História Cinderelo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kris Wu, Personagens Originais, Tao, Xiumin
Tags Baekyeol, Chanbaek, Cinderelo, Clichê, Contos De Fadas, Kimseuk
Exibições 1.083
Palavras 3.682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Uma fic saindo do forno com a temática de contos de fadas!!
Cinderela? Não! Cinderelo? Sim!!
Não vou falar muito, mas espero que gostem do primeiro capítulo <3
BOA LEITURA E TRAILER NO FINAL!

Capítulo 1 - Just Do It


Fanfic / Fanfiction Cinderelo - Capítulo 1 - Just Do It

                                                                  ∯∯∯

— Meu filho, você sabe que sua mãe sempre vai estar no meu coração, não é mesmo?— aquele homem de cabelos grisalhos agachou para ficar na altura do pequeno garoto de nove anos, passando a mão pelos cabelos lisos do pequeno dizia aquelas palavras lentamente— Como já está se tornando um pequeno homem precisa entender que o papai precisa de uma parceira na vida para dividir os problemas e cuidar de você, como sua mãe fazia. 

— Quem é essa mulher papai?— a criança apontou para uma mulher loira com um grande casaco de pele, saltos de trinta centímetros e um vestido preto colado em seu corpo escultural. 

— Essa é a So Yi-Hyun, a partir de hoje ela será sua madrasta, Byun Baekhyun— naquele momento, aquela criança só conseguiu sentir seus olhos marejarem, pois como qualquer criança essa troca de uma mulher qualquer pelo lugar de sua mãe era como uma traição— Vamos nos casar daqui há um mês e eu espero de coração meu filho que você apoie a felicidade de seu pai. 

— Olá pequena criatura, prazer em te conhecer— Yi-Hyun estendeu a mão para Byun que apenas de uma forma tímida levou sua mão até a mão da mulher que a apertou— Sei que você tem todo o amor de sua mãe guardado em seu coraçãozinho, mas tenha certeza que vou tentar ser a melhor madrasta para você. 

Baekhyun apenas saiu correndo em direção ao seu quarto, arrancando na maçaneta de sua porta o cordão que sua mãe sempre usava quando estava viva. Aquele pequeno objeto era uma forma de ter um pedaço de sua mãe consigo. Olhava para a foto daquela linda mulher de pele alva, olhos castanhos escuros vibrantes, um doce sorriso em seus lábios sem nenhum batom, simplesmente esboçando sua beleza natural. 

— Baekhyun, eu preciso que me prometa uma coisa— sua mãe segurava sua pequena mão em seu leito de hospital— Você é o garoto mais forte que conheço, eu não vou estar para sempre ao seu lado, então preciso que seja forte e que cuide do seu pai por mim, que vai apoiar qualquer felicidade que ele possa vir a ter, eu sei o quão maduro eu te criei para ser, eu te amo meu pequeno e acredito que você é capaz de tudo.

— Você está me deixando com medo mamãe— pequenas lágrimas escapavam pelos olhos do pequeno. 

— Saiba que não existe sonho impossível meu filho, tudo o que você deseja conquistar é possivel, você só precisa acreditar em si— aquela mulher tirou de seu pescoço o cordão que sempre usava— Se você segurar esse pingente com força, sempre estará conversando comigo, pois eu sempre vou estar presente em seu coração— deu um selar na testa do pequeno que estava na altura da cama por conta de um pequeno banquinho ao lado— Eu só quero que seja feliz. 

9 anos depois...

— Felicidade? Essa palavra é engraçada Yifan— Baekhyun estava recebendo de seu amigo e motorista da casa um conjunto de vestidos em cabides. 

— Não tente esconder que você gosta de cantar, porque já peguei você cantando diversas vezes nas lavanderia da casa com o spray de bom ar como microfone— Yifan fez Baekhyun corar por perceber que estava sendo observado nesses momentos humilhantes— Quem sabe essa não seja uma grande oportunidade para você sair daqui? Daqui a pouco você será maior de idade e poderá tomar o rumo da sua vida. 

— Você sabe que as coisas não funcionam assim meu caro e mesmo que...

