História Cinderella - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Faniy

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Aventura, Realeza, Romance
Exibições 58
Palavras 3.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura amores.

Um capítulo grande yey !

Capítulo 5 - 03


Ella ficou sem ação por um segundo. Ninguém mais, ninguém menos que o príncipe Justin estava à sua frente, sorrindo radiante, seus penetrantes olhos caramelos brilhando em direção a garota. Ela largou a batata que segurava e tentou voltar à si, abrindo um pequeno sorriso, se curvando em frente ao príncipe.

-Príncipe Justin - Ella murmurou, e Justin deu uma pequena risada.

-Ora doce, não precisa ficar se curvando como se eu fosse o rei da Inglaterra - Justin riu, e Jane lhe lançou um olhar mortal, fazendo com que Ella voltasse à sua postura anterior. - Seja bem-vinda à casa.

-Obrigado Sr. Bieber - Ella segurou o grande sorriso que estava teimando em aparecer, por ele ter sido tão gentil com a jovem.

-Me chama apenas de Justin, Srta. Campbell - o príncipe continuava a sorrir - Onde a encontrou, Jane?

-Estava na mercearia dos Johnson's, a garota parece habilidosa - ela comentou com o príncipe, que observava Ella, que já havia dado as costas e voltava à seu afazer.

-Oh sim - Justin assentiu levemente, o sorriso nunca deixando seus lábios.

-E você querido, acordou com bom humor hoje - Jane comentou com Justin, que estava radiante.

-Nada melhor do que saber que as coisas estão indo tão bem - Justin comentou roubando uma maçã e dando uma mordida - Afinal, o baile é  daqui à alguns meses.

-Oh sim, o baile, como eu fui esquecer - Jane disse, andando para lá e para cá  na cozinha, enquanto Ella estava mais atenta na conversa do que mas batatas - Virão belas moças de todos os lugares somente para te ver, Justin.

-Não estou interessado nas moças, quero apenas beber um pouco e descontrair - Justin comentou cantarolando. - Bom, eu tenho que ir Jane, papai deve estar louco à minha procura.

-Fugindo dele novamente? - Jane arqueou uma sobrancelha.

-Ela quer falar de negócios e sobre a árvore que caiu na estrada essa semana. E um artista estranho quer que eu fique horas parado para que ele possa pintar um quadro meu. - Justin murmurou suspirando. - Eu odeio essas coisas.

-É melhor você ir antes que ele se estressa com você.

-Está bem, até mais Jane - Justin acenando para a mulher. - Até mais, Srta. Campbell.

-Até mais Sr. Bieber - Ella disse, dando um pequeno e encantador sorriso sobre o ombro.

Justin saiu da cozinha cantarolando, o bom humor sempre o cercando. Ela estava animado para que o baile se realizasse o mais rápido possível, até porque, essa seria uma oportunidade de ouro de poder ver o Sr. Malik, o dono de terrenos pela redondeza. A jovem saiu andando pelos belos corredores, sempre observando os quadros de seus descendentes nas paredes. Seu quadro seria apenas colocado ao lado do quadro de seu pai quando ele se casasse, e começasse finalmente a governar. Para ele tudo isso era apenas uma diversão, um passatempo.

Justin! - Jazmyn finalmente o encontrou, suspirando ao ver o rapaz é segurando o vestido acima de seus calcanhares para que não pudesse na Barra ou o sujasse. Seus cabelos castanhos caíam delicadamente sobre os ombros e seios, um lindo vestido azul caribenho, acompanhado de seu dólar favorito. - Papai estava louco atrás de você, onde estava? Deixe-me adivinhar, na cozinha?

-Exatamente, Jazmyn - Justin disse com um pequeno sorriso enquanto brincava com os suspensórios que eram escondidos por seu paletó de longo, tão  bem passado que dava-se dó até  de tocar e amassá-lo sem querer. - Eu não estava com disposição para ficar parado por horas.

-Justin, é para o seu quadro! - Jazmyn resmungou, olhando para a parede que estava lisa, o nome de Justin já gravado ao rodapé de onde ficaria o enorme quadro.

