História Cinquenta Tons de Queen - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow
Tags Helena&tommy, Olicity, Outros
Visualizações 115
Palavras 1.541
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Capa nova da historia feita por uma leitora do Nyah.
(Amores Leiam as notas finais Pfv)

Capítulo 6 - Ressaca...Atrevida e...Cavaleiro andante?Acho que...Não!


Fanfic / Fanfiction Cinquenta Tons de Queen - Capítulo 6 - Ressaca...Atrevida e...Cavaleiro andante?Acho que...Não!

Ela dormia em meus braços e por alguma razão não quero solta-la mas preciso para tirar seu vestido e saltos. 

Realmente gostaria de dar-lhe um banho, mas isso seria pisar além dos limites. 

Na minha suíte retiro minha jaqueta e deito-a na cama. Ela murmura uma vez mais, mas não acorda. 

Rapidamente tiro seus saltos,então puxo o zíper de seu vestido e o retiro.Ela cai de costas na cama,espalhada como uma estrela do mar,todos braços e pernas pálidos, e por um momento eu imagino aquelas pernas em volta da minha cintura enquanto seus pulsos estão amarrados na minha cruz de Santo André.Há uma cicatriz em sua cintura e me pergunto o que aconteceu para ela consegui-la. 

Eu a sento e ela abre os olhos. 

—Olá,Felicity-sussurro colocado uma camisa minha nela 

—Oliver...- ela murmura tocando meu rosto. 

—Sim, querida.-coloco-a de volta na cama. Ela fecha os olhos novamente e rola para o lado dela, mas desta vez se encolhe numa bola, parecendo pequena e vulnerável. Puxo as cobertas sobre ela e planto um beijo em seu cabelo e fico abraçado nela sentindo seu perfume. 

Morangos,outono....deliciosa...Felicity. 

Seus lábios estão entreabertos,e sua pele parece impecável. Mais um toque é tudo o que me permito quando acaricio seu rosto com as costas do meu dedo indicador. 

—Durma bem,anjo-murmuro,e dirijo-me para a sala de estar  

Coloco o saco de roupa suja fora da minha suíte para que seja recolhido e seu conteúdo lavado. 

Antes de verificar os meus e-mails e mando um e-mail rápido para Slade. 

De: Oliver Queen 

RE: Srta Felicity Smoak 

20 de maio de 2017 23:46 

Para: Slade Wilson 

Bom Dia, 

Você poderia por favor encontrar os seguintes itens para a senhorita Smoak e entrega-los no meu quarto habitual até às 10:00 horas. 

Vestido:Florido 38 

Sapatilha:Bege 36  

Lingerie: Roupa de baixo - tamanho pequeno. Soutien-Estimativa 34C. 

Obrigado. 

Oliver Queen 

CEO, Queen Consolidated. 

  

Depois que ele desapareceu da minha caixa de saída, mando mensagem de texto para Tommy. 

Felicity está comigo. 

Se você ainda está com Helena,diga a ela. 

  

Ele me manda um texto em resposta. 

Eu direi. 

Espero que você dê uma trepada. Você está muitooo necessitado. ;) Sua resposta me faz bufar. 

Vá se foder Tommy 

Abro meu e-mail de trabalho e começo a ler. 

  

Duas horas mais tarde vou para a cama. É pouco depois de 1:45h.Felicity está dormindo e não se moveu de onde eu a deixei. Tiro minhas roupas,e deito ao seu lado. Ela está em coma; é improvável que acorde e me toque. Hesito espero a escuridão inchar dentro de mim, mas ela não vem à tona, e sei que é porque estou assistindo ao hipnótico subir e descer de seu peito, e estou respirando em sincronia com ela. Inspira. Respira. Inspira. Respira. Por segundos, minutos, horas, não sei, eu assisto. 

Enquanto ela dorme examino seu lindo rosto. Seus cílios tremulando enquanto ela dorme, seus lábios entreabertos.Ela murmura algo ininteligível e sua língua se lança para fora e lambe os lábios. É excitante,muito excitante. Finalmente caio num sono profundo e sem sonhos. 

... 