— Baekhyun!!!— escutou um grito vindo da janela da casa sabendo ser de So Yi-Hyun. 

— Mesmo que eu quisesse, eu não consigo deixar essa casa e você sabe disso— Baekhyun terminou de falar, ajeitando os cabides em seu ombro direito— É melhor eu ir antes que ela acione os bombeiros. 

— Eu deixei o panfleto no seu quarto caso ainda fique interessado— Yifan pegou o balde que usaria para lavar o carro e saiu dali. 

Andando para dentro da casa deu leves batidinhas na porta do quarto de sua madrasta pedindo autorização para entrar. Olhando pelo espelho teve um leve susto ao ver o rosto da mesma coberta por um creme preto e pepinos cobrindo seus olhos. 

— É você Baekhyun?— perguntou virando um pouco rosto dispensando a moça que aplicava o produto em sua face— Até que enfim chegou, pegou os vestidos que vieram da lavanderia?

— Sim senhora— os colocou no armário, fechando a porta em seguida. 

— Meus filhos precisam que você peça ao nosso motorista para levá-los ao teste para a nova produção musical que vai ter com o famoso e lindão do Park Chanyeol aqui em Seul— retirou o pepino dos olhos— Eles vão entrar para o mundo da fama logo, logo. Já prevejo isso! Fama, glamour e paparazzi!

— Eles vão cantar?— Baekhyun controlou para não soltar uma risada pelo fato— Que eu saiba o Tao não canta muito bem e a Lika nunca pensou em cantar. 

— Do que está falando seu idiota? Meu Taozinho sabe cantar muito bem e Lika é tão boa que não quis mostrar seu talento para o mundo ainda— Yi-Hyun ergueu uma sobrancelha para Byun— E por acaso, por que estou te dando satisfações de alguma coisa? Você deve ter algum trabalho para fazer, vá logo e saia da minha frente. 

Baekhyun apenas obedeceu e foi em direção a porta dos fundos da casa, onde ficava seu quarto. Fechou a porta atrás de si e a primeira coisa que olhou foi o papel que Yifan grudou em seu quadro magnético sobre a competição. O pegou e foi deitar em sua cama, viu a imagem do ilustre Park Chanyeol, um dos compositores e cantores mais comentados do tabloide. Baekhyun não se dizia um grande fã, pois na indústria musical nunca sabia se as músicas eram mesmo compostas pelos próprios cantores ou se era estratégia de marketing. Nem mesmo a voz não poderia colocar ser verdadeira. 

TESTE DE MUSIC VIDEO (MV)

PARK CHANYEOL

9/30  * 18:00-22:00 *

MUSEU NACIONAL DA COREIA - SEUL -

ABERTO À TODO PÚBLICO 

REQUISITO: HABILIDADES VOCAIS 

Olhando para o papel estendido perto de seu rosto, Baekhyun acabou por olhar na prateleira de livros a sua frente, vendo um em particular. Um pequeno diário que escreveu quando pequeno, que o ajudou a suportar toda a mudança em sua vida com a chegada de sua madrasta e seus filho: Tao e Lika e a morte de seu pai em um acidente de carro. Abrindo o caderno recordou que tinha guardado ali uma letra de música que tinha sido escrita pelo seu pai dedicada a sua mãe quando eles se conheceram. Tinha encontrado muitas recordações de seus pais em um fundo falso no chão do seu antigo quarto, onde teve que tirar suas coisas para dar espaço a Tao. 

No meu sonho nebuloso

Você foi brilhante, deslumbrante

 

Meu coração derrete pelo seu sorriso

Quando nossos olhos se encontram,

Meu coração bate

 

Baekhyun acreditava que o amor que seus pais tiveram foi um dos mais puros possíveis, olhando cada palavra daquela canção já conseguiu imaginar em sua cabeça um melodia calma para acompanhar, os sentimentos expressos pelos pontos onde a caneta tinha um tom mais forte outrora mais fraco, era como se sentisse na pele a diversas vezes que seu pai teve que pensar nas melhores palavras para serem colocadas, sentimento também demonstrado pelos diversos rabiscos e novas construções de frases. 

