História CIRCUS (Block b.) - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Block B, Zico
Personagens B-Bomb, Jaehyo, Kyung, P.O., Personagens Originais, Taeil, U-Kwon, Zico
Tags Blockb, Kpop, Romance
Exibições 77
Palavras 1.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Mistério

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~~Explicação nas notas finais

Boa leitura 😘

Capítulo 19 - Fique bem longe daquele homem


Minah podia se considerar a pessoa mais azarada do mundo. Sério.
Ela já tinha perdido a conta de quantas vezes passou por apuros ou entrou em um labirinto de perguntas sem respostas.
Por isso estava sentada naquela mesa, em um restaurante qualquer escondido entre os becos de Seul, esperando ansiosamente a resposta da garçonete.

-Ei, garota- Minah olhou em direção da voz -Ele já está vindo.

Ele. Por alguns segundos ela cogitou que seria impossível encontrá-lo, ou que ele não ia querer recebê-la. Mas ele quis, será que sabia quem ela era?
Um homem, por volta de seus quarenta anos, se sentou na cadeira de frente para ela. Ele a examinou bem antes de iniciar a conversa.

-É assustador como vocês se parecem.- ele percebeu o alívio no rosto dela -Isso não quer dizer nada.

-Eu sou Kim Min Ah.

-Você já disse isso.- ele respondeu irônico.

-Bem... minha mãe é a Soljin, Kim Soljin!- Minah olhou bem para ele -Você a conhecia, certo?

-Certo. Quem não conhecia a famosa Solar.

-Solar?- ela pergunta confusa.

-Sim, era o apelido dela.- estranho, seus hyungs nunca comentaram sobre esse apelido -Todos a conheciam como Solar, ela era única.

-É onde eu quero chegar. Preciso saber sobre seus amigos, com quem ela andava e até mesmo... se ela tinha algum namorado.

-Você quer saber especificamente sobre seu pai- ele coça a barba -Não posso ajudar.

Minah olha boquiaberta para ele, ela não tinha chegado até ali para sair sem repostas.

-Não precisa ser sobre ele, quero dizer, precisa. Olha, eu só preciso saber com quem ela andava, às pessoas com quem ela tinha contato.- Minah encara o fundo do copo -Quem ela era.

-Bem, sua mãe...

"... era uma pessoa única e calorosa, por isso o apelido Solar. Nunca a vi com outras garotas da sua idade, ela sempre andava com um grupo de rapazes. Eu não sei nada sobre a família dela, quem era ou o que faziam, mas ela sempre andava com dinheiro. Não estou insinuando nada, mas como ela conseguia tanta grana? Nunca descobrimos. E um dia ela apareceu aqui, pediu uma dose de tequila e eu perguntei o porquê, ela disse que estava grávida. Lógico que eu não dei a bebida, ela parecia estar acabada, muito triste. Eu nunca imaginei ver a Solar naquele estado, depois disso ela sumiu. E eu nunca mais a vi."

-E meu pai? Você o conhecia.

-Esqueça aquele homem, garota.- ele pegou na mão de Minah -Viva sua vida e esqueça o passado, para o seu bem.

-Isso nunca vai acontecer, eu preciso encontrá-lo.- seu tom de voz era de desespero -Só ele pode me ajudar.

-Fique bem longe daquele homem- ele olhou ao redor -É um conselho que você deveria seguir.

Como ele podia dizer uma coisa daquelas? Aquele "homem" era o seu pai.

-Eu só preciso de um nome, um único nome!

O homem levantou e ajeitou a roupa.

-Esquece, espero nunca mais a ver por aqui.- ele a encarou -Ainda mais se estiver procurando informações sobre ele.

Ela não podia deixa-lo ir, ele era sua última chance. Mas ele saiu, e ela ficou lá sem saber o que fazer.
Levantou lentamente e caminhou até a porta, não fazia ideia do que fazer com as informações que tinha.

                   °°°
Voltando para casa encontrou com o Kim Tam no caminho, ele pareceu surpreso ao encontrá-la.

-Olha se não é a miss sumida/confusão.- ele deu um sorriso torto -O que faz sozinha a essa hora da noite?

-E te interessa?- respondeu seca.

