História Cinquenta Tons de Incesto - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Dakota Johnson, Ian Somerhalder
Personagens Anastasia Steele, Christian Grey, Dakota Johnson, Ian Somerhalder, Jason Taylor, Personagens Originais
Tags Anastásia, Christian Grey, Cinquenta Tons De Cinza, Drama, Ian Somerhalder, Incesto, Jamie Dornan, Romance, Sexo
Exibições 848
Palavras 4.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Muito obrigada pelos comentários, vocês são demais, espero que gostem desse capítulo

Capítulo 22 - Estreia


 

Ana e José estão andando entre os carros e observando todos os defeitos e os pontos positivos de cada um e o vendedor está seguindo eles enxergando um aluguel certeiro.

— Bom, eu queria que você alugasse aquela Ferrari ali – José aponta para a Ferrari vermelha que está estacionada majestosamente em cima de um tipo de palco de madeira decorada com tons de dourado e o carro brilha ao sol.

— Não, não quero chamar atenção no transito – Ana diz voltando a observar os carros, mas as lembranças do encontro com Christian está fresca em sua memória, ele parecia arrependido.

Que pena dele, pois ele me magoou muito e agora para me conseguir de volta vai ter que se superar— Ana pensa com amargura.

— Qual tipo de carro a senhorita procura? – O homem pergunta e Ana o encara.

— Um carro confortável, seguro e um pouco espaçoso – Ana diz e o vendedor assente.

— Bom, eu tenho um nessa faixa para mostrar a vocês, me sigam – Ele diz e Ana e José o seguem por entre os carros.

O homem para em frente ao carro azul metálico e Ana se apaixona por ele e pela cor.

— Esse é Mazda CX5, ele se encaixa nos padrões que a senhorita quer – O homem diz e Ana assente.

— Quero esse – Ela diz e o vendedor assente radiante e José dá uma volta por todo carro o admirando e o analisando por inteiro.

— Vamos ao meu escritório para ajeitar os papeis e claro, o pagamento – O homem diz e Ana assente e vai direto para o escritório e arruma tudo sobre o carro e volta já com a chave na mão e destrava o carro e José abre um sorriso.

Ana entra no banco de motorista e se aconchega no banco de couro macio e José faz a mesma coisa que ela e os dois colocam o cinto e Ana dá a partida e sai dirigindo pelas ruas de Seattle.

— Esse carro é bonito, mas prefiro uma Ferrari – José diz e Ana dá uma pequena risada.

— Porque essa marcação com a Ferrari? – Ana pergunta e José abre um sorriso.

— Acho um carro sexy – José diz e Ana dá uma risada.

— Ok então, se você acha – Ana diz.
— - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Christian estava sentado no seu escritório tentando se concentrar nos papéis a sua frente, mas sua mente está em Anastasia e sua fúria estava ligado a José, quem aquele filho da mãe pensa que é para assumir um filho que é meu? Eles só podem estar de brincadeira.

Mas foi você mesmo que recusou o filho, seu idiota— O lado da razão de Christian diz e ele franze o cenho sabendo que aquilo é verdade.

Christian pensava que depois que conseguisse provar que o filho de Leila não era dele, ia ficar tudo bem entre ele e Ana, mas pelo visto o destino quis foder com os dois e acabar com o “tudo bem“ deles. Christian balança a cabeça.

Mas uma vez ele tenta se concentrar mas não dá certo e se lembra da aparição de Anastasia no seu escritorio, ela estava linda com aquela calça jeans apertada e aquela blusa branca rendada que apertava seus seios de uma maneira deliciosa que fazia Christian sentir seu membro doer.

Ah, Ana— Christian pensa melancólico.

Lembre-se você virou as costas pra ela de uma maneira cruel, você merece passar por isso— Seu lado da razão mais uma vez fala com ele.

Christian dá um murro na mesa com toda a força e raiva que está no seu ser.

Tudo culpa dele, se ele tivesse sido mais compreensível só talvez Ana tivesse em seus braços agora, mas não, ele agiu da maneira mais horrível e cruel que pôde.

Christian se levanta da mesa e sai do escritório como um furacão, ele não pode trabalhar nessas condições. Ele tem que ir pro Escala e socar alguns sacos de boxer na sua academia.

A nova secretaria se levanta na hora em que o vê, mas Christian passa sem nem falar com ela e logo entra no elevador e assim que chega no hall, vê Taylor o esperando. Christian entra no Audi.

— Vá direto para o Escala – Christian diz com os dentes cerrados e Taylor assente.