 

Oh, eu cantarei para você em um dia de primavera

Pense nisso várias vezes ao dia

Oh, isso é o que eu penso de você

Você é linda

 

Quando você fica feliz em me ver,

Meu coração bate

É como mágica,

Estou dando mais um passo à você

 

— Acho que você ficou inseguro de mostrar essa canção para ela pai— Baekhyun olhou para a fotografia ao lado de sua cama onde existia uma foto da pequena família reunida— Devo cantar para ela no seu lugar?

Indo até a janela antes que perdesse a coragem gritou por Yifan que lavava o carro na área aberta da mansão. 

— Então resolveu ir?— Kris perguntou ficando próximo a janela. 

— Acho que devo um favor ao meu pai— deu um pequeno sorriso— Você será responsável por me obrigar, me conhece e sabe que tenho mania de desistir no meio do caminho. 

— Você que pediu— Yifan passou o indicador na ponta do nariz de Byun deixando um pouco de espuma. 

— Yah!— limpou querendo alcançar a esponja com espuma, mas o parapeito da janela não permitiu— Amanhã eu vou acompanhar você com o Tao e a Lika, eles também vão participar.

— Acho que vou estacionar o carro uns quarteirões mais longe, a voz daquele cara é horrível, de longe a pior que já escutei até hoje— Yifan ficava pelos arredores da casa quando não estava trabalhando e já tinha escutado Tao querendo fazer um show para si muitas vezes. 

— Vamos deixá-lo tentar, ele precisa escutar algumas críticas na vida— Baekhyun escutou seu nome ser gritado— Se eu ganhasse dinheiro todas as vezes que meu nome fosse gritado eu já estaria milionário, deixa eu ir lá— assim que virou, lembrou que tinha mais uma coisa para pedir— Eu preciso que hoje a noite me encontre no jardim dos fundos, quero sua opinião para eu não ser um completo desastre amanhã. 

— Sim senhor!— fez um posição de sentido vendo aquele pequeno se afastar— Tenho plena certeza que vai conseguir Baekhyun, ninguém é melhor que você— abriu um pequeno sorriso, olhando para o par de all star preto de Baekhyun pendurado com um laço ao lado da janela de seu quarto. 

Pulou para dentro do quarto e pensou em uma forma de apoiar Baekhyun no momento da apresentação. Ficou se lembrando das diversas vezes que via seu melhor amigo olhar para os pés quando ficava com vergonha ou quando ficava sem saber o que falar ou fazer. Pegando uma caneta preta em uma caneca onde ficava suas coisas de colégio buscou o all star de Baekhyun que estava todo desenhado. 

Depois de pensar em várias coisas para escrever, tantas opções lembrou da frase: 

O menos é mais. 

Então com uma letra desenhada escreveu na parte ainda branca do tênis bem em frente a visão dele caso abaixasse a cabeça:

JUST DO IT

 

∯∯∯

 

— Não acredito que vou conhecer Park Chanyeol, ele praticamente é o príncipe da Coreia— Lika pulava no banco do carro, fazendo o veículo balançar— Eu vou conquistar com meu canto e eu serei a mocinha do MV dele! 

— Não viaja Lika, quem será a estrela do MV sou eu!— Tao se manisfestou tapando a boca da irmã— Eu sou a diva que você está querendo copiar, eu sei que tenho a sensualidade necessária para conquistá-lo— Baekhyun que estava no banco da frente com Yifan, só conseguia segurar a risada com o amigo. 

— Que risadinha abafada é essa aí na frente?— Tao perguntou com uma voz irritadiça— Do que está rindo Bacon fedorento?

— Nada, estou quieto, mas— Baekhyun queria dar uma pequena cutucada em Tao— Não acha que outra pessoa no teste pode conseguir te passar?

— Querido! Ninguém consegue ofuscar a estrela que eu sou— Tao viu que já estavam chegando no lugar— Ninguém tem o poder que eu tenho, já consigo imaginar as pessoas gritando ChanTao! Até parece nome de marca famosa! 

