História Citações - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Citações, Romance
Exibições 6
Palavras 354
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lírica, Poesias
Avisos: Heterossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Rotina


Eu acordo, acordei

Eu olho no espelho e penso, que droga, eu ainda tô aqui

Como não tenho escolha

Eu vou tomar um banho pra ir pra maldita escola

A água quente desce e por algum motivo

Meus pulsos ardem

Quando eu olho

Eu vejo riscos

Penso, pq ?

Eu penso pq eu tô fazendo isso cmg

E nesse momento eu penso em parar, eu saio do banho, me troco e vou

Sempre com alguma coisa nos pulsos ou alguma blusa de frio mesmo estando calor

Só para ninguém notar e nem olha pros meus pulsos e me tratar como se eu fosse diferente

Mas quando vem, ah

Eu não sei que resposta dar

Eu não tenho nada pra falar

Eles me chamam de idiota

Eles dizem que, que eu faço isso sem motivo

Eu não tenho ninguém

Ninguém!!

Se eu tivesse alguém que se preocupasse comigo, e antes disso tudo acontecer, visse que eu precisava de ajuda

Acha mesmo que estaria assim? e mais uma vez o inferno caiu sobre mim na escola

Eu tenho que ir embora

Com o rosto inchado

Mas mesmo assim finjo que tá tudo bem pra ninguém na minha casa notar

Eu chego em casa

E tenho que passar pela dor do banho novamente

Eu entro no quarto,

"Mãe, pai, vou dormir"

Só eu sei a dor que é

Olhar pro estojo

Ver o apontador

E tirar a lâmina dele

E quando você começa você não sabe como, você não consegue parar

Você não sente dor

Você não sente nada, você começa a se cortar e vc não para

Até que as pessoas que vc mais ama vêm e começam a te julgar

Você acha mesmo que dói mais uma pessoa estranha me julgando?

Ah

Podiam todas as pessoas do mundo me julgarem, se quem eu amo ainda estivesse do meu lado

Mas não estão

É o único motivo de descontar tudo que eu to passando em mim mesma

Meus pulsos marcados

Cada vez mais fundo

E o pior é que eu não sei até onde isso vai

Eu não consigo parar

E ninguém me ajuda

Eu acordo

Me olho no espelho

E penso

Que droga, eu ainda tô aqui



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...