História Clareia a minha vida, amor, no olhar. - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Tags Kavanaugh, Orange Is The New Black, Vause
Exibições 89
Palavras 1.253
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 21 - Agenda da semana


POV ALEX

Bati na sala dela, ela me manda entrar e na hora que eu coloco a pilha de papéis pra assinar em cima da mesa, o telefone toca, pego pra atender:

- KCC, Alex Vause.

-Bom dia Srta. Vause, é Klein, preciso falar com sua odiosa chefe.

- Um momento, Sr. Klein.

Quando eu digo o nome dele, ela revira os olhos e aperta o botão de viva-voz e diz:

- A que devo a honra, Sr. Klein?

Eu faço menção de sair e ela faz sinal negativo com o dedo indicador e me manda sentar de frente pra ela.

- Negócios, srta. Kavanaugh, e tbém porque queria ouvir a voz deliciosa da sua secretária.

- Ligue diretamente pra ela da próxima vez, minha sexta-feira já tá uma merda pra eu ficar ouvindo esse tipo de cantada barata.

- Uau! Ela tá trancando as pernas pra você, Kavanaugh? Não te via assim tão ranzinza desde quando dividimos sua namorada.

Ele diz e eu sinto que ela segurou com firmeza a mesa, deixando os nós da mão até brancos.

- sr. Klein, você disse negócios… meu tempo é precioso!

- Estou te ligando pra remarcar a nossa reunião para a parte da tarde, recebi uma oferta mais tentadora que a sua e queria avaliar as possibilidades. Sei que não adianta olhar com ninguém a não ser diretamente com vc então resolvi encurtar o caminho.

Ela ri, sarcasticamente e diz:

- Sr. Klein, trabalhe com eles e me poupe da sua soberba e poupe minha secretária do seu papo barato.

- Srta. Kavanaugh, pelo visto eu vou testar as curvas dela primeiro que você. Me promete que manda uma foto dela pra eu ver se vale a pena?

Ela olha dentro dos meus olhos e diz pra ele:

- Sr. Klein, Alex Vause é mulher demais pra você. Você não daria conta dela.

- É uma aposta?

Ele ri e pergunta.

- Não, não é. É um aviso. Se eu sonhar que você encostou um dedo num fio de cabelo dela, eu acabo com você e você sabe muito bem que eu sou capaz de fazer isso. Nossa reunião continua marcada. Passar bem.

Ela desliga o telefone e passa a mão nos cabelos e me diz:

- você viu só com quem vai ter que lidar, não viu?

- vi sim, Srta. Kavanaugh, não precisa se preocupar, eu sei me defender.

- eu espero que sim. O que temos pra hoje?

Ela diz e o assunto é colocado de lado, mas eu vejo que ela ficou incomodada com a ligação e eu fiquei pensando qual seria a relação entre os dois e a namorada dela.

- São esses documentos que precisam ser assinados, já marquei o local de cada um. São documentos que você já está por dentro, basta assinar. Enquanto você assina, podemos repassar a agenda da semana que vem.

- Tudo bem...

Ela pega os documentos e começa a repassar folha a folha pra assinar.

- Então, a segunda, vc tem aquela reunião pra terminar de definir os valores das P.L’s dos funcionários e na parte da tarde tem uma sigla que eu não sei o que é, Emily ainda não me passou essa parte.

 - A.P?

Ela pergunta e eu confirmo  positivamente.

 - Agenda pessoal! - Ela diz, abrindo a gaveta e  me entregando uma agenda menor, preta com um M e um K de dourado – Acho que vc já pode ficar de posse da minha agenda pessoal, pelo visto, na segunda deve ser minha consulta mensal com a ginecologista.

Eu pego a agenda e olho a data, confirmando.

 - Exatamente, às 14 horas.

 - A agenda profissional tá vazia depois disso?

 - Está! Eu respondo, olhando a outra agenda.

