História Cinquenta Tons Vale Camil - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Angélica Vale, Jaime Camil
Personagens Letícia "Lety" Padilha Solís
Tags Amor, Angel, Angélica Vale & Jaime Camil, Camil, Valecamil, Vida
Visualizações 33
Palavras 730
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Ainda Sobre a Entrevista


Fanfic / Fanfiction Cinquenta Tons Vale Camil - Capítulo 6 - Ainda Sobre a Entrevista


(JC):Não acredito em sorte ou acaso, Srta. Vale. Quanto mais eu trabalho mais sorte pareço ter.A questão é realmente contar com as pessoas certas em sua equipe e sabe selecionar a energia delas.Acho que foi Harvey Firestone que disse:" O crescimento e o desenvolvimento. Das pessoas. E a Meta ambição da liderança "....

(AV):O senhor fala como um maníaco por controle- As palaveascsaem de minha boca antes que eu possa impedi-las....

(JC):ah,eu controlo tudo Srta. Vale - Diz ele sem nenhum vestígio de humor no sorriso...

Olho para ele e ele sustenta meu olhar,impassível.Meu coração bate mais depressa e meu rosto torna a corar...

Por que ele me deixa tão nervosa?Será pela impressionante aparência física?Pelo olhar inflamado que dirige a mim?Pelo jeito de passar o dedo no lábio inferior?Queria que ele parasse de fazer isso...

(JC):Além do mais é possível conquistar um imenso poder quando nos convencemos,em nosso devaneios mais secretos,de que nascemos para controlar - Prossegue ele, com a voz macia....

(AV):Acha que possui um imenso poder? - Maníaco por controle.

(JC):Emprego mais de quarenta mil pessoas, Srta. Vale. Isso me dá certo senso de responsabilidade , ou poder , se quiser chamar assim.Se eu resolvesse não me interessar mais por telecomunicaçao e vendesse minha empresa , em um mês , mais ou menos , vinte mil pessoas teriam dificuldade para pagar suas hipotecas....

Meu queixo cai.Estou estarrecida com sua falta de humildade...

(AV):O senhor não tem um conselho ao qual precise responder?-Pergunto enojada...

(JC):A empresa é minha. Não tenho que responder a ninguem. - Ele ergue uma sombrancelha pra mim...

É claro que eu saberia disso se tivesse feito alguma pesquisa. Mas cacete ele é muito arrogante. Mudo de enfoque...

(AV):E tem algum interesse fora o trabalho?

(JC):Tenho interesses variados , Srta. Vale . - A sombra de um sorriso toca seus lábios - Muito variados...

E por alguma razão, fico confusa e excitada com seu olhar constante. Seus olhos estão iluminados com algum pensamento perverso...

(AV):Mas se trabalha tanto o que faz pra relaxar

(JC):Relaxar? - Ele sorrir revelando dentes brancos perfeitos. Prendo a respiração . Ele é mesmo bonito. Ninguém devia ser tão atraente. - Bem, para " relaxar " como você diz eu velejo ,voo,me entrego a várias atividades física .- Ele se mexe na cadeira . - Sou um homem muito rico. Srta. Vale e tenho hobbies caros e apaixonantes...

Dou uma rapida olhada nas perguntas de Vicki , desejando mudar de assunto.

(AV):O senhor investe no setor manufatureiro.Por que, especificamente? -Pergunto.Por que ele me deixa tao desconfortavel?

(JC):gosto de construir coisas ,gosto de saber como funcionam:o que fazer com que funcionem como construi-lás e desconstrui-las .E tenho adoraçao ´por navios o que mais posso dizer?

(AV):parece que é o seu coraçao falando e nao a logica e os fatos. - Ele repuxa o canto da boca e me avalia como olhar...

(JC):É possivel. Embora muitas pessoas digam que eu não tenho coração...

(AV):Por que diriam isso?

(JC):por que me conhecem bem. -Ele da um sorriso irônico...

(AV):Seus amigos diriam que é facil conhecê-lo ? -Arrependo-me da pergunta tão logo a faço.Não está na lista de Vicki...

(JC):Sou uma pessoa fechada, Srta. Vale. Esforço-me muito para proteger minha privacidade .Não dou muitas entrevistas...

(AV):Por que aceitou dar esta?

(JC):Porque sou benemérito da universidade e em termos práticos não consegui me livrar da Srta. Eduarda. Ela não parou de importunar meu pessoal de relações públicas e eu adimiro esse tipo de tenacidade....

Eu sei o quão tenaz Vicki pode ser.Por isso estou sentada aqui me contorcendo embaraçadamente sob o olhar penetrante deste homem lindo,quando deveria estar estudando para as provas...

(AV):O senhor tambem investe em tecnologia agricula .Por que se interessa por essa area ?

(JC):Não podemos comer dinheiro Srta. Vale e há muita gente neste planeta que não temo que comer...

(AV):essa justificativa soa muito filantrópica.È algo que o torna passional? Alimentar os pobres do mundo?

Ele dá de ombros muito evasivo..

(JC): È um negocio inteligente - murmura embora eu ache que esta sendo pouco sincero

(AV):O senhor tem uma filosofia ?Caso tenha qual é?

(JC):não tenho filosofia propriamente dita. Talvez alguns principios orientadores . Como diz Carnegie: "O homem que adquire a habilidade de tomar posse completa da propria mente, pode tomar posse de qualquer coisa a que tenha direito."Sou muito singular ambicioso .Gosto de controlar a mim e a quem me cerca.

(AV):Então gosta de possuir coisas?

(JC):Quero merecer possuí-las, mas sim em resumo eu gosto...

(AV):o senhor parece ser um consumidor voraz...

(JC):eu sou - Ele sorrir mas o sorriso nao alcança seus olhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...