— Eu acho que já devia estar preparado para o pior, para não desiludir— Baekhyun virou a cabeça para o banco de trás não gostando muito da expressão amarga de Tao. 

— Por acaso está pensando em participar?— Tao deu uma risada ao terminar de falar— Não me faça rir tanto assim, você, uma mera empregadinha para minha mãe acha mesmo que tem a condição de participar de um MV com Park Chanyeol? 

— Por que ele não poderia?— Yifan não conseguiu ficar em silêncio, apertando com força o volante. 

— Silêncio motorista!— Tao falou quando ele estacionou o carro— Desça do carro Baekhyun. 

Assim todos desceram do carro exceto Yifan que apenas segurou a mão de Baekhyun lhe passando força. 

— Você consegue Baek, sabe que não existe melhor pessoa para esse papel que você, não ligue para ele e— apertou mais a mão do amigo— Just do it!

Quando o carro foi embora, Tao segurou o colarinho da blusa de Baekhyun, falando:

— Seguinte coisa pequena e sem graça— Baekhyun conseguiu desvencilhar das mãos de seu irmão postiço— Se eu ver você naquele palco vou ter a certeza de fazer mamãe te expulsar de casa sem um centavo sequer, vou fazer você morar com os cachorros de rua embaixo da ponte. Todos já te odiamos mesmo, sua ausência não fará diferença em nossa vida, não é mesmo Lika?

— Eu gosto do...— recebeu um tapa do irmão— Ninguém gosta dele mesmo não. 

— Vamos entrar logo maninha— Tao já via um enorme aglomerado de pessoas e junto com sua irmã foi correndo para a fila para assinarem seus nomes. 

Baekhyun apenas olhava com certa raiva por perceber ser tão manipulável, toda sua vida estava na mão de Yi-Hyun, sua vida tinha se transformado em um inferno a partir do momento que a mesma deixou de ser aquela simpática e doce mulher para se tornar uma abusiva e inescrupulosa pessoa que só desejava o dinheiro de seu pai. 

— Por acaso você é um dos ajudantes que estão atrasados?— um homem mais velho perguntou tocando no ombro de Baekhyun. 

O desejo de se apresentar ficou mais forte depois de escutar as palavras de Tao, não queria ter medo de ameaças, não era de seu feitio deixar que coisas assim lhe atingissem. Precisava ser forte como sua mãe tinha pedido na última conversa que teve antes de sua morte, precisava criar um escudo cada vez mais forte contra tudo e todos. 

— Sim, eu sou. O trânsito está caótico— Baekhyun respondeu recebendo um crachá do homem de ajudante. 

— Sua responsabilidade será a coxia e a organização dos participantes— o homem deu uma prancheta para Baekhyun e uma caneta— Você vai riscando o nome de todos que forem se apresentando e vai chamando o próximo, tente controlar essas meninas loucas na presença de Chanyeol também, do jeito que são, a capacidade de ataque é bem maior. 

Concordou em resposta e começou a fazer o que sabia fazer de melhor: trabalhar. Viu uma enorme fila ir se formando naquele teatro dentro do museu, todos começaram a se assentar nas cadeiras, fazendo burburinhos tomarem conta do lugar. Baekhyun foi para coxia começando a conversar com os outros ajudantes para saber de detalhes que achava necessário ter conhecimento. 

— Já estamos prontos para começar, Chanyeol já está na mesa dos jurados— um menino bochechudo falou com Baekhyun— Chame a primeira candidata. 

— Xiu..Min— olhou para o crachá e continuou olhando na prancheta— É para chamar na ordem dessa prancheta mesmo. 

— É sim— abriu um sorriso saindo dali. 

Baekhyun começou a organizar a fila convidando a primeira candidata a entrar. Olhando pela coxia percebeu os três jurados juntamente com Chanyeol anotando em um papel observações sobre as apresentações. Sempre sonhou em se apresentar naquele enorme teatro, olhava para todos os lados, mas por um momento focou em Chanyeol que ao longo das exibições falava no microfone mensagens de apoio aquelas que nunca atenderiam as expectativas do diretor do vídeo que faria. 