-Mas eu não estou com disposição de fazer esse quadro agora! - Justin disse como se fosse algo extremamente óbvio. - Eu estava conversando com Jane e sua nova ajudante.

-O que houve com a Srta. Calder? - Jazmyn perguntou franzino o cenho, os lábios bem desenhados por um belo batom rosa bebê, a maquiagem destacando seus olhos castanhos.

-Está grávida, não  aguentaria ficar tanto tempo na cozinha - Justin comentou - A filha do falecido Campbell é  ajudante dela agora.

-Oh sim, Ella, uma adorável moça - Jazmyn abriu um pequeno sorriso.

-Você a conhece?- Justin perguntou franzido o cenho em direção à irmã. Ele nunca havia visto a garota de olhos azuis em toda a sua vida.

-Robson era um antigo mercador que trazia jóias e especiarias de vários lugares do mundo, mamãe e eu sempre compramos nossas jóias com ele - Jazmyn comentou. - Quando eu me sentia entediada eu e Ella começávamos á conversar.

-Oh sim - Justin assentiu desinteressado na história da irmã. - Apenas me encoberte até o almoço, pode fazer isso? - o rapaz abriu um leve sorisso leve suplicando, e Jazmyn revirou seus olhos castanhos ao pedido do irmão. - Por favor Jazmyn, lembra-se como foi exaustivo o último quadro que pintaram da nossa família?

-Nem lembre-me, as formigas começaram à entrar em meu espartilho e eu era obrigada a ficar quieta - Jazmyn fez uma careta. - Ok, vou dizer que não te encontrei, mas depois você irá posar para o quadro está bem?

-Como você quiser, Jazmyn - Justin sorriu dando um beijo na testa de sua irmã, e logo voltou a caminhar radiante pelos corredores do palácio.

[x]

-Por que não me disse que o príncipe vinha aqui?- Ella comentou baixinho quando os passos do príncipe Justin indo embora não podiam mais ser ouvidos. Ela havia se apresentado ao príncipe em roupas horríveis e um cabelo pior ainda, e sentiu seu rosto queimar de vergonha.

-O Sr. Bieber é uma adorável pessoa, ele sempre vem aqui e fica conversando comigo, com Niall - Jane disse dando os ombros como se fosse algo extremamente óbvio.

-Eu me apresentei ao príncipe em trapos horríveis, senhora! - Ella continuava a falar baixinho, com medo de que o homem desse meia volta e aparecesse na cozinha novamente.

-Ora Ella, não se envergonhe, o Sr. Bieber não liga paras as roupas que vestimos, ou se somos pobres - Jane disse dando os ombros. - Oh, por falar em roupas, preciso lhe arranjar um uniforme da casa.

-Uniforme? - Ella franziu o cenho sem entender. Foi então que ela viu que no vestido que a Sra. Spark usava, havia o brasão da família Bieber, o mesmo que ela via em todos os cantos do vilarejo.

-Sim, sim, quando você estiver mais acostumada à casa irá me ajudar à servir os Bieber's, e precisará de seu uniforme adequado - a mulher comentou, observando Ella dos pés a cabeça, tentando imaginar se havia alguem uniforme sobrando que coubesse na garota. - O rei é um pouco rígido em questão do uniforme dos criados.

-Eu não quero incomodar, Sra. Spark, não quero causar nenhum caos por minha chegada - Ella disse balançando a cabeça, enquanto a mulher pegava as batatas já descasadas e ia colocando uma por uma na grande panela de água fervendo.

-Não diga isso garota, após o almoço eu lhe arranjarei um uniforme - Jane disse andando pela cozinha, e logo pegou um tempero, correndo para a panela novamente.

-Ouvi dizer que uma certa garota está aqui - uma voz feminina se fez ouvir na porta, mas dessa vez Ella sentiu que conhecia a voz. Parece que a cozinha era o lugar favorito dos Bieber's.

-Srta. Bieber, que prazer em vê-la - Jane sorriu largamente ao ver a moça na porta da cozinha, observando Ella, que sorriu largamente ao ver a mulher.

-Srta. Bieber - Ella disse alegre ao vê-la. - É um prazer vê-la mais uma vez.