— Sim, Senhor – ele diz e dá a partida no carro e já esta correndo pelas ruas de Seattle.
— - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Ana chega no apartamento junto com José umas três da tarde e Kate vem saltitando até ela toda feliz.

— Hoje á noite vai ser a festa de publicação da nossa revista – Kate diz com um sorriso enorme no rosto e Ana sorri também, mas não está nada animada para festas – E claro que temos aparecer, temos que ir com vestidos longos e os homens vão com terno, tudo muito lindo e chique – Kate diz rebocando Ana até a escada – E José, você vai com a gente – Kate diz enquanto sobe com Ana.

— Você tem vestido? Acho que eu não tenho – Ana diz e faz uma careta.

— Ok, vamos ver aqui – Kate diz e entra no closet de Ana e começa a cavar nas roupas.

Kate passa um tempo dentro do closet quando Ana escuta um ofegar.

— Kate, o que houve? – Ana pergunta entrando no closet. Kate aparece carregando um vestido preto com pedrinhas coloridas.

— Esse vestido é... divino – Kate esticando na frente delas.

Ana olha o vestido e se lembra de ter ganho ele do estilista dela lá em Londres.

— Eu ganhei ele – Ana diz e Kate continua tocando no vestido.

— Você vai com ele – Kate diz e coloca o vestido em cima da cama e vai atrás de um sapato para Ana. Ela vem e pega um sapato todo preto de salto alto.

— Pronto – Kate diz e Ana assente – Agora seu cabelo, iremos deixar ele solto para o lado e tudo fica lindo – Kate diz – E você usa esse brinco de brilhantes aqui – Kate completa e coloca um par de brincos na mão de Ana.

— Obrigada – Ana diz e Kate sorri.

— Agora quero mostrar meu vestido, vem – Kate arrasta Ana para fora do quarto. Chegando no quarto de Kate, Ana vê um vestido lindo esticado na cama dela. O vestido era preto e era apertado até o meio da coxa e depois se abria um pouco formando uma saia. Famoso vestido estilo sereia.

— Kate é lindo – Ana diz tocando o vestido.

— Uhum, mas eu não sei como prender meu cabelo – Kate diz fazendo careta.

— Bom, eu sei como, deixa eu fazer depois – Ana diz e Kate assente sorridente.

— O sapato sai ser preto com umas tachinhas douradas – Kate diz e Ana assente e se senta na cama de Kate – O que houve? – Kate nota que Ana está um pouco cabisbaixa.

— Hum, nada – Ana diz e Kate faz uma careta.

— Ana, não esconda nada de mim, vamos me diga – Kate se senta ao lado de Ana na cama.

— Bom, hoje eu ver minha mãe e ela pediu para eu entregar umas roupas que Christian tinha esquecido... – Ana conta tudo para ela até a parte que ela e José saíram do escritório dele e Kate a escuta com paciência e arregala os olhos quando Ana disse que Christian ficou com raiva quando soube que José ia assumir o filho dele.

— Meu Deus... – Kate diz com a boca aberta.

Ana assente e sente seu estômago se revirar e respira fundo.

— Eu... vou me deitar – Ana diz e Kate assente.

— Tudo bem, descanse – Kate diz e Ana sai do quarto dela e entra no seu e se joga na cama e pega no sono.
— - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Christian está massacrando o seu treinador na luta corpo a corpo. Ele está com tanta raiva e desconta tudo nos socos e nas chaves de braços.

Depois de muito tempo o treinador pede tempo e Christian o dispensa, ele se sente cansado mas a raiva continua lá. Ele sobe toma um banho frio e passa um tempo lá em baixo do chuveiro pensando no que Ana pode estar fazendo com José.

Séria uma pena se eles estivessem transando— O seu consciente do mal sussurra de maneira provocadora dentro da cabeça de Christian e ele fica com mais raiva... ou ciúmes.

Christian sai do box e se enxuga e se joga na cama e o cansaço toma conta dele e ele acaba dormindo.

Claro, que os pesadelos vêm junto.
— - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Ana acorda com Kate a balançando.

— ANA, vamos logo, vá tomar banho que eu já já venho fazer sua maquiagem e você vai fazer meu cabelo – Kate diz saindo do quarto de Ana.

Ana se levanta como um zumbi da cama e vai para o banheiro onde toma um banho demorado e sai de lá quando o espelho já está todo embaçado. Ela caminha para fora do banheiro e vê que já são sete horas da noite e a festa começa as oito horas. Ana veste uma calcinha, já que o vestido não precisa de sutiã.

