História Circunstância. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, V
Exibições 46
Palavras 650
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi sz
É bem tristinness, mas é legal de escrever qq
Boa leitura sz

Capítulo 1 - Capítulo único♥


Era uma noite qualquer. Estava frio, e ótima noite para dormir.

Menos para Taehyung. 

Ele estava triste, cansado, e aflito. Faz umas três horas que seu namorado tinha ido fazer uma visita, o que parece ótimo.

Mas não é. Taehyung foi ao médico semana passada, e descobriu que tinha câncer em estado terminal. Ele chorou, chorou muito. O seu mundo havia desabado. O que fazer? Como prosseguir? Como contar à Hoseok sobre sua doença? Taehyung se sentia péssimo. Não só fisicamente, se sentia péssimo emocionalmente também.

Hoseok o ama tanto, e mentir para ele fazia Taehyung se sentir um monstro. 

Hoseok era um doce de pessoa. Amava seu namorado mais do que a si mesmo. E nem assim Taehyung se confortava.

 Quer saber? Não posso esconder isso dele, se realmente ele me amar ele vai compreender.

Pensou Tae. Pensou, pensou, pensou tanto e puff. Teve que achar um caminho, ele não teria coragem de dizer tudo isso pessoalmente a Hope.—Apelido dado por ele mesmo, Hope significa esperança. Hoseok É para Taehyung a esperança de que tudo vai ficar bem.— Então resolveu ligar.

Seria por meio de uma ligação que Taehyung iria falar a verdade para o namorado.

— Alô?

— Hope, posso falar com você?

— Ah, oi amor. Claro que pode.

— Eu vou contar, e você só vai responder quando eu terminar tudo, ok?

— Ok...

— Então, Hoseok, eu fui diagnosticado com leucemia, em estado terminal. Faz umas duas semanas que isso ocorreu, e faz duas semanas que venho mentindo pra você. Sei que não foi o certo, sei que não foi a melhor escolha pra você. Mas foi a melhor escolha pra mim. Eu tenho medo de perder você, afinal, quem iria querer se relacionar com alguém que tem 90% do corpo consumido por câncer? Hoseok, eu só fiz isso porque te amo. Sei que você nem vai querer olhar mais na minha cara, mas veja meu ponto de vista. O que você faria se: 1)  Estivesse morrendo, mas não tem coragem de contar ao seu namorado porque tem medo de ser abandonado. 2) Sentir dores todas as  noites acompanhadas pelo peso da culpa. 3) Se sentir um idiota por não ter coragem de falar tudo pessoalmente e ter que fazer uma ligação? Me desculpe, Hoseok...Mas se errei, foi porque eu deveria errar.

— T -Taehyung...

— oi...?

— Tenho que desligar.


Após isso, Hoseok desligou o telefone.

Ele chorava de um lado, e Taehyung do outro. Hoseok chorava de medo, medo de perder alguém que ama muito, medo de ser esquecido. Mesmo sabendo que a vida é um filme, nós somos os protagonistas, e todos morremos no final do filme.

Já  Taehyung chorava de alívio. Era um alívio saber que não precisava esconder uma verdade tão dolorosa, por tanto tempo.

[ ... ]

Se passaram 3 dias depois daquela ligação.

Hoseok e Taehyung não se falavam, trocavam mensagens, ou se viam mais. Taehyung achava que tudo tinha acabado alí. Já era. Ele se pôs a chorar, pois sabia que havia perdido o amor da sua vida. Assim que ele se deita na cama, na tentativa de dormir, a campainha toca, e ele vai atender.


— Quem é?

— Oi...

— H-hoseok? O que você tá fazendo aqui?

— Não posso visitar mais o meu namorado?

— A gente não terminou?

— E por que iríamos terminar?

— Eu sou doente...E não tenho muitas chances de...-

— Ei... Eu prometo te amar acima de qualquer circunstância, e não vai ser uma doença que vai me fazer parar de sentir sentimentos por ti. Sei que você pode morrer à qualquer minuto, mas sei também que eu aproveitei bastante vários outros minutos com você durante 3 anos.

— Hoseok...

— Eu te amo.

— Eu te amo.

— Vou estar sempre aqui, ok?

— ok.

A partir desse dia, Tae nunca mais ousou duvidar dos seus sentimentos por Hope e vice versa. Se os dois se amam de verdade, não vai haver barreiras fortes o suficiente para acabar com o amor dos dois. A vida é uma montanha russa, que só sobe.



Notas Finais


Pegaram referências? ewe
Espero que tenham gostado szszsz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...