Quando abro meus olhos,estou momentaneamente desorientado.Ah 

sim. Eu estou em Central City.O relógio na minha cabeceira diz 07:50  

Quando foi a última vez que dormi até tão tarde? 

Felicity. 

Só então noto que minhas mãos envolviam sua cintura em um aperto.Sua mão direita repousava em meu pescoço e eu respiro fundo saindo da cama rapidamente. 

Nunca havia dormido com uma mulher. Trepei com muitas, mas acordar ao lado de uma mulher jovem e sedutora é uma experiência nova e estimulante. Meu pau concorda. 

Isso não pode acontecer. 

Relutantemente, saio da cama e troco o pijama pelas minhas roupas de corrida. Preciso queimar esse... excesso de energia. Enquanto coloco meu moletom penso e não me lembro da última vez que dormi tão bem. 

Na sala de estar, ligo meu laptop, verifico meus e-mails e respondo a dois de minha socia Sara e um de Laurel. Isso leva um pouco mais de tempo do que o habitual, pois estou distraído sabendo que Felicity está dormindo no quarto ao lado. Eu me pergunto como ela sentirá quando acordar. 

Ressaca. Ah. 

No minibar encontro uma garrafa de suco de laranja e esvazio num copo. Ela ainda está dormindo quando entro, seu cabelo uma exuberância de mogno espalhado por seu travesseiro, e as cobertas deslizadas até abaixo de sua cintura.A camiseta subiu até a barriga. 

A visão desperta meu corpo mais uma vez. 

Pare de ficar aqui de pé cobiçando a garota, pelo amor de Deus,Queen. 

Tenho que sair daqui antes que faça algo de que vou me arrepender. Coloco o copo na mesa de cabeceira, vou até o banheiro, encontro dois Advil no meu kit de viagem, e os deposito ao lado do copo de suco de laranja. 

Com um último olhar demorado em Felicity,a primeira mulher com quem já dormi.Saio para a minha corrida. 

Quando volto,há uma sacola na sala de estar de uma loja 

que não reconheço. Dou uma olhada e vejo que contém roupas para Felicity. 

Pelo que posso ver,Slade fez bem.E tudo antes das 9:00h. 

O homem é uma maravilha. 

A porta do quarto está fechada,por isso suponho que ela não foi embora e que ainda está dormindo. 

É um alívio. Debruçado sobre o menu do serviço de quarto, decido pedir comida. Ela deve ter fome quando acordar, mas não tenho ideia do que ela come, portanto, em um raro momento de indulgência encomendo uma seleção a partir do menu de café da manhã. Sou informado que vai demorar meia hora. 

Hora de acordar a deliciosa senhorita Smoak; ela já dormiu o suficiente. 

Agarrando minha toalha de treino e o saco de compras, bato na porta e entro.Para minha alegria, ela está sentada na cama.Os comprimidos já se foram e assim como o suco. 

Ela empalidece quando perambulo pelo quarto. 

Mantenha isso casual, Queen.Você não quer ser acusado de sequestro. 

Ela fecha os olhos, e suponho que é porque ela é envergonhada. 

—Bom dia,Felicty.Como se sente? 

—Provavelmente melhor do que mereço-ela murmura  

Quando ela vira para olhar para mim seus olhos estão incrivelmente grandes e azuis, e embora seu cabelo levemente bagunçado...ela parece deslumbrante. 

Seus olhos azuis me olham fixamente.Não tenho nem ideia do que está pensando,como sempre. 

—Como cheguei até aqui?-pergunta com a voz baixa,constrangida talvez. 

Sento ao seu lado na cama.Consigo sentir o embriagante cheiro que ela tem  

—Depois que você desmaiou não quis pôr em perigo o meu carro caso você se sentisse mal novamente,então te trouxe para cá.-Respondo dando os ombros. 

—E eu passei mal de novo? 

—Não.-Graças a Deus 

—Você me colocou na cama?-perguntou curiosa. 

—Sim.-respondi simplesmente. 

—Você que me trocou?-exclama 

—Sim.-Elevo uma sobrancelha 

Quem mais o faria? 

