História Cinderela e os sete cavalheiros (Imagine BTS) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Colegial, Escolar, Faculdade, Fantasia, Hentai, Hoseok, Imagine, Imagine Bts, J-hope, Jimim, Jin, Jungkook, Min Yoong, Namjoon, Rap Moster, Romance, Suga, Taehyung
Exibições 86
Palavras 1.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá leitoras lindas!
Como é que vocês estão? Só queria dizer que estou realmente empolgada com esse capitulo e que espero que vocês gostem muito, muito, muito dele.
Mais uma vez obrigada por todo apoio e amor que vocês dão a fic. Nunca me cansarei de agradecer a vocês. Minha maior vontade é de fazer um chá bem quentinho para cada uma vocês e depois encher de abracinhos!
Beijinhos cheios de Purpurina e tenha um dia mágico!

Capítulo 8 - (Arco1 - conhecendo os meninos) O carinhoso Jungkook


Fanfic / Fanfiction Cinderela e os sete cavalheiros (Imagine BTS) - Capítulo 8 - (Arco1 - conhecendo os meninos) O carinhoso Jungkook

Após ter me despedido dos meninos, decidi que seria melhor eu voltar para casa. Não queria ficar trancafiada na biblioteca e nem ser assediada por veteranos no campus.

Quando cheguei nela, coloquei uma música de fundo e fui ler os textos que o professor de história da arte havia passado. Assim permaneci até dar o horário de me arrumar para ver Jungkook.

Apenas me troquei colocando um short jeans e uma blusa branca soltinha. Para complementar, acrescentei um cardigã longo cinza e uma touca de mesma mor.

Logo que fiquei pronta, liguei para que Charles pudesse me levar até o shopping. Chegando lá, uma das primeiras coisas que eu vi foi Jungkook.

Ele olhava distraído para algumas vitrines e nem se dava conta das garotas que passam o olhando, muitas vezes, de forma descarada. Mas esse era o Kook, sempre quieto e pensativo, quase perdido em seu próprio mundo.

Fui até ele e apenas com um cutucão em seu braço consegui fazer com que despertasse de seus pensamentos.

-(S/N)! – ele falou se assustando – fico feliz que você tenha chegado. Seu sorvete já estava começando a derreter – disse me estendendo uma casquinha.

- Awwwnt kook. Você comprou pra mim?

- Hum hum – ele assentiu positivamente com a cabeça – espero que goste do sabor baunilha.

- Gosto sim – sorri com o ato de carinho – muito obrigada, você muito fofo – falei dando um selar em sua bochecha.

Por um momento pensei que havia visto o seu rosto corar, mas ele logo deu um de seus sorrisos de coelho e afastou qualquer indicio de clima ruim que houvesse surgido.

- Então, por onde devemos começar? – perguntei ao mais novo.

- Acho melhor a gente procurar o meu terno primeiro – ele disse determinado – Já estava dando uma olhada em alguns antes que você chegasse.

- Então vamos! – falei animada.

Durante a nossa busca pelo terno, Jungkook me contava várias histórias que envolviam os meninos. Como da vez em que uma senhorinha havida achado que o Tae estava dando em cima dela e bateu nele, ou quando algumas fans enlouquecidas de Jimim os perseguiram em um café, ou até mesmo quando Hoseok quase foi preso por estar dançando no meio da rua.

Dava para perceber todo o seu carinho com os meninos, certamente Jungkook os amava muito.

Rapidamente encontramos, pois basicamente todo terno que ele provava caia feito uma luva nele. Confesso que não pude deixar de reparar o quanto ficava bonito de roupa social, quer dizer, ainda mais bonito.

- (S/N)? – ele falou meio corado ao perceber que estava o olhando – você gosta desse?

- Sim Kook, acho que esta perfeito – falei constrangida com os meus próprios pensamentos.

- Então vou leva-lo – o moreno disse empolgado.

Assim que saímos da loja de ternos, ele me levou até uma que vendia vestidos longos. Pelo jeito a apresentação de J-hope vai ser realmente um evento muito chic.

Fiquei perdida por um tempo, não sabia o que escolher, nunca havia se quer experimentado um vestido longo, mas para a minha sorte o moreno me ajudou escolhendo dois vestidos para que eu experimentasse. Era impressionante o seu talento para moda.

Um dos vestidos era branco com algumas pedrarias que de certa forma me lembrava os que as deusas gregas usavam. O outro era preto, simples e justo ao corpo. Seu decote era frente única do tipo que amarra atrás, deixando grande parte das minhas costas amostra, sem contar com a grande fenda que se abria na minha perna direita.