-As duas já se conhecem? - Jane perguntou curiosa.

-Oh sim, eu e minha mãe compravamos jóias com Robson Campbell - Jazmyn disse, um lindo sorriso, idêntico ao do irmão estampado em seu rosto. - Como vai Srta. Campbell? Cresceu bastante desde a última vez que a vi.

-Vou bem, obrigada senhorita - Ella sorriu doce em direção à moça, que parecia radiante assim como seu irmão.

-Seja Bem-Vinda ao palácio - Jazmyn correu até Ella, dando um beijo molhado em sua bochecha. A moça tinha uma afeição forte e pura sobre a garota, que era uma otima companhia quando sua mãe começava a olhar jóias e tudo o que ela queria era voltar para casa e brincar com o irmão.

-Obrigada senhorita - Ella agradeceu

-Bom, eu tenho que ir, é ótimo saber que está entre nós, Srta. Campbell - Jazmyn disse, saiu alegremente da cozinha, e ela gritou no meio do corredor. - Mande lembranças á sua família por mim.

"Nem pensar!" Ella disse para si mesma. Sofia a encheria o saco se soubesse que a garota esteve conversando com a  realeza.

Assim que Ella ouviu os  passos da moça desaparecerem, ela deu uma olhada na porta para ter certeza que ninguém apareceria subitamente outra vez, e se voltou para Jane novamente.

-Todos aqui são muito alegres, não? - Ella comentou com uma risada gostosa.

-Eles são mais alegre ainda quando você  os conhece melhor - Jane comentou, e começou a encher alguma coisa que começava a cheirar muito bem em outra panela. - Eu te ensinaria um pouco de culinária agora Ella, mas o almoço está quase atrasado.

-Sem querer ofender... a quanto tempo a senhora trabalha no palácio? - Ella perguntou curioso, os olhos azuis encarando as costas da mulher gorducha.

-Trinta e cinco anos - a mulher comentou com extremo orgulho em sua voz. - Cheguei aqui ainda uma garotinha, quando o rei e a rainha crianças.

Ella arqueou as duas sobrancelhas levemente ao ouvir a resposta. Ela não sabia se poderia manter o mesmo cotidiano tanto tempo sem se cansar, ou ver os mesmos rostos todos os dias. O resto do dia sa passou, Jane comentando uma coisa aqui e ali com o rapaz, que ouvia atentamente a casa palavra da senhora, que explicava sobre o palácio e contava histórias constrangedoras que havia passado. Assim que eles serviram o almoço para a família real, Jane se sentiu na cadeira de madeira, e suspirou cansada.

-Adoro meu trabalho - Ela disse respirando fundo, e logo deu um sorriso para Ella. - A Srta. Smith se encarregará da louça, não se preocupe. Enquanto a você docinha, precisamos arranjar um uniforme para você. - Jane analisou Ella por alguns segundos, os olhos levemente cerrados.

Depois e mais alguns segundos a senhora se levantou, sumindo pela porta da cozinha. Ella franziu o cenho e apenas se sentou, descansando a cabeça mas mãos enquanto esperava a mulher voltar. Quando o pensamento de Sofia voltou à sua mente. A mulher a encheria de xingamentos assim que chegasse em casa tão tarde, mas a jovem não se importava. Estava em um lugar cercado de sorrisos sinceros, e não trocaria isso para ficar encarando o chão da casa da madrasta. Logo passos sa fizeram ouvir novamente, e Ella levantou os olhos para a mulher, que voltava com um uniforme em mãos.

-Tenho certeza que caberá perfeitamente em você - Jane disse estendendo as peças de roupa para Ella. O uniforme completamente branco, com detalhes dourados em boa parte do contorno do corpo. Os botões, também de um dourado esplêndido chamou a atenção da jovem, que sorriu levemente. O brasão dos Bieber's estava bordado com fios de ouro, magnífico como deveria ser.

-Céus, isso é mesmo um uniforme? - Ella levantou seus grandes olhos azuis que brilhavam perfeitamente em direção de Jane.

-Belo não? Dizem que foi o próprio príncipe quem desenhou as roupas e levou ao alfaiate - Jane comentou. - Ouvi dizer que ele é um ótimo artista.

