História Clexa - Alvorecer Sombrio - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Personagens Clarke Griffin, Lexa
Exibições 49
Palavras 535
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


É só o principio galera, dando uma explicação de como nossas amadas viviam, logo a ação chega e as coisas vão melhorar!

Capítulo 2 - Clarke


Mais um belo dia ensolarado nasceu em Arkádia, seus cidadãos estavam contentes pois a colheita estava perfeita e o dia era ótimo para trabalhar, era pequeno e autossuficiente, eles sobreviviam do que plantavam, não existia comercio, ninguém vendia, ninguém comprava, tudo era repartido, os artesãos criavam, e ensinavam os outros a criar, se você quiser alguma planta que não tem, a semente lhe seria doado, todos eram iguais, viviam em perfeita paz e harmonia. E tudo isso graças a sua Princesa Clarke, a comandante de Arkádia. Sua mãe era um ser celeste, que amava muito os humanos e se apaixonou por um camponês, logo eles teriam sua filha, porém com a existência de um perigo eminente, transformou-se em uma barreira de luz, para proteger sua filha e dar a ela uma vida calma e feliz.

Ela foi ensinada pelos sacerdotes o caminho da luz, sempre meditando e peregrinando pelo mundo espiritual, que exigia muito entendimento e devoção, lá ela poderia pensar melhor, e fazer suas melhores escolhas.

-Bom dia, Jasmin! –Ela disse sorridente ao olhar a jovem que lhe entregava sua roupa. – piscou seus olhos lentamente enquanto bocejava e se espreguiçava.

-Onde está Arthur?

-A última vez que o vi, estava indo em direção as muralhas.

-Mesmo sabendo que estamos seguros aqui? –Ela disse duvidosa levantando-se de sua cama.

-Sim. –Jasmin apressou-se em deixar os vestidos ali e saiu para sua próxima tarefa.

Clarke logo se aprontou e foi encontrar-se com Arthur, que era seu conselheiro e sacerdote.

Ao se aproximar dele, viu a expressão de preocupação.

-Você também sentiu? –Ela disse séria, virando seu corpo para a mesma direção que ele apontava.

-Sim, tem algo vindo. –Sua voz era de preocupação.

-E não é bom... –Ela temia, porém precisava de algo para tira-la daquela rotina, nunca tinha saído do reino, nunca tinha sentido medo, era uma prisão de certa forma, suas escolhas foram limitadas.

-Eu peço que vá para o mundo espiritual e busque respostas, veja quem está vindo e o que quer.

-Eu não sei se consigo, não sou tão boa. O máximo que eu veria lá, seria o desejo da pessoa.

-Faça isso. Vou ver se os nossos soldados ainda lembram-se de como lutar.

Clarke não perdeu tempo e foi para a sala de meditação, que era o canto mais silencioso de todo o reino, ele ficava escondido logo atrás de uma passagem secreta no próprio castelo.

Concentrou-se e limpou seus pensamentos. Ela já estava caminhando pelo mundo espiritual, e ao buscar, começou a enxergar imagens borradas de soldados cercado de uma fumaça negra. E o líder vinha em direção a ela, ao redor dos olhos havia uma pintura preta, Clarke tentava enxergar melhor. Sem sucesso tocou aquela sombra, não podia dizer se era homem ou mulher, no peito para sentir suas emoções, e o que ela viu a fez voltar para o mundo material. O ódio, sofrimento, solidão, ela sentiu todas os sentimentos negativos de uma só vez. A tristeza foi tão grande que ela não conseguiu conter algumas lágrimas, foi tão intenso. O mundo espiritual é perigoso se você não estiver bem preparada, aquele ser que ela viu só continha trevas e isso preencheu seu vazio com medo e curiosidade.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...