Provei o branco primeiro e assim que sai do provador perguntei a opinião do mais novo.

- O que você acha Kook?

- Você esta ainda mais linda (S/N) – ele falou me deixando corada- assim que vi esse vestido, soube que ficaria muito bonito em você.

- Obrigada Kook – sorri timidamente, o que fez com eu ele sorrisse também.

Então provei o preto e assim que sai a sua reação foi inesperada. O moreno me olhava com os olhos arregalados sem dizer nada.

- Kook? Kook? – tentei chamar o seu nome em vão – você esta bem?

Ele continuava me olhando sem dizer uma só palavra e por um momento pareceu que havia engolido algo a seco.

- V-v-você esta maravilhosa – ele disse por fim com o rubor tomando completamente a sua face, o que me fez corar também.

- Mesmo? – perguntei tímida.

- Mesmo – ele respondeu com convicção.

Entrei no provador novamente para poder tirar o vestido, mas não estava conseguindo, pois havia dado um nó forte demais na frente única.

- Kook, você pode me ajudar?

- C-c-claro – ele falava ainda meio desajeitado.

- É só desamarrar – falei colocando o meu cabelo para o lado e virando de costas para ele.

- S-sim.

Assim que senti o nó sendo desfeito, senti os seus lábios beijando a minha nuca com um selar.

- Kook? – perguntei ainda sem saber o que estava acontecendo.

- Já disse que você é linda (S/N)?

 Ele falou enquanto os seus lábios se espalhavam por toda a região do meu pescoço me fazendo ficar entorpecida, então ele gentilmente me puxou para que eu entrasse no provador.

Antes que eu percebesse já estávamos nos beijando. Seu beijo era acima de tudo delicado, do tipo que você poderia ficar horas nele.

Ao mesmo tempo em que ele me beijava, arranhava a parte desnuda de minhas costas me fazendo arfar.

- Humm- soltei um gemido baixo.

Isso pareceu anima-lo, pois ele me virou de costas e começou uma trilha de beijos que percorriam toda a minha espinha. Cada vez mais se tornava impossível controlar os meus gemidos.

- Hummm- arfei novamente.

Ele sorriu docemente malicioso e disse ao pé do meu ouvido:

- Você é maravilhosa.

Em seguida encheu de beijos a região, nem sei explicar de tão boa que era aquela sensação. Meu corpo apenas queria mais.

Ele voltou aos meus lábios, agora em um beijo carregado de desejo e eu nem estava raciocinando mais. Senti a minha frente única cair revelando parte de meu colo.

Mais que rapidamente os seus beijos intensos desceram para esta parte do meu corpo. Às vezes ele dava vários beijinhos carinhosos que me faziam rir devido a cosquinhas e ele parecia gostar de minhas reações.

- Sou completamente fascinado por você – ele disse em meio aos beijos me deixando toda arrepiada.

Foi então que o senti querer puxar o meu vestido mais pra baixo, me acordando de todo o transe. Segurei o vestido e quase em um grito disse:

- Não Kook!

- (S/N) me desculpe, me desculpe mesmo – ele parecia desesperado agora – eu me deixei levar, nem sabia onde estava com a cabeça, me desculpa...

- Tudo bem Kook, mas eu não estou preparada para isso – disse tentando acalma-lo.

- Eu entendo completamente (S/N) – ele falou com uma carinha triste de cachorrinho abandonado – me desculpa? – ele se ajoelhou na minha frente.

- Desculpo sim Kook – falei calmamente – e não precisa se ajoelhar.

Ficamos em silêncio por alguns minutos. Ele mal conseguia me encarar, parecia estar realmente envergonhado de seus atos.

- Então, qual dos vestidos eu levo? – tentei falar soando mais animada e despreocupada que eu conseguia.

- O branco – disse Jungkook agora dando um de seus sorrisos de coelho. Estava feliz por vê-lo mais animado agora.

- Jura? Achei que você iria escolher o preto.

- Não – ele falou rapidamente de forma meio tímida – eu não aguentaria ver outros garotos te olhando naquele vestido.

Meu rosto quase explodiu de tão vermelho.

- E (S/N) – ele me chamou exitante – estarei te esperando, custe o tempo que custar – falou dando mais um de seus lindos sorrisos.


Notas Finais


Olá leitora linda! Aqui quem fala é a titia Fada Madrinha.
Querida, mas o que que aconteceu hoje, eim? HAhaha. Espero que você realmente tenha gostado e que esteja aproveitando esse momento mágico ao máximo! Estarei te esperando no próximo cap para a apresentação de J-hope.
Beijinhos cheios de purpurina!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...