-Não posso negar, é estupendo! - Ella disse com um largo sorriso.

-No final desse corredor tem um quartinho pequeno, é onde nós guardamos algumas vassouras, se troque lá - Jane disse, apontando para a porta. Ella apenas assentiu, se levantou, segurando o uniforme com todo o cuidado do mundo enquanto saía da cozinha com passos curtos.

Assim que ela entrou no corredor não sentiu ter nenhum motivo para ir tão rápido. A jovem admirava a beleza do lugar, as paredes brancas, os belos quadros nas paredes. Tudo tão lindo. Era como um conto de fadas de verdade, ou um ótimo sonho. Seus olhos brilhavam enquanto, com a cabeça pendendo para trás, ela observava as pinturas no fato do palácio, belas, inspiradoras e enigmáticas. Seus pensamentos foram interrompidos quando Ella ouviu passos firmes, fazendo com que a jovem arregalasse os olhos e logo corresse para a pequena poetinha de madeira escondida, fechando mesma atrás de si. Ela não estava nem um pouco interessada em quem poderia ser, apenas encostou as costas na porta e se recuperou do susto.

Já Justin, depois do delicioso almoço, ele fazia questão de acrescentar o adjetivo à refeição, decidiu ir conhecer a moça de olhos azuis que havia visto mais cedo. Para ele o palácio era um tédio. Nada pra fazer, ninguém pra conversar, os pais sempre ocupados, sem poder ir ao vilarejo, pois da última vez que havia ido sujou todas as roupas e lama pela chuva que havia molhado o chão de terra batida que chamavam de ruas, e recebeu um bela bronca de sua mãe. Então o que fazia para matar o tédio era conversar com os criados, sempre observando Jane na cozinha.

-Eu nunca comi algo tão delicioso como o que provei hoje, Sra. Spark! - Justin comentou entrando na cozinha.

conversar com os criados, sempre observando Jane na cozinha.

-Eu nunca como algo tão delicioso como o que provei hoje, Sra. Spark! - Justin comentou entrando na cozinha.

-Você diz a mesma coisa todos os dias, Sr. Bieber - Jane sorriu para o rapaz de olhos castanhos.

-A senhora deve ser elogiada sempre, Jane - Justin disse, observando em volta, sentindo falta da garota pequena. - Onde está a garota nova?

-Foi provar um uniforme que eu a seu - Jane comentou, enquanto a Srta. Smith se encarregava da louça. - O que te traz aqui?

-Queria falar direito com ela, é sempre bom ter mais alguém para conversar - Justin deu os ombros.

-Ella parece um pouco acanhada - Jane comentou. - O senhor tinha que ver a expressão dele enquanto passávamos por alguns corredores, parecia que seu queixo poderia descolar do rosto à  qualquer segundo é cair no chão. - Justin soltou uma pequena risada pela fala e mulher, passando a mão pelos cabelos que começavam à crescer com pressa.

-Ela é bon...- Justin começou a dizer, mas sua fala foi interrompida por um barulho súbito. A Srta. Smith sem querer havia deixado cair um dos pratos de porcelana no chão, que se desfez em vários pedaços, e os dois dirigiram o olhar para a moça, que tinha as bochechas vermelhas de vergonha.

-Oh céus, me desculpa Sra. Spark! - a moça disse rapidamente, parecendo um pouco apavorada.

-A senhorita está bem? - Justin perguntou preocupado se levantando para aparar a moça.

-Sim, sim, estou bem - a Srta. Smith assentiu freneticamente. - Céus, Sra. Spark , eu não queria estragar a porcelana...

-Está tudo bem, querida - Jane disse fazendo um sinal para que ela deixasse para lá. - Justin querido, poderia pegar uma vassoura para mim?

-Claro! - o príncipe assentiu, sumindo no mesmo segundo pela porta da cozinha.

