História Cidades de Papel - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Visualizações 10
Palavras 818
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁ
PODEM TACAR PEDRAS E ME BATER, EU DEIXO
Mas uma vez eu demorei pra atualizar, e admito que mereço apanhar muito
Obrigada
Por nada
MASSSSS
VAMOS AO QUE INTERESSA
Boa leitura, amoras❣

Capítulo 3 - Chapter Ⅱ


“Eu não vou passar todo o tempo, perdendo esta noite com você
Eu sei, eu já ouvi isso
Portanto, não tente mudar de ideia
Porque eu não irei a mudar também, você sabe


Mirava seu olhar em qualquer canto do corredor branco, esperando a chamada de seu nome. O Jeon estava ao seu lado, e aparentemente, mas ansioso que si próprio. Jimin, pacientemente, levantava-se por alguns minutos, depois, sentava-se novamente, na intenção de não ficar parado por muito tempo, era incrivelmente agitado.


— Isso está demorando.

— É um hospital, Jungkook, como achava que iria ser? — Respondeu, fazendo o outro calar-se.


Após alguns longos minutos, seu nome ecoou pelo cômodo branco, e instantaneamente, seguiu em direção a grande sala, sendo imitado por Jungkook, assim, adentrando juntos o consultório.

-∆∆∆-

— Existem vários tipos de leucemia, e Sr. Park, tenho que lhe dizer que você tem muita sorte. De acordo com que os exames constam, você tem grande chance de cura, apesar de termos pouco conhecimento sobre o câncer ele atinge boa parte da população mundial, e é responsável pela morte de milhares de pessoas. O câncer adquirido pelo senhor, é a Leucemia Mielogênica Aguda, que em grande parte dos casos, tem maior possibilidades de recuperação. Esse tipo de leucemia costuma se desenvolver depressa, mas ainda sim, tem chances de tratamento maiores que as demais. Temíamos que você estivesse em estado avançado e que não pudéssemos revertê-lo.

— Quer dizer que eu posso sobreviver? — A esperança nunca havia tido tamanho efeito em si, e ali, mais do que nunca, ele desejava que suas constatações estivessem certas. 

— Felizmente sim. Será ainda será necessário todo o processo de quimioterapia, radioterapia, transplantes de sangue, antibióticos e transplante de medula óssea. Infelizmente, é raro de se achar alguém 100% compatível, ou pelo menos, nessa margem. Mais exames terão que ser feitos, entre outras coisas necessárias, aconselho que marque uma consulta na recepção.

-∆∆∆-

Jungkook manteve-se calado por todo o resto daquela conversa, em uma briga mental contra si mesmo, estava tão distraído, que ao menos deu-se conta do fim da consulta.

Saíram daquele local, e finalmente puderam sentir ar puro em seus pulmões, Jungkook suspirou, pensando na encrenca em que havia se metido ao aceitar acompanhar o menor.

Por estarem no horário de almoço, comeram em um restaurante qualquer da cidade, pegando um ônibus que os levasse a casa de Jimin, que embora não fosse muito grande, era bastante aconchegante.

Durante o percurso, não trocaram muitas palavras, falando apenas o necessário. A verdade é que nenhum dos dois havia se acostumado com a ideia de que agora eram apenas amigos, se aquele título ainda era digno para a relação que evidentemente estava mais que acabada, ou pelo menos, tentava se reconstruir com as pequenas interações que tinham. Tudo era muito novo, muito recente, havia um mar de dúvidas e incertezas a serem tiradas, e bom, elas só iriam ser respondidas com o tempo.

No entanto, essas hesitações preocupavam o Park, que se via cada vez mais pressionado pelos deveres da vida. Teria ele que largar a universidade? Pedir demissão do trabalho que tanto lutou para conseguir?

Acabou por pegar no sono com todas aquelas questões que rodeavam sua cabeça.

O Jeon sentiu algo apoiado em seu ombro e logo constatou que Jimin havia cochilado, deu um riso leve, dando um selar nos cabelos negros, escutando um resmungo indecifrável, e em seguida, voltando a sua posição inicial. Olhou pela janela do automóvel a quantidade de pessoas que caminhavam por ali; teriam elas tantos problemas quanto ele?

Vendo que agora aproximavam-se  residência do dorminhoco ao seu lado, tratou de cutucar-lhe.


— Jimin?

— Hm…?

— Acorde, vamos descer daqui a pouco.

— Me deixa dormir mais umas cinco horas… — Não terminou a frase, voltando a dormir.

— Nada de cinco horas, Jimin.

— Tudo bem… — Rendeu-se.


Adentraram a casa, sendo recebidos pelo conforto da mesma. O moreno levantou seu olhar, vendo o mais baixo deitar-se que qualquer jeito no sofá e rapidamente pegar em um sono profundo. — Outra vez. — “Como alguém consegue ter tanto sono?”. Perguntou-se internamente, rindo baixo para não acordar o “zumbi” que estava ali.

Deixou-se relaxar por alguns minutos, em seguida, lembrando-se vagamente que teria que voltar a sua casa. Deu um suspiro pesado, levantando-se e procurando alguma coberta para Jimin.


-∆∆∆-


Chegou em casa, logo sendo presenteado por mais um dos abraços do namorado, e embora o amasse, a angústia e o sentimento de que algo faltava afligiam seu peito.


— No que tanto pensa? — Disse, massageando os ombros do outro, que soltava baixos suspiros. — Está mais distraído que o normal, Jungkookie.

— Não é nada. Não se preocupe. — Colou os lábios aos do outro, ouvindo-o soltar alguns baixos gemidos.

— O que quer fazer, Jeon?

— Acho que você sabe muito bem, Taehyung.


"Você não acredita, ainda não consegue acreditar nisso
Você foi embora em paz, me deixou em pedaços
Difícil de respirar, estou de joelhos
Agora"


Notas Finais


MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
EU SOU UMA PESSOA HORRÍVEL, PODEM FALAR.
Sim, Taetae é o boy do Kook, podem chorar.
KIM TAEHYUNG CHEGOU PRA ARRASAR VIADOS.
SIM, ELE VAI APRONTAR MUITO E SER UM FILHO DA PUTA, MAS ISSO A GENTE IGNORA, NÉ NON? COFCOFELEVAISEREDIMIRDEPOISCOFCOF

Atualização ruim? Sim, mas vamos imaginar que foi boa. Demorou? Pra caralho. MAS PELO MENOS VEIO BOMBA NÉ MORES, QUEM GOSTOU BATE PALMA, QUEM NÃO, PACIÊNCIA.

VÃO LER MINHA OUTRA FIC JIKOOK, AMO VOCÊS:

https://spiritfanfics.com/historia/meu-querido-babaca-9320998

AGORAAA
VAMOS INTERAGIR, QUAL OS GRUPOS DE KPOP FAVORITOS DE VOCÊS?



ATÉ A PRÓXIMA ATUALIZAÇÃO, AMORAS.
COMENTEM E FAVORITEM, E DIVULGUEM PRA TIA AQUI, TÁ?
FALEM O QUE ACHAM QUE VAI ACONTECER.
E CASO VOCÊ ESTEJA CONFUSO, SIM, ROLOU AQUILO ENTRE OS DOIS ( SOLTEI E CORRI RSRSRSRS)


TITIA AMA VOCÊS, BEIJOS.

Ahhh
A música é Same Old Love, da rainha Selena, recomendo, vão escutar.

Bjsssssssss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...