História Cinquenta Dias Para Morrer (Interativa) - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Andrea, Beth Greene, Bob Stookey, Carl Grimes, Carol Peletier, Dale Horvath, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Glenn Rhee, Hershel Greene, Lizzie Samuels, Lori Grimes, Maggie Greene, Michonne, Mika Samuels, Morgan Jones, Negan, O Governador, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Shane Walsh, Sophia Peletier, Tyreese
Tags Escolhas, Interativa, Mortes, Rick, Twd, Zumbis
Visualizações 34
Palavras 2.298
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Cara, desculpa mesmo, mas voltei <3
Espero que gostem

Capítulo 47 - Recuperação


Fanfic / Fanfiction Cinquenta Dias Para Morrer (Interativa) - Capítulo 47 - Recuperação

Capítulo 46: Recuperação

P.O.V Vincent

*Logo após o tiro no Carl*

Eu peguei o Carl mais rápido que pude, mandamos Andrea chamar o Ed afinal nós dois iremos concluir a operação mais rápida.

Corri com ele em meus braços até a ala médica.

Assim que eu cheguei lá o coloquei na maca, coloquei as luvas e preparei as ferramentas...

Seu olho estava completamente destroçado claramente ele irá ficar sem a visão do seu olho direito.

Peguei então meu bisturi, preciso remover a bala de seu olho, para isso preciso abrir e puxar. Coloquei-o no olho, apertei e consegui fazer um furo, muito sangue jorrou, não sei se ele irá resistir, não temos anestesia e isso é um risco. Assim que aberta a ferida eu teria que achar a bala, mas eu mal podia olhar... Lembrou-me de quando a Kat levou o tiro, mas a bala saiu, aqui é diferente.

Peguei a pinça e fui tomando coragem... Pensei em tudo que já havia feito, passei por tanta coisa, cortei a perna da Alasca, operei o olho da Kat, matei tantas pessoas... Isso é somente mais uma coisa.

Coloquei a pinça em meio a todo aquele sangue, ouvi o barulho da carne sendo rasgada, era bizarro... Assim que eu achei a bala só deveria puxar e encerrar com tudo... Carl começou a dar uns pulos, ele está tendo uma convulsão? De repente Ed abre a porta, já preparado com suas luvas

—Vamos fazer isso junto garoto [...]

P.O.V Rick

*Após a morte de Gareth*

Eu saio da entrada e fui correndo o mais rápido que podia, tenho que chegar até o Carl e ver como ele está.

Corri e em alguns minutos cheguei lá. Assim que eu entrei Ed já estava logo à entrada.

—Posso vê-lo? —Perguntei.

—Ele saiu a pouco da cirurgia Rick, ele está inconsciente, não pode vê-lo agora.

—Cirurgia?! Mas ele está bem?

Ed veio até o meu lado e colocou a mão em meu ombro.

—Ele está bem, porém ficará cego de seu olho direito... —Falou ele. —A bala perfurou exatamente sua íris.

Por alguns instantes meu coração parou... Ele irá sofrer... Sei que vai, ele irá ficar mal com isso, não podia ter deixado isso acontecer com ele, isso foi culpa minha...

—Agora tenho que ver se Vincent precisa de minha ajuda. Fique tranquilo Rick.

Ed saiu de perto de mim. Eu logo me sentei na cadeira que tinha ali, mal podia mexer minhas pernas... Coloquei minhas mãos em meus olhos e fiquei pensando em tudo que podia acontecer com o Carl. De repente senti uma mão em minhas costas. Assim que eu retomei minha postura pude ver que era a Sophia.

—Ele vai ficar bem Rick? Vim o mais rápido que pude. —Disse ela.

—Ele levou um tiro no olho, irá perder a visão do olho direito... —Falei.

Ela ficou sem expressão.

—Ele está bem. Mas eu poderia ter evitado isso. —Falei.

Sophia então novamente passou a mão em minhas costas.

—Não se culpe por isso Rick... Não tenho nada para falar, mas sei que isso não foi culpa sua, se você tivesse abandonado o outro alguém poderia morrer. —Falou ela.

Eu então retomei meu emocional.

