu contaria tudo para os outros, eu precisava falar muito com a Amy, e explicar o que havia acontecido.

                                       *
Entrei em casa, Amy não estava lá, é claro, ela passou a noite na casa de uma amiga dela, estava todo molhado mas subi as escadas e fui direto para o meu quarto, meu quarto foi decorado igual ao meu estilo, as paredes foram pintadas de preto, tinga poster de varias bandas de rock, com luzes pisca pisca é claro, me joguei na cama tentando raciocinar tudo que havia acontecido naquela noite, comecei a chorar e ficar em posição fetal como não fazia a séculos e acabei adormecendo.

    ( SONHO ON)
Estava na escuridão, não conseguia ver nada, não conseguia nem me enxergar, estava muito silêncio, até que aos poucos foi clareando, agora conseguia ver onde estava, era a cidade principal em Orbona, onde várias raças moravam juntas, estava tudo quieto, e cinzas caiam do céu ou pelo menos achava que eram cinzas, a cidade inteira estava quieta, som tinha o som dos meus passos, caminhei um pouco mais até ouvir um batalar de sinos, o som me assustou e corri para um beco em permaneci ali, do caminho de onde eu estava vindo vieram figuras emcapuzadas, todas de preto correndo em uma só direção, o castelo do rei Darkos, não sei porque mas tive a imensa e a estúpida vontade de ir atrás deles, e então tomei coragem e fui para o castelo, logo na entrada já estavam todos lá fazendo um círculo imenso. Uma voz veio de todos os lados, eu reconhecia aquela voz, era Nebulus.
- JÁ DEVEM SABER PELO MOTIVO DE EU TER CHAMADO VOCÊS AQUI- Começou Nebulus - EU ENCONTREI OS ÚLTIMOS ORBONIANOS, ESTÃO LOCALIZADOS EM UMA DIMENSÃO CONHECIDA COMO TERRA, EU CAPTUREI UMA DELES, AINDA ESTOU FRACO PARA PODER VIAJAR DE VOLTA PARA LÁ, AINDA NÃO RECUPEREI MINHA FORÇA TOTALMENTE, ENTÃO EU ESCOLHO UM DE VOCÊS PARA IR ATÉ LÁ E CONTINUAR O QUE COMECEI.

Nebulus apareceu bem no centro do círculo que as figuras encapuzadas fizeram, ele continuava do mesmo jeito que o vi no farol, ele continuava de terno preto porém agora ele possuía uma espécie de cajado preto com um cristal roxo que brilhava fraco, porém podia ver uma luz nele, a névoa negra agora cobria seu rosto fazendo com que não pudesse ver o rosto de meu pai.
- EU ESCOLHO VOCÊ, LUNA.- Ele aponta para um do círculo, o menor de todos eles - COM SEU INCRÍVEL PODER E A MAGIA QUE ESSE CORPO TEM, VOCÊ PODE IR ATÉ LÁ E MATA-LOS.
A figura encapuzada não disse nada, se transformou em uma sombra coberta de névoa negra e foi embora.
- AGORA ELES VÃO APRENDER.
(SONHO OFF )

Acordo assustado, tinha mesmo visto Orbona? Nebulus mandou alguém para tentar nos matar? Que cajado era aquele? Minha cabeça pensava em um milhão de coisas, já estava de manhã, precisava me aprontar para ir a escola e avisar a todos sobre o que aconteceu e o que eu sonhei. Tomei um banho rápido, vestir uma calça jeans, uma camisa e uma jaqueta preta, peguei a minha mochila e sair sem tomar café da manhã.
                                     *
Chego na escola Ravenwood, todos os alunos já estam entrando nas suas salas, eu entro na sala e logo vou em direção a todos os Orbonianos disfarçados de adolescentes.
- Hunter! Onde você foi ontem a noite? Ficamos preocupados- disse Manu assim que me aproximei.
- Preciso Falar com todos vocês, na hora do intervalo, é muito sério.
                                     *
Finalmente bateu a campa, todos saíram menos meu amigos.
- já é o intervalo, vamos, desembucha- disse Amanda.
Começo a contar tudo que aconteceu na noite anterior, contei sobre minha conversa com Nebulus, contei sobre o sequestro de minha mãe, contei sobre meu sonho, de como Orbona estava depois das sombras tomarem conta, contei que Nebulus havia escolhido alguém ou alguma coisa pra vir até aqui na terra e vir nos matar, quanto mais eu contava do ocorrido mais eles ficavam assustados.
- Ai! Meu Deus! - Grita Isabelle 
- Nebulus, o rei das sombras falou com você! - Grita Manu- e sequestrou a sua mãe! Eu não acredito.
- É bom isso ser uma piada... - ameaçou Richard.
- É a mais pura verdade, é agora alguém chamada Luna virá aqui essa noite- falo.
- Não vou deixar que nenhum de meus suditos seja morto- disse Cristhine, uma trocadora de formas, ela era uma rainha até as sombras tomarem Orbona, ela se esconde como uma garota adolescente.
- temos que contar para Bigby, ele saberá o que fazer- disse victoria, uma Orboniana que não mencionei, ela era metade anjo e metade vampira, estranho não é?
- vou falar com ele ainda hoje depois da escola, se essa tal de Luna vier só à noite estaremos preparados até lá- explico para todos.
- Luna? Porque esse nome me parece familiar?- Amanda fala sussurrando.
A campa bate novamente anunciando o fim do intervalo, passamos vinte minutos discutindo sobre o ocorrido, conversamos até na hora da aula já que nenhum de dava a mínima. Eu estava nervoso, o que será essa tal de Luna? Ela é uma sombra ou outra coisa? O que eu mais desejava naquele momento é que nunca ficasse de noite.
                                      *
Depois da escola fiu direto para a delegacia e contei tudo para o Bigby, ele teve a mesma reação que os outros, falou que era bom treinarmos para estarmos preparados para quando for de noite, fiu pra casa e Amy e Robert estavam lá, Amy se levantou assim que passei pela porta, ela vem até mim e me abraça.
- eu devia estar aqui quando aconteceu- ela fala.
- Não, não devia, se estivesse aqui ele poderia ter levado você também- falo - Agora temos que ficar juntos e estar preparados para hoje a noite.
- foi pra isso que eu vim aqui, vamos treinar então- falou Robert e fomos todos para fora de casa treinar na caverna.
                                        *
O que eu não queria que acontecesse aconteceu, o sol se pôs e a noite chegou, as estrelas começaram a aparecer, os piscas piscas começaram a falhar e a piscar loucamente, ela estava aqui, Luna estava aqui, Robert, Amy e eu estávamos preparados para tudo que viesse. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...