Kate entra no quarto já usando o vestido que caiu perfeitamente no corpo dela e marcando a cintura fina de Kate.

— Hum, quer ajuda para vesti o vestido? – Kate pergunta e Ana assente e joga toalha em cima da cama e fica apenas de calcinha e sem sutiã e do nada José entra no quarto pronto.

— JOSÉ, SAI DAQUI – Ana grita e ele a olha e seus olhos param nos seios de Ana e ele sorri malicioso e Kate taca o travesseiro bem no meio da cara de José que resmunga e sai do quarto.

— Ana, você tem lindos seios – Ana escuta José dizer rindo atrás da porta do quarto e ela cora.

— Eu posso matar ele, é só me dá permissão – Kate diz subindo o vestido pelo corpo de Ana e fechando o zíper nas costas – Se vira – Kate pede e Ana se vira.
Kate a avalia e sorri.

— O vestido caiu como uma luva – Kate diz e Ana dá um sorrisinho.

Kate passa uma maquiagem em Ana e depois Ana calça o sapato preto.

Kate se senta e Ana faz o cabelo de dela  e depois de uns vinte minutos elas estão prontas e logo as duas descem a escadas e vêem um José largado no sofá quase pegando no sono.

— Acorda, Zé Mané – Kate diz dando um tapa na testa de José, que acorda rápido e olha para as duas e sorri.

— Vou ser o homem mais sortudo dessa festa, tenho duas beldades ao meu lado – José diz enganchando o braço direito no de Ana e o esquerdo em Kate.

— Vamos? – Kate pergunta e todos assentem.
— - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Christian acordou e desceu para o seu escritório onde começa a passar o tempo trabalhando, mas seu celular começa a apitar e vê que são noticias de Ana. Rapidamente ele abre a mensagem e vê que ela está em um evento de estreia da revista dela aqui nos Estados Unidos e abaixo da matéria tem uma foto dela. Nossa como ela está divina, Christian fica encarando a foto dela e vê um pequeno sorriso no rosto dela e depois de um tempo ela vê José ao lado dela a abraçando todo sorridente e com o braço envolta da cintura de Ana e outra foto onde ele quase dá um beijo na boca de Ana e outra em que ele ESTÁ BEIJANDO ANA NA BOCA.

— QUE PORRA É ESSA? – Christian pergunta gritando furioso quando vê a foto de Ana com José, se beijando.

Christian joga todas as coisas que está em cima da mesa no chão e fica andando de um lado para o outro muito nervoso. Ana não pode fazer isso, ela é dele e de mais ninguém, só dele.

Ele pega o celular e liga para Ana.
— - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Ana tinha acabado de chegar na festa junto com José e Kate. Ela e José tinham conversado no carro, sobre fazer um romance entre eles para depois poder anunciar a gravidez e dizer futuramente que o filho é de José, esse era o plano deles e já estava tudo pronto para começar hoje.

Então assim que os três saíram do carro, José abraçou Ana pela cintura e a guiou até o tapete vermelho onde vários flashes começaram a pipocar na frente dos dois. Ana virou para ver Kate mas se surpreendeu ao ver Kate com Elliot, todo vestido com um terno preto e uma gravata verde bem escura. Ele estava bonito e ele e Kate faziam um casal maravilhoso, dignos de uma capa na Vogue, como o casal mais bonito e elegante.

José e Ana param na frente das câmeras e tiram várias fotos e várias pessoas fazem perguntas e Ana apenas sorri e José aperta a cintura dela. Ele se aproxima do ouvido de Ana.

— Alguns pensam que eu sou gay, e é verdade, mas eu quero seguir nosso plano, vou lhe beijar agora – José diz e Ana abre um sorriso para as câmeras e encara José que se aproxima mais do rosto dela e cola os lábios macios dele nos lábio esculpidos de Ana. Ana retribui o beijo e vê mais flashes na direção deles. Depois de um minuto os dois param de se beijar e Ana sorri para José.

Ele guia ela até a entrada da festa e o próximo casal a entrar na linha das fotos são Kate e Elliot, ele pega Kate pela cintura e tasca um beijo de cinema em Kate, que fica sem reação, mas logo retribui o beijo do namorado e Ana e José começam a rir e entram na festa.

Eles passam por um corredor amplo onde a recepcionista os recebem e indicam onde ficará as mesas dos dois. Ana assente e pega na mão de José e os dois caminham até sair do corredor e vêem uma área aberta ao ar livre com um palco mais para o fundo várias mesas e pessoas conversando enquanto um som de alguma música calma invade o ambiente.