Acabou por julgá-lo como uma boa pessoa pelas palavras de suporte e pode ser que o tenha julgado errado, nem todos os ídolos se importavam em dar alguma palavra de consolo a seus fãs, mas pelo jeito Chanyeol se preocupava. 

Diversas apresentações tinham passado e naquele momento Baekhyun congelou ao ver quem seria a próxima pessoa. Com toda a coragem que tinha reunido e criado para si com as palavras de Yifan, foi em direção a entrada do palco dando de cara com Tao dando risadas espalhafatosas com Lika. 

— O que está fazendo aí?— perguntou ao ver Baekhyun— Desça desse palco agora!

— Você é o próximo  se apresentar, fique preparado— falou simplesmente voltando ao seu lugar.

— Lika, você já sabe o que fazer, vai para a parte do áudio— Tao ordenou a irmã, entrando no palco em seguida pegando o microfone da mão de Xiumin— Olá! Boa noite a todos, principalmente Chanyeol! Eu sou a pessoa que vocês buscavam essa noite, podem fechar o resto das apresentações que quem vocês procuravam apareceu. 

— Inicie sua apresentação, por favor— Chanyeol falou ao microfone. 

Baekhyun olhava tudo e no momento que a música começou a soar sabia que tinha alguma coisa errada. A voz de Tao estava estável, na verdade estava como de um verdadeiro cantor, aquela canção não era conhecida por si e ficou assustado ao ver o mesmo até fazer alguns raps. 

Terminada sua apresentação, muitas palmas foram escutadas e todos pareciam ter ficado impressionados com o talento dele. Baekhyun sabia que aquele talento com certeza era falso, pois ninguém melhorava a voz de uma hora para outra. Vendo Lika descendo da cabine de áudio, logo soube que ele tinha armado sua perfeita apresentação, ele apenas tinha o dom de dublar. 

— Como isso me irrita— Baekhyun reclamou indo chamar a próxima pessoa. 

 

∯∯∯

 

A última apresentação foi feita, todos já estavam cansados e já se despediam agradecendo ao bom trabalho. O homem encarregado da iluminação já estava pronto para checar todos os lugares e assim apagar todas as luzes quando todos escutaram:

— Eu gostaria de tentar— Baekhyun apareceu no meio do palco, tendo uma luz focada em si— Podem assistir minha apresentação?

— Já fechamos as apresentações por hoje, nós prezamos a pontualidade e caso não a tenha nunca seria escolhido— o diretor ajeitou seus óculos e já ia continuar seu caminho. 

— Prometo que não vão se arrepender— Baekhyun falou mais uma vez, fazendo o diretor respirar profundamente e voltar a se sentar junto com Chanyeol que bufou. 

— Vamos logo que tenho horário— Xiumin apareceu no palco e entregou o microfone a Baekhyun abrindo um sorriso recebendo em troca um pen drive com a melodia que ele gostaria que tocasse durante sua cantoria. 

— Quando vamos embora? Estou exausto— Chanyeol comentou com seu manager. 

— Só mais essa apresentação, aguente— o manager respondeu. 

Assim que a melodia começou, Baekhyun olhou para seus pés encontrando aquelas palavras desenhadas em seu tênis que soube no primeiro momento virem de Yifan. De certa forma ficou emocionado com as palavras do amigo que vieram a sua memória do dia anterior que fez uma a capella para ver se sua voz era boa o suficiente para apresentar. 

— Como eu disse, sua voz é angelical Baekhyun, eles serão doidos se não te aceitarem— Yifan segurou a mão do amigo entre as suas— Eu confio que fará um excelente trabalho, eu deposito toda minha confiança e força em você. Pense que estarei ao seu lado te relembrando isso na hora da apresentação, sabe o quanto eu admiro sua força de vontade baixinho, está na hora de mostrar ao mundo seu talento. 

Assim que a música começou, Baekhyun teve a certeza de colocar a mão sobre o peito e deixar os sentimentos de seus pais bem claros em sua voz. Queria de alguma forma transmiti-los a sua mãe, queria acreditar que naquele breve momento com o balançar de suas cordas vocais as palavras da música de seu pai alcançaram os céus e foram depositadas no coração de sua mãe. Por mais que não ganhasse reconhecimento nenhum, só queria ter a oportunidade de deixar claro isso para si mesmo. 