-Se não me interessa eu não perderia meu tempo perguntando- ele bagunça o cabelo dela -Boba. Vem, vou comprar algo para você comer.

-Ei!- ela corre até ele.

-E nem adianta recusar. Sua mãe não te ensinou que que é feio recusar comida?

-Não, ela...

-Vem, vamos comer aqui- ele a puxa para um restaurante de rámen.

Minah sorrir ao ver que era um simples restaurante, mas acolhedor.
Após fazer o pedido os dois se encaram silenciosamente, Minah já estava preste a sair dali.

-Então... onde você estava?- ele pergunta -Quero dizer, antes de nos encontrarmos.

-Você faz muitas perguntas.

-Talvez seja porque gosto de ouvir você falar.- ele coloca as duas mãos sobre o rosto.

-Eu fui visitar um amigo da... família.- ela se apressa a dizer família.

-Porque?

Ela o ignorou. A garçonete aparece com os pedidos e deixa sobre a mesa, Minah apressa a comer.

-Qual o seu relacionamento com o Min Jo?- Minah quase cospe o macarrão da boca.

-Somos amigos.- ela responde depois de engolir a massa.

Sente o celular vibrar e quando olha a tela do aparelho se assusta, tinha quinze chamadas perdidas, todas de seus hyungs.
Ela pensa em deixar o celular tocando, mas sua consciência pesa, então resolve atender.

-Um minuto.- diz a Kim Tam -Alô?

-Minah?- era a voz de B-bomb do outro lado da linha -Onde você está? Estávamos preocupados!

-Eu estou bem. Só ia terminar de comer para ir embora.

-Chegar teremos uma conversa!

Porque eles eram assim? Ela não podia ficar algumas horas fora que o desespero começava. Fala sério, isso sufoca qualquer um!

-Preciso ir.- ela avisa.

-Porque? Você nem terminou de comer e...

-Meus pais... me ligaram. Querem que eu volte logo.

-Tudo bem- ele dá um sorriso fraco -Te vejo na escola?

-Okay.

                    °°°
Ela imaginava a bronca que levaria ao chegar em casa, por isso não se preocupou em apressar os passos.
Abriu a porta e se deparou com uma casa silenciosa, coisa que ela não esperava encontrar. Caminhou pelo corredor e viu a porta da sala aberta, ao entrar se deparou com todos os seus hyungs.

-Minah!

-Onde você estava?- P.O perguntou.

-Já estou em casa, para que tudo isso?

-Para... que?- Zico levanta da poltrona -Para que? Garota quem você pensa que é? Estávamos preocupados!

-Ah, agora você está preocupado? Não parecia a alguns dias atrás!- ela cospe as palavras.

-Com quem você estava?- Jaehyo pergunta.

-Já disse que estava comendo.

-Com quem você estava comendo?- Zico pergunta.

-E isso importa?

-CLARO QUE IMPORTA!- ele passa a mão pelos cabelos -Vai começar a esconder as coisas agora?

-OLHA QUEM FALA DE ESCONDER COISAS- ela grita -Aposto que Solar ficaria desapontada se os visse agora.

-O que?- Park Kyung pergunta boquiaberto.

-É, eu sei de tudo!- ela diz recebendo olhares surpresos.


Notas Finais


Eu sei que eu ando sumida daqui, mas acho que depois de eu explicar melhor minha situação vocês iram compreender o porquê.

1- Eu estava muito enrolada com a escrita dos capítulos, por causa dos estudos (ENEM chegando)

2- Meu pulso esquerdo saiu do lugar e a) É horrível digitar com uma mão só (como estou fazendo agora), b) É recente, mas ajudou no atraso dos capítulos e c) Sério, é realmente um saco ficar com esse pulso machucado. P.S: não recomendo rsrs

3-Não é uma desculpa hihi, mas um aviso. Minhas aulas iram acabar 15 de novembro, ou seja, é o tempo do meu pulso sarar e eu volta na ativa com a fic.

⭐Obrigado por aqueles que compreenderam a minha situação, e eu peço de coração, não abandonem minha fic ou tirem da biblioteca, eu trabalhei muito nela.

Atenciosamente,
Foquinha🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...