—Não posso deixar minha comunidade na mão, irei voltar ajuda-los lá na frente, irei avisar Lori... Você fique aqui, se deixarem, visite o Carl, sei que vocês tem uma boa relação. —Falei bagunçando o cabelo dela.

Eu me levantei e sai dali, não irei deixar Alexandria na mão, não nesse momento difícil [...]

P.O.V Katherine

*De noite*

Daryl e eu estávamos de vigia na torre, mas foi um ótimo momento para a gente finalmente voltar a se falar.

—Então, você vai mesmo me perdoar? —Perguntei.

Ele deu de ombros.

—Posso perdoar, mas não esquecer.

Um silêncio entre nós ficou.

—Acha que nossos problemas acabaram? —Perguntei.

—Amanhã bem cedo uma tropa será mandada de carro até a escola, talvez alguém de lá queira se juntar conosco. —O respondeu.

Eu então me aproximei dele.

—Daryl, você tem alguém que goste que ainda esteja vivo? —Perguntei.

Ele pareceu pensar.

—Além do meu irmão que morreu meus pais, talvez alguns primos...

Eu então me aproximei mais um pouco.

—Quantas primas você tem?

—Muitas, mas uma talvez tenha vantagem, ela era escoteira, talvez isso a ajude, era a Gabbie como nós a chamávamos.

Eu então juntei minha mão a dele, ele pareceu ficar meio sem jeito.

—Kat, cara, eu acabo de descobrir que você matou meu irmão, não sei como estou lidando com isso, não sei se irei conseguir, mantenha-se no seu espaço... —Falou tirando a mão de perto da minha. —E você? Tem alguém.

Eu então fiquei meio sem reação após levar um gelo.

—Eu tinha minha irmã... Samantha acha que ela morreu logo quando isso começou.

—Nossa, sinto muito...

Em minha mente muitas coisas se passavam, dês da última vez que nos vimos, tenho fé que ela esteja viva, em algum lugar nesse mundo [...]

P.O.V Cole

*Logo após derrotarem o Gareth*

Rick acertou o peito do Gareth, ele iria ficar algum tempo até se transformar, antes disso que tinha que falar com o Nate. Ele veio correndo até mim.

—Eu senti tanto a sua falta cara. —Falou ele me dando um abraço.

Eu então o abracei forte.

—Pensei que nunca mais ia te ver. Onde esteve? —Perguntei parando de abraçá-lo.

Ele ficou quieto.

—Acho que isso é algo que aqueles dois tenham que falar.

—Quem se importa? Você está VIVO! —Falei o abraçando novamente.

De repente os grunhidos...

Eu soltei Nate.

—Ele se transformou... Ele deveria sofrer, ele quase nos matou, ele matou a Megan... —Falei pegando minha faca.

Eu me aproximei dele. Fui mais rápido, enfiei a faca em sua cabeça, com um único golpe o matei... Mas não conseguia parar, não conseguia pensar em outra coisa a não ser nele matando a Megan, fiquei o golpeando repetidamente quando Nate segurou meu braço.

—Acabou maninho... Está acabado, agora você tem que ajudar o grupo, está chegando alguns walkers [...]

P.O.V Michonne

*Anoitecer*

Depois de um dia muito cansativa Andrea e eu voltamos para pegar Liz e a Mika, como Kat irá ficar de vigia a noite eu pedi e ela me deixou dormir com as garotas junto com a Andrea. Nós chegamos a casa da Emm, ela com certeza cuidou bem delas.

Chegando lá eu bati na porta e rapidamente ela abriu.

—Finalmente, achei que esse dia nunca mais iria acabar. —Disse Emm.

—Viemos buscar elas. —Falou Andrea.

—Nem me fale, esse dia está enorme... —Respondi entrando.

—ELAS CHEGARAM! —Falou Emm chamando as garotas.

As duas vieram correndo, eu sentei-me sobre meus calcanhares assim como Andrea, Lizzie veio direto me dar um abraço enquanto Mika foi abraçar a Andrea.

—Vocês demoraram. —Falou Liz.

Eu a abracei forte.

—Foi um longo e cansativo dia. —Falei junto a Andrea.

Eu então me levantei.

—Vai indo com a tia Andrea, tenho que falar com a Emm rapidinho. —Falei.

Andrea assentiu.

—Venham garotas...