— Uau, que festa elegante e muito bonita – José diz encarando todo mundo e Ana assente.

— Isso é só por causa da estreia da nossa revista? – Ana pergunta e José sorri e assente.

— Vocês estão podendo – José diz caminhando com Ana ao seu lado até uma mesa bem a frente, onde está escrito “Anastasia Grey ; José Rodriguez ; Kate Kavanagh ; Elliot Grey

— Sim, estou nervosa – Ana diz segurando a mão de José com força.

— Ei, nada de ficar nervosa, lembra do que a Dra Grenee disse, nada de nervosismo, isso faz mal ao bebê – José diz e Ana assente e os dois são cumprimentados por muitas pessoas famosas e modelos que tiveram carreiras boas e outras nem tão boas assim. Vários homens ricos que pegam modelos tentou dar em cima de Ana, mas José fica encarando cada com um olhar mortal e então eles se afastavam.

Assim que todos falaram com ela e com José, Kate chega e todos falam com ela também. Ana se senta e José se senta ao lado dela e Ana escuta seu celular tocar. Ela pede licença e caminha para longe do barulho e chega ao um lugar mais calmo e sem nenhuma pessoa por perto.

Ana pega o celular e nem olha para quem está ligando e atende.

— Aló? – Ana diz.

— ANASTASIA, QUE PORRA É ESSA DE ESTAR SE BEIJANDO COM JOSÉ? – Ana se assusta com os gritos de Christian com ela, ele pensa que está falando com quem?

— Olha, escuta aqui, Sr Grey, a vida é minha e eu beijo quem eu quiser e quem eu bem entender, já que José será pai do meu filho então eu vou assumir um romance ou um namoro com ele, assim nós iremos cuidar juntos do meu bebê – Ana diz e escuta mais nada do outro lado da linha, apenas a respiração pesada de Christian contra o celular.

— Anastasia, eu... me desculpe por ter virado as costas para você... – Christian diz e Ana ri ironicamente.

— Agora que você vêm se desculpar? Oh Christian, você não sabe o quanto eu estou furiosa com você – Ana diz e respira fundo – Agora se me dá licença eu vou voltar para a minha festa, junto com o cara que vai ser o meu homem daqui para frente – Ana diz e já escuta o Christian se preparando para gritar e desliga na cara dele.

Ana joga o celular dentro da pequena bolsa e respira fundo tentando controlar o mal estar que consome ela agora depois dessa conversa com Christian. Ela se senta em uma cadeira que estava perto do local onde ela está e fica ali sozinha pensando em tudo desde o momento em que se encontrou com Christian depois da sua volta de Londres.

Naquele momento ela tinha um desejo muito grande por ele e ainda continua, ela sabe que no fundo o ama, mas ele fez coisas tão idiotas com ela e a magoou tanto e o sentimento continua ali, dentro dela, dentro do coração dela, se ela pudesse sentir isso por outra pessoa Ana na hora faria isso, mas como ninguém tem controle sobre o amor, bom, ela se fodeu.

Ana se levanta arruma o vestido e caminha de volta para a mesa onde já estão servindo os champanhe e sucos. Ana pega um copo de suco e bebe ele sem dó, sua garganta parecia uma lixa.

A festa se passou e muitas pessoas conversavam com elas pedindo cartões para contratar elas para futuras campanhas e revistas e desfiles. Kate ficou muito feliz e aceitou e entregou seu numero e o de Ana para todos eles.

Logo a festa se seguiu e ia começar a apresentação das fotos delas. Primeiro veio Kate, com suas roupas lindas, com a maquiagem perfeitas, fazendo uma cara sexy e séria. Assim que mostraram pelo menos umas dez fotos de Kate, todos aplaudiram e a observavam com interesse. Assim veio as fotos de Ana, todos ficaram observando a cara séria e o perfil perfeito de Ana e as roupas e maquiagens magníficas que sua equipe fez, logo depois de mostrarem umas dez fotos de Ana, fizerem uma apresentação dos estilistas das duas.

Eles subiram ao palco e Tom estava lá, junto com a estilista de Kate. Ana nem sabia que Tom estava lá, senão já teria falado com ele á muito tempo.

O apresentador da festa pegou o microfone e começou a fazer perguntas para cada um.

— Tom, como foi trabalhar com Anastasia Grey? – Ele perguntou e Tom sorriu.

