História Cinema - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Skrillex
Personagens Sonny John Moore (Skrillex)
Tags Ansel Elgort, Dillon Francis, Diplo, Getter, Marshmello, Martin Garrix, Mija, Owsla, Slushii
Exibições 46
Palavras 1.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Volteeiiii!!!!!
Olá, desculpa a demora muuuuito longa, mas bateu uma onda de falta de criatividade imensa e eu não sabia o que fazer, mas agora eu voltei hahahaha.
Bem, e agora, os meus capítulos terão nome, pq apenas numeração é um saco.
Espero que gostem do capítulo!

Capítulo 10 - Sustinho


Fanfic / Fanfiction Cinema - Capítulo 10 - Sustinho

Três semanas depois: 

P.o.v Samantha

Dubai...

Mano, quando eu iria imaginar que eu iria pra DUBAI???

Sento na varanda do hotel em que estamos hospedados, os fones de ouvido conectados no celular e analisando minhas fotos da turnê.

A vista é linda. O hotel é de frente pro mar, e ao por do sol, que está gigante, parece que eu estou no paraíso.

Sinto uma mão no meu ombro e me viro. Wesley está de pé ao meu lado sorrindo.

-Oi. -digo, tirando o fone. -Tudo bem.

-Eu claro. -ele diz se sentando ao meu lado. -Mas você...

-O que tem eu?

-Você está triste, parece.

-Não estou, só cansada, foram doze horas de vôo. -ele sorri.

-Desacostumada? -pergunta.

-Sim, eu raramente viajava.

Ele levanta e se espreguiça. Faço o mesmo, chegando perto e beijando ele.

Wes segura a minha cintura, e começa a tirar minha blusa. Tiro a dele e me desprendo, correndo para a cama.

Ele vem atrás de mim e pula ao meu lado sorrindo. Monto nas coxas dele, me inclino pra frente, mordo o lábio dele provocadoramente.

Quando as partes de baixo começam a sair, escuto alguém bater na porta.

-Merda. -sussurro e vou pegar minha camiseta.

Wes vai pra porta e a abre, Sonny está lá, mas ao me ver e perceber o que aconteceu, sua cara fecha na hora.

-Sonny! -Wes exclama, sem ao menos perceber a cara de desgosto dele. -O que quer?

-Eu vim convidar vocês para ir às compras, mas acho que vocês estão ocupados.

Balanço a cabeça e olho com cara feia pra ele. Sonny ri da minha cara.

-Vamos? -pergunta com cara de fofo.

-Vai tomar no cu, eu vou me arrumar. -falo, pego uma roupa qualquer na mala e vou para o banheiro.

Enquanto me arrumo, uma onda de raiva me inunda.

Como diabos Sonny ainda se incomoda sobre o fato de eu e o Wes transarmos? Será que aquele dia em New York, em que nós choramos e fizemos um acordo não serviu pra isso parar?

Termino de me ajeitar e volto para onde os caras estão. Ambos estão sentados na cama conversando.

-Vamos? -pergunto.

-Sim. -Sonny fala. Wes?

-Claro. Wesley fala e segura a minha mão.

P.o.v Sonny

Observo Sam correr pelos corredores da Christian Louboutin como se ela fosse uma criança em um playground.

Nossa convivência desde o dia do beijo não tem sido fácil, mas nós estamos tentando. Eu decidi que não vou mais fazer o que eu fiz. Não que a minha atração por ela tenha diminuído, muito pelo contrario, quanto mais isso parece proibido, mais eu quero beijá-la até perder o fôlego.

Há algumas noites, eu venho tendo sonhos obcenos com ela, e sei que ela os tem comigo, pois toda a vez que estamos sozinhos e eu a pego me encarando, seus olhos estão com as pupilas dilatadas e ela esta com a respiração acelerada.

Inevitavelmente, ao observá-la, meus olhos passeiam pelo seu corpo, suas pernas a mostra naqueles shorts Jeans pretos, sua bunda não tão grande nem tão pequena, seus cabelos negros que chegam até a cintura, tudo nela é perfeito, e só agora eu percebi isso.

-Vocês se acertaram? Wesley pergunta ao meu lado.

-Como assim? pergunto.

-Ela me disse outro dia, em Nova York que vocês tinham brigado. Vocês se acertaram?

-Sim, foi só uma briguinha boba.

-Foi o que ela falou, mas não parecia.

-Mas é o que aconteceu, ela ficou irritada por uma coisa que eu falei e nós brigamos.

-Você realmente gosta dela. ele fala depois de alguns minutos de silêncio.

-Por que você acha isso.

-Fala sério. ele balança a cabeça. Você nem tenta com as outras pessoas, por exemplo, com a sua namorada, se vocês brigam, você fica de birra o dia todo. Com ela, foram duas horas e você estava lá enchendo o saco dela.

-Foram cinco horas, Pentz. falo sorrindo. Mas, sei lá, ela é especial.

-Aparentemente. ele fala.

Balanço a cabeça e olho pra frente. Samantha caminha com uma pilha de saltos nos braços, seus olhos castanhos, que já são brilhantes por natureza, estão muito mais brilhantes. Ela solta todos eles no chão.

-Então, qual eu pego. pede para mim.

-Você que sabe. digo. Mas você só pode pegar um, é um desafio.

Ela estreita os olhos.

-Wes, me ajuda.

Ele olha para os sapatos, olha pra ela, olha pros sapatos novamente e aponta para um prata brilhante.

-Aquele. ela faz biquinho e eu sei que ela não gostou. Ela volta o olhar pra mim.

Fico uns minutos encarando ela com seu olhar pidão.

-Tá bommmm. digo. O preto, com detalhes prata no salto.

-Isso! ela sorri pra mim, e o meu coração acelera. Era disso que eu tava falando Moore. ela vem fazer High-Five comigo. Você arrasa Sad Boy.

Wesley começa a rir junto comigo e ela ajuda a moca a guardar os sapatos em suas respectivas caixas.

Quinze minutos e Duzentos e vinte dólares depois, nós saímos da loja com uma linda e saltitante Samantha Ryan Elgort para ir até a loja da Vans.

Sorrio enquanto ela põe os fones de ouvido para esperar o Uber e começa a cantar linda e animadamente Here Comes the Night do Dj Snake.

Canto com ela, e é quando o próprio William Grigahcine aparece no final da rua, a exatamente vinte passos dela.

Eu sei o quanto Samantha é apaixonada por ele e suas músicas, então, decido assusta-la. Olho para Will e coloco o dedo no lábio pra ele não falar.

Faço o mesmo sinal para Wesley e ele assente. Chego perto e comprimento ele.

-Você pode fazer um favor pra mim? Pergunto. Ele assente.

-Aquela garota ali, cantando Middle é muito sua fã. Você pode dar um sustinho nela?

-Claro. fala e vai ate lá.

Fico na frente da Sam e ligo a câmera, William chega atrás dela e toca o seu ombro, ao se virar, ela faz uma cara de espanto muito engraçada e fica imóvel.

-Sam. falo. Esse é o William a.k.a Dj Snake, Will, essa é Samantha, minha nova fotógrafa.

-Prazer em conhecê-la. William fala abrindo os braços.

-O prazer é todo meu. Sam fala e abraça ele.  


Notas Finais


E ai, o que acharam?
Look da Sam para as compras: http://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_30/set?id=212451383


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...