As três saíram, Emm e eu ficamos sozinhas, eu então fui falar com ela.

—Você até me assustou. O que houve? —Perguntou ela.

Eu então me dei à licença e sentei-me em uma das cadeiras da sala.

—Eu sei o que a Rosita lhe falou mais cedo, peço para que você faça isso... Eu confio em você, você é a única que pode argumentar [...]

P.O.V Emma

*Meio da tarde*

Eu estava com as garotas quando alguém bateu na porta, eu achei que fosse a Chone ou a Andrea, mas quando eu abri era alguém que eu não esperava, Rosita...

—Pois não? —Falei a beira da porta.

—Está sozinha? —Perguntou ela.

—Só com as crianças, quer entrar?

Ela então entrou.

—Podemos falar em particular?

Eu então fui e fechei a porta a qual repartia a sala da cozinha.

—Elas estão lá na cozinha brincando pode falar. —Disse.

Ela então se apoiou na minha estante.

—Daryl e eu demoramos tanto... Nós achamos uma comunidade, apenas escute. —Dizia ela. —Nós achamos o irmão do Cole, nós podemos entrar em um acordo.

—Uau, e por que está me contando isso? —Falei desconfiada.

—Rick não é bom com palavras, convenhamos que a Diana não seja confiável e a Chone não é do tipo aberta a negociar. Não nos falamos muito, mas sei que você seria a pessoa ideal para falar com o Gregory, o líder da outra comunidade.

—EU?! —Hesitei.

—Você é bonita, legal, tem uma ótima lábia... Sabe muito bem com lidar com as pessoas, será a pessoa ideal para fazer essa nossa ligação de comunidades.

—O Rick já sabe? —Perguntei.

—Ele irá em breve, ele tem mais com o que se preocupar, apenas... Pense muito bem, Alexandria pode ficar em suas mãos

ESCOLHA PARA CRIADORA DA EMMA

() Assumir a responsabilidade

() Não assumir

P.O.V Abraham

*Após o ataque*

Dwight, Glenn, Cole, Michonne, Nathan, Carol e eu estávamos neutralizando os walkers que se aproximavam.

—Acha que podemos matar todos? —Perguntei.

—Estamos usando somente faca, posso fazer isso o dia inteiro. —Falou Michonne arrancando a cabeça de um Walker.  

Eu acertei um bem na cabeça com minha lâmina, antes que eu retirasse do crânio de um dos monstros outro se aproximou, Nathan me salvou.

—Valeu moleque. —Falei. —Siga seu trabalho.

Nós seguimos matando os walkers que se aproximavam, os que haviam no fundo estavam sendo eliminados por outra tropa.

De repente a quantia de monstros foi diminuindo.

—Conseguimos? —Perguntou Cole.

—Pelo visto sim. —Disse Glenn.

Ao mesma instante Carol matou o último que se aproximava.

—Alexandria tem dono. —Ironizou Chone.

Finalmente encerramos com os monstros, Cole matou Gareth e seus capangas a gente eliminou, resta reconstruir o portão [...]

P.O.V Rick

*Alguns momentos depois do Carl levar o tiro*

Eu fui correndo para falar a Lori.

Eu abri a porta rapidamente, ela ficou assustada.

—Rick? O que aconteceu? —Perguntou ela assustada.

—O Carl...

—O QUE ACONTECEU?

—Atiraram no olho dele. —Falei abaixando a cabeça.

—TIRO?! ONDE ELE ESTÁ?

Eu me aproximei dela a acariciei na nuca.

—Fale baixo, vai acordar a Judith, Ed está cuidando do Carl, não podemos vê-lo.

Ela sentou-se na poltrona ao lado do berço.

—Eu não acredito... —Falou ela pondo as duas mãos na cabeça.

—Eu tenho que falar com eles, precisa que fique aqui cuidando da Judith.

*No anoitecer*

Eu reuni os necessários para o que eu precisava falar a beirada do portão principal. Diana, Michonne, Emma, Daryl, Kat, Rosita e Abraham.

—Vocês sabem o porquê estão aqui. Acabamos de ser atacados, fizemos um ótimo trabalho e derrotamo-los.

—Eu consegui proteger metade de Alexandria na igreja. —Falou Diana.