No mesmo segundo que Justin se vou no corredor, lembrou que não sabia onde ficava a sala das vassouras. O que ele poderia fazer? Morava à dezenove anos no palácio e nem ao menos sabia onde guardavam as vassouras, isso era lastimável. Ela balançou a cabeça afastando seus pensamentos e foi até o fim do corredor, olhando para todos os cantos, até encontrar uma pequena porta de madeira um pouco velha, e muito bem escondida. Um Largo sorriso se abriu em seus lábios, mas assim que empurrou a mesma, percebeu que estava trancada. Por que diabos o trancariam?

Ella, que estava dentro da sala de vassouras ajeitando os botões da camisa, tomou um susto ao barulho súbito da porta. Ela deu um pulos, os olhos azuis arregalados.

-Quem está aí? - Ella perguntou por instinto, e se contou no mesmo segundo pela idiotice.

-Eu pergunto a mesma coisa - uma voz rouca, preguiçosa e arrastada perguntou atrás da porta, forçando a mesma novamente.

-Ella, a criada. Eu estou privando um uniforme - a garota respondeu, se xingando novamente por ter respondido ao homem atrás da porta.

-Sou eu, Justin. A Srta. Smith quebrou uma porcelana sem querer, Jane precisa de uma vaoura - Justin disse suspirando. - Nossa conversa está muito interessante, mas acho melhor deixa-la para depois.

Ella correu para a porta girando a chave, e puxando a porta em seguida, dando de cara com Justin, as roupas de linho e bem passadas se arrumando perfeitamente em seu corpo, seus cabelos castanhos penteados em um topete alinhado. A garota abriu um sorriso amarelo, e saiu do local em seguida.

-Desculpe - Ella disse fazendo uma menção com a cabeça ao príncipe, que deu uma risada enquanto pegava uma vassoura que estava encostada na parede. Justin achava engraçado o jeito que a menina sa desculpas a todo momento, sempre nervoso.

-Vejo que o uniforme caiu como uma luva sobre você, Srta. Campbell - Justin comentou analisando a jovem, a saia branca justa na cintura, e a camisa apertada.

-Obrigado, Sr. Bieber - Ella seu um sorrisinho fraco em direção ao patrão. - Ahn... Não precisavam do senhor na cozinha?

-Oh claro! Me acompanhe, adoraria conversar com a senhorita - Justin a convidou, e assim que Ella percebeu que o homem estava um pouco longe demais corriu para alcança-lo. - Então, Ella - o homem enfatizou o nome da jovem, lhe lançando um belo sorriso. - o que te traz aqui?

-Sra. Spark me convidou para trabalhar com ela quando me encontrou na mercearia - Ella comentou tentando imitar a postura perfeita e ereta do rapaz, mas logi sentiu sua coluna comecar a doer, e desistiu.

-Eu daria de tudo para poder sair daqui por uns tempos - Justin comentou fristado, suspirando em seguida. - Moda no vilarejo?

-Sim, com a minha madrasta - Ella respondeu, se esforçando ao máximo para não fazer uma careta de desgosto ao se lembrar da mulher, e como ela gritaria com ela quando chegasse em casa. - E as filhas dela.

-Está gostando do palácio? - Justin perguntou enquanto ainda observava o rapaz ao seu lado.

-É um lugar fantástico, Sr. Bieber...

-Justin, por favor, me chame de Justin!

-... Nunca vi um lugar tão belo como esse - Ella disse com os olhos brilhando enquanto dava uma pequena olhada em volta.

-Fici feliz que gosta do palácio - Justin sorriu. - Quantos anos tem, Ella?

-Dezoito - Ella disse dando os ombros.

-Eu tenho dezenove! - Justin comentou  olhando para o pequeno rapaz ao seu lado. - Será ótimo ter alguém que não seja minha irmã, para que eu possa conversar um pouco. Espero que fique um bom tempo no palácio.

-Pode ter certeza que eu vou - Ella disse, pensando como esse lugar e o jeito ótimo na qual estava sendo tratado era milhões de vezes diferente de onde morava com sua madrasta. - Pode ter toda a certeza.


Notas Finais


Qualquer erro por favor me avisem que arrumarei imediatamente!

Harrydasmaconha: http://my.w.tt/UiNb/bxV5Zfw7vy

Faniy: https://spiritfanfics.com/perfil/faniy

Eu e a Faniy nos esforçamos muito viu? Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...