História Cielo Scarlatto - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Katekyo Hitman Reborn!
Personagens Dino Cavallone, Gokudera Hayato, Haru Miura, Kozato Enma, Kyoko Sasagawa, Kyoya Hibari, Lambo, Reborn, Rokudo Mukuro, Ryohei Sasagawa, Tsunayoshi "Tsuna" Sawada, Xanxus, Yamamoto Takeshi
Tags Katekyo Hitman Reborn!, Vampiros, Yaoi
Visualizações 31
Palavras 555
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capítulo - Ferrado.


Tsuna nunca pensara muito em como iria morrer, embora estive muito próximo a morte a maioria do tempo, na verdade evitava pensar, afinal quem gostaria de ficar pensando em 'ótimos jeitos para morrer'?! Mas não duvidava se a razão de sua morte, a qual ele rezava que não fosse cedo, fosse uma das brincadeiras de Reborn ou até seus treinos extremamente difíceis e dolorosos, Tsuna sabia bem disso, ou quem sabe até por um motivo idiota em mais uma das batalhas que enfrentaria pela Vongola.

Mas estava sem dúvidas que deveria ter pensado melhor nisso antes, quem sabe até se entregado para a morte anteriormente, porque nesse momento a morte estava na sua frente, e era muito pior do que imaginara, pois sua morte não era um treinamento absurdo, uma das granadas de Lambo ou até mesmo a Varia, Mafiosos ou qualquer outro inimigo, era deveras pior, era Hibari Kyoya.

Oh cara, ele estava muito ferrado.

- Por que está ai parado com cara de peixe morto? Não me ouviu Herbívoro? - disse Hibari se controlando para não rir, Tsuna parecia não perceber as expressões faciais incrivelmente cômicas que fazia quando estava assustado ou surpreso. - Por acaso quer ser mordido até a morte?

Ao ouvir essas simples palavras, que provavelmente o traumatizaram, pareceu despertar de seu transe. 

- G-gomem Hibari-san, demo...o que você faz aqui? - disse o garoto curioso, deixaria o medo para depois, precisava saber o que Hibari fazia ali, haviam o encontrado? Oh meu deus, logo ele? Tsuna com certeza estava ferrado. 

- Não era eu que devia estar fazendo essa pergunta? O bebê me disse a alguns meses que você havia fugido. O que faz aqui? - indagou Hibari. 

- E-eu...eu não....eu não quero voltar...não vou..Eu não vou voltar! - disse Tsuna ignorando a pergunta de Hibari, na verdade provavelmente, estava assustado, perdido em pensamentos de que seria obrigado a voltar para casa, ir para Itália e se tornar o décimo Vongola, isto é se seus amigos não estivessem decepcionados demais com ele para sequer olha-lo novamente na cara, muito menos serem seus guardiões, precisava fugir... correr, se esconder, não podiam o achar. Antes que percebesse Tsuna já estava chorando, alheio as lágrimas que deslizavam por sua bochecha. 

- Ei Herbívoro, por que você está...- começou Hibari, mas não pôde terminar, pois Tsuna se pôs a correr e antes que o mesmo pudesse segui-lo fora chamado. 

- Hibari-sama, o que faz aqui? Todos estão procurando você. O carro já está preparado e Mestre Kyoya já está o esperando. 

- Hm. - disse Hibari, e após olhar uma última vez na direção onde Tsuna havia corrido pôs-se a andar na direção por onde viera, se demorasse mais seu avô iria atormenta-lo por dias, seguido um dos funcionários de seu avô, mais especificamente um guarda-costas, como se precisasse disso...

Não sabia direito o porquê do garoto estar assim, na verdade nem mesmo acreditava que ele havia fugido, isto até vê-lo a sua frente em outro país, contudo iria tirar essa história a limpo. Enquanto observava a paisagem mudar, sentado no banco traseiro do carro e recostado a janela, pensava o que levaria aquele garoto a fugir, parecia sempre tão feliz junto com aqueles outros herbívoros irritantes e aquele bebê carnívoro. Não iria desistir até descobrir todos os segredos que aquele garoto escondia. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...