História Cinco Palavras


Escrita por: ~


Sinopse:
O que ela precisava era ouvir cinco palavras, que demonstrassem um sentimento. Palavras que a impedissem.
Sim, elas foram ditas verdadeiramente. E, mesmo sentindo o que precisava sentir para parar, ela fez sua escolha.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 95
Favoritos 41
Comentários 8
Listas de Leitura 0
Palavras 905
Terminada Sim
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Electramustaine, Inverno, Palavras, Preto, Terraço, Thank You For Loving Me

Fanfic / Fanfiction Cinco Palavras
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Heterossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Capítulo Único
8
95
905

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~Aliciiaa
Capítulo 1 - Capítulo Único
Usuário: ~Aliciiaa
Usuário
Ah, eu mal sei o que dizer.
Eu tinha um amigo que tinha muitos problemas com a sua auto-estima. Vivia tentando alegrá-lo, e fazia ele prometer pra mim que nunca faria nada que pudesse machucar a ele, ou tirar a própria vida.
É difícil pra mim admitir isso, mas eu era uma burra.
Quando ele se cortou pela primeira vez e eu descobri, fiquei brava com ele. Se eu era o chão, o apoio dele, eu parei de ser. Deixei ele cair. E, nossa, eu me arrependi tanto depois.
Fiquei sem falar com ele por acho que um ou dois dias, até que me arrependi imensamente e me dei conta de que eu não queria mais ser só uma amiga, e sim muito mais que isso.
Ele não atendia as ligações, não respondia as mensagens, e então eu o encontrei tentando se matar.
E aí, uma coisa que eu nunca vou me esquecer, é que ele disse que ele estava me esperando, porque, no fundo, ele não queria fazer aquilo, por mim.
Nossa, já estou me debulhando em lágrimas só de lembrar de tudo.
Ele não se matou, mas também não ficamos juntos. Parece que ele encontrou uma pessoa que consegue levantar a auto-estima dele melhor que eu.
Ainda o amo, e sempre vou amar, mesmo que ele esteja sendo feliz com outra garota.
Bom, só queria dizer que, eu meio que entendo o Elliot. Não perdi esse menino de verdade, mas naquela hora eu achei que tivesse perdido ele, e, mesmo quando cheguei lá, pensei que ele não fosse me escutar e parar.
Fiquei com tanto, tanto medo.
Acho que o suicídio é uma coisa que absolutamente NINGUÉM deveria tentar.
Como você mesma disse, são apenas momentos.
Hora ou outra isso vai passar e tudo vai ficar bem. E, se não ficar, tenho certeza de que ninguém mais vai querer resolver seus problemas se você morrer.
Não gosto de chorar, mas gosto de estórias assim, que fazem a gente se lembrar de coisas que já aconteceram com a gente, e chorar, se emocionar, e pensar que não quer que mais ninguém passe por isso.
Sua estória foi super bem-escrita, não sei nem o que dizer pra elogiar a sua escrita. Acho que um "uau" iria descrever bem. Uau.
Ninguém deveria desistir da própria vida. Além desse garoto da minha vida, tive alguns parentes que se mataram, e outros que morreram não por suicídio, mas por não querer mais viver e ter jogado tudo pelos ares.
Obrigada por ter escrito isso e obrigada por eu ter tido a chance de ler sua estória.
Sério, muito obrigada <3
Postado por ~Proxy_Neko
Capítulo 1 - Capítulo Único
Usuário: ~Proxy_Neko
Usuário
Muito boa essa obra, realmente boa
Isso me lembrou minha tia, minha tia me contou sobre uma perda dela, isso aconteceu com ela e quase aconteceu comigo, vou copiar mensagem dela
"Sabe, eu perdi um amor, a menina era doce, gentil, alegre, mas isso era só uma máscara, uma máscara que perto de mim era tirada, não sei se confiava em mim ou só cansava de fingir, mas sem essa máscara ela se mostrava uma menina solitária, carente, depressiva, muitas vezes tentei ajudar ela, ela melhorava, mas a felicidade dela simplesmente sumia em pouco tempo, já havia encontrado ela no banheiro chorando e com os pulsos cortados muitas vezes, muitas vezes ficava sem dormir pra cuidar dela, até que um dia, voltando das férias recebi uma mensagem, a frase me fez entrar em desespero foi:
'Quero que saiba que te amo, adoraria viver feliz ao seu lado, mas eu não aguento mais, sinto muito, adeus'
Corri para a casa dela, entrei com uma chave que ela tinha me dado, e fui direto ao banheiro, quando abri a porta meu coração se partiu, minha garotinha, com seu celular desligado na mão, os pulsos cortados, frascos de remédio vazios, o chão e roupas banhados pelo sangue da minha pequena, que apesar de ser mais velha que eu, tinha a aparência de uma bonequinha, lindos olhos verdes, cabelos negros como a noite, mas voltando ao assunto, meu amor se foi naquele dia, e naquele dia, eu chorei, nesse dia, eu morri, mas continuei a viver, por ela"
Eu realmente chorei ao ler essa mensagem, que foi resposta de uma simples frase minha, "Você já perdeu alguém que amava?", e tenho certeza que minha tia chorou ao escrever a mensagem
Mas era isso, só quis contar, pois a paixão de minha tia era uma suicida, assim como a da história, sei que ninguém é obrigado a ler ou acreditar nisso, mas é verdade, e eu não vou forçar ninguém a acreditar
Postado por ~Trollei
Capítulo 1 - Capítulo Único
Usuário: ~Trollei
Usuário
O suicídio é uma coisa tão séria. Eu ouvi uma vez que as almas suicidas vagam por aí, ficam entre as pessoas, e sofrem, mesmo durante a morte. Elas vagam esperando por sua verdadeira hora. Quando uma pessoa comete o suicídio, ela perde uma chance aqui na terra para tentar ser feliz, e seu castigo é vagar. Vagar por aí até que sua verdadeira vez chegue. A verdadeira hora em que essa alma irá poder finalmente descansar. Ou não.

Palavras podem mudar a vida de alguém, mas a de Doveva não. Ela queria aquilo. Ela precisava daquilo. Ela precisava da morte. Elliot aprendeu a amar da pior maneira. Conheceu alguém legal e em poucos minutos, "puf!" ela se foi.

Nada mais que uma pura realidade melancólica.