História Cinquenta Tons Vale Camil - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Angélica Vale, Jaime Camil
Personagens Letícia "Lety" Padilha Solís
Tags Amor, Angel, Angélica Vale & Jaime Camil, Camil, Valecamil, Vida
Visualizações 42
Palavras 560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - O Senhor Fala Como Um Maníaco


Fanfic / Fanfiction Cinquenta Tons Vale Camil - Capítulo 5 - O Senhor Fala Como Um Maníaco


À parte os quadros o restante da sala é frio limpo e asséptico. Pergunto-me se reflete a personalidade do Amônia que afunda graciosamente... 


Numa das poltronas branca de couro a minha frente. Balanço a cabeça pertubarda com o rumo disse meus pensamentos e retiro as perguntas de Vicki da mochila. Em seguida, configuro o gravador digital canhestramente deixando- o cair duas vezes na mesa de centro diante de mim.Sr.Camil não diz nada, aguardando com paciência-espero-enquanto fico cada vez mais sem jeito e nervosa... 


Quando arranjo coragem para olhar para ele, ele está me observando, uma de suas mãos relaxadas no colo e a outra segurando o queixo, passando o esguio dedo médio nos lábios....Acho que está tentando conter um sorriso.

(AV):Desculpe-gaguejo. -Não estou acostumada com isso...

(JC):Não tenha pressa, Srta. Vale- diz ele

(AV):O senhor se incomoda. Se eu gravata a entrevista?

(JC):Depois de todo o esforço para configurar o gravador, é agora que me pergunta?

Enrubesço.Ele está me provocando? Acho que sim.Pisco para ee sem saber bem o que dizer, e acho que ele fica com pena de mim, orquestra cede...

(JC):não, não me importo...

(AV):Vicki quer dizer a Srta.Eduarda, explicou-lhe para o que era a entrevista?

(JC):Sim. Para sair na edição de formatura do jornal da faculdade, já que eu vou entregar os diplomas na cerimônia de graduação deste ano...

Ah! Isso é novidade. Para Mim, e fico temporariamente preocupada com a ideia de que uma pessoa não muito mais velha que eu-ok, talvez mais ou menos uns seis anos. Mais velha, e ok, muitíssimo bem- sucedida, mas mesmo assim- vai entregar meu diploma. Franzo a testa, direcionado a minha atenção rebelde para a tarefa em questão.

(AV):Ótimo.-Engulo em seco.-Tenho algumas perguntas, Sr. Camil.-Coloco uma mecha de cabelo desgarrada atrás da orelha...

(JC):Acho mesmo que poderia ter- diz ele, inexpressivo.

Está debochando de mim.Minhas bochechas ficam vermelhas e eu me empertigo na cadeira, esticando as costas para parecer mais alta e mais intimidadora. Aperto o botão do gravador, tento parecer proficional.

(AV):O senhor e muito jovem ara ter construir um império deste porte.A que deve ser seu sucesso?

Olho pra ele. Seu sorriso é enternecedor mas ele parece vagamente desapontado.

(JC):Os negócios tem a ver com pessoas, Srta. Vale, eu sou muito bom em avaliar pessoas. Sei como elas funcionam, o que as faz florescer, o que não faz, o que as inspiras e como incentivá-las. Emprego uma equipe excepcional, e recompenso-a bem.-ele faz uma pausa e me fita com aqueles. Olhos cinzentos . -Acredito que, para alcançar o sucesso em qualquer projeto, é preciso dominá-lo, entendê-lo por completo, conhecer cada detalhe. Trabalho muito para isso. Tomo decisões com base na lógica e nos fatos. Tenham instinto natural capaz de detectar e promover una boa ideia, é boas pessoas. No fim, o fato preponderante sempre se resume a pessoas competentes....

(AV):Quem sabe o senhor somente tenho sorte...Isto não estava na lista de Vicki, mas ele é muito arrogante. Una expressão de surpresa brilha rapidamente. Em seus olhos cinzentos ...

(JC):Não acredito em sorte ou acaso, Srta. Vale. Quanto mais eu trabalho mais sorte pareço ter.A questão é realmente contar com as pessoas certas em sua equipe e sabe selecionar a energia delas.Acho que foi Harvey Firestone que disse:" O crescimento e o desenvolvimento. Das pessoas. E a Maitê ambição da liderança "....

(AV):O senhor fala como um maníaco por controle- As palavras saem  de minha boca antes que eu possa impedi-las....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...