História Cinderella? - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori, Yuma Mukami
Visualizações 73
Palavras 1.072
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Postando um capítulo rapidinho e já saindo~

Boa Leitura!

Capítulo 29 - Charadinhas


 Yui On

 Cada grupo estava sentado em sua própria mesa, o almoço ocorreu bem, e a sobremesa acabou sendo feita a partir das frutas colhidas durante a competição anterior. Mas a nossa mesa estava silenciosa, talvez porque ainda cogitávamos a identidade do invasor?

 — Vocês estão estranhamente quietos... Aconteceu alguma coisa? – perguntou Ken

 Como ele era o professor responsável por nosso grupo, ele estava tendo sua refeição junto de nós.

 — Nada – respondi

 — Realmente, nada aconteceu – Yuma

 — Tudo está perfeitamente bem – Ruki

 — Hã... Vocês tem certeza? – Ken

 O professor não pareceu convencido com nossas repostas, diria que parecia ainda mais desconfiado. Temos que convence-lo de alguma maneira...

 — Aff, eu irei contar a verdade! – Kou

 Todos encaramos Kou surpresos, o idiota pretendia realmente contar que alguém invadiu nossa cabana?

 — Yuma irritou a M Neko-chan... – Kou

 — M Neko-chan...? Seria a Yui? – Ken

 — Exato! Então nos dividimos entre Team Yui e Team Yuma... E o clima ficou pesado... – Kou

 Pelo menos ele sabe inventar desculpas.

 — Mas por que vocês brigaram? – Ken

 — Porque ele não tem noção do que fala – entrei na mentira

 — Ei! Eu sei muito bem o que eu falo! – Yuma

 — Sabe de nada – Yui

 — Você está tentando comprar uma briga comigo? – Yuma

 Sinto que Yuma vai realmente começar uma briga, tipo, nada de encenação!

 — Ei! Se acalmem! – Ruki

 — Parem... com isso... – Azusa

 E assim, enganamos o professor, que ficou tentando fazer eu e Yuma ‘fazermos as pazes’ pelos próximos 10 minutos. Quando terminamos de comer fomos fazer outra atividade, como estávamos de barriga cheia ficou decidido que não iriamos nos mexer tanto, a brincadeira era “Torta na Cara”.

 — Basicamente, duas pessoas irão tentar desvendar uma charada... – Professora

 — Quem souber aperta o botão primeiro – Ken

 — Se a pessoa acertar, a outra leva uma torta de chantilly na cara! – Professor

 Acho que a parte do “leva uma torta de chantilly na cara” era meio óbvia, visto o nome da brincadeira... Então eles começaram a decidir quem enfrentaria quem. Somos 14 pessoas, 8 meninos e 6 meninas, provavelmente seriam 7 charadas. Primeiro foi uma garota do Grupo 1 contra um garoto do Grupo 2.

 — Mantém sempre o mesmo tamanho, não importa o peso? – Ken

 A garota apertou o botão, enquanto o garoto nem se mexeu, provavelmente não sabia a resposta.

 — A balança! – a garota

 — Correto! Dê a torna na cara dele! – Professora

 E assim a primeira torta na cara aconteceu. Foi então a vez de uma das garotas contra o Kou.

 — O que é que dá um pulo e se veste de noiva? – Professor

 Kou foi mais rápido, ou diria que a garota nem se importou em bater no botão? Ela estava tão distraída que só faltava ela babar na cara do Kou.

 — A pipoca! – Kou

 — Correto! – Ken

 E assim, a garota levou uma torna na cara do Kou, e eu quase conseguia ouvir ela dizer um “Eu levei uma torta do Kou!” com gritinhos histéricos... Continuando, foi a vez de um dos garotos e de Azusa.

 — O que entra na água e não se molha? – Professora

 Azusa foi um pouco lento, e o outro rapaz apertou primeiro.

 — A sombra! – o garoto

 — Exato! – Professor

 E assim, Azusa voltou com sua cara suja de chantilly, que Ruki tirou com uma toalha. O próximo seria uma das garotas contra o Ruki.

 — Na água nasci, na água me criei, mas se me jogarem na água morrerei? – Professor

 Como esperado, Ruki rapidamente apertou o botão.

 — O sal – Ruki

 — Isso! – Ken

 E então, a garota tomou a torta na cara. Os próximos foram uma garota e um garoto aleatórios.

 — Qual o contrário de papelada? – Ken

 A garota, por reflexo, apertou o botão mesmo sem saber a resposta.

 — ... – a garota

 — Você tem que falar alguma coisa... – Ken

 — Adalepap – a garota

 Basicamente, ela soletrou a palavra de trás para frente...

 — Errado! A resposta certa era “Pá vestida”, você leva a torta na cara! – Ken

 Sério isso? Pá pelada... e Pá vestida...? A garota levou a torta e então foi a vez de uma das garotas com o Yuma. Tenho até dó dela se por algum motivo, razão ou circunstância o Yuma acertar a charada...

 — O que o cavalo foi fazer no orelhão? – Professor

 Yuma bateu no botão com tudo.

 — Passar um trote! – Yuma

 Essa era tão fácil que se ele errasse eu ficaria muito pistola. A garota levou a torta e, então, chegou o momento da última rodada. Eu contra um dos garotos. Me posicionei frente ao rapaz, que para minha surpresa era o cara do tapa olho! Aquele que Kou foi falar sobre como a carne tinha que ser mais fina e tal. Olhamos para professora enquanto aguardávamos a charada.

 — Qual é o alimento mais sagrado do mundo? – Professora

 — Hã? – Yui e o rapaz

 Nos entreolhamos sem entender nada e então encaramos a professora para ter certeza do que ouvimos...

 — Qual é o alimento mais sagrado do mundo? – repetiu a Professora

 A hóstia que é o corpo e sangue de Cristo...? Definitivamente não, tem que ter alguma pegadinha nessa charada. Foi então que algo se passou pela minha mente, apertei o botão e ainda com um pouco de dúvida, falei:

 — O amén-doin...? – perguntei descrente enquanto ria

 — Certo! – Ken

 Foi então que o meu ataque de riso piorou, eu quase me joguei no chão, mas o rapaz me segurou antes que eu pudesse realizar tal feito. O incrível era que quase todos começaram a rir junto de mim, provavelmente aquele lance de riso contagiante, então todos parecíamos idiotas. Então, de um momento para o outro, eu me recuperei, e os outros começaram a se recuperar também.

 — A torta – Professora

 Peguei a torta e esperei o rapaz retirar seus óculos, mas ele permaneceu com o tapa-olho, e então eu espalhei a torta por sua cara.

 — Bom, Grupo 1 levou três tortas, o 2 levou duas e o 3 apenas um! – Professor

 — Portanto, Grupo 3 ganhou novamente! – Ken

 Dessa vez, a brincadeira não veio acompanhada de um prêmio. Ao longo da tarde, tivemos outras brincadeiras, então jantamos e cada um retornou para sua cabana, onde tivemos que tomar banho e finalmente ir dormir.

 — Se alguém ouvir algum barulho suspeito, grite! – Ruki

 Sim, tínhamos que ter cuidado para não sermos invadidos novamente.

 — Certo! – Todos

 Fui para meu quarto, arrumei a cama, e já vestida com meu pijama, me deitei. Eu estava cansada depois do longo dia então foi ótimo ter a sensação de que eu podia relaxar. Nenhum barulho suspeito veio a acontecer, então realmente dormi tranquilamente.


Notas Finais


Conseguiram acertar algumas?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...