 - Ótimo! Liga no Theodore Knupp, tem o telefone dele no fim da agenda, marca com ele pra cuidar do meu cabelo.

 - Normalmente salões não abrem às segundas-feiras, srta. Kavanaugh.

Eu digo e ela ri e responde:

 - Ele me atende em casa, Vause. Não preciso marcar agenda dele.

É claro que não precisa! Pensei na lista de bajuladores que ela deve ter.

 - Tudo bem, vou fazer contato.

Faço um apontamento na agenda de hoje e continuo:

 - Terça feira, visita técnica na obra do parque aquático de Jersey. Leva a agenda do dia todo.

- Se organize pra ir comigo, deixe a telefonista informada da nossa ausência. Quando as visitas são próximas eu prefiro ir de carro.

- Deixo Taylor avisado? Pergunto

 - Não, ele precisa ficar à disposição de Elliot. Nesse caso, eu mesma dirijo. Vamos sair cedo, passo na sua casa e te busco.

 - Tudo bem... Na quarta tem a reunião com o sr. Klein na parte da manhã e com o pessoal da equipe jurídica na parte da tarde.

- Essa reunião jurídica demora horrores! Procura a Adrienne pra ver o que ela vai precisar pra esse dia.

- E na reunião da manhã? Eu pergunto

- Só venha fatal, Vause. Vamos brincar um pouco com aquele filho da puta!

Eu rio, e sinto minhas bochechas corarem.

- Isso é briga de cachorro grande, Srta. Kavanaugh, eu não sou páreo pra isso.

 - Mas nessa briga, só vc tem o poder, Alex. E bota poder nisso!

 

POV MEGAN

Quando vi, já tinha falado. Vejo que ela fica mais uma vez vermelha de vergonha e eu tento consertar:

  -Desculpa... Esse cara me tira o sossego.

- Tudo bem, srta. Kavanaugh, só fico com medo porque se alguém perder com essa história, não tenha dúvida que serei eu.

- Ele cai de joelhos antes de tocar em vc, Vause... Eu garanto isso. Eu e Sr. Klein temos uma história mal resolvida e ele não vai usar você pra resolvê-la.

- Espero que vc não use tbém.

- Você me conhece muito pouco ainda, Vause. Eu não tenho o hábito de fazer isso com ninguém. Posso ter passado a imagem equivocada por causa do meu relacionamento com Meredith ou Adrienne, mas nesse caso, a relação sempre foi muito clara pra nós três. Elas sabem que quando eu encontrar alguém que me faça querer mudar a situação atual, elas vão saber e o ciclo vai se fechar.

- Nada como estar em seu próprio território pra falar com mais segurança, né?

Ela diz e volta pra agenda. Terminamos em 10 minutos e ela diz:

 - Sua agenda tá revisada, sua próxima reunião é daqui a 25 minutos. Mais alguma coisa, srta. Kavanaugh?

Eu paro e penso um pouquinho, lutando com minha sanidade e por fim, digo:

- Alex, vc tem alguma programação para o fim de semana?

Ela levanta da cadeira, seguindo pra porta e diz:

- Nada programado, por quê?

- você não quer passar o fim de semana comigo e Elliot no rancho? Na verdade, eu, Elliot, Frida e Viviene, a filha do Vicent.

 - Não sei se é uma boa ideia, srta. Kavanaugh.

 - Só pensa... a gente vai sair por volta das 18 horas, depois que eu buscar Elliot na escola. Pense com carinho, vai ser um fds divertido. Pra tirar a má impressão.

 - Tudo bem, vou pensar e te falo.

 - Certo!

Eu digo, eufórica demais! E ela ri aquele sorriso lindo, que me deixa boba e sai levando aquele corpo perigoso envolvido num tecido branco que me faz ter pensamentos nada convencionais usando minha secretária.

Passei os próximos 20 minutos antes de ser chamada pra reunião, pensando em como seria excelente um fim de semana todinho de reclusão e Alex Vause.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...