História Clichês 2 - Amores Não Correspondidos - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 21
Palavras 530
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 10 - Encontro


Samantha

  - É aqui o endereço lady.
  Era a primeira vez que eu visitava a casa do Felipe, consegui o endereço dele na escola, e me disseram também que os pais dele haviam acabado de transferí-lo.
  Do outro lado de onde o Raphael estacionou, uma equipe de uniforme azul carregava os móveis da casa para dentro do caminhão de mudanças, pouco tempo depois o Fe apareceu na porta carregando uma caixa.
  Um braço dele estava enfaixado e ele mancava um pouco, um peso enorme saiu da minha consciência, ignorei o que o Raphael estava para dizer e saí do carro, decidi que vou assumir de uma vez que eu... Acho que amo ele.
  Antes que eu pudesse chegar até o Felipe, uma garota saiu da casa carregando um quadro coberto por um pano, era a mesma que eu vi andando com ele no dia em que fui na sorveteria... Ela me viu e se escondeu atrás do Fe, que percebeu finalmente que eu estava ali, depois de tanto tempo sem nos vermos.
  Eu não sei qual a relação entre eles, ela pode ser uma irmã ou prima, qualquer coisa, menos uma namorada, certo? Ele nunca disse ter uma, pelo menos, não para mim.
  - Oi Fe.
  - Samantha...? - É a primeira vez que vejo os olhos dele parecendo perdidos, tão hipnotizantes, ele colocou a caixa embaixo do braço e começou a andar na minha direção, nossos rostos quase se tocando... - Eu preciso te dizer qu...
  Uma caixa voadora acertou ele na cabeça, uma garotinha surgiu da porta da casa e veio correndo para puxar o Fe pelo braço na direção de um carro cinza parado em frente ao caminhão de mudanças.
  E ele foi embora, entrou no carro olhando para mim, sem me explicar nada, sem terminar de dizer o que eu quero tanto ouvir...
  O carro e os caminhões partiram, no fundo eu tinha uma esperança de ver o Felipe voltando correndo, não sei quanto tempo fiquei parada olhando para o fim da rua, uma mão enluvada acariciou minha cabeça, do meu lado, o Raphael parecia dividir a minha tristeza.
  - Quer ir atrás deles?
  - Não... Vamos voltar.
  No fundo, eu acho que estava mais decepcionada do que triste, acho que eu esperava mais do Felipe, um abraço... Um beijo...

Felipe

  - Você quase estragou tudo.
  A idade e o rosto infantil da Carol não combinavam com esse jeito de falar, era como se ela estivesse me tirando da posição de irmão mais velho.
  Os olhos escuros do meu pai apareceram no espelho retrovisor do carro, as bochechas dele deram uma leve enrugada, deixando claro que ele sorriu quando viu a Sarah dormindo encostada no meu ombro.
  - Essa situação te diverte?
  - Claro, ela é mesmo uma ótima garota, não acha?
  - Talvez. Ai!
  A Sarah estava me encarando enquanto mordia meu braço, não parecia nem um pouco que estava dormindo alguns segundos atrás.
  Mais do que qualquer mordida, ter visto a Samantha novamente e não poder fazer nada no momento me doía.


Notas Finais


Desculpem-me pelo capítulo curto, mas sem esse pedaço a história ficaria mt vazada ;-;
~ quase acabando a fic...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...