No final da canção percebeu estar com a bochecha molhada pelas lágrimas que tinha soltado durante a canção. Não tinha medo de ser julgado pelos seus sentimentos e só quis aproveitar o doce som daquelas palavras, mas ao contrário do silêncio que imaginou que teria, escutou palmas. 

— Bravo! Até sentimentos foram incorporados em sua apresentação, estou impressionado— o diretor parou suas palmas— Estaremos convocando para segunda fase a partir de amanhã, segunda feira. Deixe seu nome com meu assistente, que estaremos retornando com nossa resposta. 

Baekhyun apenas deu um pulo contente pelo seu feito e olhando a hora percebeu estar atrasado para chegar em casa. Sabia que teria que esclarecer muita coisa quando chegasse e com a felicidade que tomava cada parte de seu ser percebeu que qualquer xingamento que pudesse levar essa noite soaria como belas palavras. 

Saiu correndo pela porta dos fundos e acabou esbarrando com uma pessoa mais alta que si. 

— Desculpa eu não te vi, estava distraído— Baekhyun olhou para cima e viu ser Chanyeol. 

— A pessoa da última apresentação— Chanyeol comentou olhando para o relógio— Suas lágrimas falsas foram um bom esquema, parabéns pela ideia. 

— Lágrimas falsas?— Baekhyun deu um leve deboche— Não foram falsas. 

— Sei— Chanyeol viu Xiumin se aproximar com uma garrafa de água— Demorou— pegou a garrafa da mão do assistente tomando o líquido em seguida o cuspindo— Isso está quente, eu falei que queria gelada— pegou o celular do bolso— Vou pedir que te demitam. 

— Não! Por favor não faça isso! Esse é o único emprego que consegui— Xiumin começou a implorar, o que estava fazendo Baekhyun perceber que a desconstrução da imagem do ídolo mimado que tinha de Chanyeol voltava a ser construída— Não me demita, por favor. 

— Você sabe que não aceito ordens erradas— Chanyeol abria um sorriso lateral. 

— Ele já pediu desculpas— Baekhyun chamou a atenção do ídolo para si— É uma água, só a beba se estiver com sede. 

— Com quem estou falando?— Chanyeol percebeu seu manager entrar pelos fundos avisando que todas as fãs já tinham ido embora da entrada. 

— Poderia estar falando com uma bactéria, respeito serve para qualquer ser— Baekhyun encarou Chanyeol por mais que fosse mais baixo que si. 

Sem nenhuma expectativa, Chanyeol pegou a garrafa de água e virou em cima da cabeça de Baekhyun que sentiu sua blusa encharcar. Quando o líquido de dentro da garrafa acabou, ele apenas tirou a franja do rosto e preparou um soco certeiro que descontou no rosto de Chanyeol. 

— Você está falando com Byun Baekhyun, faça questão de lembrar desse nome— Xiumin começou a puxar o seu defensor para longe dali. 

— Chanyeol está tudo bem?— o manager ficou próximo do seu chefe— O que aquele louco pensou estar fazendo?

— Ele está marcado— Chanyeol passava a mão pelo queixo— Acho que já sabemos quem vai passar nesse teste Shindong. 


Notas Finais


Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=S6zKwI7rxP0 [só tem como ver pelo PC, não sei pq]

So Yi Hyun: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/36/85/46/3685460273c5821312c06de239ced3e9.jpg
Lika: https://topofthekpops.files.wordpress.com/2015/08/jimin.jpg
Então o que acharam?? Tenho a plena certeza que vão xingar o Chanyeol até dizer chega hahahaah adoroo, assim que é bom!!!
Espero que estejam ansiosos para o próximo capítulo <3
Bjo, bjoo <3 Estou aqui ou no face ou no twitter ou no wpp! Telefone Removido
Twitter: https://twitter.com/KimSeuk97
Facebook: https://www.facebook.com/ohana.ouhanna


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...