—Puta merda,não vai falar que...-a interrompo 

—Felicity,você desmaiou e acredite necrofilia não é a minha praia.Eu gosto que das mulheres conscientes e bem receptivas-respondo secamente. 

—Ah sim-da os ombros 

Meus lábios esboçam um sorriso zombeteiro. 

—Foi uma noite muito divertida. Demorarei para esquecê-la. 

Vejo seu olhar se tornar....Possesso talvez 

— Não tinha por que vir ao meu encontro,provavelmente usando algum aplicativozinho porcamente montado da internet-retruca aborrecida  

A olho fixamente, surpreso até ofendido.Whoa! Agora ela está brava. Por quê? 

—Bom se não tivesse ido te buscar,certamente você teria despertado na cama do fotógrafo e,se não estou enganado,você não estava muito entusiasmada com os métodos dele de te galantear-Digo irritado.Ela é a primeira pessoa que teve coragem de falar assim comigo 

Ela pisca um par de vezes, em seguida, começa a rir. 

Ela está rindo de mim novamente. 

—Galantear?Quem usa esse modo de falar hoje em dia?-pergunta rindo-De que conto medieval você tirou isso? Parece um cavaleiro andante. 

Ela é sedutora. Está me desafiando... de novo, e sua irreverência é refrescante, muito refrescante. No entanto, não tenho nenhuma ilusão de que sou um cavaleiro de armadura. 

Rapaz, ela tem a ideia errada.E embora isso não seja favorável a mim, sou obrigado a avisá-la de que não há nada romantico ou "cavaleiro andante" em mim 

—Não Felicity.Definitivamente não me encaixaria em um conto de fadas-Lhe lanço um sorriso-Jantou ontem?-mudo de assunto.  

Ela nega com a cabeça.Sabia!!! 

— Tem que comer.Por isso passou mal.Na verdade,é a primeira norma quando se bebe.-Passo a mão pelo cabelo, mas agora estou puto. 

—Vai realmente continuar brigando comigo?-pergunta parecendo mais brava. 

—Estou brigando?-indaga confuso 

—Está parecendo-resmunga  

—Eu só estou falando que...se fosse minha,você ficaria uma semana sem conseguir sentar depois do que aprontou ontem.Você não comeu, tomou um porre, se arriscou.-O medo em meu instinto me surpreende; tão irresponsável, assumindo esse comportamento de risco.Não quero nem pensar no que poderia ter acontecido-Ela faz uma carranca. 

—Não teria me acontecido nada.Eu estava com a Lena. 

Grande ajuda ela era! 

—E o fotógrafo?-Replico. 

—Billy simplesmente passou da conta.-Diz como se não fosse nada. 

—Bem,na próxima vez que ele passar da conta, alguém deveria lhe ensinar algumas maneiras. 

—Parece se importar demais com a disciplina.-diz entre dentes. 

—Ah você não sabe o quanto.-digo sorrindo de canto. 

Uma imagem dela algemada ao meu banco,me vem à mente,seguido pelo uso criterioso de um cinto ou correia. Sim... isso poderia ensiná-la a não ser tão irresponsável.O pensamento é extremamente atraente. 

Ela está olhando para mim com os olhos desafiadores, e isso me deixa desconfortável. Ela pode ler minha mente? Ou ela está apenas olhando para um rosto bonito. 

 

 

 


Notas Finais


Gostaria de agradecer aos comentários e me desculpar por ainda não tê-los respondidos mas o farei
Gostaria de explicar o por que da minha demora em postar esse capitulo,porém antes gostaria de esclarecer que será dividido em duas parte por isso ele está menor que os últimos como irão perceber.
Bom estive esses dias sem postar pois no dia de junho segunda-feira minha tia faleceu que já vinha mal por que seu coração estava muito fraco e ela precisava de um transplante e também estava com labirintite e por esse motivo não estava tendo cabeça para muitas coisas,porém não vou abandonar a historia só não tenho como publicar o próximo ainda hoje mas tentarei posta-lo até quarta.
Desde já agradeço a cada um que Favoritou,Comentou e até mesmo aqueles que apenas acompanham. espero que gostem S2...

(OBS:O proximo sera ainda pelo Ollie )

Até o próximo bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...