História Clans - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 21
Palavras 1.194
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Há sentimento


Fanfic / Fanfiction Clans - Capítulo 3 - Há sentimento

- Por que está assim?  - Tae me olhava bem sério – Se esqueceu do que aconteceu? Do que vivemos? Você aparece do nada no meio da noite em seguida em minha casa sem ao menos olhar pra mim direito S/n

- Eu...Eu só quero esquecer o passado, esqueci que me apaixonei por você e que morri e voltei como uma criatura sugadora de sangue, quero esquecer tudo Taehyung – Dito isso eu me virei e segui meu caminho, porém senti suas frias mãos cobrirem as minhas me impedindo de prosseguir

- Então nós...

- Não existe mais...nós.– Me esquece e se proteja e aos seus irmãos – Me soltei e caminhei

   Sobre a noite fria que ali se encontrava, além  de ser fria sentia um vazio enorme em meu coração ao dizer aquilo pra ele.

“Por que eu ainda te amo?”

  Era horrível sentir essa droga de sentimento, já fazia séculos que não ouvia si quer em amor, mas...Quando o vi na escola dos humanos tudo mudou, isso voltou, essa coisa que se denomina “amor”.

 

Taehyung on

 

“Não existe mais...nós”

  - Eu não consigo acreditar nessa frase, sou tão idiota! – Dizia enquanto caminhava pra casa

  Assim que cheguei vi todos na mesa, parecia mais uma reunião do que uma conversa matinal, encarei eles e me chamaram para sentar-me junto a eles.

- Precisamos conversar maninho – Suga disse pra mim sério

- O que foi dessa vez? Já não eu estar bastante atordoado? – Disse me sentando na cadeira

- É uma reunião de família – Ele disse pra mim

- Acreditam nela? – Jungkook disse

- Não! – Jimin disse enquanto dava um gole na água

- Deveriam – Vejo Nanjoom falar pra nós

- Desde quando acredita nela? – Eu disse – Nunca gostou dela Nanjoom

- Breu está aqui – Ele continuou dizendo

- Como sabe? – Jin indagou a ele

- No beco perto bar onde estávamos vimos ela matando um cara, ela estava sedenta, parecia que não se alimentava a anos, parecia um animal monstruoso, assim que nos viu ela saiu deixando o corpo lá, acabei terminei terminando o serviço e depois me livrei do morto

- Onde quer chegar com isso? –Hoseok parou ele

- Quero chegar ao ponto de que... Estou tendo visões dele ante de morrer, provavelmente S/n também está tendo

- O que você viu? – Jin perguntou

- Breu...Ela disse a verdade

- Precisamos encontra-la

- Precisamos de um plano para pegar – Jungkook disse a todos

- É arriscado de mais enfrenta-lo

- Uma coisa de cada vez gente – Jimin disse

- Primeiro, vamos encontra-la – Eu disse em tom alto – Depois vamos bolar um plano

- Ela vai estar na escola amanhã e falamos com ela – Suga disse se levantando e saindo

 

Manhã seguinte...

Na escola...

 

     Acordamos e nos arrumamos, fomos caminhando para a escola, chegamos lá e todos fomos falar com S/n, não encontrávamos ela de jeito nenhum, fomos para o campus e a vi de longe sentada em baixo de uma arvore enorme.

- Você sempre foi isolada desse jeito? – Suga disse pra ela

- E você sempre irritante? – A mesma encarou o pálido fechando o livro e se levantando encarando todos – O que vocês querem?

- Apareça na nossa casa depois da aula, mais precisamente de as 23h00 – Disse Jin ajeitando a mochila e saindo com todos nós

 

 S/n on

 

                                                                                                 23h00

 

   Saí do cubículo que chamava de casa e fui caminhando para casa de Taehyung, no caminho pensei o quanto o mundo dava voltas, queria tirar essa dor que carregava comigo mais era impossível. Chegando na residência ergui meu braço na intenção de bater quando Jungkook abriu e me encarou.

- Está atrasada, não acha?

- Não, eu não acho! Posso entrar?

   O menor deu passagem e eu entrei me direcionando a sala onde todos estavam a minha espera.

- Como vão rapazes? – Dei um sorriso labial e irônico

- Sem apresentações por favor... Suga disse sério e sem olhar pra mim

 

        “Um crime? Te amar.

     Um castigo? Não te tocar.”

                                     

 

 

                                                               ...

 

- O que vocês querem comigo? – Eles me encararam e quando iam falar ouvimos passos vindo da escada

   Era Taehyung, tentei não manter muito contato visual, mias o jeito que ele descia delicadamente e sexy ao mesmo tempo, jogando seu cabelo para trás me deixavam a deseja-lo cada vez mais, mais a raiva era maior e não deixava meu amor florescer.

 

- Podemos continuar? – Disse dando uma tosse forçada

- Pode! – Ele terminou e foi para o sofá

- Se me chamaram aqui para isso? Eu acho que posso ir embora

- Aish! – Suga cosa a cabeça – por onde começamos...

- Queremos sua ajuda – Jin chega ao ponto

- Minha ajuda? O que eu posso oferecer a vocês, sou apenas uma criatura amaldiçoada sem vida alguma e faminta. O que podem esperar de mim?

- Suas habilidades – Taehyung virou seu rosto pra mim e disse – seus poderes

- Meus o que? – Alguns riram – Isso não tem um pingo de graça, que poderes Taehyung?

- Por favor, vamos a cozinha – segui ele até mesma e ele se direcionou até a geladeira retirando um copo bem grande sangue fresco

- Está com fome? – Ele me encarou dando um belo sorriso lateral e colocando o copo na mesa – Pega, é seu...

- Por que está fazendo isso Taehyung? – Coloquei minha mão fria sobre a garganta praticamente sedenta de sede – O-?

-  É de uma criança – Sem pensar duas vezes peguei o copo de sangue e bebi tudo deixando uma gota cair no canto de minha boca – suculento? – Ele disse vindo em minha direção

- Divino!

- A quanto tempo não bebe sangue fresco? – Ele chegou mias perto erguendo sua mão em meu rosto na intenção de limpar minha boca

- Já tem um tempo – disse virando meu rosto e limpando o mesmo – Vou ser curta e franca, se eu vou ajudar vocês, precisam confiar em mim, seus irmão principalmente – disse seca e encarando em seus olhos

- Eu confio em você

- Eu sei disso, agora se me de licença, vou embora – Disse isso e saí da casa deles

Taehyung on

 

  S/n estava me deixando louco, tentei-me controlar até que ela foi embora, fui até a sala e meus irmão me encaram.

- Vai atrás dela – Nanjoom me disse

- Pra mim é perda de tempo – Suga disse sério

- Vai logo Tae – Jin se levantou e me disse

    

      Saí de casa e caminhei até ela, vi ela caminhar sobre a rua até que caminhei mias rápido e comecei a segui-la. Chegamos até um prédio antigo, presumi que ela estivesse morando lá.

- Vai continuar me seguindo? – Escutei ela dizendo e parando lentamente

- Eu... E-Eu...

- Pra que me seguiu Taehyung? – Ela se virou pra mim

- Você estava me deixando louco sabia? – Disse caminhando até ela

- O que está dizendo?

- Se você soubesse os pecados que queria cometer com você acho que eu estaria no inferno – Cheguei mais perto dela e deixei nossos corpos bem colados

- Não faça isso Taehyung – ela se esquivou pra trás – Eu não posso...

- Peguei sua cintura e choquei nossos corpos – Não pode? Ou não quer? – ri e soltei um pouco de ar

- Tae...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...