História Circus for a psycho - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Tartarugas Ninja
Visualizações 31
Palavras 890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Misticismo, Musical (Songfic), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Surto pat 3


Fanfic / Fanfiction Circus for a psycho - Capítulo 5 - Surto pat 3

Mikey P.O.V

Eu estava escutando o Raph falar com alguém… Mas a questão é com quem ?

Eu fiquei um tempo escutando a conversa dele com sabe se lá quem… Mas alguns minutos depois eu o ouvi gritar, pedindo para alguém calar a boca… Eu fiquei preocupado, então eu resolvi fazer o que o sensei me pediu.

- Raph você esta bem ? - Eu perguntei batendo na porta.

Alguns segundos se passaram e eu não obtive resposta... Eu apenas ouvi um sussurro.

O meu coração desparou... Eu convesso que eu estava com muito medo ... Eu dei um passo para trás esperando que o Raph saísse do quarto explodindo de raiva ... Mas nada aconteceu... Alguns segundos se passaram e eu bati mais uma vez na porta.

- Raph ? Você esta ai ? - Eu perguntei preocupado.

Outra vez eu não obtive nenhuma resposta do Raph... Será que devo abrir a porta ? ... Por que o Raph não responde ? ... Será que ele está me ignorando ? ...

Sem pensar duas vezes .... Em um impulso eu abri a porta do quarto do Raph.

O quarto estava tomado pela escuridão e por falta de iluminação o quarto estava frio pra caramba ... O Raph estava sentado na cama ... Os olhos dele estavam brilhando no escuro de uma forma surreal ... O Raph estava olhando para o nada, como se tivesse alguém ali junto com ele ... Mas o mais estranho na minha opinião não foi isso, o maus estranho foi o Fatondo de descobrir que o Raph estava falando sozinho...

E agora o que fasso ? ... Será que eu devo pedir desculpas e ir embora ? ... Bem, se eu já fui estúpido o suficiente para entrar aqui. Então eu posso falar com ele.

- Raph - Eu digo - O que que há ?

O silêncio predominou no quarto... Isso não era o normal do Raph, ele sempre tinha alguma resposta na ponta da língua ... Aquilo estava me deixando com mais medo e o meu nervosismo foi alimentando ... O Raph apenas continuou a olhar para o nada, sem mudar sua expressão ... Tá agora eu estou quase me borano de medo.

- Hmmmm... Raph eu acho que todos nós estávamos pensando o por que de você ter esfaqueado o Leo - Eu digo quebrando o silêncio.

- Olha desculpa ta bem !? - O Raph disse em um grunhido irritado - Agora vai embora daqui !

- Vamos Raph... Largue de ser tão mal humorado - Eu disse fazendo uma cara de cachorrinho sem dono - Não é nada legal quando você se tranca no quarto.

- Mikey apenas saia - O Raph disse em meio a um suspiro.

- Bem... Eu acho que você deve pelo menos uma desculpa ao Leo, então significa que você tem que sair do seu quarto - Eu digo cruzando os braços apenas para dar um efeito de que não vou ceder tão facilmente.

- Eu não devo nada a ninguém ! - O Raph disse rosnando.

- Sim você deve, e você sabe muito bem disso - Eu disse retrucando na hora, ru sabia que o Raph não conseguia deixar sem resposta esse tipo de argumento.

- CALA ESSA MALTITA BOCA ! - O Raph disse em um tom alto, movendo os seus olhos verdes com chamas de fúria, ele pegou o seu sai que estava no meio das cobertas e apontou ele para mim me ameaçando - Eu vou usar isso.

O Raph disse ameaçadoramente em meio a resmungos, eu vi que os seus olhos estavam repletos por uma escuridão assustadora, aquilo não era normal ou muito menos natural.

- Uou ... Se acalma Raph - Eu disse com os meus olhos levemente arregalados de surpresa e de medo - Tudo o que fiz, foi falar para você perdir desculpas ... E não para colocar uma arma na minha cara.

- Eu não recebo ordens de você - O Raph diz segurando o seu sai com força em uma voz raspada e feroz.

- Então ta eu vou embora - Digo levantando as mãos no ar ... Eu estou um pouco irritado com ele agora... Então eu acrescentei em uma voz baixa para que o Raph não escutasse - Rei do drama.

Eu não queria que o Raph tivesse escutado a ultima parte ... Mas eu acho que ele ouviu ... Foi ai que o Raph gritou em fúria pulando em cima de mim.

- Raph ! - Eu disse assustado.

O Raph pulou em cima de mim e ambos caímos no chão ... O Raph esgueu os seus punho e começou a me bater ... Ele estava me espancando praticamente e os golpes dele tinham um alvo especifico .... Minha cabeça ... Os socos dele eram rápidos, precisos e muito, muito dolorosos.

- Raph para com isso ! Você ta me machucando - Eu disse colocando meus braços em frente do meu rosto .... Aquilo realmente estava me machucando e os socos do Raph eram duros e dolorosos ... Era quase como dar de cara na parede.

- Essa é a intenção ! - O Raph parou de bater em mim por alguns segundos ... Mas ele pegou um de seus sais que estava no chão e o interrou no meu braço ... E eu apenas gritei de dor enquanto eu sentia a lâmina do sai dentro do meu braço, perfurando e rasgando a minha pele e a minha carne.



Continua ...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...