—Perdemos o portão iremos reconstruir isso, preciso que vocês ajudem vocês estão aqui por que são os mais importantes... Agora darei o tempo para Rosita falar.

Rosita então se destacou entre eles.

—Quando Daryl e eu saímos nós achamos outra comunidade... Ela se chama Hilltop, lá achamos o irmão do Nathan.

—E dai? —Hesitou Diana.

—Ele aceitou entrarmos em um acordo. —Completou Rosita.

—Isso será ótimo, precisamos de mantimentos. —Falou Chone.

—Não precisamos, estamos ótimos sozinhos. —Falou Diana sendo cautelosa.

Eu então resolvi me impor.

—Acho que será uma ótima ideia, será coisas extras, e caso precisarmos correr teremos lá.

—Hm. —Resmungou ela.

—Qual Diana, é uma ótima opção. —Falou Katherine.

O Daryl estava tão quieto, resolvi chama-lo para o assunto.

—O que você acha Daryl? —Perguntei.

Ele pareceu viajar por uns instantes.

—Bom, será legal ter algo assim, mesmo não gostando de lá, é uma boa ideia.

—Temos a maioria. —Disse Rosita.

—Ótimo, amanhã iremos ir para lá, Rosita irá ir para me mostrar o caminho, Daryl irá ficar para tomar conta daqui.

Ele assentiu.

—Eu não acho que será uma boa ideia... —Disse Diana.

—Eu irei falar com eles. —Disse.

Rosita então novamente tomou a frente.

—Bem... Sobre isso... Acho que tenho outra pessoa para fazer isso [...]

P.O.V Vincent

*No outro dia de manhã*

Lori estava muito preocupada, estava lá no consultório logo de manhã com a Judith nos braços.

—Lori, eu ainda tenho que enfaixar o olho dele, não está muito bonito aquilo... Depois de enfaixado eu deixarei você vê-lo.

Ela não parava quieta, ficava andando de um lado para outro.

—Lori, isso não é bom para a Judith, essa agitação pode a fazer vomitar... Tem que se acalmar.

—Meu filho está lá dentro! Com um olho furado! Como vou me acalmar?! —Exclamou ela.

Neste momento Ed chegou junto ao Hershel.

—Ed, ajude-me a enfaixar o olho do Carl. —Falei. —Hershel, acalme a Lori.

Eles assentiram.

Eu então entrei com o Ed.

—Ele á deve estar acordado, devemos o deixar ver seu olho? —Perguntei.

—Não é o momento...

Nós então entramos no quarto dele.

—Eu nunca mais vou enxergar? —Perguntou ele logo que entramos.

—Sinto muito Carl, a bala furou completamente seu olho. —Falei.

—Não sinta, faz parte desse mundo agora, posso ao menos vê-lo?

Eu então neguei com a cabeça.

—Vamos enfaixar, depois que cicatrizar você vai ver, afinal vai ficar para sempre em você...

*Depois de enfaixado*

—Ótimo, agora Ed, se nos da licença, tenho algo importante para falar com o Carl. —Falei.

—Certo, se precisar chame. —Falou ele saindo.

Carl então virou o rosto.

—Carl, Amy me contou o que você fez...

—Eu sabia que ela ia contar! —Reclamou ele.

—Não a culpe... Só me diga o porquê você fez aquilo? Diga a verdade, serei seu amigo, não contarei a ninguém e vou garantir que Amy também não.

Ele então deu um longo suspiro.

—Minha cabeça dói, podemos falar disso depois? —Falou ele tentando fugir do assunto.

—Quero uma única resposta... Depois você irá descansar... Deve estar mal.

Ele novamente suspirou.

—É para abalar o Ron... Eu odeio ele, ele é um covarde... E o melhor é que ele é o culpado...

—Como assim?

—Em breve você descobrirá... Agora me deixe descansar [...]

 

 

 

 


Notas Finais


O capítulo anterior, esse e o próximo serão os mais importantes desta parte e terão o começo do desfecho, o fim da fic começará a ser desenhado (teremos mais vários capítulos) espero postar outro amanhã e outro domingo, aproveitar essa folga, não recebi minhas provas, mas 70% de certeza que eu aprovei em todas...
Espero que tenham gostado :333
Tava com saudades povo ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...