História Cinquenta tons de branco - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Exibições 86
Palavras 976
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Adivinhar quem e ?


 

sara- rin acorda você tem que comer meu amor.

narake-  deixa ela dormir querida.

rin- ai! minha perna esta doendo mãe _ disse ela se ajeitando com dificuldade na cama.

sara_ você esta se sentindo bem filha ? quer que chame o medico? 

rin- não eu estou bem sim ,mas não quero me casar com aquele homem mãe por favor! não deixa isso acontecer.

narake- calma filha isso não vai, mas acontecer depois daquele monstro a machucar pedir que cancelasse o contrato e vamos morar fora desse país sem eles saber pois temo que não queira cancelar, amanhã vamos sair desse hospital eles não sabem onde estamos provavelmente vai vim em nossa procura e temos quer sair daqui o mas rápido possível.

rin- menos mal nunca, mas quero ver aquele homem em minha frente ele do nada ficou bravo aquilo me assustou. 

inuyasha- bom dia rin como estar, tenho uma surpresa pra você bem não e uma das melhores, mas o meu irmão sesshoumaru que falar com você, e perguntou se podia entrar achei incrível a sua atitude de pergunta normalmente ele entraria achando o dono do mundo aconteceu algo entre vocês dois?  sei que você e a futura esposa dele por que  o meu pai inu no taisho me falou. 

rin- meu kami sama! mãe, pai !!!!_ olhava desesperada para ambos, que se encontravam imóvel diante daquela situação.           

inuyasha- calma rin por que estar assim ?

sara- vamos embora rin agora ! narake pegue a rin, e coloque em uma cadeira de rodas e vamos para o elevador.

inuyasha- mas vocês não pode fazer isso, ela tem que ficar aqui até amanhã para completar dois  dias.

narake- vejo que não saber de nada, fique sabendo que foi o monstro do seu irmão, que fez isso com minha filha não quero ele perto dela! agora saia da frente antes que passe por cima de você!  

inuyasha- eu.... 

sara- não precisa dizer nada_ disse ela aparentemente nervosa saindo do quanto junto com seu marido e sua filha.

sesshoumaru- já estava ficando impaciente pela demora não acredito que estou esperando uma humana ter a boa  vontade de mim ver, acho que ela nem que me ver. chutei o bebedouro onde estava encostado e respirei fundo foi quando sentir aquele cheiro outra vez, e fiquei procurando pelos cantos até a ver entrar no elevador junto com seus pais que já tinha me visto, mas ela não, fui em sua direção em passos rápidos, e mandei esperar,  mas não deu tempo foi ai que minha paciência escorreu pelo ralo abaixo descer a toda a velocidade para o lado de fora com a intensão assassina  nos olhos cheguei antes deles, e os esperei na porta da saída com os braços cruzados demostrando irritação. vir seus pais saírem as presas, mas não a vir pra onde foi aquela piralha ? eles me olhava com despreso, e passaram por mim sem falar nada na mesma hora peguei no braço da mulher que me olhava assustada querendo escapar de mim, e o seu marido mandando a salta-la aos gritos, agora sei de onde a humana puxou para ser tão barulhenta.             

narake- solte a minha mulher!  seu monstro!     

sesshoumaru- só a solto quando me dizerem onde estar a sua cria, aquela menina barulhenta.          

sara- já dissemos que não temos, mas nenhum contrato com vocês deixe a minha filha em paz! seu sem coração.

sesshoumaru- quem disse? o meu pai? não me lembro de ter escutado ele ter dito isso, agara pare de teatro por que a minha paciência já acabou a muito tempo, e não sei como não matei você e seu marido barulhento do inferno.

inuyasha- deixe eles em paz sesshoumaru, eles já disser que não quer mais, nada com a nossa família por que insiste nisso, se nem  mesmo gosta da menina ? 

sesshoumaru- isso não e da sua conta seu bastado! 

inu no taisho- outra vez fazendo escanda-los, vamos conversa la dentro aqui não e lugar de resolver assuntos_ disse olhando  para rua que agora estava com gente parada olhando aquela cena, e falando baixinho olhando para os três youkais que chamava atenção só pela cor de seus cabelos. 

novamente no hospital.......

inu no taisho- eu peço perdão pelo que aconteceu naquela dia, dou minhas sinceras desculpas sei que o meu filho não e digno  de despoja da sua filha, mas como um pai preocupado  com o futuro do seu filho lhe peço que dei a mão da sua filha para o meu filho, sei que ele não, e de todo o ruim e tenho certeza que sua filha vai ser feliz ao passar do tempo ao lado dele. 

sara- como pode dizer isso depois com que ele fez como minha filha.

narake- amor espere vem a quir por favor_ disse se  afastaram um pouco de onde estavam.              

narake- meu amor vamos dar uma chance para eles se não dar certo levamos a nossa menina daqui, e também se não concordamos acha mesmo que eles iriam nos deixar ir assim sem, mas e nem nenos, de cara lavada sem ter nenhuma consequência.          

sara- mas a nossa filha vai ficar muito magoada com nos! 

narake- eu sei, mas e a unica  decisão a tomar._ disseram voltando para perto.

sara- estamos de acordo, mas se não dar certo queremos nossa filha junto com um um quantia de dinheiro por ter feito  a minha filha sofre.

sesshoumaru- ótimo, mas a onde estar a sua  cria mulher.            

sara- esta na garagem esperando a nossa espera para fugimos de vocês.

sesshoumaru- ótimo disse indo até a garagem só quero ver a sua cara, quando saber que ela e outra vez, meu bichinho de estimação que meu pai me deu de presente. a encontrei de costa novamente para mim e me aproximei tampando os seus olhos e perguntando sensualmente no pé do seu ouvido adivinha quem é ?

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...