— Bom, ela é uma meninas adorável e muito focada no seu trabalho, ela não demonstra timidez quando o assunto é tirar fotos e simplesmente em todas as fotos ela se saiu bem e foi muito difícil escolher apenas dez fotos dela, já que todas ficaram perfeitas, eu adorei começar a trabalhar ao lado dela e espero que passemos muito tempos juntos, adorei desenhar roupas para ela e ela é minha nova musa inspiradora – Tom diz e todos aplaudem e Ana o encara sorrindo amplamente e aplaude ele também.

O apresentador fez a mesma pergunta a estilista da Kate e ela começou a falar vários lados bom de se trabalhar e vestir Kate e ao lado de Ana, Kate parecia que ia explodir igual a fogos de artifício, ela quicava de fez em quando na cadeira e apertava a mão de Elliot e sorria demais para a estilista dela.

Logo o apresentador chamou Ana e Kate ao palco e as duas foram caminhando até lá e o apresentador segurou na mão das duas para ajudá-las a subir no palco.

— Vocês estão extremamente lindas e divinas hoje, creio que todos amaram as fotos e que será um sucesso de vendas, mas me diga, Anastasia, como foi trabalhar com um novo estilista e com uma nova equipe de preparação? – Ele perguntou.

— Então, assim que cheguei no estúdio, foram logo me apresentando a Tom e eu de cara já gostei dele assim como da Eva, Clark e Lily, eles são profissionais muito qualificados e eu simplesmente amei conhecer eles e quero que eles sejam minha equipe até o fim de minha carreira – Ana diz e logo as pessoas aplaudem e Tom abraça Ana e fala no ouvido dela.

— Desculpa não ter falado com você antes, eu estava nervoso com esse negócio de falar aqui em cima desse palco – Ele diz e Ana ri e ela fica ao lado dele até Kate dizer o que achou de sua equipe.

Depois de tudo isso o jantar foi servido e Ana não estava muito afim de comer aquela comida, seu estômago parecia muito inquieto desde de ontem a noite, mas ela fez uma força para comer algo hoje na hora do almoço e conseguiu fazer a comida parar em seu estômago, mas agora parece que até o cheiro faz com que ela queria correr para o banheiro e colocar tudo para fora.

— Não vai comer, Ana? – Elliot pergunta e Ana nega – Porque? – Ele pergunta mais uma vez.

— Estou sem fome – Ana diz desviando o olhar da comida a sua frente.

— Tudo bem então – Elliot diz e volta a comer e Ana encara as pessoas ao lado de sua mesa.

— Ana, você tem que comer – José diz e ela o encara e balança a cabeça em negativa.

— Não, eu não... consigo – Ela sussurra para ele e José a encara e respira fundo.

— Ok então, mas quando chegarmos em casa, vou fazer algo para você comer e você irá comer sem reclamar – José diz e Ana assente.
— - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Christian estava furioso, Ana vai começar a namorar com aquele merdinha e ainda vai cuidar do filho dele com aquele homem.

Ele sobe com um copo de whisky para o seu quarto e toma um longo gole e se deita na cama depois de esvaziar o copo, ele só não vai atrás dela porque senão ele a pegaria a jogaria sobre os ombros e daria uns bons murros em José e depois levaria Ana para seu quarto dos jogo e a castigaria com seu chicote preferido e depois mataria a saudade do corpo de Ana com uma foda muito prazerosa, dura e forte, e depois faria amor com ela para demonstrar todo seu amor.

Com esses pensamentos Christian pega no sono.
— - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - * * * - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Leila estava em seu apartamento acariciando a sua barriga, por mais que o filho não seja de Christian e sim de um qualquer ela ama o bebezinho que está dentro dela. Ela escuta o celular tocando e logo atende.

— Elena? – Leila pergunta.

— Sim, minha menina, sou eu – Elena diz sorrindo.

— O que houve pra você me ligar a essa hora? – Leila pergunta desconfiada.

— Bom, só quero dizer que começaremos o nosso plano B, amanhã a noite – Elena diz sorrindo.

— Já está tudo pronto? – Leila pergunta se animando.

— Sim, está, é só você fazer a sua parte – Elena diz.

— Eu vou, eu vou fazer tudo direito – Leila diz.

— Lembre-se, começaremos amanhã a noite - Elena diz e desliga o celular.
 


Notas Finais


Um capítulo calmo, mas logo logo começa a bagaceira, espero que tenham gostado.

Continuo? Sim? Não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...